luz de gaia   
 
     
ATRAVÉS DA MATRIX - 6º Capítulo
Os Arcturianos Através de Suzanne Lie
18 de Junho de 2018
luz de gaia
6º Capítulo

O SEGREDO DE SHARA LYNN

Enquanto eu caminhava pelo resto do caminho de volta para nossa aldeia, decidi que não contaria a ninguém, nem a Shalone, o que havia acontecido comigo. A área ao redor de nossa aldeia era muito segura, então não era incomum alguém entrar naqueles bosques por alguns dias. Mas eu precisava de uma razão para lhes dizer onde eu estava e o que estava fazendo, já que era apenas uma adolescente.

Portanto, comecei a reunir algumas das muitas ervas que cresceram selvagens nesta área. A reunião das ervas também me deu um tempo de pensar sobre o que tinha acontecido comigo. Reunir ervas em nossas florestas próximas era normal. Além disso, quando chegava em casa com feixes de ervas recém colhidas, ninguém questionava onde eu estava ou o que estivera fazendo.

Quando entrei na Aldeia, descobri que ela estava em grande agitação e ninguém notou que eu tinha ido embora. Portanto, minha desculpa para ir ao bosque para colher ervas era boa. De fato, a maioria das pessoas não percebeu que eu havia partido, ou que eu havia retornado.

No entanto, eu estava muito curiosa sobre a agitação, então parei a primeira pessoa, para perguntar o que estava acontecendo.

"Oh, você não sabe?" Ela respondeu distraída.

“Não, eu estava reunindo essas ervas na floresta. O que aconteceu?

“Bem, eu não sei como descrevê-lo, mas de repente todas estas Pessoas da Luz, quero dizer pessoas que eram feitas de pura luz, entraram em nossa aldeia. Alguns dos aldeões ficaram assustados e correram para suas casas e fecharam as portas e janelas.

“No entanto, outras pessoas, como eu, estiveram vendo essas 'Pessoas da Luz', como as estamos chamando, em nossos sonhos. Portanto, queríamos descobrir quem são esses seres. Mas ninguém pode falar com eles ou ouvi-los.

“Então, pouco antes de você voltar para a Aldeia, as Pessoas da Luz desapareceram. É muito estranho que elas tenham saído assim que você veio para cá. Por que você acha que isto ocorreu?” Ela me perguntou com um pouco de suspeita. Eu deveria lhe contar a verdade? Ou deveria apenas manter segredo e fingir que não as vi.

"Finja que você não nos conhece." Eu ouvi a voz familiar das Pessoas da Luz. Eu queria saber por que elas não queriam que eu contasse aos aldeões sobre minha experiência, mas passei a confiar neles. Portanto, encontrei uma desculpa para ir a minha casa, onde pude ver se poderia me comunicar com as Pessoas da Luz de lá.

Felizmente, quando cheguei em casa, meus pais foram embora, então tive a chance de lavar e trocar de roupa. Deixei as ervas em um pouco de água com uma nota para eles que eu estava colhendo essas ervas e que adormecera na floresta. Eu lhes disse que estava de volta agora e saí para ver por que todos estavam tão animados.

O que eu fiz em vez disso foi voltar para a Árvore da Aprendizagem para ver se eu poderia obter alguma resposta lá. Quando cheguei lá, não consegui ver a árvore porque havia algum tipo de vórtice na frente dela.

Foi então que vi os aldeões vindo em direção à árvore. Onde eu poderia ir? Eu não queria compartilhar meus eventos da noite anterior com eles, então pulei impulsivamente através do vórtice.

Uma vez que fiz isso, questionei minha decisão porque descobri que estava cercada pelo mesmo vórtice. Mas agora, ele começou a girar cada vez mais rápido. Eu estava ficando cada vez mais tonta, mas na noite anterior, eu aprendera a falar em vez de reagir.

Por isso eu disse: “Querido Vórtice, Por favor, leve-me ao seu destino rapidamente, pois estou ficando muito tonta.” Instantaneamente, o vórtice parou de girar, mas ainda era um vórtice. Procurei o espaço por onde havia entrado, mas não consegui encontrá-lo. Na verdade, também não consegui encontrar a saída.

O Vórtice parecia continuar girando cada vez mais rápido, mas, de repente, parou. "Obrigado", eu disse ao Vórtice. Então, assim que eu disse obrigado, uma porta apareceu, e eu rapidamente a atravessei antes que o giro voltasse.

Para minha surpresa, uma pessoa alta e magra disse: “Você está pronta para liberar a Matrix?” Eu soube instantaneamente que isso era outra coisa que eu precisaria manter em segredo. Na verdade, parecia que eu estava me tornando cada vez mais diferente de todos que conhecia.

"Você está pronta para liberar a Matrix?" A pessoa alta e magra repetiu.

"Bem, bem" eu gaguejei, "O que isso significa?" Eu disse, tentando me dar um tempo para pensar em uma resposta. No entanto, a pessoa alta e magra foi até o meu jogo e disse: “Estou ocupado! Você veio aqui para entrar no vórtice, ou você está apenas olhando em volta? ”

"Ah, ah" eu gaguejei novamente, "Hum, sim! Mas, por favor, pare de girar a Matrix. Estou começando a me sentir mal.

Eu achava que nada poderia ser mais desconcertante do que dar voltas e mais voltas dentro da Matrix, mas a quietude total e completa que ocorreu quando o homem engraçado “parou a matrix” foi muito mais difícil para mim.

Em primeiro lugar, tudo e eu quero dizer "tudo" desapareceu. Isso foi tudo, menos eu e o homem alto e magro. De alguma forma nós estávamos de pé no nada, nos vastos alcances de lugar algum. Eu achava que a matrix rodopiante era assustadora, mas era fácil comparada a estar no meio de nenhum lugar.

