RELATÓRIO DA ENERGIA DE DEZEMBRO DE 2016.
Mensagem de Jennifer Hoffman
5 de Dezembro de 2016
 
luz de gaia
 
  Aqui estamos no último mês de 2016, e é um alívio bem-vindo estar no final do ano. Tem sido um desafio, mas é um ano “9”, o que envolve finais, encerramento e finalização. É por isto que o tema deste mês é: “Limpe o Convés e Navegue”. Nos navios, os convés são limpos, movimentando os objetos antes da navegação, para que eles não se movam e fiquem no caminho. À medida que avançamos neste mês, que é o último mês, neste ano 9 e o último ano em um ciclo de 9 anos, teremos muitas oportunidades para colocarmos tudo em ordem. Você pode até achar que alguns de seus “convés” são auto limpantes, quando pessoas e situações deixam a sua vida voluntariamente. Isto está bem; eles estão abrindo espaço para novas oportunidades.

Este relatório da Energia de Dezembro contém uma mistura de energias, algumas grandes e outras não tão grandes. Não é fácil fazer o nível de limpeza em que estivemos envolvidos por tantos anos, mas este mês é uma última passagem para o que esteve circulando desde 2007. Como você lida com isto e com o que vem a seguir? Está preparado para Dezembro? Ele está aqui e está acontecendo agora. Será um mês agitado.

Cada ano chega ao fim e este é o último mês de 2016, um ano de limpeza e de movimento, que tem sido um desafio, mas estamos no ponto final. Comecei a escrever este relatório várias vezes e não conseguia terminá-lo por razões que tinham a ver com a intenção coletiva de se posicionar e este é o mês para isto. Se você está familiarizado com o protesto de Standing Rock contra a rota do gasoduto de Dakota Access, através de sua fonte de água, um tribunal rejeitou a queixa da tribo de índios sioux, depois de pesados protestos e a presença de 2000 veteranos americanos. O governo federal decidiu suspender a construção do oleoduto. Este é um momento significativo para nós e muda o cenário para 2017. Fomos desafiados a defendermos o que acreditamos e o que beneficia o coletivo. O fato de se posicionar pode levar a uma recusa ou a uma abdicação, mas uma coisa que aprendemos com esta situação é que o poder está conosco, com o povo, e em um paradigma do poder na 5D, o poder não corrompe, ele une.

Estamos ainda ressoando com a energia da lua nova de 29 de Novembro que se dá em quadratura com Netuno, o planeta que rege o petróleo e o gás, bem como a ilusão e a fraude. Ao mesmo tempo, estamos sob a forte pressão de Marte, que estará muito ativo nas próximas duas semanas e aspecta, de maneiras poderosas e positivas, todos os grandes planetas, especialmente Plutão (transformação), Urano (revolução), Eris (guerreiro para a justiça), Saturno (lógica, disciplina, lições e realidade), e Júpiter (expansão, pensamento superior) para tomarmos uma posição pelo que acreditamos e queremos, agora e para o futuro.

A ação de Marte é muito simbólica porque ele rege Áries, o signo do pioneiro e o primeiro signo do zodíaco. Em Aquário, ele está em mútua recepção com Urano, que rege a comunidade e o coletivo, permanecendo em Áries até Maio de 2018. Recepção mútua significa que Marte e Urano estão no signo, um do outro, e isto faz a primeira semana de Dezembro, quando Marte se conecta exatamente com Urano, o super poderoso. Temos o planeta da ação se encontrando com o planeta da revolução e não nos esqueçamos de Eris, a energia feminina do guerreiro divino, que está também em conjunção com Urano. Mais do que ação, contudo, é a conexão Marte/Urano, onde um se torna Um, unindo o pioneiro com o coletivo, convidando o indivíduo a se unir à comunidade. Esta é a inteligência divina operando e somos convidados a nos unirmos, reconhecendo tanto a nossa divindade, quanto a nossa humanidade; a nossa individualidade, bem como a nossa adesão ao coletivo.

