LuzdeGaia  
 
  VISITANTES DAS NAVES
Os Arcturianos Através de Suzanne Lie
02 de Julho de 2018
 
luz de gaia
  Queridos Arcturianos, por que geralmente temos perda de memória sobre as nossas visitas às Naves e aos mundos da quinta dimensão?

Queridos Seres em Ascensão

A perda de memória é geralmente porque você está tendo um “debate” entre a parte de sua consciência que quer se lembrar das visitas e a parte de si mesmo que não quer acreditar que estas visitas aconteceram.

Perceba que não usamos a palavra “abdução”, pois você NUNCA seria levado a uma NAVE sem a sua plena permissão. Por outro lado, há forças obscuras que “sequestram” humanos sob o pretexto de serem “alienígenas”, quando na verdade são seres humanos se passando por alienígenas.

Aqueles que foram levados em uma base regular pelos Zetas, foram protegidos por eles desde então. Os Zetas só precisavam de DNA humano, pois suas espécies estavam morrendo e precisavam ser ajudadas pelo implante de um DNA mais forte.

Eles encontraram este DNA humano nos seres humanos da Terra, e é por isso que eles vieram à Terra para obter o DNA que eles precisavam. Uma vez que eles tiveram o que queriam, eles partiram e não retornaram desde então.

Gostaríamos de lhe informar a data dessas aterrissagens, mas isso é muito difícil, já que os Zeta tinham um conceito e uma medida de tempo totalmente diferente dos humanos. É por essa razão que os humanos que visitaram, e não foram abduzidos, pois TODOS deram sua permissão, permitiram que os Zetas tirassem pequenas quantidades de seu sangue, possam ou não se lembrar desse evento.

O sangue não foi tirado por qualquer razão nefasta, mas porque tudo o que o Zetas precisavam saber para corrigir seu problema genético, que resultou em uma distorção de seu DNA, poderia ser encontrado no DNA humano.

Alguns de vocês se lembram de terem sido abduzidos, e vocês também se lembram de que não ficaram muito assustados. Quando você lhes disse que era assustador um humano ser amarrado, eles o desamarraram imediatamente. Em sua realidade, estar “amarrado” é um meio de conforto e segurança. Eles queriam que seus “amigos humanos” se sentissem seguros e confortáveis, então os amarravam.

Os Zeta eram realmente muito gentis. Eles também lhe disseram para não contar a todos, para não falar sobre sua experiência na Nave, se eles se lembrassem, como outros podem tê-lo feito, e provavelmente teriam julgado e questionado esses humanos. Além disso, os Zeta estiveram por perto depois da Segunda Guerra Mundial e há muito que voltaram para a sua própria área do espaço.

De fato, muitos dos que despertaram logo após a Segunda Guerra Mundial, perceberam que “ser diferente” não era uma boa idéia para quem era, na verdade, MUITO diferente das outras pessoas que eles conheciam. "Ser diferente" não era uma boa ideia na era da sua infância depois da Segunda Guerra Mundial.

Portanto, aqueles que visitaram as naves dos Zetas não contaram a ninguém sobre suas experiências. Mesmo agora, quando eles contam sobre as suas experiências, eles só o fazem como se estivessem “contando uma boa história”. Aconselhamos que continuem com esse hábito, pois ainda não é seguro contar o seu segredo.

Os líderes do seu país, que na verdade não são os líderes, mas os seguidores, levaram muitos humanos que estão à beira da evolução a mergulhar nos antigos hábitos e nos temerosos pensamentos do seu eu da terceira dimensão. No entanto, isso foi realmente parte do nosso plano Galáctico.

Nosso plano Galáctico era alinhar-se com os humanos que fossem capazes de conhecer as verdades que foram mantidas como segredos desde o início das primeiras visitas da humanidade à Terra. Nós observamos que quando a humanidade fica muito assustada, eles freqüentemente se tornam muito violentos. É por esse motivo que a maioria das informações sobre OVNIs foi oculta.

Apenas uma pequena população de humanos é capaz de aceitar esse tipo de informação sem se assustar. Como os humanos assustados podem ser, e geralmente são, bastante violentos, sabemos que precisamos ter cuidado com quem escolhemos nos comunicar.

Portanto, iniciamos contatos muito breves com os humanos, que são principalmente para descobrir se essa pessoa ficaria assustada com o “desconhecido de seu próximo AGORA evolutivo”. Aqueles que não tinham medo, geralmente são aqueles que eram capazes de reter seu pensamento de quinta dimensão. e suas percepções, mesmo depois de terem um corpo terrestre da terceira dimensão.

