DE VOLTA À TERRA EM ASCENSÃO
DECIFRANDO O SONHO
Por Suzanne Lie PhD
Em 18 de setembro de 2013
 
  JASON FALA:

Sandy e eu ficamos no campo por algumas horas para refletir sobre o mistério da M&M Travel.

Talvez o mistério verdadeiramente fosse o prédio.

Parecíamos não chegar a nada, então decidimos ir para casa, comer alguma coisa e então ver se conseguíamos achar na Internet algo sobre a M&M Travel.

Após comermos, ligamos o computador e procuramos M&M Travel.

Só o que encontramos foram uns poucos websites obscuros sobre a M&M Travel em nossa área.

Eles não pareciam ter outros endereços, o que parecia bem incomum para uma empresa de viagens.

Os websites eram pequenos e não atrativos o bastante para atrair negócios em um mundo em que a maioria das pessoas organiza sua própria viagem.

Parecia que havia algo errado com essa companhia.

Nós até tivemos a impressão de que talvez a M&M Travel era uma fachada para algum outro negócio.

Mas que outro negócio poderia ser?

Esta pergunta nos fez começar a questionar nossas impressões sobre o escritório.

Precisávamos voltar atrás e observar novamente nosso sonho conjunto para ver onde nos desviamos.

Decidimos que cada um anotaria a experiência de nosso próprio sonho para ver se havíamos esquecido alguma coisa.

Então compararíamos para ver o que ambos receberam em nosso sonho.

Com este método começamos a lembrar da primeira parte do sonho, antes de estarmos na sala.

O sonho começou a entrar tão claramente que nós nos perguntamos se Mytre e Mytria estavam nos falando sobre o sonho ou se nós o estávamos compondo.

Entretanto, se o estávamos compondo, então, Sandy e eu estávamos compondo o mesmo sonho, pois nossas experiências eram praticamente idênticas.

Nós anotamos o que lembrávamos na esperança de encontrar pistas no sonho de que não pudemos lembrar antes.

A primeira parte do "sonho" que nós dois havíamos esquecido era que Mytre e Mytria estavam em seu alojamento na Nave Mãe.

Eles estavam caindo no sono quando uma luz imensa os arrebatou e os fundiu no Um de Complementos Divinos.

Sandy e eu finalmente admitimos que Mytria e Mytre tinham que ser expressões superiores de nosso eu.

Portanto, se eles eram Complementos Divinos que podiam se fundir em UM ser, então NÓS éramos Complementos Divinos que podíamos nos fundir em UM ser.

Esta revelação foi tão imensa e tão abrangente que nenhum de nós conseguia até falar.

Porém, nós podíamos olhar nos olhos do outro e sentir o coração do outro.

Esta atividade nos conduziu para o quarto onde poderíamos praticar a "fusão em UM".

Somente a fome nos tirou da cama, o que ocorreu horas depois.

Após fazermos a nossa primeira refeição do dia, estávamos prontos para voltar às nossas anotações.

A primeira sentença que estava em ambas as nossas descrições do sonho era:

Quando eles se entregaram à luz, ela imediatamente os transportou para um local diferente.

Nós dois tínhamos esquecido essa parte do sonho, mas quando nos lembramos dela, percebemos que Mytria e Mytre haviam chegado à locação 3D de nossa linha temporal, mas ela não era mais 3D e claramente não estava em nossa linha temporal.

De fato, eles perceberam a pista de pouso do pequeno aeroporto de nossa cidade através de uma ressonância pentadimensional mais alta.

Esta informação soou um sino em nosso cérebro que talvez o prédio parecesse diferente se nós pudéssemos elevar nossa consciência.

Então, sem ver o resto de nossas anotações, nós animadamente corremos de volta para o prédio perto do aeroporto.

Por sorte a distância não era grande, pois acabaríamos fazendo muitas viagens até aquela área.

A estrada que tomamos para o aeroporto tinha um ponto de que podíamos olhar para baixo, para o cenário que Mytre e Mytria viram em seus sonhos.

Nós nos lembramos de muitas das imagens iniciais do sonho enquanto viajamos e estávamos cientes de que nós não estávamos na linha temporal (ou realidade atemporal) da visão de Mytre e Mytria.

Porém, quando olhamos o aeroporto, desta vez ele estava movimentado e o prédio não parecia tão descuidado.

Nós dois sorrimos nervosamente.

Nós verdadeiramente podíamos estar vendo uma frequência diferente de realidade?

Poderia ser assim tão fácil alterar NOSSA realidade?

Nós nem tínhamos meditado, mas estávamos ligados de uma maneira profunda e também tínhamos liberado a preocupação e dúvida que tivemos durante nossa primeira visita a esta área.

Decidimos ir até o prédio outra vez e verificar.

Assim que chegamos ao estacionamento, nós vimos no mínimo o dobro de carros.

E também agora tinha uma placa na entrada do estacionamento avisando que este prédio era da A & R Research.

Nós não vimos essa placa antes?

O prédio não estava tão diferente, mas ele parecia muito melhor.

Será que talvez fôssemos nós que estávamos diferentes?

Talvez tivéssemos visto o negativo antes, e agora estávamos procurando pelo positivo.

Nós queríamos que o prédio fosse aquele que Mytria e Mytre viram.