Será que há algum alívio neste mês? Sim, há, mas o alívio não chega com uma massagem, um chá quente e uma almofada macia para os nossos pés. Ele, com frequência, chega a partir de novas compreensões, percepções, verdades e um desejo de mudança que é tão forte que somos obrigados a criá-la, geralmente depois de termos experimentado a confusão, a dor e o sofrimento. Dezembro é um mês que mantém o potencial para a conclusão e o encerramento que dá origem à transformação, se estivermos dispostos a agir e a permitir que isto aconteça.

A união de pessoas através de um objetivo comum e compartilhado não é nova, mas hoje é mais significativa do que nunca. Temos que compreender que somos os criadores, somos poderosos e é a nossa intenção coletiva que é a chave para um mundo em que a paz, a alegria, o amor e a abundância estão disponíveis para todos. Passamos por um ciclo poderoso que começou em 2007 e em 2016 tivemos o último ano deste ciclo. 2017 inicia um novo ciclo de energia.

2016 foi um ano “9”, o que simboliza conclusão e términos. O ano 9 mais recente foi em 2007, e o novo início que se seguiu em 2008, um ano “1”, foi marcado pela crise bancária global e econômica. Agora estamos na ponta de um novo ano “1”, onde um ciclo se inicia e este requer que a intenção coletiva seja uma intenção capacitada para todos. Temos experienciado os abismos do desespero, agora nós estamos preparados para a alegria, mas de uma maneira equilibrada e isto criamos para nós mesmos. Quanto mais sabemos hoje do que em 2008? Quanto mais conectados estamos e somos capazes de usar veículos para a conexão como a Internet, celulares e a mídia social?

O modelo de vida “feito para você” foi uma opção tentadora e nos tornamos pessoas preguiçosas e inativas, robôs, e perdemos a nossa criatividade. Isto exigiu que vivêssemos como vítimas incapacitadas, não mais soberanas em nossas realidades individuais e coletivas. Estamos agora entrando em um novo ciclo de energia e enfrentamos uma verdade séria, que se quisermos a festa, temos que estar dispostos a passar algum tempo cozinhando na cozinha.

Este novo ciclo desenvolverá a nossa intenção, o alinhamento e o pensamento focado na mestria. Assim, se estivermos dispostos a explorar os benefícios das vibrações mais elevadas, das novas frequências e dos novos potenciais, teremos o apoio que precisamos e deveremos tomar medidas. Esta é a diferença entre cantarmos sozinhos e com uma orquestra completa. A música é a mesma, mas ela parece mais rica e mais completa quando todos na orquestra estão nos apoiando.

Recebemos mais apoio em 14 de Dezembro com a lua cheia de Gêmeos, que, novamente, entra em aspecto com todos os grandes planetas (exceto Netuno) e o Solstício no dia 21, o que muda o equilíbrio luz/escuridão e sentiremos isto energeticamente, também. Temos o presente de um Mercúrio retrógrado começando no dia 19 e que está em Capricórnio, regido por Saturno e o signo das corporações e dos “grandes negócios”. Mais do que um incômodo e uma interrupção com a nossa jornada e comunicações, Mercúrio rege o carma e a nossa ligação com ele. Este Capricórnio retrógrado irá trazer à tona questões sobre o carma corporativo e o final das influências corporativas que há muito tempo tem desempenhado um papel excessivamente poderoso na sociedade.

Será que queremos continuar a permitir que governem o mundo, ou estamos preparados para nos posicionarmos energeticamente e resgatarmos a nossa soberania que temos ignorado e sacrificado por tanto tempo?

Acredito que a família da humanidade está finalmente vendo o valor da conexão e como somos poderosos quando nos unimos com uma intenção compartilhada que inclui o nosso desejo pelo que queremos em nosso mundo, expandindo-o para o resto da humanidade. Desde que estamos aqui para a nossa própria cura, quando expandimos o que curamos para o resto da humanidade, completamos o nosso ciclo de cura universal e isto acelera o processo da ascensão.