Portanto, eles podem perceber que outra realidade pode estar próxima com um sentimento de admiração e entusiasmo, ao invés de medo e raiva. As pessoas que podem fácil e ansiosamente aceitar esta informação estão geralmente entre os Galácticos que escolheram nascer na realidade da Terra da terceira dimensão, como um ser humano da terceira dimensão.

Essas crianças geralmente tiveram algumas “experiências de quase morte” quando eram recém-nascidas ou muito jovens, para que pudessem retornar ao seu Lar Superior para fazer uma avaliação antes de retornarem ao seu corpo terrestre.

A partir da perspectiva da terceira dimensão, essas “avaliações”” parecem ser apenas em segundos. Entretanto, da perspectiva de seu EU de quinta dimensão, eles estavam livres de TODAS as limitações do tempo da terceira dimensão.

Portanto, eles não têm uma experiência seqüencial ligada ao tempo, como as experiências que estão tendo na Terra. De sua perspectiva da quinta dimensão e além da galáctica, eles sabiam que “o tempo é uma ilusão da terceira dimensão”.

Até que os seres humanos da Terra na terceira dimensão possam liberar sua ilusão de "tempo da terceira dimensão", eles NÃO podem se lembrar de seu verdadeiro EU que ressoava na quarta, quinta e até nas mais elevadas dimensões da realidade.

O conhecimento de muitas dimensões diferentes também é algo que pode ser muito assustador para alguém que ainda estava ligado “apenas” ao formato da realidade da terceira e quarta dimensões. De fato, por muitos eons, até mesmo o conceito de outros mundos e dimensões, era aterrorizante para os humanos. Infelizmente, este fato também é verdade para muitos, se não para a maioria dos humanos em seu AGORA.

A razão para isto é que, mesmo em seu atual “tempo moderno”, muitos humanos são capazes de ativar apenas cerca de 3% de suas junções sinápticas inatas do cérebro. Uma “junção sináptica” é uma área do cérebro em que células cerebrais diferentes interagem umas com as outras para criar uma interação entre diferentes fontes de informações que estão armazenadas em seu cérebro.

Como a maioria da humanidade usa apenas cerca de 2% a 10% de seu poder cerebral completo, as junções sinápticas de dimensões superiores, como junções que permitem perceber expressões de realidade da quarta e quinta dimensões, nunca são ativadas.

Uma “junção sináptica” significa basicamente que várias, ou muitas áreas do cérebro são ativadas por um pensamento, emoção, decisão e / ou ideia. Há bilhões de junções sinápticas em seus cérebros o tempo todo, mas a maioria delas é inconsciente para os humanos.

No entanto, quando uma pessoa está consciente de que novas informações entraram em seus cérebros, juntando essas informações com informações conhecidas em seu cérebro, elas estão ajudando seu cérebro a aceitar e entender novas informações.

Essa percepção consciente de novas ações e pensamentos cria novas “junções sinápticas utilizáveis” dentro do cérebro. Dizemos "utilizável", pois muitas pessoas, se não a maioria, desconhecem qualquer atividade que esteja ocorrendo em seu corpo e / ou em sua "vida interior".

Toda vez que os seres humanos estão conscientes de uma nova maneira de pensar, sentir, perceber etc., eles criam novos "fluxos de consciência". Então, essas novas correntes de consciência conectam-se a outras junções sinápticas para iniciar novas formas de pensar, sentir, perceber e se comportar.

No início, essas novas ondas cerebrais são de difícil acesso, pois os humanos não estão acostumados a receber informações dessa maneira. No entanto, toda vez que eles pensam de uma maneira “nova e / ou multidimensional”, suas junções sinápticas expandem-se enormemente, assim como se tornam mais fortes.

Isso é como aprender uma nova habilidade, andar de bicicleta, cantar uma música, preparar uma refeição etc. Cada vez que você interage conscientemente com essa “nova habilidade”, você fica melhor nisto e tem mais confiança para ficar ainda melhor.

Eventualmente, essa “nova habilidade” pode se tornar “normal”. Isso é semelhante a escrever algo em um papel e depois escrever novamente sobre essa frase. Eventualmente, o que você escreveu se tornará mais amplo e mais ousado.

Da mesma maneira, quanto mais você se permite reconhecer conscientemente que teve uma nova, neste caso uma experiência de dimensão mais elevada, esta junção sináptica se torna mais ampla e mais facilmente ativada.

