Deixando ir... Mensagem dos Anjos Canalizada por Ann Albers 26 de Outubro de 2013
   
 
  DEIXANDO IR...
Mensagem dos Anjos Canalizada por Ann Albers.
26 de Outubro de 2013
 
 
  Meus queridos, nós os amamos muito.

Deixando ir...

A Natureza sabe quando deixar ir...As folhas caem no outono, mas a inteligência amorosa que guia as árvores sabe que uma nova vida retornará na primavera!

Na verdade, queridos, vocês nunca podem perder o amor de Deus, pois isto é tudo o que há! Tudo na criação é formado a partir deste amor. Tudo é um reflexo exclusivo deste amor. Em alguns casos, este amor é óbvio – como o milagre de um pôr-do-sol, os olhos de um bebê, ou uma situação que lhes traga grande alegria. Algumas vezes, este amor está oculto, enterrado sob a superfície – como no caso de um ser humano mal humorado ou sem amor, ou os espinhos de uma roseira, ou em um grande desafio. No entanto, os espinhos amam e protegem as rosas. Os indivíduos rabugentos são incômodos porque eles não conhecem uma maneira mais gentil de se amarem e de se protegerem. Em seus desafios, vocês encontram a sua força.

Como um ser humano, vocês são dotados com o livre arbítrio. Vocês podem aprender a dizer: “Sim, eu sei que o amor de Deus está em todas as coisas, mas eu prefiro escolher estar perto de pessoas, lugares e situações que ressoam comigo e que trazem alegria ao meu coração! Posso amar todos os seres, mas não sou obrigado a gostar deles.” E isto, queridos, é um conceito novo para muitos de vocês, porque muitos aprenderam a confundir “amar” com “gostar”. Os dois não têm que existir ao mesmo tempo. Por exemplo, vocês podem amar os espinhos em uma roseira, reconhecendo o seu direito de ser, e, entretanto, não gostarem de espetar o seu dedo! Vocês podem amar um ser humano irado, sabendo que há uma luz em sua alma, tentando se manifestar, enquanto com o mesmo fôlego possam dizer muito honestamente: “Não gosto de seu comportamento ou de sua personalidade. Escolho não estar perto dele.” Como dissemos muitas vezes no passado, o Amor diz: “Você tem o direito de ser.” O discernimento vê: “o que é e o que não é adequado para mim.”

Assim, agora que vocês sabem que podem amar todos os seres e todas as coisas, queridos, considerem observar as suas vidas, e, como a natureza, decidam o que deveriam deixar ir. O que não está mais servindo ao seu coração, a sua alegria, a sua paixão pela vida? Talvez sejam coisas em seu armário. Talvez seja um emprego que não podem deixar ainda, mas podem começar o processo de intenção e de encontrar um novo. Talvez, estejam em um relacionamento sem brilho e assim os comportamentos, crenças ou o relacionamento devem ser liberados. Não há uma resposta “certa” em qualquer situação, mas sim, uma gama de escolhas. O que está em seu coração para manter e o que o seu coração lhes diz para liberar?

Quando vocês liberam algo que, honestamente, não está funcionando em sua vida, vocês abrem espaço para o que existe. Quando vocês deixam ir aquilo que não lhes dá alegria – seja uma coisa, um relacionamento que não pode prosperar, ou uma situação – vocês abrem espaço para o que importa. Quando vocês deixam ir uma crença que não está funcionando, vocês criam espaço para manifestações mais poderosas. Deixar ir não é desistir ou se privar. Deixar ir é dar a sua alma o espaço para respirar!

Assim, como as árvores liberam as suas folhas, permitam-se olhar em torno de sua vida e se perguntem: “O que eu estou realmente preparado para liberar? O que me abençoa e o que me oprime?” Sejam honestos, sem qualquer julgamento. Seu coração irá lhes guiar. Criem espaço em suas vidas para o que verdadeiramente eleva e inspira a sua alma.

Deus os abençoe! Nós os amamos muito.

Os Anjos
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
© 2013 Ann Albers - www.VisionsOfHeaven.com   
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br 
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
Facebook    
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Mensagens dos Anjos Ann II - IIVoltar HomeII