LIVRO IV - TRANSMUTAÇÃO DA VIDA
VIVENDO NO “INTERMEDIÁRIO”
Por Suzanne Lie PhD
Em 20 de junho de 2014
 
  JASON FALA:

Na manhã seguinte acordamos em um dia maravilhoso.

Lantern nos deixou dormir, pois ele sabia que nós precisávamos.

Sandy e eu pensamos que sairíamos para umas férias com duração de um ano e gradualmente conheceríamos os elementais para que pudéssemos ajudá-los.

Entretanto, acabou que nós sofremos um grave acidente e que fomos nós que pedimos ajuda.

Desde o começo somente consideramos que podíamos ter assistência dos galácticos das dimensões superiores.

Nós descobrimos que o próprio planeta é o nosso melhor amigo.

Por muitas gerações fomos ensinados que o planeta era um local para saquear e fazer com ele o que quiséssemos.

Fomos ensinados que a humanidade era o mestre do nosso mundo.

Entretanto, até mesmo o menor dos pássaros não estragaria seu ninho, enquanto que a humanidade reputadamente colocou o planeta inteiro à beira da existência.

Gaia precisava deixar a frequência tridimensional porque estava se tornando crescentemente difícil para Ela manter Seu planeta habitável.

Felizmente Gaia concluiu a era escura do Kali Yuga e agora estava em alinhamento com o Centro Galáctico.

Este alinhamento com as frequências mais altas da luz galáctica está expandindo a nossa consciência e assim as nossas percepções.

Através dessas percepções superiores nós somos capazes de perceber os elementais pentadimensionais.

Desde os nossos encontros com os elementais do éter, da terra, do ar e da água e a assistência deles, Sandy e eu nunca mais enxergaríamos nosso mundo do mesmo modo.

Eu sou eternamente grato aos elementais do ar e da água, os Silfos e as Ondinas, por terem me orientado até Sandy.

Tenho certeza de que Lantern me ajudou, pois ele manifestou um bote para resgatá-la.

Entretanto, eu nem sabia que Sandy estava em apuros.

Pensei que ela estava sossegada em alguma pedra morna como Mytria e Mytre adoravam fazer.

Então, exatamente quando comecei a ficar preocupado, eu senti uma mensagem entrando em minha consciência como meu próprio pensamento.

Sintonizei-me com a frequência de assinatura de Sandy e percebi que ela estava ficando cada vez mais amedrontada com alguma coisa.

Eu tive o sentimento de que deveria olhar para o céu e eu vi uma formação nas nuvens.

Instintivamente eu soube que deveria seguir aquele caminho.

Eu estava pensando qual era a distância até o final do caminho de nuvens quando ouvi Lantern me chamar.

Eu observei enquanto ele manifestava um pequeno bote a remo, para o qual eu corri e entrei.

Siga a trilha no céu, eu disse a Lantern.

Assim que estávamos na água, as ondinas também criaram uma trilha na água para seguirmos.

Assim que vi Sandy, pulei no lago para ir até ela.

Quando voltamos para a margem e ao nosso acampamento Sandy e eu nos abraçamos e agradecemos aos elementais novamente!

Após uma noite maravilhosa ao lado do lago, nós entramos na barraca e imediatamente caímos no sono.

Na manhã seguinte recebi uma mensagem do Arcturiano enquanto estava meio adormecido.

Eu estava num estado de consciência entre estar acordado e adormecido e foi quando recebi uma comunicação direta do Arcturiano.

Quando estava quase levantando, perdi a conexão com a mensagem, então me entreguei de volta à comunicação direta e quase caí no sono.

Quando acordei totalmente, em silêncio peguei meu bloco e a caneta que eu sempre levo comigo e saí da barraca para tentar receber a mensagem por escrever.

Eu descobri que se eu, ou Sandy, não escrever ou digitar a mensagem enquanto eu a estou recebendo, eu esquecerei a maior parte dela.

Fechei meus olhos e focalizei no meu interior para retornar àquela posição “intermediária”.

Quando me senti nesse estado de consciência, coloquei a caneta no papel para eu poder escrever o ditado.

Nosso Querido – começou a mensagem do Arcturiano, a frequência intermediária de consciência que você está vivenciando está se tornando seu principal estado de ressonância.

Você ainda mantém uma forma física, mas a conexão ao seu EU Multidimensional e à consciência multidimensional está se tornando mais e mais firme.