Se, em sua vida cotidiana, você costuma dirigir pela Primeira Avenida, você quase automaticamente se virará para seguir pela Primeira Avenida. Da mesma maneira, se você pensava freqüentemente em novos conceitos, como na comunicação interdimensional com os seres de dimensões superiores, você teria cada vez mais esses pensamentos.

Eventualmente, esses pensamentos de sua vontade de comunicação com um Ser Superior, começam a se manifestar em sua vida diária. Então, todos os novos pensamentos, que foram traduzidos em uma junção sináptica pelo seu cérebro, não seriam mais novos pensamentos, mas sim "pensamentos usuais".

Dizemos "pensamentos usuais", porque a junção sináptica em seu cérebro atribui essa nova informação à sua informação antiga, muitas vezes desatualizada. Dessa maneira, a informação antiga torna-se transmutada em nova informação, o que pode eventualmente se tornar informação familiar.

É dessa maneira que a humanidade evolui expandindo suas junções sinápticas menores de informações antigas em junções sinápticas mais novas e mais amplas da nova informação de freqüência mais elevada. Na verdade, expandir suas junções sinápticas é o mesmo que aprender / aceitar novas informações em sua mente consciente.

Então, quando você escreve, fala, canta, desenha ou, de alguma maneira, ancora essa informação interdimensional de frequência mais elevada em seu cérebro de terceira dimensão, a informação, que já foi nova, se tornará "normal" e parte de sua vida diária. .

Quando você permite que essa nova informação, especialmente a informação de dimensão mais elevada, se integre à sua mente consciente ao falar, desenhar, cantar, escrever, etc., essa “nova informação de dimensão superior” se funde com sua informação, com o cérebro ,o campo perceptivo da terceira dimensão.

Uma vez que essa informação de dimensão mais elevada tenha sido incorporada à informação do seu cérebro de terceira dimensão, ela começará a penetrar cada vez mais no seu campo perceptivo. Então, suas junções sinápticas uma vez novas, que você criou com suas “novas percepções de dimensão superior” se tornarão normais.

Uma vez que você aceite esta “informação normal nova” e a use em sua vida diária, ela se tornará “informação normal”. Uma vez que esta nova informação não é mais uma informação assustadora, ela pode se tornar “informação normal”.

É dessa maneira que você supera seus medos, transformando-os em “informações importantes”. É dessa maneira que a “vítima interior” pode se tornar a “vencedora da vida diária”. Uma vez que você é o mestre de seus medos, você não estará mais assustado a ponto de ficar "congelado de medo". Então, o que tem sido assustador, se tornará um componente do seu passado.

Quando os aviões se tornaram, pela primeira vez, um “meio de transporte”, muitas pessoas ficaram apavoradas de entrar em um avião. Agora, voar em um avião é uma "ação normal". Portanto, ele não está mais envolto em medo e dúvida se um avião pode ou não ficar no céu e lhe dar um "meio seguro de transformação".

Assim como um passeio em uma nave espacial pode ser bastante assustador no começo, se você viajar dessa maneira várias vezes, andar em uma nave será "normal".

Sua experiência da realidade é formada entre as antigas junções sinápticas que se encontram e se misturam com novas junções sinápticas, que criam experiências e percepções que são NOVAS.

Isto é, elas são novas até este AGORA, quando você é capaz de aceitar conscientemente essas percepções e experiências como "normais". Uma vez que esta percepção / experiência é "normal", ela se torna um componente de sua consciência de terceira / quarta / quinta dimensão. e de sua imaginação, pensamentos, sentimentos e realidade da terceira dimensão..

Mais uma vez, era muito assustador viajar de avião. Mas agora que é muito comum viajar de avião, há menos medo de mais pessoas. De fato, voar em um avião é uma coisa muito comum que milhões de pessoas fazem todos os dias.

Da mesma forma, um dia, andar em uma Nave será tão normal quanto agora viajar em um avião. Nós, a sua Família Galáctica, aguardamos ansiosamente o dia em que poderemos levar uma das nossas naves menores e pousar em um dos seus maiores aeroportos.

Convidamos a todos vocês a se juntarem a nós.

Bênçãos da sua Família Galáctica
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:

Suzanne Lie

http://suzanneliephd.blogspot.com/


Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br

 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
II Topo da Pagina II - II Voltar Menu Suzanne  II - II Voltar Home II