VIAGEM À NAVE MÃE - PARTE 8
SUPERSUBCONSCIENTE
Por Suzanne Lie PhD
Em 08 de outubro de 2012
 
 
 
 
Mytre e os Arcturianos

MAIS SOBRE A CONSCIÊNCIA NA NAVE MÃE

OS ARCTURIANOS COMEÇAM:

Nossos queridos em ascensão,

Nós lhes daremos uma breve introdução ao Loop de Consciência que viaja entre a Superalma Heptadimensional e sua mente Supersubconsciente.

Sua Superalma contém informação e códigos padrão para todas as expressões de forma que vocês tiveram em todas as suas encarnações na Via Láctea.

Isto significa: todas as encarnações que vocês já tiveram em quaisquer planetas ou dimensões nesta atual galáxia.

Por outro lado, seu Supersubconsciente contém informação e códigos padrão para todas as encarnações que vocês tiveram no Planeta Terra, em qualquer forma.

Portanto, seu Supersubconsciente também lhes conta suas formas humanas e não humanoides.

Na verdade, tanto sua Superalma e também seu Supersubconsciente contêm informação sobre todos os tipos de forma que vocês escolheram experimentar.

Seu Supersubconsciente é limitado a todas as suas encarnações na Terra, mas sua Superalma não tem restrições algumas, pois ela ressoa muito além das frequências de qualquer conceito de limitação.

O loop de que falamos é a conexão entre essas duas frequências de consciência em relação às suas escolhas pessoais de forma, seu Supersubconsciente e suas escolhas galácticas de forma, sua Superalma heptadimensional.

Nós descobrimos que a introdução mais eficaz a qualquer estado específico de consciência é ter Mytre compartilhando sua primeira experiência consciente.

Nós dizemos "consciente", pois estes estados de consciência sempre existem, vocês estejam ou não cientes deles.

E também, seu EU Multidimensional está infinitamente ciente de vocês, de todas as suas expressões de EU desde seu Supersubconsciente até a sua Superalma.

Conforme vocês continuarem seu processo de ascensão, vocês estarão preparados e capacitados a acessar a informação dentro do seu próprio EU Multidimensional que vocês nunca souberam que existia.

Este nível desperto e consciente é necessário para assistir totalmente com a ascensão planetária.

Lembrem-se: vocês são o planeta e o planeta é vocês.

Vocês representam uma criatura do Mundo dela.

Sempre que vocês se purificam, vocês purificam Gaia.

Quando ascenderem, vocês ficarão cientes das muitas formas dentro do AGORA do UM de Gaia.


MYTRE FALA:

Saudações outra vez.

É maravilhoso me conectar com todos vocês dentro de nossa Consciência Unificada e Coletiva.

Como um pleiadiano, eu estava ciente das realidades alternativas e paralelas.

Entretanto, antes de nossa ascensão, eu nunca havia considerado que havia tantas expressões diferentes da minha força de vida em tantas formas diferentes.

Vou explicar esta declaração compartilhando minha primeira experiência do Supersubconsciente.

Durante minha iniciação na natureza de nosso novo lar pleiadiano, que eu compartilhei com Mytria, eu tive minha primeira experiência com o Supersubconsciente.

Foi quando eu aprendi a me comunicar diretamente com o planeta.

De fato, a comunicação pessoal com o seu planeta é um dos modos principais em que vocês, nossos Amigos da Terra, podem assistir seu planeta e vocês mesmos.

Quando comecei a estudar com os arcturianos a bordo da nave, eu fui convocado para entrar profundamente em meu subconsciente para alcançar total mestria de meus pensamentos.

Foi então que comecei a me conscientizar dos inúmeros talentos ocultos em meu cérebro físico, no seu Supersubconsciente.

Como um piloto de naves, eu considerei o Supersubconsciente como uma "casa de máquinas" do meu cérebro.

Se eu quisesse acentuar o funcionamento da minha vida cotidiana, eu precisaria entrar na sala de máquinas do meu cérebro e dar a partida em alguma das fontes de alimentação em desuso.

Essas fontes de alimentação eram os vastos reservatórios de informação esquecida de minhas realidades passadas/alternativas/paralelas como um pleiadiano.

Precisou de um extenso treinamento daquilo que vocês chamam meditação para eu acessar essa área de meu cérebro.

Eu não estou falando de minha mente, pois nossos cérebros vivem em nossos corpos e nossos corpos ressoam dentro de nosso "campo mental".

Na conclusão de cada vida, toda a informação obtida nessa vida é armazenada no seu Supersubconsciente.

Essa informação é limitada ao seu Mundo Lar, ou realmente ao tipo de corpo de seu Mundo Lar, pois formas diferentes em um mundo diferente têm diferentes tipos de realidades.

Assim que nos movemos além das limitações de nosso planeta, nós mantemos esta informação armazenada em nosso subconsciente profundo para serem trazidas à superfície quando estivermos prontos para transmutar para o Corpo de Luz.

O Supersubconsciente é o "arquivo do computador" que reúne toda a informação necessária que vocês obtiveram em todas as suas encarnações em seu planeta para que vocês possam assistir o planeta com sua ascensão para a expressão mais alta de ser e se tornar um Ser Galáctico.

Ser da Sociedade Galáctica não significa necessariamente ascensão planetária, como se dá em sua atual sociedade.

Verdadeiramente, o que está ocorrendo na Terra é uma situação muito única.

Entretanto, a transição da consciência coletiva da humanidade de uma realidade planetária para uma realidade galáctica representa uma grande mudança de paradigma.

