MENSAGEM DE UMA REPTILIANA DA LUZ
Anka através de Gabriel Raio Lunar
31 de março de 2017
 
luz de gaia
Arte: Vashta Narada's Galactic Art - http://www.vashta.com/
 

Esta mensagem foi obtida a partir de uma canalização de Gabriel Raio Lunar no dia 31.03.2017, em reunião com alguns membros do seu agrupamento PVSE. O que consta, na sequência, é a transcrição compilada da referida mensagem. Anka é o nome da reptiliana de Luz que entregou a mensagem.
 
Anka:

Nós ficamos sabendo dele (Gabriel) e de vocês (equipe do PVSE). Eu achei que seria uma grande oportunidade para me expressar, porque aqui haveria compreensão. Nossos companheiros de raça, - alguns andaram fazendo o que não deviam (certas coisas, dentro de nossa raça)! Nós queremos agradecer pela energia que vocês emitem, pelo Amor que vocês emitem e pela inteligência de não generalizarem. Somos uma raça, mas cada um é diferente do outro. Esse é um pensamento muito simples, que até mesmo aquele de QI mais baixo, consegue compreender e assimilar.

Nós estamos felizes com a oportunidade... de podermos, porque não dizer, trabalhar com vocês, mais proximamente. Vocês são humanóides muito bonitos! Emitem uma energia nórdica!

Ela fez algumas observações sobre o ambiente interno da casa em que estava:

Anka: Muito prazer! Eu estou admirando um pouco. Vocês têm muitas coisas inúteis aqui. Vocês usam... fogão?! Vocês não usam a energia nas mãos para cozinhar?! Não me digam que vocês cozinham os legumes... Completamente desnecessário, nãoé? Este objeto que vocês chamam de... ? (Apontando para uma geladeira). Para que vocês o usam? Não me digam, também, que vocês resfriam a água para beber!!!... Não me surpreende o porquê alguns de vocês adoecem! E alguns de vocês têm cheiros particulares, eu posso sentir.
(Risos amorosos).

Eu fui informada sobre você, aliás, sobre o Agrupamento, - este é o nome que eles dão a vocês, eles, as Consciências Azuis (Plêiades 1). Ah! Não poderia esquecer! Nós queremos deixar bem claro que não somos todos carnívoros. Há uma ideia muito deturpada em relação a isso. Eu falei isso para vocês quando cheguei aqui, que nós somos uma raça, mas todos diferentes. Por exemplo, nós, que tivemos autorização de chegar aqui agora, nos alimentamos de frutas e de legumes crus. E, claro, quando acessamos determinadas dimensões, nos alimentamos de, apenas, energia. Mas alguns companheiros, não do nosso Agrupamento, mas da nossa raça, se alimentam de carne, e eles conseguiram introduzir isso muito bem em alguns terráqueos. (Risos amorosos).

O grupo informou que a maioria dos Terranos também comem carne, pois é cultural, tratando-se de uma programação que a humanidade adquiriu, - ao que Anka respondeu:

Anka: Oh! Vocês têm muitas programações! Alguns programaram vocês e em outras ocasiões vocês se programaram, porque é como se existissem dois vocês. Vocês chamam um deles de Ego; o outro é você. Sempre há muita confusão. Mas a minha intenção de estar aqui não é julgá-los. É trocar informações! E também aprender, não me entendam mal, o que não fazer.(Risos).
É a primeira vez que eu falo com terráqueos dessa forma, através de um “receptor energético” (nome que ela deu ao ofício de médium canalizador). Eu nunca tive a oportunidade, pelo menos no planeta de vocês, não! Poucas vezes eu vim até o Sistema Solar, pouquíssimas vezes. Recentemente, vocês ouviram falar de nós. Nós tentamos impedir algumas movimentações, e nós ganhamos um credenciamento. Posso usar esse termo, credenciamento? Está correto na sua língua? E nós ficamos muito felizes! A maioria de nosso exército é feminino, mas temos algumas presenças de polaridade masculina. Acredito que, em números terráqueos, estamos em torno de 170 milhões.

PVSE: É aproximadamente a população do Brasil. Bastante gente! E vocês vieram agora, por exemplo, atendendo a um chamado? O Universo inteiro, na verdade, recebeu o chamado, e vocês vieram por esse chamado?

Anka: Sinceramente, nós não tínhamos a intenção de aproximar daqui e participar de tudo isso. Nós prezamos pela ordem, pela disciplina e nós temos, sim, um entendimento de Amor. Nós cuidamos uns dos outros e uma coisa que nós não admitimos é violência, sob nenhuma circunstância! Então, nós vimos um determinado grupo que tinha intenção de movimentar o que nós não aprovamos e tentamos impedir, mas eles atravessaram um determinado portal, que nós não conseguimos. Mas eles não esperavam que houvesse consciências muito mais poderosas do outro lado do portal, e nós fomos convidados e convidadas a participar deste movimento. E de forma unânime dissemos: por que não?

Anka revelou que estava se sentindo desconfortável porque o corpo do médium era pequeno para ela, especialmente a área superior das costas. Nesse lugar, ela tem algo como uma protuberância, e pediu desculpas por incomodar o Gabriel, que também sentiu o desconforto físico nessa área do corpo. Um dos presentes perguntou-lhe se, a partir de agora, seu exército iria interagir mais com os terranos, a exemplo dos Kanii, Izushs e outros. Ela respondeu:

Anka: Nós estamos agora começando a atuar nos portões citados e gostaríamos de oferecer a vocês, uma guarda! (Risos amorosos).

PVSE: Sei que pode não ser tão comum assim na expressão terrana. Imagino que quando estejamos em outra expressão é mais comum saber que somos família e interagimos, com certeza. Mas, na expressão terrana, com uma consciência ainda limitada, talvez haja preconceito ou uma série de idéias deturpadas. Isso faz parte da consciência limitada terrana que está ascendendo agora. Vocês conseguem, agora, ver a Humanidade de uma perspectiva “em Ascensão”, em fase de transição, como uma família ? De qualquer forma, não tem como não ser.

Anka: Universal!!!... Acha que não temos conhecimento da Fonte Primordial ?! Acha que não conhecemos o Messias? A Arcangelina, que vocês conheceram como Maria, conhecemos!

Depois disso, ela queixou-se que estava perdendo um pouco a capacidade de manter-se ali, porque também ele (Gabriel) tem uma grande vibração. E, “da mesma forma que o corpo dele não está habituado com meu campo, eu também ainda não me habituei com o campo dele”.

Para finalizar, todos externaram agradecimentos recíprocos. Anka deixou abraços a todos do agrupamento Sementes das Estrelas e se foi.

Da nossa parte, deixamos nossos sentimentos de gratidão a Anka por trazer informações tão importantes para ajudar na quebra de preconceitos; gratidão por estar unida aos Trabalhadores da Luz; gratidão por participar desta jornada a favor da evolução das consciências e dos mundos.


Nota do Gabriel:
Como já falei em várias palestras minhas, não existem apenas reptilianos negativos, há também os positivos, e que muitos já trabalham no Comando Ashtar como guardiões.
 
-.....---==IoOoI==----.....-
 
  luz de gaiaDireitos Autorais:


Gabriel Raio Lunar



Fonte: http://www.sementesdasestrelas.com.br/


 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.