Nós estávamos apenas imaginando que ele estava melhor desta vez?

Precisávamos entrar no saguão outra vez e ver se ele estava mudado também.

A maioria das vagas de estacionamento estava marcada com o nome de alguém (também não vimos isso pela manhã?), então procuramos e encontramos a "vaga para visitante".

Estacionei o carro e nós caminhamos hesitantes para a porta.

Mas agora havia um segurança (talvez um dos "guias" em trajes 3D?) que verificou nossas identidades antes de podermos entrar.

O guarda perguntou para onde íamos e nós dissemos: M&M Travel.

Ele olhou na lista e disse: Vocês a encontrarão no décimo andar, conjunto 1005.

Ele nos deixou passar e de novo entramos no saguão.

O cenário do saguão estava muito diferente.

Enquanto que antes havia apenas umas poucas pessoas e um recepcionista sonolento, agora era um saguão movimentado cheio de pessoas que pareciam profissionais.

Queria saber por que o segurança pediu nossa identidade. Eles estão procurando alguém? - sussurrou Sandy.

Sim, respondi. Eu também queria saber.

Agora você está preparada para o elevador? - eu disse com um sorrisinho, lembrando de nosso último encontro.

Nós dois sorrimos quando pressionamos o botão SUBIR e entramos no elevador para ver um cenário muito diferente.

O carpete era novo e as paredes eram revestidas com espelhos.

E também, agora havia uma câmera de segurança observando todos os nossos movimentos.

Apertei o botão do décimo andar e nós facilmente subimos para o décimo andar.

Certo, eles não tiveram tempo para mudar o prédio desde que estivemos aqui pela manhã.

E, quando saímos do elevador, nós vimos um corredor muito bem demarcado com placas em todas as portas.

Como pode ser isso? - Sandy sussurrou.

Eu não sei, respondi.

Ainda estamos dormindo?

Quer dizer, nós tiramos uma soneca depois que voltamos para a cama, - eu disse com um sorriso, e agora estamos sonhando?

Um beliscou o outro, nós sorrimos e caminhamos pelo corredor até o Conjunto 1005.

Quando abrimos a porta, paramos de respirar.

Apesar do resto do prédio estar tão diferente, esta sala parecia exatamente como estava pela manhã.

Nós ouvimos novamente a recepcionista dizer: Posso ajudar?

Eu balbuciei que estávamos na sala errada e ficamos surpresos ao ouvir a recepcionista dizer:

Vocês pegaram o elevador errado.

Eu esbocei um sorriso, sem saber do que a recepcionista estava falando, e Sandy e eu saímos da sala.

Para nos surpreender mais ainda, o corredor agora estava como era pela manhã.

Quando fomos para o elevador e apertamos o botão para descer, as portas se abriram para o mesmo cenário desta manhã.

Com cuidado entramos no elevador e ouvimos o elevador chiar e sentimos trancos enquanto ele descia para o primeiro andar.

O que quer apostar que chegaremos ao saguão antigo? - disse Sandy.

É o que estou achando, respondi.

Não ficamos surpresos por encontrar o mesmo saguão descuidado e praticamente vazio desta manhã.

Por alguma razão, nós não quisemos conversar até entrarmos no carro para irmos para casa.

Como se repentinamente estivesse seguro, Sandy disse:

Você experienciou exatamente o que eu experienciei?

Você quer dizer que a realidade mudou assim que entramos na M&M Travel?

Sim, respondeu Sandy.

O prédio não podia ter mudado tanto desde esta manhã.

E também, por que o prédio inteiro mudou porque entramos na sala errada?

O elevador, eu disse.

Sim, respondeu Sandy.

A recepcionista disse que tomamos o elevador errado.

O que isso significa?

Não tinha nada sobre elevador nas anotações de nosso sonho? - eu disse.

Rapidamente Sandy abriu sua bolsa para pegar as anotações que havíamos trazido.

Sandy olhou as anotações e leu:

Um guia foi instruído para levá-los ao décimo segundo andar, e eles foram projetados para um elevador.

Quando as portas abriram no décimo segundo andar, havia um vórtice imenso.

Eu escrevi que nós dois tivemos uma impressão de que algo muito transformacional aconteceu no vórtice, mas não conseguimos nos lembrar do que era.

Não tinha vórtice no nosso elevador, eu disse.

Porque nós pegamos o elevador errado, nós dissemos em uníssono.

Nós precisamos nos lembrar do que aconteceu no vórtice, disse Sandy.

Mas agora estou cansada.

Podemos jantar alguma coisa, relaxar e ir para cama mais cedo?

Eu acho que precisamos dormir...

Boa ideia, talvez Mytre e Mytria virão até nós em nossos sonhos, eu disse em tom de brincadeira.

Quando fechei os olhos para dormir, vi a imagem de uma enorme teia de luz com fitas de DNA acendendo e apagando dentro da teia.

Porém, a excitação do dia transformou-se em fadiga e eu imediatamente caí no sono, aparentemente um sono sem sonhos.

Quando acordamos na manhã seguinte Sandy disse:

Uau, imediatamente antes de acordar eu tive uma imagem incrível de uma teia de luz com fitas de DNA piscando na teia.
 
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
Facebook    
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Suzanne Lie II - IIVoltar HomeII