Felizmente toda a informação que sempre é ganha em qualquer encarnação planetária é armazenada no Supersubconsciente.

O Supersubconsciente, como ele é principal, é excessivamente avançado.

Em outras palavras, essa consciência contém toda a informação relativa ao seu processo evolucionário desde seu eu mais primordial e até o estado de consciência em que vocês estão prontos para expandir além do mundo físico e para a quinta dimensão e acima.

Porém, eu lhes recordo que vocês são Seres Multidimensionais.

Portanto, há muitas versões de VOCÊ rodando em inúmeras dimensões, galáxias e planetas.

Seu Supersubconsciente é o mantenedor de cada mundo em particular, enquanto que sua Superalma contém a informação relativa a TODAS as realidades do seu Eu Galáctico.

Começarei por compartilhar a abertura do meu arquivo pessoal pleiadiano.

***

Quando o arcturiano veio a mim e me disse que eu estava pronto para ver meu Supersubconsciente, eu não fazia ideia do que ele estava falando.

Mas já que eu confiava completamente no arcturiano, eu o segui para a nossa tão bem utilizada Holosuite.

Fui conduzido para a sala pouco iluminada e me foi pedido para fechar os olhos e entrar num profundo estado de meditação.

Devido ao meu treinamento eu conseguia facilmente entrar nesse estado de consciência.

Então senti o arcturiano tocar a parte de trás de minha cabeça, exatamente acima do topo da área do meu pescoço.

Instantaneamente incontáveis imagens, pensamentos, emoções e lembranças cruzaram meus pensamentos num padrão espiralado de ordem desordenada.

Eu queria prender minha atenção a uma sensação, mas eu estava ficando excessivamente tonto.

Minhas sensações físicas ficaram confusas, como ficou minha orientação de espaço.

Eu não sabia se estava em pé, sentado, parado ou me movendo pela sala.

Parecia que eu estava fazendo tudo que acima citei simultaneamente.

Além disso, eu comecei a ver, ouvir, cheirar e sentir imagens, lembranças e sensações.

Eu me perguntava como toda esta informação poderia ter alguma utilidade quando era apresentada de uma forma tão confusa.

Então, tentei afastar a informação, o que parecia somente amplificá-la.

E foi aí que ouvi o arcturiano dizer:
Entre em seu eu animal.

Eu não fazia ideia do que isso significava, mas entendi completamente após ele me tocar novamente na mesma área.

De repente o estímulo era compreensível.

Por outro lado "compreensível" é um termo incorreto, pois é um termo humanoide.

Quando eu estava "no meu animal", eu não precisava entender porque eu podia aceitar.

Eu não aceitava porque eu sabia.

Eu aceitava porque ERA.

Em minha mente, eu estava calmamente visualizando uma vasta colagem de experiências diversas, sensações e lembranças.

Abra seus olhos, eu ouvi o arcturiano dizer, mas foi dito sem palavras.

Era uma mensagem telepática que parecia familiar e confortável.

Quando abri os olhos, eu vi ao meu redor o que havia visto dentro de minha cabeça, imaginação, Supersubconsciente.

Eu estava experimentando as mesmas imagens dentro de mim como também ao meu redor.

Todas elas se sobrepunham, fluíam e se reuniam em uma Unidade, enquanto cada imagem também permanecia isolada.

Ao olhar pelos meus olhos, comecei a ficar sobrecarregado e totalmente confuso.

A tontura estava voltando e eu comecei a me sentir enjoado de novo.

Retorne ao seu animal, eu ouvi o arcturiano telepaticamente.

Precisou de um grande esforço para desligar meu cérebro humanoide, mas o arcturiano não iria me assistir desta vez.

Eu estava por minha conta e tinha que descobrir como SER o animal que não questionava, ao contrário do humano que vivia em dúvida.

A tontura estava ficando intolerável e meu enjoo estava aumentando.

Eu estava à beira de desmaiar quando percebi que estava segurando minha respiração.

Por que eu estava com tanto medo?

Eu era um guerreiro.

Ao focar meus pensamentos em mim, comecei a respirar.

Mas eu também estava perdendo contato com o meu eu animal, e também com toda essa informação.

A palavra "arrogância" entrou em minha mente.

Claro, eu era muito melhor do que um animal, que era um modo de ignorar que eu vivera dentro de um corpo animal.

Quando percebi o que estava fazendo, comecei a me identificar, não no meu eu humano, mas no meu eu animal que proporcionara à minha consciência uma forma.

Em algum lugar de minha série de encarnações eu desenvolvi um senso de superioridade sobre a própria forma que me permitiu visitar a terceira/quarta dimensão.

Não era de se estranhar que eu estivesse tonto.

Eu estava desconectado da parte de meu ser que criara uma forma para eu poder experimentar esta realidade.

Eu "ouvi" um sorriso do arcturiano.

É possível ouvir um sorriso?

Bem, se eu pude perceber todas as formas animais que eu habitara, e foram muitas, eu acho que tudo é possível.

Ao me estabelecer em minha natureza animal, comecei a entender as imagens ao meu redor na Holosuite e dentro de minha mente.

Eu não podia começar a traduzir minha compreensão para a linguagem humana.

Contudo, certas trancas pareciam se destravar em meu cérebro.

A chave para abrir essas trancas era liberar meu apego à arrogância, ao sentimento de superioridade da minha natureza humanoide e SER meu animal.

Mytre
 
----.....---==II==----.....----
 
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/
 
Gostou! Indique para seus amigos.
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Suzanne Lie II - IIVoltar HomeII