OLHAR PARA TRÁS PARA SE MOVER PARA FRENTE – ANO 2004
Por Suzanne Lie PhD
Em 22 de dezembro de 2014
Como estamos chegando aos últimos dias de 2014, eu percebo que enviei uma Newsletter quase que todo mês desde 24 de novembro de 2003.

Sentindo-me nostálgica, decidi encontrar um texto representativo para cada ano, de preferência de um mês perto do fim do ano.

Hoje eu começo a trilhar a rota da memória até 1º de janeiro de 2015.

Eu envio mil agradecimentos e amor incondicional aos meus muitos amigos maravilhosos que trilham esta rota junto comigo.

2004
EXPANDIR O CHAKRA DA GARGANTA


O nosso Quinto Chakra localizado em nossa garganta comanda a fala, a audição, a comunicação, a autoexpressão, a graça e ouvir ao nosso Eu Superior.

Esse chakra nos pede para encontrarmos nosso “EU” Multidimensional e comunicarmo-lo através da criatividade.

A glândula endócrina para este chakra é a tiroide.

A tiroide é uma glândula com o formato de borboleta localizada na frente do pescoço, à frente da traqueia, logo abaixo do pomo de Adão.

O Quinto Chakra produz hormônios que influenciam essencialmente todo órgão, tecido e célula do corpo para regular o metabolismo do corpo, função de órgãos, ritmo cardíaco, nível de colesterol, peso do corpo, nível de energia, força muscular, condição da pele, regularidade menstrual, memória e muitas outras condições.

Em outras palavras, nossa tiroide se comunica com todo o nosso corpo e ajuda a regular nossa saúde e bem-estar geral.

Visto que o Quinto Chakra comanda nossa audição, ele também comanda nossa capacidade de ouvir nossas conversas internas.

Se nós não pudermos ouvir o diálogo que está em nossas mentes, nós não estaremos conscientes de como nossos pensamentos emocionais interagem, interrompem ou distorcem nossas comunicações externas.

Um dos poderes deste chakra é a nossa capacidade de ouvir ao nosso eu para que possamos nos conectar com nossa orientação interna antes de tentarmos resolver uma disputa com o outro.

É esta capacidade que cria a verdadeira intimidade com outros – E com nós mesmos.

O Quinto Chakra é o primeiro chakra que é comandado pelos nossos sentidos mais altos, que direciona nossa atenção para acessar a Consciência Coletiva de Gaia.

Se nós pudermos mudar da consciência individual para a consciência planetária, nós seremos capazes de enfrentar mais eficazmente os desafios que estão à frente.

Comunicar com o nosso EU através do Chakra da Garganta é o primeiro passo para o reconhecimento de que nós somos Deuses e Deusas em treinamento.

Como uma pequena semente caindo de uma flor, nós viemos para a terceira dimensão para aprender a desabrochar em nossa própria flor.

Nela nós temos muitas privações, pois frequentemente o solo é seco e infértil.

Entretanto, é por enfrentarmos nossos conflitos internos e externos que nós nos desenvolvemos para nosso EU criativo mais alto.


RESPIRAÇÃO CONSCIENTE

Seu Chakra da Garganta também o recorda de respirar conscientemente.

Quando você respira principalmente pelas narinas, enquanto está PRESENTE com sua respiração, você começa a perceber como sua respiração muda.

Sua respiração muda não porque você está mudando conscientemente, mas porque sua PRESENÇA permite você reunir conscientemente o prana do mundo exterior e integrá-lo em seu mundo interior.

Como você está PRESENTE, sua respiração desacelera, tornando-se mais longa e mais refinada.

O prana aumentado, integrado ao seu sistema, aumenta seu campo eletromagnético e eleva a vibração dos seus dois mundos, interior e exterior.

Quando sua vibração interna se eleva, o ambiente ao seu redor também se eleva.

