-~ EPÍLOGO ~-
NÓS NOS LEMBRAREMOS
Por Suzanne Lie PhD
Em 11 de outubro de 2013
 
  SANDY FALA:

Dos calabouços da destruição vem a esperança de uma nova vida, Jason e eu dissemos como um ser.

Nós olhamos para os nossos três guias e dissemos:

Sim, nós voltaremos e cuidaremos de Gaia.

Percebemos que ela renasceu tal como nós renascemos.

Mas como nós voltamos?

Pelo décimo segundo andar, todos nós dissemos em harmonia.

Imediatamente uma luz clara envolveu nossa forma unida de Sandy e Jason.

Ao nos entregarmos à luz, ficamos cientes de que o sonho de que tanto tentamos nos lembrar era tão vívido porque ele NÃO era um sonho.

E sim, ele era uma experiência futura de que tínhamos nos lembrado parcialmente.

Entretanto, quando a luz se transformou num vórtice girando, todos os pensamentos de nosso passado desapareceram.

Enquanto o vórtice girava ao nosso redor, nosso corpo UNO de Complementos Divinos lentamente transmutou para dois corpos de luz.

De novo, nós demos as mãos e seguramos com força para sentirmos nossa profunda conexão.

Porém, agora nossos corpos eram de luz e a sensação era muito diferente.

Antes, quando ficávamos de mãos dadas, sentíamos duas mãos separadas entrelaçadas, mas agora as duas mãos de luz fundiam-se em uma mão que nós compartilhávamos.

Nós dois rimos dessa sensação e estávamos para tentar fundir em um só ser novamente quando o vórtice começou a nos fazer passar por um "banho de consciência".

As sensações desse banho pareciam limpar todas as emoções de dúvida e medo.

Com esta limpeza nós pudemos comungar como um único ser mesmo que mantendo dois corpos.

Estávamos felizes por dividir nossa experiência, pois as sensações de felicidade e amor incondicional eram demais para um só corpo conter.

Com esse pensamento, ou com talvez nossa limpeza completa, o vórtice de repente parou de girar para revelar o "elevador certo".

Duas portas de luz lentamente se separavam para revelar uma sala circular cheia de seres de luz de todas as áreas de nossa Galáxia e além.

Era uma grande "Convenção de Luz", onde seres superiores intergalácticos podiam observar, monitorar e assistir Gaia com Seu processo de ascensão planetária.

Quando as portas se abriram totalmente, nossos dois corpos de luz flutuaram para a sala circular ilimitada.

Para nossa surpresa, todos os muitos seres se viraram para nos saudar, incluindo Mytre, Mytria e o Arcturiano, que segurava Gaia firmemente em Seus braços.

Todos gradualmente nos cercaram e nos deram as boas-vindas à reunião.

Não ficamos surpresos ao ver outros corpos de luz de terráqueos no grupo.

Quase que com um sentido de urgência, o grupo se separou para nos deixar uma passagem que levava diretamente para o extremo da sala sem fim.

Eu digo sala sem fim, pois a parede era mais um vórtice do que uma parede.

Ao invés de ter uma parede para separar, esta sala tinha um portal para conectar.

Jason e eu flutuamos pela passagem formada em nossa honra, mas paramos imediatamente antes do portal.

Olhamos através do portal, que era formado pelas paredes de luz radiante e vimos a teia de criação.

Essa TEIA vibrava e ressoava a cada respiração, pensamento e emoção nossa.

Nós podíamos ver essa teia com nosso Terceiro Olho, ouvi-la em nosso Coração Superior e senti-la com nossos corpos de luz.

De repente a teia estava em cima, ao lado, debaixo, atrás e ao redor de nós.

Nós éramos elementos da teia, nódulos vivos de forma moldados pela teia de criação.

A luz da TEIA conectava todos em profunda unidade.

Consequentemente, nós experimentávamos tudo que todos na sala estavam pensando e sentindo.

Todos nós éramos a TEIA.

A teia da criação era similar a um corpo que tinha um coração, pulmões, olhos, ouvidos, mãos, etc..

Todos nós éramos uma forma só, conectada através da TEIA, mas cada um de nós tinha uma função ligeiramente diferente que era vital para a continuação e expansão da Teia.

Todos nós estávamos em constante contato uns com os outros através da TEIA quando, de repente, todos se focalizaram em olhar pelo portal.

Com a força de nossa percepção reunida, e também da unidade do amor incondicional, nós olhamos pelo vórtice para ver um mundo criança.

Este mundo era a criança Gaia, o raio de esperança para os seres que utilizaram a Terra como sua "escola para a ascensão".

De nosso estado atemporal de consciência, nós entendemos como esta realidade estava começando, terminando, mudando e permanecendo imóvel.

Todos eram UM no AGORA se expressando de inúmeras formas.

Por causa da nossa unidade com cada um dos outros e da TEIA, nossas mentes multidimensionais facilmente entenderam este formato de realidade e estávamos ansiosos para experienciar a vida nesse sistema operacional.

Bruscamente o Arcturiano projetou-se perante nós e olhou profundamente em nossos olhos.

Quando olhamos para a Luz da forma mutável do Arcturiano, nós vimos Mytre e Mytria como Complementos Divinos.

Esta visão nos encheu com tamanha alegria de iluminação que nossa percepção expandiu-se profundamente para o vasto domínio do campo de energia do Arcturiano.

Para nossa surpresa nós vimos a imagem de nós mesmos reunidos em nosso Complemento Divino dentro dos Complementos Divinos de Mytre e Mytria.

Mas espere, Jason e eu pensamos juntos, se somos versões de Mytre e Mytria, e se Mytre e Mytria são um componente do Arcturiano, então NÓS somos um elemento do Arcturiano também.

Com esse pensamento, a visão terminou e o Arcturiano flutuou para tão perto de nós que podíamos sentir seu coração dentro de nossos corações.

Ele colocou a criança Gaia em nossos braços e amorosamente disse:

Ao descerem para lá com Gaia, lembrem-se de que vocês também permanecem aqui dentro de nós.

Quando o vórtice nos envolveu em seu giro, nós apertamos a criança Gaia contra nosso coração e dissemos em uma voz:

Nós nos LEMBRAREMOS!

(Aguardem o início da continuação... Livro IV)
 
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
Facebook    
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Suzanne Lie II - IIVoltar HomeII