REALIDADES MÚLTIPLAS - PARTE 8 - UM NOVO MUNDO
Por Suzanne Lie PhD
Em 04 de fevereiro de 2013
 
 
  MYTRE FALA:

Mytria e eu chegamos para a nossa próxima reunião na holosuíte usando nossos corpos pleiadianos de quinta dimensão inferior.

O Arcturiano estava mais do que preparado para nós e imediatamente disse:

Vocês aprenderam com sua expansão que a realidade é relativa ao seu estado de consciência?

Vocês podem ter pensado que precisavam de tempo e espaço para reunir tudo, mas agora vocês experimentaram que tempo e espaço metamorfoseiam e se alteram em cada plano e subplano de todas as dimensões.

Então, cada realidade apresenta sua versão específica de tempo e espaço de acordo com sua ressonância e de acordo com seu estado de consciência.

Portanto, para compreender uma versão abrangente de realidade, vocês precisarão expandir sua consciência além da necessidade de forma.

Esta expansão de consciência até além da forma do Corpo de Luz é o que vocês experimentaram em nossa última reunião.

É somente por um estado sem forma de consciência que vocês podem claramente perceber que tempo e espaço são específicos para cada versão e frequência de realidade.

Nós lhes pedimos para novamente expandirem sua consciência para o seu verdadeiro estado sem forma de energia espiralada.

Vocês verão que quanto mais tiverem esta experiência, mais fácil será entendê-la.

Então, por favor, entreguem-se a uma aventura repetida em seu padrão espiralado de luz.

Lembrem-se de que esta expressão do seu EU é a predecessora de sua atual expressão.

Assim, vocês não estão criando esta versão do seu EU.

E sim, vocês estão reconhecendo que esse VOCÊ existe infinitamente e sempre está disponível para vocês se Entregarem NELE.

Portanto, agora vamos retornar aos nossos padrões espiralados de Luz...!

Mytria e eu novamente observamos como o Arcturiano liberou seu recipiente translúcido e retornou à sua verdadeira expressão.

Novamente nós fomos rapidamente absorvidos nesse campo de energia como duas pequenas nuvens fundindo-se com uma maior.

No início, nós somente experimentamos da energia do Arcturiano, mas logo pudemos sentir nossos próprios padrões espirados de energia.

Mytria e eu ficamos ligados tão completamente que eu podia falar da experiência dela como se fosse minha.

Desta vez eu percebi que Mytria e eu tínhamos padrões de energia muito similares, apenas ligeiramente diferentes.

Suas energias são tão similares porque vocês são Complementos Divinos.

Então o padrão de cada um de vocês aumenta o padrão de seu Complemento, respondeu telepaticamente o Arcturiano à minha observação.

De fato, conforme vocês se acostumarem a esta expressão de seu Estado de Ser, vocês perceberão que o padrão de todo Ser é ligeiramente diferente.

Este fenômeno é similar aos flocos de neve terrenos.

Porém, a diferença entre cada floco de neve não fica evidente até os flocos serem observados em um nível atômico.

Nós dos mundos além da forma podemos perceber as minúsculas diferenças entre nossos amigos e companheiros dentro do UM porque nossas percepções são tanto multidimensionais como quânticas.

Assim, nós podemos perceber no mundo quântico e também nos mundos da Fonte da décima primeira e décima segunda dimensões.

Entretanto, tal como vocês devem expandir sua consciência para perceber nosso mundo, nós devemos expandir a nossa consciência para perceber os mundos da Fonte.

Nós gostaríamos de lhes mostrar uma imagem de como sua Galáxia inteira e também as outras Galáxias ao redor estão expandindo para suas expressões superiores.

Essas Galáxias estão avançando de seu estado principal de consciência para a quinta dimensão superior e acima.

Esta expansão permite que todas as expressões superiores de realidade também avancem para frequências superiores, igualmente.

Por exemplo, nós, Arcturianos, que principalmente ressoamos da oitava à décima dimensão estamos expandindo nossa ressonância principal para a Fonte de décima primeira e décima segunda dimensões.

Todos nós estamos alterando para expressões superiores de nosso EU.

Tal como vocês também podem manter uma forma física enquanto sua ressonância principal está na quinta dimensão média e superior, nós Arcturianos ainda podemos comungar com os nossos em ascensão a partir das décima primeira e décima segunda dimensões.

Porém, vocês no final liberarão a maior parte de sua atenção da terceira e quarta dimensões e nós gradualmente diminuiremos nossa atenção com os seres da quarta dimensão e da quinta inferior.

