VÉU SEIS
A Ilusão da Conduta Adequada

Por Suzanne Lie PhD
Em 10 de dezembro de 2015
luz de gaia
Estou aqui outra vez. Vejo a porta atrás de mim e me lembro de um lugar cheio de pessoas e um menino pequeno. É a celebração de alguma coisa.

Olá, querida, Lady Astrea me dá as boas-vindas. Lembre-se do que eu disse antes, mantenha a calma em sua recordação. Aceite o que lembra e isso construirá um alicerce para lembrar mais. Eles a aguardam agora. Venha.

Ao segui-la, sinto uma calma que jamais poderia alcançar pelo esforço. Começo a entender o que ela está dizendo, mas ainda não posso expressar em palavras. Quando entro no círculo, as Senhoras me saúdam com um sorriso. Cuidadosamente elas removem o véu do meu rosto e ouço Lady Leto falar: Querida, o véu que está sendo levantado nesta noite é a “Ilusão da Conduta Adequada”.

Conduta adequada é um termo muito ilusório já que ele varia com o julgamento. Inevitavelmente, claro, o determinante final é sua capacidade de passar pelo julgamento dos outros e ser você mesma em todas as situações. Claro, você somente pode ser você mesma se você se conhecer. Esse fator é a chave na determinação da conduta adequada. Portanto, conduta adequada verdadeiramente é baseada no conhecimento e segurança que vêm de conhecer seu Eu.

O Irmão pega o véu e Hilarion fala: O campo de energia desta ilusão se assemelha ao de uma criança perdida. Cada molécula se move aleatoriamente a respeito de procurar por uma direção. Parece com uma tribo sem líder, não há nenhum curso verdadeiro, pois o movimento é altamente dependente da manipulação exterior. Nenhum leito de rio foi estabelecido, então as águas fluem aleatoriamente, procurando por um curso sem conhecimento e entendimento de sua direção.

Enquanto ligada a esta “Ilusão de Conduta Adequada”, você é como um navio sem bússola. Esse navio está ao sabor de cada vento enquanto correntes desconhecidas das profundezas lutam com o vento acima. O navio não tem ferramentas para determinar seu curso, portanto, é incapaz de se movimentar com uma direção.

Agentes externos empurram em direções opostas para causar estresse no sistema e movimento errático. Sem uma direção interna, os muitos agentes externos guerreiam uns contra os outros e contra os mecanismos.

O véu é passado para outro Irmão e Apollo continua: “Conduta Adequada” é o inverso de autodireção. Quando você está ciente de seu verdadeiro eu, você então tem um ponto de referência para avaliar corretamente. Como um representante do Sol, eu entendo e posso assistir na determinação e manutenção de uma estrutura de base forte.

Seu uso pessoal desta ilusão começou como uma proteção contra padrões antigos e crônicos de arrogância. Quando você ganhar mais confiança em sua habilidade de usar seu poder de uma maneira clara e confiável, você terá menor necessidade da estrutura de equilíbrio conduta adequada versus arrogância. Quando estiver forte na sua habilidade de equilibrar amor e poder você saberá que não há o perigo da arrogância e, portanto, não há necessidade para a pressão externa das regras de conduta adequada para salvaguardar contra o mau uso do poder.

Mau uso do poder, sim, eu sei do que eles estão falando. Eu lembro como tenho permitido a estrutura externa ganhar poder sobre mim para proteger contra o mau uso do meu próprio poder, e não ousava admitir o que eu sentia por dentro. Estou indo embora agora. Estou retornando para o meu próprio poder.


Queridos Leitores,

Como vocês são capazes de ultrapassar o julgamento dos outros e ser vocês mesmos em TODAS as situações?

Obrigada por compartilhar seus comentários.
Sue
-.....---==I.||.I==----.....-
  Direitos Autorais:
Suzanne Lie PhD
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
 
 
Gostou! Indique para seus amigos.
|Topo da Página| |Voltar Menu Suzanne Lie| |Voltar Home|