CONHECENDO JAQUAL
Por Suzanne Lie PhD
Em 30 de julho de 2014
03 de setembro de 1996

Querido Comandante Malteese,

Tenho sentido seu chamado de vários dias, mas não tenho respondido.

Ainda me é difícil integrar a consciência multidimensional no meu mundo tridimensional, mas estou trabalhando em estar consciente em muitas realidades em um só momento.

Estou preparada para receber outra mensagem.


CM:

Estamos contentes por você estar recebendo nosso chamado.

Nós a bordo da nave sempre estamos em alerta para aqueles que conseguem manter uma conexão consciente à nossa vibração.

Não importa neste ponto de seu “tempo” se você está recebendo uma mensagem verbal.

Apenas “sentir” nossa presença é de grande serviço aos Seres Galácticos do Comando Ashtar.

Nós somos muito gratos aos “encarnados” que estão recebendo nosso chamado através de seu vaso terreno tridimensional.

Aqueles de vocês que percebem nosso chamado estão atuando como transformadores redutores para aterrar a nossa mensagem multidimensional em seu mundo físico.

O aterramento de nossa mensagem na Terra física de Gaia é um evento muito especial.

Você está ciente de que há Seres da vibração acelerada da décima segunda dimensão que estão pondo sua atenção direta nos acontecimentos de seu anel solar?

Você é muito privilegiada por estar encarnada neste momento de seu “tempo”.

Nós nos lembramos de quando éramos companheiros nas Grandes Guerras de Órion.

Você era tão audaciosa como um homem.

Em sua atual vida, você ancora essa parte de sua Alma que gosta de se dar permissão de liberar toda razão e restrição para sentir a completa liberdade de ação sem consequências.

Entretanto, no final as consequências aparecerão.

Você agora está no processo de solucionar a questão de como você pode permitir a liberação completa de pensamentos e ações livres e ilimitadas enquanto em corpo físico sem uma tempestade de emoções.

E então essas emoções criarem reações que a deixassem triste por ter assumido esse risco.

Mas na revelação final, as consequências não tiveram o mesmo impacto poderoso como o do lindo momento de liberdade.

Esse momento em que você pôde subir acima de toda limitação e se tornar uma parte de si que não é prisioneira das regras da terceira dimensão valeu muito o pagamento das emoções desconfortáveis.

Agora, Suzille, você pode se unir à sua “Mulher Liberada” interior e permitir que ela assuma o comando.

Ela é a parte do seu EU que é mais masculina e, portanto, a parte que será a primeira a aceitar a androgenia.

Nós pedimos que os tridimensionais, tanto masculino como feminino, aceitem que a Deusa em seu coração e mente desperte do sono dela.

Parabéns, queridos terráqueos.

O momento de abraçar sua Mãe Terra é AGORA!

***

(Cinco meses se passaram entre essas comunicações. Não faço ideia do que ocorreu nesse período. Se o tempo é tão importante, então por que continuamos a perdê-lo?)


21 de fevereiro de 1997

Querido Comandante Malteese,

NÃO EXISTE INIMIGO MAIOR DO QUE OS PRÓPRIOS MEDOS E É PRECISO UM GUERREIRO VALENTE PARA ENFRENTÁ-LOS.

Eu ouvi esta fala na televisão e ela me lembrou de você – finalmente.

Eu pensei em você e na parte do meu EU que é o seu companheiro e amigo guerreiro.

Eu percebo que não fui capaz de encarar esse meu componente porque tenho vergonha da minha brutalidade em vidas passadas.

(Eu ainda estava apenas pensando em tempo na época.)

Finalmente, estou preparada para ver nossa vida juntos.


Nós somos Jaqual.

O Comandante Malteese e eu somos companheiros antarianos em Antares.

Nós estamos na constelação de Escorpião servindo como defensores deste quadrante.

Eu, Capitão Jaqual, falo com você da linha temporal dos meus dias de guerreiro.

Em Escorpião, nós mantemos campos de energia similares ao planeta Plutão em seu Sistema Estelar.

(Não houve mais perguntas minhas ou mensagens de Jaqual até...)


28 de abril de 1997

Capitão Jaqual falando...

Sim, você ouviu nosso chamado hoje.

Agora é hora de você ficar consciente da minha realidade.

O Comandante Malteese já a lembrou de nossa energia antariana para prepará-la para nosso encontro.

