KARMA PATERNO
Mensagem de Jennifer Hoffman
21 de Abril de 2012
 
De todos os relacionamentos que experimentamos em uma existência, aqueles que temos com os nossos pais, tanto o pai quanto a mãe, podem ser os mais desafiadores. Algumas pessoas têm experiências paternas maravilhosas, outras desafiam a razão e a lógica. Nossa escolha dos pais, tanto o pai quanto a mãe, foi muito específica e escolhemos aqueles que melhor nos preparariam para o Karma e a cura que precisávamos na vida, começando com eles. O Karma não é acionado quando completamos 18 anos, ou entramos na idade adulta. Ele começa antes da concepção, com a nossa escolha dos pais e sempre escolhemos aqueles que serão os melhores professores Kármicos.

Esperamos mais de nossos pais, porque eles deveriam nos amar, apoiar e cuidar da melhor maneira. Mas isto segue a definição humana de pais e não a espiritual. Não estou desculpando o comportamento inadequado dos pais aqui, mas os pais são os professores espirituais na forma humana. Seu trabalho é desempenhar um papel em nossos ciclos Karmicos, dotar-nos com o DNA emocional, a memória celular, impressões energéticas e padrões ancestrais que são parte de nosso caminho Karmico e eles fazem isto muito bem, às vezes demasiadamente bem.
Se eles associam o papel de professor Karmico a uma forte compreensão espiritual, eles agem com compaixão e o resultado é muito diferente do que se eles estivessem simplesmente representando a sua própria história Karmica conosco, o que pode ter resultados muito dolorosos. Até que os primeiros Índigos se tornassem pais, todos os pais estiveram externando padrões Karmicos sem o benefício da compaixão ou da compreensão espiritual e isto mostrou como eles interagiam com os seus filhos. Todo o abuso, a raiva, o medo, a frustração e as energias emocionais do seu Karma criaram o abuso e o trauma emocional, pois eles procuravam a cura através da retaliação e da vingança através de sua dor Karmica. Um filho em uma vida pode ser sido um pai ou parceiro abusivo em outra. Sem a compreensão espiritual, a energia Karmica se torna o ponto de conexão e o resultado pode ser desastroso.

Agora temos um a oportunidade de mudarmos o Karma paterno e como ele se desenrola. Somos ainda os professores Karmicos de nossos filhos, mas podemos fazer este trabalho com compaixão e compreensão, vendo-nos como curadores também, cientes de que podemos proporcionar compreensão, tanto do Karma quanto da solução. Nossos filhos podem evocar fortes respostas Karmicas, mas estamos cientes delas e podemos fazer o trabalho de cura e de perdão, para que terminemos o ciclo Karmico e nos liberemos e a eles de perpetuá-lo em outra existência. Este é o nosso papel como pais: ajudarmos no término do Karma, para que gerações futuras possam estar livres do Karma e apreciarem um relacionamento pai/filho mais satisfatório e tranqüilo que ressoe com o amor e não com o medo.
 
..---ooo000ooo---..
  
Site original: www.enlighteninglife.com     

Direitos reservados © 2004/2010 para Jennifer Hoffman. Todos os direitos são reservados. Todo o material desta página está protegido pela lei dos direitos internacionais dos Estados Unidos da América e não podem ser parcialmente o integralmente reproduzidos sem a permissão escrita e expressa da autora. Todas as reproduções autorizadas, parciais ou em cópias, por inteiro ou em parte, devem fazer referência ao nome da autora e ao website de Curas Uriel 

Tradução de Regina Drumond Chichorro – reginamadrumond@yahoo.com.br  

Gostou ! Indique para seus Amigos!

|Topo da Página| |Voltar Menu Jennifer| |Voltar Home|