luz de gaia   
 
  ATRAVÉS DA MATRIX - 17º Capítulo
Os Arcturianos Através de Suzanne Lie
23 de junho de 2018
 
luz de gaia
 
17º Capítulo

INDO PARA CASA

Parecia que eu tinha esperado para sempre, mas eu estava sentada em um cobertor e enrolada no outro. Portanto, eu estava quente. Na verdade, parecia que até o chão debaixo de mim estava quente. Enquanto esperava, lembrei-me de quando John me resgatou há muito, muito tempo, depois que caí do penhasco.

Então, revi nossa maravilhosa vida juntos, bem como a profunda tristeza de perdê-lo e os anos de solidão. Felizmente, houve também o meu “serviço aos outros” que se seguiu.

Quando olhei para os meus muitos anos de serviço, pude ver que alguns anos foram bons, mas alguns anos foram solitários demais. No entanto, sempre que "voltava para a montanha novamente", a solidão diminuía.

Eu me perguntei que horas eram, mas eu esqueci o meu relógio, e não ousei deixar este lugar, então eu tive que me permitir liberar meu hábito do tempo. Então, ouvi uma voz interior / mais elevada, que não era de John, dizendo-me: "Querida Zara Lynn, você pode me ouvir?"

No começo, fiquei chocada por ser chamada pelo nome da minha infância. Mas então eu percebi que “Zara Lynn” era o meu “nome de buscadora” e representava aquela parte de mim que estava sempre procurando pelo desconhecido, para que ele pudesse se tornar conhecido. Eu então percebi que "Sra. Luz das Estrelas ", era o meu" nome de curadora”.

No início de meus dias de cura, um menino que eu havia curado me chamou de “Sra. Luz das Estrelas. ”Quando eu perguntei à doce criança por que ele me chamou assim, ele disse:“ Porque eu vejo a Luz das Estrelas ”dançando em volta da sua cabeça.”

Naquele dia, meu “nome de cura” se tornou “Sra. Luz das Estrelas. ”E, como você pode imaginar, aquela criança se tornou um grande curador. De fato, ele conseguia ver a aura de todos e tive o privilégio de ajudá-lo a entender melhor o que ele via.

Eu também lhe ensinei que uma parte muito importante de ser um curador era “aprender a desligar sua visão superior” e ser uma pessoa normal por um tempo. Eu aprendi isso com John. Ele viu como eu ficava exausta e me ensinou como "simplesmente liberar" e relaxar. E a maior parte deste relaxamento era com ele.

Então, de repente, meu devaneio foi quebrado por uma enorme Luz Dourada que apareceu no céu. Observei a Luz Dourada se mover na forma de uma Matrix, que tentei reproduzir abaixo.

luz de gaia

Eu imediatamente me levantei e acenei minhas mãos, como se a Luz não pudesse me ver. Meus braços agitados foram respondidos pelas luzes coloridas diferentes que entravam e saíam da Matrix. Presumi que a ordem e a cor das luzes piscantes fosse algum tipo de linguagem.

Na verdade, parecia que a mensagem das luzes coloridas era que eu só precisava relaxar e ficar tranquila para permitir que me "levantassem". Quando eu fui lentamente erguida do chão, perguntei-me o que os aldeões pensariam. Espero que eles encontrem a nota que eu deixei explicando para onde eu tinha ido.

Quando me elevei cada vez mais alto no céu, pude ouvir telepaticamente as mensagens amorosas que os aldeões estavam enviando para mim. Claro, eles descobriram sobre meus planos e silenciosamente me apoiaram sem nunca dizer uma palavra. Fiquei muito feliz por ter tido uma vida longa com essas pessoas maravilhosas e enviei-lhes todo o meu amor mais profundo.

Enviar meu amor era tudo o que eu podia fazer enquanto estava sendo puxada pela longa luz dourada, que formava um caminho dourado em direção a uma ampla abertura na Matrix. No entanto, a luz era tão brilhante que, em breve, a Luz Dourada era tudo o que eu podia ver. Eu estava tão feliz na minha vida de sonho, assim como meu querido marido, ter me preparado para este momento.

Na verdade, John tinha entrado em meus sonhos muitas vezes para me levar por todo o processo, para que eu não me assustasse. Portanto, eu não tive medo, mas senti uma forte mistura de grande amor e alegria pela vida que vivi, assim como pela minha travessia para outro mundo e para uma nova aventura.

À medida que me aproximava cada vez mais da "Fonte da Luz", também conhecida como "Fonte", percebi que poderia ter sido transmitida diretamente através da Matriz, mas “eles” sabiam que eu iria apreciar um último olhar na realidade que eu estava deixando.

Na verdade, eu pude ver mais e mais que os meus queridos amigos estavam saindo de suas casas em sua roupa de dormir enviando-me seu amor e apoio para minha nova vida. Eu estava eternamente grata que meus amigos pudessem sentir o amor vindo da enorme Luz Dourada e sabiam que eles também poderiam ter essa experiência sempre que escolhessem.

A Matrix chegava mais perto e mais perto. Então, de repente, encontrei-me dentro de uma Nave Celestial, e quem foi me encontrar, a não ser o meu amado John? John usava um uniforme que parecia indicar que ele era de alta patente na Nave Celestial.

John ficou parado por um momento como o líder forte que ele sempre foi, então, nossos olhos se encontraram e, de alguma forma, ele estava me mantendo em um longo e profundo abraço. Mais tarde, quando John me acompanhou pela longa entrada da Nave Celestial, perguntei a John: "Meu querido, por que tudo isso parece tão familiar para mim?"

John sorriu e me deu um beijo profundo, foi então, com aquele beijo, que percebi que John e eu parecíamos ter entre 20 e 30 anos de idade. Eu olhei para John com essa pergunta em minha mente, e antes que eu pudesse expressar a pergunta, ele disse: “Minha amada, você não apenas deixou sua casa na Terra, você também retornou ao seu Lar aqui nas dimensões mais elevadas.”

Antes que eu tivesse a chance de lhe perguntar qual era a dimensão, fomos levados para um grande salão no qual fiquei surpresa ao ver muitos dos meus velhos amigos e / ou pacientes que eu achava que haviam morrido. John ouviu a pergunta que estava em meu rosto e sussurrou em meu ouvido: “Amada, você não deixou o seu Lar. Em vez disso, você voltou ao "nosso lar".

Então John me abraçou com força. Absorvi o poder, o amor incondicional e o profundo senso de unidade que sentíamos um pelo outro na Terra. Eu me sentia segura, amada e aceita. Gradualmente as muitas perguntas que eu queria fazer, tudo se desvaneceu.

John e eu estávamos em nossa "nova casa", e isso era tudo que eu precisava saber. Eu então vi muitos dos meus amigos da Aldeia que tinham “morrido”. Eles estavam diante de mim usando seus “uniformes””. Foi então que me lembrei que tinha tido muitos sonhos deste exato momento.

"Sim, querido John", eu disse enquanto olhava para o seu rosto Pleiadiano. "Esta é a Nossa nova casa?"

Suzanne Lie
-.....---==I.||.I==----.....-
  Direitos Autorais:
Suzanne Lie PhD
http://suzanneliephd.blogspot.ca

Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Indique para seus amigos.
|Topo da Página| |Voltar Menu Suzanne Lie| |Voltar Home|