DEUS NÃO PEDE A NINGUÉM PARA EMPUNHAR ARMAS EM SEU NOME
Jesus através de John Smallman
Em 17 de março de 2013
 
 
  A longa e árdua jornada da humanidade, desde que ocorreu a aparente, mas ilusória, separação da Realidade, está chegando ao fim.

Vocês enfrentaram muito sofrimento, ansiedade e medo enquanto vagueavam, frequentemente a esmo, pelo estranho ambiente que vocês construíram para fazer seus jogos - jogos que, com o passar dos éons, lhes trouxeram muita confusão e desânimo.

A Realidade é clara, brilhante e edificante, e vocês escolheram partir d'Ela para o caos e confusão.

Inicialmente era intrigante e excitante porque era diferente, e de certo modo vocês se sentiam mais livres enquanto exploravam, mas sua sensação de liberdade rapidamente se evaporou ao se encontrarem lidando com limites: algo que não se encontra na Realidade.

Suas necessidades são os seus limites, e como humanos incorporados vocês sempre têm necessidades - ar limpo, alimento e água, aquecimento, abrigo, proteção - a tal ponto que vocês têm grande dificuldade para imaginar ou conceber a vida sem necessidades.

Alguns de vocês meditam, e enquanto o fazem vocês se lembram de que nesse momento vocês não têm necessidades, e isso é bom.

Mas essas necessidades humanas básicas precisam ser regularmente provisionadas enquanto vocês permanecerem alocados e ligados aos seus corpos.

Garantir o aprovisionamento deles exige muito de vocês energeticamente e cria estresse e ansiedade.

Alguns de vocês creem que estresse e ansiedade lhes fazem bem, porque acreditam que se não fossem motivados por essas necessidades, nada seria feito.

Mas é claro que se vocês não tivessem necessidades, nada precisaria ser feito e vocês poderiam apenas ser.

O que vocês experimentam com seus sentidos físicos como realidade é, na verdade, uma série de experiências que sua mente cria dentro de vocês.

Não existe nada fora de vocês, exceto o que vocês projetam com sua intenção coletiva.

Essa intenção é muito poderosa e apresenta inúmeras imagens "exteriores" com que vocês se engajarem, mas sua experiência sempre é uma experiência interior, individual, porque vocês escolheram se engajar com a separação, abandonando eficazmente a unidade - seu estado real e eterno.

Despertar é saber que vocês são um, não somente acreditar que é assim.

Durante as últimas décadas muitos ficaram cientes da realidade de sua unidade e da insanidade de pensar que vocês são seres separados, individuais, não afetados pelos outros a menos que se engajem com eles fisicamente.

Conforme esta conscientização cresce, formam-se grupos para ensinar e difundir esse saber e para encorajar outros a fazer da mesma forma, e um pensamento forma cada vez mais poderoso ou campo de energia se desenvolve e está mudando o modo como todos na Terra pensam e se comportam.

Olhem pelo mundo e observem os incontáveis movimentos sociais que têm surgido com a intenção das pessoas retomarem sua soberania, seu poder dado por Deus que, quando utilizado junto com a compreensão e a ciência de que realmente todos são um, está trazendo enormes mudanças positivas nos modos como as pessoas se relacionam umas com as outras.

Cidadãos do mundo são ouvidos e seu direito de ser ouvido e respeitado é aceito, conforme mais e mais governos descobrem que precisam responder adequada e honestamente e com integridade às suas justas demandas.

Conforme aumentar a intensidade desta onda de energia, as pessoas também começarão a entender que, porque todos são um, combinar-se em grupos de oposição que procuram alcançar seu objetivo pela negação dos objetivos dos outros não faz absolutamente nenhum sentido, porque no nível mais profundo do seu ser, todos vocês têm os mesmos objetivos.

Eles apenas são representados diferentemente e em línguas diferentes e formas culturais, étnicas, políticas e religiosas que, na superfície, parecem ser mutuamente excludentes.

Eles não são.

Todos desejam ser amados, honrados e respeitados.

O que aconteceu durante os éons é que suas raças e culturas diferentes desenvolveram meios diversos de mostrar essas graças, e então elas foram codificadas e reformuladas como leis invioláveis.

Com o passar do tempo a integridade e o significado mais profundo subjacente foi sendo esquecido ou perdido, e ao invés de respeitar e honrar uns aos outros, agora honram-se as leis que têm sido interpretadas com extrema limitação.

Para resolver isto, mais e mais leis foram formuladas, as restrições aumentaram, e agora a confusão reina e os indivíduos perderam seus direitos dados por Deus de viver como escolherem.

A única lei válida é amar uns aos outros e não ferir ninguém, e é a esta lei que a humanidade retornará.

Quando ela retornar, a paz prevalecerá.

O primeiro passo no caminho disto é parar de julgar uns aos outros.

Quando vocês respeitam e honram os direitos de cada indivíduo como humano de existir em paz, e pararem de julgar os outros como errados e merecedores de punição por não terem as mesmas crenças que vocês, toda razão para conflito se evaporará.

Deus não pede - e muito menos quer ou deseja - a ninguém para empunhar armas em Seu nome.

Ele criou todos perfeitos, iguais e soberanos, e Ele ama todos, sem exceção!

Ele não precisa de proteção ou defesa.

Ele é infinitamente poderoso.

Como um humano pode até imaginar que poderia defendê-lO ou protegê-lO?

Mas muitos de seus conflitos são baseados em diferenças de crença religiosa, em que vocês assumem para si o julgar por Deus.

Que arrogância extrema!

As religiões simplesmente são modos culturalmente diferentes e diversos de tentar honrar Deus, o Ser Supremo.

Deus adora quando vocês O honram de seu próprio jeito individual, o que apenas é outro dos muitos aspectos criativos de honrar que vocês podem usar para agradá-lO.

Quando vocês julgam os outros, supostamente em nome d'Ele, vocês estão tentando substituir Deus, pois seu ego é descontrolado, e ninguém pode substituir Deus.

Então, abram seus corações em amor, constantemente, cada um e todos vocês, e assistam aos milagres que então acontecerão.

Seu amoroso irmão, Jesus.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Fonte: http://johnsmallman2.wordpress.com/ 


Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/ 
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Jesus -  Saul - John II - IIVoltar HomeII