Você tem mantido com êxito essa frequência para todos os seus encontros com suas expressões superiores do EU.

Nós, os Arcturianos, agora estamos lhe ensinando a não se vincular somente às mensagens, mas também a essa frequência de consciência em que está quando recebe essa mensagem.

Em outras palavras, nós estamos aqui para assisti-lo na elevação de sua frequência básica da frequência tridimensional que você conheceu durante suas encarnações físicas para uma nova frequência básica de Gaia em ascensão.

A mensagem que lhe enviamos na barraca era sobre calibrar sua atenção principal a esta nova frequência básica.

Enquanto ressoando a esta nova consciência básica você pode mais facilmente se comunicar conosco numa base regular.

Agora que você voltou dos reinos do sono, mas antes você experimentou alguns fatores de perturbação 3D, nós lhe pedimos que volte a essa frequência intermediária.

Nesse estado de consciência é mais fácil para você “anotar o ditado”, pois vamos repetir nossa mensagem anterior.

Por favor, ajuste sua consciência AGORA.

Eu fechei meus olhos para afastar o mundo físico ao meu redor e respirei longamente.

Descobri que eu facilmente entrei nesse estado intermediário, porque todos os outros ainda dormiam.

De manhã bem cedo sempre foi minha hora favorita do dia, pois eu posso estar em ambos os mundos, pelo menos quando meus olhos estão fechados.

Entretanto, assim que abro os olhos, minha atenção se volta para fora, para o mundo 3D ao invés de para dentro, para os mundos superiores.

Por essa razão, anotei a mensagem arcturiana com meus olhos meio fechados.

Eu imaginei que estava novamente deitado na barraca para ludibriar minha consciência na ideia de que eu estava naquele mesmo estado semidesperto.

Foi aí que me lembrei de uma meditação que eu fizera uns dias antes em que eu vi/senti um rosto arcturiano surgir a partir do meu Terceiro Olho.

No início eu somente vi/senti uma luz cintilante assumir um rosto vagamente humano com um terceiro olho rodopiando.

Eu estava concentrado e olhei diretamente para o rosto arcturiano até sentir uma conexão profunda entre nós.

Na primeira vez que isso aconteceu e de novo agora, eu pude sentir um download direto do rosto do arcturiano em meu ser.

Essa sensação percorreu meu corpo inteiro, que ficou muito quente e arrepiando.

Os arrepios pareciam quase como se os átomos do meu corpo estivessem expandindo e eu estava flutuando fora do meu corpo enquanto ainda permanecia dentro de minha forma.

Então ficou muito claro que eu não estava mais limitado à minha forma humana.

Por um breve momento eu senti o EU Arcturiano como meu EU principal.

Quando eu senti minha consciência começar a baixar eu olhei de novo no rosto para receber outro jorro de energia arcturiana.

Enquanto anotava a experiência que havia esquecido totalmente, eu percebi que estava sendo treinado para perceber que eu havia entrado em uma nova frequência de consciência.

Eu me lembrei de que visitava frequentemente a frequência enquanto em meditação, mas agora eu estava sendo orientado para viver sempre nesta oitava seguinte de ressonância.

Meu desafio era permanecer nessa frequência de consciência com os olhos abertos.

Assim que meus olhos abriram eu vi todos os “produtores de hábito” que faziam eu me fixar somente no mundo físico.

Na verdade, mesmo anotar minha experiência voltava minha atenção para fora.

Respirei longamente para relaxar no estado de consciência em que eu estava quando estava acordando e começando a receber a mensagem arcturiana.

Mas eu estava com dificuldade de me lembrar de como essa frequência de consciência era e abri meus olhos em frustração.

Imediatamente minha consciência baixou para o meu “sistema operacional 3D”.

Eu rapidamente fechei os olhos de novo e visualizei o rosto do arcturiano na minha frente.

Outro fluxo de energia superior entrou em mim e eu fui capaz de continuar com este tipo de “ditado”.

Então eu recebi que estava sendo treinado para receber e documentar mensagens interdimensionais enquanto mantendo esta frequência mais alta de consciência básica.

Enquanto ressoando a esta consciência “intermediária” eu podia estar nos dois mundos ao mesmo tempo.

Portanto, eu podia receber a informação que estava muito além da capacidade do meu cérebro físico entender.

Respirei longamente outra vez para recalibrar a esta frequência superior de consciência e pude sentir minha Mente Multidimensional acima do meu cérebro físico enviando traços de luz para conectar com o meu pensamento tridimensional.