Alinha seu Chakra da Coroa com o Grande Sol Central e seu Chakra da Raiz com o Coração de Gaia no núcleo da Mãe Terra.

No final você não está respirando somente para você, mas para seu espaço, seu prédio, sua cidade, seu estado, sua nação, seu continente, seu hemisfério, seu planeta.

Com cada inspiração você traz uma vida nova a partir dos fótons do Espírito e com cada expiração você libera o velho através do Polo Sul.

Toda liberação pelo Polo Sul apoia o fluxo novo do Sol Central entrando pelo Polo Norte.

Essa respiração não purifica apenas a sua própria Essência, mas purifica também a Essência de Gaia.

A Essência por natureza tem uma carga positiva, o que anima tudo aquilo que ela toca e traz magnetismo positivo.

Então, enquanto você permanece PRESENTE com sua respiração, você experimenta o magnetismo dos mundos interiores misturado com o magnetismo dos mundos exteriores.

Quando você libera a escuridão e traz a Luz, você dá uma carga positiva à sua Essência.

Esta carga positiva permite suas ondas mentais mudarem.

Quando você se focaliza em sua respiração, seu corpo físico relaxa e você muda das Ondas Beta para as ondas Alfa.

A consciência em onda Alfa permite que suas células ressoem à carga aumentada de sua respiração.

Então seu Corpo Emocional fica claro, fluido e harmonioso, o que permite sua imaginação expandir com seu foco interior intensificado.

Então sua consciência gradualmente muda das Ondas Alfa para a Consciência em Onda Teta.

A Consciência em Onda Teta permite seu Corpo Mental ficar reunido, pacífico, lúcido e focalizado.

Seus pensamentos tornam-se um aspecto de sua respiração, pois seu mundo interior expande e seu mundo exterior diminui em importância e torna-se o reflexo de sua vida interior.

Com as ilusões do mundo exterior relegadas ao “drama da terceira dimensão”, sua consciência gradualmente muda das Ondas Teta para Ondas Delta.

A Consciência em Onda Delta permite você conscientemente receber o fluxo de informação vindo da Essência do Sol Central e a felicidade da União com o Tudo Que É.

Sua presença espiritual EU SOU pode abrir o portal para a Ponte Arco-íris e permitir a passagem para sua Alma/EU entrar em sua forma física para conscientemente aterrar o Espírito na Matéria.

Eu fiz uma meditação em que fui instruída a adicionar a este processo a parte abaixo.

Espero que vocês, meus leitores maravilhosos, se unam a mim nesta atividade postando suas respostas.

Então, enquanto nós “Olhamos Para Trás Para Movermos Para Frente”, nós podemos fazer em conjunto.

Vou começar por postar minhas respostas.

AS CINCO PERGUNTAS:

Como quem você se via em 2004? (como nós percebemos o nosso eu é QUEM nós somos)

O que você estava fazendo? (e como esse “fazer” impactou sua percepção do eu)

Onde você morava: (onde moramos nos influencia imensamente)

Quando você esteve mais consciente do EU naquele ano?

Por que você esteve mais consciente do EU naquele AGORA?

Se vocês desejarem postar suas respostas ajudará muito a nossa Consciência de Unidade.

Abaixo está a minha memória de 2004

QUEM: Sem meu pai e minha mãe, eu mudei para uma nova forma de vida adulta.

O QUE: Eu senti que poderia começar a “aparecer” como meu “eu real”.

ONDE: Mudei para a casa dos meus sonhos, o que aumentou imensamente minha criatividade.

QUANDO: Pela primeira vez na vida eu pude me ver como uma artista.

POR QUÊ: Senti uma sensação de grande liberdade para SER meu verdadeiro EU.

2004 foi um ano MUITO bom.
-.....---==II==----.....-
  Direitos Autorais:
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
 
 
Gostou! Indique para seus amigos.
|Topo da Página| |Voltar Menu Suzanne Lie| |Voltar Home|