Enquanto eu recebia a mensagem do Arcturiano, eu podia sentir Mytria e eu nos fundindo completamente no padrão UNO de energia da luz espiralada.

Cada um de nós tinha sua própria Centelha Divina, bem semelhante ao próton e o elétron de um átomo, mas NÓS estávamos totalmente fundidos em um "átomo".

Foi muito confortável sentir como nossa energia feminina se intermescla completamente com nossa energia masculina.

De fato, nós experimentamos nosso EU como sendo andrógino com equilíbrio perfeito entre nossas expressões afluência/feminina e escoamento/masculina.

Como UM ser nós observamos como as luzes espiraladas infinitas entravam em nossa percepção.

Todas elas eram UMA conosco e com cada um dos outros, mas cada espiral tinha sua própria Centelha Divina.

Enquanto comungamos com esses Seres Espiralados, nós sentimos a sensação de expansão sempre aumentando, como as Espirais, inclusive a nossa própria espiral, estendendo o campo de energia delas para frequências mais e mais altas de realidade.

No AGORA do UM nós estendemos nossa consciência para realidades que estavam muito além de nossas percepções anteriores.

E todas essas realidades tinham expressões específicas de vida cósmica.

Ficamos espantados com a variedade da criação que vivia além das concepções de um ser abrangido pela forma.

Nós tentamos nos lembrar de todos os mundos que fluíram ao nosso redor e até através de nós.

Porém nós sabíamos que um cérebro ou até uma mente não poderia conter essa informação.

Instintivamente soubemos que somente poderíamos participar desta emergência de variação dentro da unidade e manifestações inspiradas de vida enquanto neste estado de consciência.

Agora nós entendíamos o que o Arcturiano disse sobre tempo e espaço, como jamais existentes nesta ressonância.

Somente existia o AGORA infinito e a Sensação do Aqui.

Nós não tínhamos um corpo de desejo querendo mudança, mas toda a vida entrava e saía de diferentes padrões de luz.

Cada padrão criava uma sensação única, que nós sabíamos que teria dado curto-circuito em nosso corpo se nós estivéssemos usando corpo.

Não tínhamos curiosidade ou perguntas, pois dentro de nossa espiral sempre mudando, toda pergunta era respondida antes de podermos fazê-la.

Nós fluíamos por diferentes campos de energia e eles fluíam por nós.

Tal como o Arcturiano disse, cada Espiral de energia tinha uma frequência de assinatura que sempre parecia familiar.

Então, de repente, a nossa Espiral começou a se afastar, e nós sabíamos que o Arcturiano estava nos ensinando uma forma mais avançada de bilocação.

Então, nos firmamos no movimento, que simultaneamente era a imobilidade.

Neste estado de consciência, todas as polaridades estavam unidas no UM, e podíamos simultaneamente viver todas as escolhas alternativas e paralelas.

Por esta experiência passamos a entender o verdadeiro significado do UM, e sabíamos que a Unidade era completamente natural e totalmente normal.

Todas as nossas concepções antigas de realidade foram liberadas para um pacote coesivo de SABER.

As sensações de alegria e amor incondicional continuamente fluíam pelo nosso Estado de Ser.

Sempre que uma onda de felicidade, amor e iluminação total começava a diminuir, uma nova crescente entraria em nossa consciência como uma onda numa praia planetária.

Ah, eu pensei em um mundo de forma, e com esse pensamento, nós começamos a baixar das alturas além das alturas.

Mytria e eu lentamente fluímos para duas expressões de nosso EU único, mas totalmente conectadas.

Eu ouvi minha "declaração com Eu" e imediatamente deixamos de ser "nós".

Eu senti a concordância de Mytria, mas nós dois sabíamos que não podíamos mais manter essa ressonância.

Sim, disse o Arcturiano, já chega por enquanto.

Sugerimos que voltem para seu alojamento e meditem juntos.

Desta maneira, vocês podem ajudar um ao outro a entender profundamente sua experiência conjunta.

Com o fim desta pequena comunicação, o Arcturiano se projetou, provavelmente de volta para a sua verdadeira Energia Espiralada de EU.

Mytria e eu, agora nos expressando como dois corpos humanoides separados, decidimos assumir a longa caminhada de volta ao alojamento.

Nós dois sabíamos que precisávamos nos ancorar.

De fato, nós até paramos na Sala de Refeições em grupo, considerando que beber algo quente e comer alguma coisa poderia facilitar nossa aceitação de que novamente estávamos limitados a um modelo aparentemente obsoleto de nosso EU.