Eu tive que parar de escrever por um momento para viver a na nova experiência de conscientemente obter informação vinda da minha Mente Multidimensional.

Parecia que havia uma biblioteca multidimensional acima da minha cabeça física a que eu estava ficando conectado crescentemente.

Eu percebi que quando esta conexão se completasse, eu experimentaria mais de uma dimensão de realidade.

Este estado de consciência acessou um sistema operacional mental superior, que era muito difícil para o meu cérebro físico se lembrar.

Enquanto eu estive entre meu eu superior e meu estado físico, eu pude conectar com minha Mente Multidimensional.

Uma vez conectado com minha Mente Multidimensional eu pude permitir que a informação superior fluísse através do meu cérebro físico para o meu corpo.

Parecia que meu vaso terreno era mais evoluído do que meu cérebro humano, pois meu corpo é um animal que está livre do ego.

Meu cérebro físico está conectado ao meu ego porque é tarefa do ego me assistir na integração com a humanidade.

Então, meu ego me dizia para ignorar qualquer coisa que me distraísse do meu trabalho 3D.

De repente eu tive uma visão de mim em Vênus antes de assumir a minha primeira encarnação física durante a queda de Atlântida.

Eu tirei um longo momento para apreciar o sentimento do meu adorado lar venusiano.

Eu senti Sanat Kumara ao redor de todo o nosso grupo enquanto nos instruía sobre como melhor assistir Gaia.

Enquanto ainda em Vênus, Sanat Kumara nos disse que seria muito difícil estar conectado à nossa Mente Multidimensional porque se a Terra sobrevivesse, ela entraria na longa noite escura do Kali Yuga.

Conforme nossa consciência fosse continuamente baixando para a ressonância mais baixa da Terra ferida de Gaia, nossa Mente Multidimensional permaneceria com a nossa ressonância pentadimensional.

Provavelmente nós reteríamos essa consciência humana tridimensional até não podermos mais nos conectar com o portal para o nosso EU Multidimensional.

Eu caí na minha consciência 3D porque a lembrança do Kali Yuga diminuiu minha ressonância.

Então eu focalizei minha atenção novamente no rosto arcturiano na frente do meu Terceiro Olho.

Eu não tinha certeza ao que esse rosto me conectaria, mas a sensação era maravilhosa e minha consciência expandiu firmemente.

Eu estava me perguntando se eu poderia me reconectar com minha Mente Multidimensional, quando comecei a sentir meu corpo, não o meu cérebro, se conectando à minha Mente Multidimensional e também ao meu EU Multidimensional.

O interessante era que o corpo que eu tinha criticado por toda minha vida estava me levando de volta para uma conexão expandida com o meu EU.

Enquanto eu respirava longamente várias vezes para me reconectar com a frequência básica mais alta, foi-me dito que eu não teria euforia dessa vez para que pudesse autorizar este sentir se tornar “normal”.

Minhas emoções e meu corpo percebido pelos sentidos estiveram numa montanha russa ultimamente.

Neste novo estado de consciência expandido eu entendi que como meu mundo exterior mudava mais e mais a cada dia, eu estava começando a sentir um novo mundo dentro de mim ao invés de ao redor de mim.

Este novo mundo era uma frequência dentro de mim que eu devia projetar para fora na minha vida diária.

Era para eu projetar esta energia para fora na minha vida diária da mesma maneira que o rosto arcturiano projetou Sua energia em mim.

E se eu pudesse me sentir desta forma o tempo todo?

E se eu pudesse viver minha vida neste estado de consciência?

Então eu percebi que, se eu diretamente reconectasse com o rosto estrelado para alinhar minha consciência com esta nova frequência, a energia do rosto arcturiano poderia responder essas perguntas.

Foi aí que eu percebi que eu já tinha visitado esta energia/consciência antes.

Sim, mas quando sua expressão humana visitou esta frequência antes, ela experienciou um passeio de montanha russa, disse o rosto arcturiano.

Esse passeio era a sua consciência humana tentando se calibrar à sua consciência multidimensional.

AGORA nós estamos nos comunicando diretamente com seu EU Multidimensional que se uniu com sua expressão física para assistir Gaia.

Suas expressões superiores do meu EU estão entre aqueles que se voluntariaram para se unir com sua expressão tridimensional e lentamente expandir o alcance do pacote de energia que elas compartilhavam com sua expressão física encarnada.