O que perceberemos neste mês é que não temos que trabalhar tanto para mudarmos o mundo e isto não acontecerá com o nosso sofrimento – o paradigma do Curador Martirizado está terminado. O que muda o mundo é a nossa intenção de termos um mundo de equilíbrio, igualdade, congruência, compaixão e justiça. Nossa intenção de levarmos uma vida poderosa cria o Empoderamento para nós e o mundo. Portanto, não podemos nos concentrar nos problemas que vemos no mundo. A única razão pela qual vemos os problemas é que agora temos o acesso à solução porque estamos acima da frequência do problema. Somos os “escolhidos” e os eventos neste mês irão nos revelar isto. Tudo o que temos a fazer é acolhermos esta compreensão e usá-la para agir.

Os grandes momentos neste mês (sim, há mais) acontecem ao redor do Natal e do Hanukah (Natal Judeu), que ocorrem no mesmo dia neste ano. É também um momento em que uma grande porcentagem das pessoas no mundo está fazendo e pensando a mesma coisa. Acredito que o “espírito das festas” será forte em muitas pessoas e isto receberá o apoio de aspectos planetários mais incomuns, já que todos os principais planetas (exceto Netuno), estão no mesmo grau ou muito próximos e estão aspectando o outro de formas positivas. Considerando como eles se movem lentamente e os seus longos retrógrados anuais, isto é muito incomum, de fato.

Mas isto ressalta algo que eu estive dizendo por muitos meses: que temos o apoio que precisamos para fortalecermos as mudanças que queremos fazer. Temos apenas que saber que o poder está aí, e está aí para nós acolhermos e usarmos.

E vivemos em um sistema energeticamente sinérgico, onde tudo funciona em conjunto, para apoiar a manifestação, a criação e a transformação. Assim, as ações dos planetas criam uma ressonância que podemos usar para capacitar a nossa própria transformação. Quando acreditamos que operamos isoladamente e seguramos os fardos do mundo, ignoramos todas as soluções e o apoio que estão disponíveis para nós. Podemos manter a ressonância da energia universal e a atividade futura para manifestarmos a transformação poderosa.

À medida que encerramos este mês e este ano, podemos recordar o que conseguimos em termos de aprendizagem, cura, crescimento e transformação. Embora a sua vida possa não parecer diferente no exterior e você possa ainda ter alguns dos desafios pessoais que tinha no início do ano, você está se sentindo mais capacitado para fazer as mudanças que irão levá-lo a um novo paradigma para a sua vida?

Permita que algo termine este mês, conceda-se a conclusão, o encerramento e a paz. Defina a sua intenção para o que você quer no novo ano e neste novo ciclo. Nunca houve um momento melhor para explorar o quanto você pode ser poderoso em sua realidade e todos nós podemos estar em nossa realidade coletiva. Somos a “família” da humanidade e é o momento de deixarmos de lado as nossas disfunções e começarmos a explorar a verdadeira conexão, sinergia, e autoconsciência. É isto o que nos salvará e o mundo, e tornará o céu na terra mais do que uma promessa; criará isto como a nossa realidade individual e compartilhada.

Tenha um mês maravilhoso, os melhores votos para uma temporada de festas cheia de alegrias e um novo ano próspero, abundante e abençoado.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
  Direitos Autorais:
Site original: www.enlighteninglife.com      

Direitos Autorais © 2015 de Jennifer Hoffman. Todos os direitos reservados.

Você pode citar, copiar, traduzir e criar um link para este artigo em sua totalidade, em sites gratuitos. Qualquer uso parcial desta informação é estritamente proibido. Qualquer uso desta informação sem o devido crédito e atribuição da autora também é proibido.


Tradução de Regina Drumond Chichorro – reginamadrumond@yahoo.com.br    
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Uriel - JenniferII - IIVoltar HomeII