Nós dois rimos dessa descrição do que nós já consideramos como uma forma muito avançada de quinta dimensão inferior.

Enquanto subíamos para a porta da Sala de Refeições, nós nos conscientizamos de como uma experiência podia mudar o modo de considerar tudo em nossa vida.

Entrar em um local familiar e cumprimentar nossos amigos era exatamente o que precisávamos.

Na verdade, passamos o resto deste "dia" aproveitando a camaradagem das pessoas com que compartilhamos muitas experiências.

E quando íamos embora, um grande grupo de amigos de uma comitiva pleiadiana entrou na Sala de Refeições.

Claro, precisávamos estar com eles também, então tomamos um chá pleiadiano e uma bebida bastante parecida com a cerveja dos humanos mais tarde, à noite.

Finalmente Mytria e eu voltamos ao nosso alojamento nos perguntando sobre a surpreendente "coincidência" de nossos amigos chegarem exatamente antes de nossa missão à linha temporal das Plêiades em ascensão.

O Arcturiano sabia disso? - nós nos perguntamos.

Claro, nós sorrimos.

Havia alguma coisa que o Arcturiano não saberia?

Rindo, nós tiramos nossos uniformes e fomos para a nossa cama.

Nós caímos no sono na hora e imediatamente entramos num sonho: ou era uma realidade diferente?

Nós dois piscamos os olhos, perguntando se estávamos compartilhando um sonho ou outra aventura interdimensional.

"Existe diferença?" - pensamos simultaneamente, olhamos um para o outro e rimos.

Desde nossa fusão em UMA consciência, nós frequentemente tínhamos o mesmo pensamento na mesma hora.

Parecia que nossa fusão em UMA consciência foi um predecessor à fusão em UMA forma.

De qualquer modo, nós nos encontramos numa realidade que era totalmente desconhecida.

Era como se essa realidade fosse "intermediária" entre onde estávamos e onde estávamos indo.

Era mais densa que a Membrana Akáshica, mas em grande medida sem forma.

Isto é um pouco desconcertante, eu reclamei.

Queria que houvesse alguma diferenciação entre solo e céu.

Instantaneamente um horizonte distante surgiu e uma nuvem encheu o céu acima de nós.

Mytria olhou para mim com um brilho em seus olhos e disse:

Eu queria que houvesse uma árvore enorme com um lago calmo bem na frente dela.

Imediatamente uma árvore e um lago surgiram perante nós.

Nós caminhamos até a árvore e descobrimos que ela era densa ao toque com uma superfície áspera.

Na verdade, nós dois acabamos com uma seiva viscosa em nossos dedos.

Fomos para o lago calmo para lavar as mãos e descobrirmos que a água estava morna e muito convidativa.

No mesmo instante nós dois pulamos no lado.

Realmente a água produzia uma sensação gloriosa.

Nós dois tivemos a impressão de que poderíamos respirar nessa água, então eu tentei primeiro e achei muito agradável.

Então Mytria começou a respirar na água também e sorriu com a experiência.

Nós não tentamos conversar debaixo d'água porque a água parecia criar um link telepático intenso entre nós.

Este link era tão forte que quando Mytria pensou:

Onde será que estamos? - a própria água pareceu responder:

Vocês estão aqui, na nossa realidade em formação.

Nós somos uma realidade no processo de ser criada.

Então, todos nós Elementais estamos esperando pelos pensamentos de um Ser Essência para criar uma matriz em que podemos combinar as nossas formas.

Um Ser Essência? - Mytria e eu perguntamos.

Ah, sim, explicou a água, Um Ser Essência é um Ser da Fonte.

Nós estamos cientes de que nós, os Elementais, somos componentes da Fonte, mas não podemos nos lembrar de termos vindo da Fonte.

Nós reconhecemos seus padrões espiralados de energia e soubemos que vocês são recém-chegados da Fonte.

Mytria e eu olhamos um para ou outro em surpresa.

É isso que tínhamos experimentado?

Realmente experimentamos uma conexão com a Fonte?

Porém não houve resposta, pois o Elemental Água estava nos pedindo para sairmos e criarmos uma matriz para os Elementais Terra, Fogo e Ar.

Nós estávamos esperando por Seres como vocês, disse o Elemental Água.

Nós fomos enviados para assistir com a formação de uma nova realidade.

Nós nos sentimos muito honrados por sermos escolhidos para trabalhar em cooperação com os Seres Essência para criar um novo mundo.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Suzanne Lie II - IIVoltar HomeII