Você se lembra de como você nos sentiu, sua expressão superior, acima ou na sua frente por toda a sua vida?

Eu tirei um momento para visualizar minha vida e rapidamente percebi que eu sempre senti esta energia acima ou ao meu redor.

Entretanto, nunca pensei nessa sensação maravilhosa como estando dentro de mim.

Você nunca pensou em nós como dentro de você porque seu mundo lhe ensinou que isso seria “presunção” ou até “blasfêmia”.

Nós viemos a você AGORA para assisti-lo na recordação de que nós estamos dentro de você.

E ainda mais, tal como nós, sua expressão superior de EU está dentro de você, a expressão superior de Nova Terra de Gaia também está dentro de você.

A Nova Terra não é um local, é uma frequência que você encontrará dentro de seu próprio vaso terreno.

Na realidade, sua conexão interior com seu próprio EU Multidimensional transporta sua consciência para a Nova Terra que também está dentro de você.

Você somente pode perceber sua vasta realidade interior quando VOCÊ assume o comando do seu ego ao invés de permitir que seu ego assuma o comando de você.

Você está bem familiarizado com o que estamos dizendo, pois ultimamente você tem mudado da frequência do seu ego para a frequência em eterna expansão do seu EU Multidimensional muitas vezes por dia.

Isso não está correto?

Sim, sim, eu disse concordando.

Quando você sente seu EU, uma euforia calma preenche você.

Então, de repente, alguma coisa precisa ser FEITA no mundo físico e sua consciência despenca para a terceira/quarta dimensão.

Sim, concordei novamente.

Agora nós o orientaremos numa meditação para experienciar intimamente a nossa mensagem:

Nosso rosto arcturiano não é realmente um rosto.

Ele é um portal para a frequência superior do seu EU...

- Feche os olhos agora e sinta seus dois mundos, o interior e o exterior, enquanto eles se conectam e combinam.

. Quando seus dois mundos fundirem em UM, permita seu eu físico exterior se fundir com o seu EU Multidimensional interior.

. Como é sentida essa fusão?

. Estabilize essa sensação.

. Lentamente abra os olhos para ver a realidade física exterior através da percepção de seu EU Multidimensional interior.

Nosso rosto arcturiano também é entrada para o nosso Corredor Arcturiano.

Enquanto na consciência de seu EU Multidimensional...

. Sinta a energia de nosso rosto/corredor na sua frente.

. Inspire profundamente para respirar nosso corredor para você.

. Agora, expire em nosso corredor para integrar seu eu no nosso corredor.

. Inspire para entrar no nosso corredor arcturiano.

. Expire para se tornar o nosso corredor arcturiano.

Dentro do corredor, que está dentro de você, você sente a consciência de infinitos outros seres.

Não existe uma disposição hierárquica.

Assim, um mosquito tem a mesma importância que um rei humano.

Tudo e todos são pura energia que escolheu determinada forma física para expressar sua consciência na Terra tridimensional.

De dentro do corredor você entende que a Terra tridimensional é uma projeção holográfica experimentada como “real” por tantos éons que a vida ficou presa nessa ilusão de realidade.

Entretanto, as ilusões 3D agora estão colapsando para serem reveladas como a frequência mais baixa de um vasto espectro de vida no planeta Terra.

A Terra não é um planeta para onde você vai, ele é um planeta que você É.

Ao encerrarmos esta transmissão no seu AGORA, nós desejamos que você focalize no nosso rosto, na frequência de assinatura de nosso Corredor Arcturiano e se lembre de que sua vida está mudando porque VOCÊ está mudando.

As ilusões de sua realidade física estão desaparecendo porque sua consciência e também sua percepção estão se tornando crescentemente multidimensionais.

Seu ego está com medo porque seu cérebro humano não pode computar tudo o que você está experienciando.

Em outras palavras, você está no meio da transmutação de volta ao seu EU Multidimensional.

Esse EU sempre esteve dentro do seu vaso terreno pessoal na forma de seu Corpo de Luz adormecido.

Quando você está na entrada do Corredor, você É o Corredor e você É o seu Corpo de Luz voltando ao Lar, ao seu verdadeiro EU Multidimensional.
 
 
 
----.....---==II==----.....----
 
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/
 
Gostou! Indique para seus amigos.
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Suzanne Lie II - IIVoltar HomeII