Sua realidade como Suzille tem sido diferente da minha (que também é sua).

Eu sou um guerreiro aqui, mas já estou reformado.

Recentemente entrei em um templo onde pude focalizar minha atenção em minha vida interior.

(O interessante é que eu acabara de deixar meu consultório poucos dias antes e pela primeira vez em quarenta anos eu estava trabalhando em casa. Por quê? Porque os Arcturianos me disseram que eu precisava criar uma vida mais simples e mais calma para que eu pudesse meditar, caminhar pela praia, praticar ioga, relaxar, fazer jardinagem no meu quintal e comungar com os Elementais.)

(Foi-me dito que essa situação se assemelharia a “estudar nos Templos”, o que eu fiz em outras vidas. Nessas vidas o meu AGORA era focalizar em minha vida interior e nas expressões superiores do EU. Por alguma razão eu não entendi essa parte da estória até eu mudei o meu consultório e me preparei para “focalizar na minha vida interior”.)

(De volta a Jaqual)

Minha vida existe numa linha temporal diferente da sua e eu ressoo em uma área de espaço totalmente diferente.

Entretanto, a maior parte de minha vida eu estive muito ocupado combatendo “o inimigo” para olhar profundamente dentro de mim.

Eu fui um guerreiro por cinquenta dos seus anos terrestres.

Parece um longo tempo para você, mas nós, Antarianos, temos vidas muito mais longas.

Nós normalmente vivemos entre 150 a 200 de seus anos terrestres.

Em Antares nós normalmente somos pentadimensionais, mas os guerreiros e os pais ressoam à terceira dimensão quando “trabalhando” e vamos para casa na quarta dimensão.

Os pais trazem a vida nova das dimensões superiores para começar seu “tempo em forma” na forma tridimensional.

Nós operamos dessa forma para que nossos filhos estejam firmemente enraizados numa forma física para serem capazes de procriar e serem os protetores de nosso quadrante do espaço.

É semelhante ao seu salmão que deixa sua água salgada natural para desovar em água doce.

Antares é um centro para o despertar multidimensional.

Nós mantemos nossa realidade tridimensional viva e ativa apesar de todos nós podermos elevar nossa frequência acima dela.

A razão de assim fazermos é porque nós primeiro colonizamos esta área para assistir na proteção daqueles ao nosso redor, e também do seu mundo, dos Draconianos de Órion.

Naquilo que os Draconianos têm mestria tecnologicamente, nós temos mestria com nossas mentes.

Visto que servimos como protetores, pelo menos até o fim do seu Grande Ciclo, nós temos uma forte classe guerreira.

Os líderes de nossas sociedades e também a maioria de seus cidadão ressoam à quarta e quinta dimensão.

Praticamente todos nós, masculino e feminino, passamos pelo menos 30 anos em serviço como um guerreiro.

Eu passei 50 anos como um guerreiro, o que é comum somente para oficiais.

As mulheres são treinadas junto com os homens e são totalmente iguais em todas as ações militares.

Por outro lado, os homens não são totalmente iguais no departamento de concepção e de puericultura.

Só pode se tornar um pai após seu serviço como um “protetor” esteja concluído.

Nós, guerreiros, usamos a palavra “protetor” ao invés de “soldado”.

Nós não guerreamos por que nos dizem para guerrear ou porque queremos ganhar poder e conquistar.

Nós guerreamos somente para proteger nosso povo e nosso estilo de vida.

Nem todas as pessoas em Antares tornam-se pais.

De fato, menos de 10% realmente acasalam e procriam.

Entretanto, praticamente todos estão ativamente envolvidos na criação dos pequenos.

As pessoas precisam passar por uma iniciação maior para se tornarem pais, parecido como é em Arcturo.

Entretanto, nós não escolhemos os pais pela cor da aura, como eles fazem em Arcturo, e sim, pela iniciação.

A iniciação para paternidade e maternidade leva três anos.

É preciso ser um mestre em consciência multidimensional antes de poder ser um pai ou uma mãe.

Esta mestria é mais bem descrita por dizer que um mestre pode expandir sua vibração da terceira até a sétima dimensão da Superalma.

E também, eles são capazes de abrir o canal para estar cientes conscientemente de todas essas dimensões de uma vez só.

Esta expansão de consciência e ciência é um grande feito e a razão de apenas 10% de nosso povo ser pais.