"Sim", respondeu o homem alto e magro que agora se apresentava como "Gregory".

“Como você vai, Gregory? Meu nome é Shara Lynn. Você poderia me dizer onde e quando estou por favor?

“Bem, Shara Lynn, receio não poder lhe dizer o que não sei. No entanto, eu posso ver pelo que sobrou da sua aura que você falou com os Seres Dourados e eles a levaram "a subir a escada". Eu passei a maior parte da minha vida tentando encontrar alguém que pudesse mostrar como fazer o que você fez."

"Como você sabe o que eu fiz?" Eu tentei não gritar.

“Agora, querido ser humano, não fique chateada. Você deve estar feliz em me encontrar, pois eu sou um dos poucos que podem levá-ao ao seu Caminho. Porque você encontrou o seu caminho para dentro e através do Vórtice, você está pronta.

"Pronta para o quê?" Eu perguntei tentando não ser muito rude.

“Para a ascensão, é claro. Você está pronta para começar a sua ascensão.

Então houve um longo,e muito desconfortável, silêncio. Então, eu finalmente consegui lhe perguntar: "O que é uma 'Ascensão' e como eu a acho?"

O homem alto e magro, Gregory, olhou para mim com uma expressão totalmente confusa no rosto. “Como você chegou tão longe quando nem sabe o que é a “ascensão”?

Quando não respondi, porque não sabia o significado do termo "ascensão", ele começou a rir ou a chorar. Eu não sabia dizer o que, enquanto ele ria e chorava ao mesmo tempo.

Gregory finalmente disse: "Você sabe o quanto você é especial?" Então ele respondeu a sua própria pergunta antes que eu pudesse. "Oh sim, oh sim", murmurou Gregory, "são os inocentes que NÃO buscam, que são os primeiros a encontrar."

Eu não tinha ideia do que ele estava falando. Isto é, a menos que ele estivesse falando sobre o que aconteceu na Árvore da Aprendizagem. Mas eu não contara a ele, nem a ninguém sobre essa experiência.

"Eu posso ler seus pensamentos e emoções", disse Gregory sem qualquer pretensão. “Veja, querido humano, eu sou um Guardião do Limiar. É meu trabalho garantir que os poucos que vêm aqui possam cruzar o Limiar da quinta dimensão do mundo deles. ”

"O limiar da quinta dimensão?", Exclamei. "O que isso significa? Como faço para atravessar, e isso é uma coisa boa ou ruim? "Eu disse tão rápido que eu mal conseguia me entender.

Gregory sorriu, na verdade, eu poderia dizer que ele queria rir, mas ele era muito educado para fazê-lo.

"Sim", disse ele. “O poder da inocência. Querida inocente, você deve me permitir que eu lhe ensine, ou você pode se colocar em uma pilha de problemas.

Eu não sabia o que ele ia me ensinar, ou que "pacote de problemas" eu encontraria sem sua orientação. No entanto, ele estava certo de que eu não sabia onde eu estava, como cheguei aqui ou para onde estava indo.

No início, essa perda de controle foi libertador e cheia de entusiasmo. Mas agora, eu estava finalmente percebendo que algo estava acontecendo comigo. Eu não sabia nada sobre essa “coisa”, exceto que era MUITO importante e que mudaria minha vida, assim como as vidas daqueles que eu conhecia.

Eu podia sentir uma grande responsabilidade me confrontando. No início, achei que esta poderia ser uma grande aventura. No entanto, após reflexão, eu não me sentia mais como uma adolescente, mas também não me sentia adulta.

"O que irei fazer e como irei administrar isso?" Chamei silenciosamente essa nova versão da realidade.

"Nós entendemos o que você está sentindo", ouvi uma voz atrás de mim dizer.

Eu me virei para ver a minha amada Shalone parada de braços abertos. Eu instantaneamente senti as lágrimas rolando pelo meu rosto, e corri para a minha amada mentora para o conforto que eu não sabia que eu precisava. Assim que os braços de Shalone me envolveram, comecei a rir e chorar, e rir e chorar.

"Agora, eu posso ser sua orientação e apoio, mas você teve que chegar a essa frequência de realidade por conta própria", disse Shalone com sua voz reconfortante.

Essa "frequência da realidade?", perguntei.

Shalone apenas me abraçou novamente e me beijou em cada face.

“Seja paciente, minha querida, estamos no limite do tempo, então não há necessidade de se apressar, e não há necessidade de esperar. Tudo será revelado a você no AGORA do UM, o qual você já começou a entrar ”.

Eu tinha um milhão de perguntas, mas o caloroso abraço de Shalone me fez ancorar e me ajudou a perceber que eu estava com muita fome e extremamente cansada.

"Venha", disse Shalone "Vou dar-lhe uma refeição, dar-lhe um banho glorioso e colocá-la em uma maravilhosa “cama de ar ".

"O que é uma cama de ar?" Eu perguntei, mas ela me cutucou e me levou para a mais deliciosa refeição que eu já fizera. Quando a refeição terminou, Shalone e eu rimos e conversamos sobre velhas histórias de pouca importância.

Essas histórias pareciam me acalmar e relaxar-me pelo imenso prazer de tomar um banho longo e quente na mais gloriosa banheira que eu já vi. Quando finalmente saí do banho, Shalone secou meu corpo e me ajudou a colocar a mais linda roupa de dormir que eu já tinha usado. Então me pediu para segui-la até a "cama de ar".


Suzanne Lie
-.....---==I.||.I==----.....-
  Direitos Autorais:
Suzanne Lie PhD
Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/
Tradução: A Luz é Invencível
 
 
Gostou! Indique para seus amigos.
|Topo da Página| |Voltar Menu Suzanne Lie| |Voltar Home|