Para se tornar um pai, duas Almas harmoniosamente combinadas elevam sua vibração para a Superalma e convidam uma centelha de vida para entrar em nosso mundo antariano.

Elas então “descem” essa centelha por cada dimensão e a “plantam” na forma tridimensional feminina.

O Templo em que eu logo entrarei é o que nos ensina a sermos pais.

Eu sinto que, visto que tive tantas vidas, é meu melhor serviço agora trazer novos seres.

Os casais normalmente só tem um filho.

Leva três anos para preparar (somente 30% dos que entram na iniciação a completam) e então mais três anos para “descer” a Alma para a terceira dimensão.

Então, por mais três anos, os pais se dedicam completamente na criação do filho.

Ao final de três anos o filho se torna um adulto e se reúne à sociedade.

Normalmente estuda por cerca de 30 anos e então entra para o exército.

Como você pode ver, a maioria dos pais têm 60 anos antes de poder começar o processo de preparação para paternidade e maternidade.

Entretanto, visto que todos os pais têm mestria de consciência multidimensional, eles normalmente vivem pelo menos até os 300 anos.

Alguns vivem até 400.

Os últimos cem anos de suas vidas normalmente são passados assistindo outros tornarem-se multidimensionais.

Assim que se é multidimensional, a “morte” é apenas uma mudança de oitavas.

Claro, há outros que morrem em batalha, mas isto lhes dá um impulso para no mínimo a sexta dimensão.

Suas vidas são curtas, mas sua jornada para a sétima dimensão é mais fácil.

Em nosso mundo, todos os processos de individualização, ou vidas individuais como você diria, se originam na Superalma heptadimensional.

É-nos pedido para sair da Superalma por nossos pais quando nós somos “centelhas de luz”.

Então precisamos voltar à Superalma antes de podermos novamente assumir outra encarnação em Antares ou em um mundo Arcturiano ou Nave Espacial.

As realidades arcturianas e antarianas são ambas multidimensionais em natureza.

Nós dois nos focalizamos em assistir pessoas, planetas e sistemas estelares para aceitar sua essência multidimensional e ascender de volta ao seu EU Superalma.

Aqueles que acham difícil demais este processo de elevar sua vibração de volta para a sétima dimensão normalmente encarnam em outros planetas e sistemas estelares.

Eles também podem escolher uma versão diferente de realidade por uma variedade de experiências.

(Quase três meses se passaram antes de nossa comunicação seguinte. Não posso lembrar por que fiquei afastada. Em 1997 provavelmente eu duvidei do meu eu e me perguntei se estava meio louca. E também, porque os Arcturianos me disseram para começar um website por volta de 1994, finalmente eu comecei o meu site Multidimensions em 1996.)


1º de julho de 1997

Querido Capitão Jaqual,

Eu o senti muito hoje enquanto eu me exercitava.

Eu ouvi que você poderia me assistir em ser um guerreiro e, após ler sua última mensagem, eu percebo que você pode me assistir muito no meu processo de me tornar multidimensional.

Não creio que haja algum Templo na Terra para me ensinar essas coisas.

Talvez você possa compartilhar comigo o que está aprendendo em sua experiência no templo.


Querida Suzille,

Com certeza posso assisti-la com a mestria de seus hábitos físicos e programação.

A capacidade de verdadeiramente ser multidimensional é o que permite que você obtenha mestria das questões e desafios tridimensionais.

Posso também assisti-la na elevação acima do seu medo.

Quando se é capaz de elevar a vibração para uma dimensão acima do medo, entra-se no treinamento de mestria.

Esta é uma parte da razão por que meu povo escolheu ser guerreiro.

Um guerreiro precisa aprender a enfrentar o medo dentro de si mesmo.

Assim que esse medo é confrontado e conquistado, então ele pode se elevar para seu eu vibracionalmente superior.


23 de julho de 1997

Querido Jaqual,

Senti seu chamado pelos últimos dois dias.

Parece que estou pronta para ouvir sua história.

Eu evitei porque sabia que era sobre medo e eu sempre tive um problema com enfrentar o meu medo.

Agora estou pronta para liberar totalmente esse “problema” e viver na minha coragem.


Suzille,

Estou feliz por ouvir que agora você está preparada para SER a guerreira que você sempre foi.

Você tinha medo porque estava assustada quando uma criança muito pequena e era incapaz de comunicar esse medo para alguém e pedir por proteção e conforto.

Esse medo manteve-se em seu inconsciente pela maior parte de sua vida.

Como você entende agora, tudo que aconteceu foi parte de seu Plano Divino para despertar para a lembrança de seu EU Superior.

Se tivesse recebido o conforto que precisava em seu mundo físico, você poderia não ter entrado fundo e alto o suficiente em seu EU Multidimensional para encontrar a proteção e o conforto de que precisava.

Agora nesses capítulos finais de suas encarnações físicas, você precisa limpar seu inconsciente do medo desnecessário.

Nós dizemos “desnecessário” porque não queremos que você apague todo medo.

O medo em si não é seu inimigo.

O medo somente se torna seu inimigo quando as mensagens que ele lhe passou permanecem depois de servirem o propósito.

Sim, pense no medo como um mensageiro.

Ele é um mensageiro que lhe diz para estar atenta e ter cuidado.

Sem o medo você não poderia sobreviver na terceira dimensão onde há muitos perigos.

Portanto, enquanto eu contar minha história, lembre-se de que o medo na verdade é nosso amigo.

O propósito do medo é advertir e proteger.

Ele é a lembrança e o perigo do medo que é o inimigo.

Se medos passados não podem ser liberados, eles se tornam uma carga mais e mais pesada.

E também, se você não confiar que os avisos adequados virão no momento necessário, então há medo do futuro.

Medo do passado é uma mensagem que já passou e medo do futuro é a mensagem que ainda não chegou.

Quando você pode viver em confiança total e entrega ao seu EU Superior, você é capaz de liberar todos os medos antigos para suas vibrações superiores onde eles podem ser transmutados de volta em luz e amor.

Você também confiará que todos os seus avisos serão oportunos e a levarão na direção que sempre lhe proporcionará a maior proteção.

Nós aprendemos essas lições em Antares, e elas são lições que nos permitem aprender como elevar nossa vibração para nossos eu dimensionalmente superiores.

Por favor, lembre-se de que estou traduzindo minhas palavras para o inglês para você entender melhor.

E também, que eu não sou da sua linha de tempo.

Portanto, enquanto eu a percebo, eu experimento todas as suas vidas em um pacote, como um livro.

Eu posso observar qualquer parte fora de sequência e até mudar a sequência.

É desta mesma maneira que você pode perceber a minha vida.

É por isso que frequentemente se sentia confusa a respeito das linhas temporais de nossas vidas antarianas.

Para a sua percepção, eu estou em todas essas eras de uma vez só, e você pode ver qualquer época que desejar.

Eu sou um jovem tenente (o seu termo) no mesmo momento que sou um homem mais velho.

Talvez, conforme você aprender e lembrar mais de nossa vida antariana, você será capaz de adotar nosso modo de percepção multidimensional.

Então você pode até ser capaz de lembrar e entender mais conceitos antarianos.

Começarei minha história onde ela parou em sua meditação.

Você se lembra?

(Não, não lembro.)

Eu estou na frente da Porta do Templo do Retorno.

Eu sempre me considerei um homem muito grande, até para os padrões antarianos.

É bastante normal um homem ter dois metros e meio de altura e muitas mulheres terem dois e dez e até dois e meio também.

Eu tenho dois e noventa (de acordo com suas medidas terrenas) e sempre minha cabeça está acima das multidões.

Enquanto estou perante as Portas da Recordação no Templo do Retorno sinto-me muito pequeno.

Há uma série de entradas sem portas levando para a porta real.

Cada uma dessas entradas emana uma vibração diferente.

Portanto, cada entrada é de uma cor diferente e emite um tom diferente.

Sinto uma atração em meu corpo enquanto estou diante do primeiro limiar.

Fui instruído que quando atravessar cada limiar e ficar no corredor perante a próxima entrada, eu irei vivenciar lições e experiências diferentes.

Essas lições e desafios precisam ser limpos e equilibrados antes de eu seguir para o próximo limiar.

Continuarei minha história em nosso próximo encontro.

Lembre-se de me chamar para sua vida diária.

Jaqual
 
-.....---==II==----.....-
  Direitos Autorais:
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
 
 
Gostou! Indique para seus amigos.
|Topo da Página| |Voltar Menu Suzanne Lie| |Voltar Home|