TRANSMUTANDO AS EMOÇÕES INFERIORES AO COMPREENDÊ-LAS COM AMOR

P’taah através de Jani King

ABRIL de 2007

 
 
Eu sei que você comentou muitas, muitas vezes, mas os humanos precisam se lembrar constantemente. Você poderia nos relatar as etapas para transmutarmos a nossa tristeza, o medo, o ódio e a dor?

Certamente, e estamos encantados por fazer isto. Primeiro, deixem-nos dizer que vocês são esta expressão maravilhosa e surpreendente da Fonte criados e feitos manifestos por seu próprio desejo na forma humana na existência, após existência, após existência, após existência, que estão ocorrendo simultaneamente.

Assim vocês podem ver que se vocês simplesmente assumirem isto como uma marca de referência de quem vocês são – a expressão perfeita e eterna da Fonte – isto é realmente quem vocês são. Esta é a idéia mais ampliada na consciência humana de quem e como vocês podem ser. Dizer, "Eu sou realmente uma expressão perfeita e eterna da criação", significa que vocês são mais do que este corpo. Vocês são mais do que o seu intelecto. Vocês são mais do que a mente por si ou o computador. Vocês são mais do que a sua tristeza ou a sua alegria. Vocês são uma essência eterna, um corpo eterno de energia definido da energia chamada Fonte.

Nós diríamos que uma das coisas mais importantes sobre a sua vida do dia a dia é que mantenham este pensamento. Porque quando vocês permitem que este pensamento simplesmente desapareça, o que acontece é que vocês então são apanhados nestes corpos de energia que vocês chamam de opiniões, crenças ou emoções, e vocês ficam presos lá. O que então acontece é que vocês admitem estes corpos de energia rotulada chamada "tristeza", chamada "dor", chamada "raiva", chamada "impotência", para impedi-los o seu próprio tipo natural de expansão, de alegria e criatividade.

A DOR É UMA RESISTÊNCIA

Assim, há duas partes disto, de certo modo. Uma é esta idéia de que as suas emoções ou seus pensamentos não são realmente quem vocês são. Isto é simplesmente rotulado de "caixas de energia", e quando vocês recuam e olham simplesmente para estas energias que vocês chamam de dor, tristeza ou medo, vocês podem ver que quando vocês são capazes de recuar e observá-las, então certamente não é quem vocês são. Então isto, vocês podem dizer, é uma espécie de gancho em que vocês poderiam pendurar o seu intelecto, mas realmente vocês não estão presos nisto, porque não é quem vocês são.

Mas a questão é que vocês ficam presos, assim deixem-nos observar esta idéia de que vocês ficam presos em sua dor, em sua tristeza ou na realidade, em seu medo. Oh, nós diríamos uma coisa antes que prosseguíssemos, é que esta dor é simplesmente uma resistência – seja ela física ou emocional – e a resistência decorre de uma concepção errônea sobre quem vocês são.

Quando vocês sabem verdadeiramente que vocês são uma expressão perfeita e eterna da Fonte, então vocês sabem que não há nada que poderia possivelmente criar a tristeza, hum? Pois vocês sabem que em sua Origem e em seu ser eterno, vocês não estão separados de nada e de ninguém, e que vocês são tudo isto que podem ser, realmente, em cada momento, se vocês puderem apenas permiti-lo.

SE VOCÊS O CRIARAM, VOCÊS PODEM MUDÁ-LO

Vamos observar o cotidiano. Você prosseguem em seu dia e o seu dia é realmente muito agradável, e então algo acontece que cria, vamos dizer, o medo. Então surge o medo da carência – carência de dinheiro, carência de amor, carência de alegria, carência de criatividade, carência de amigos, carência de motivação – o que apresente para vocês. O medo está baseado em uma idéia ou uma percepção errônea chamada de carência.

Assim, o que vocês fazem? Bem, a primeira coisa é lembrarem-se realmente de que vocês têm o poder de transformar algo e de assumirem a responsabilidade pelo fato de que vocês criaram não somente a situação em que vocês se encontram, ou na realidade co-criaram-na, mas também que vocês são responsáveis pelos sentimentos que vocês engendraram na crença da carência. Uma vez que assumam a responsabilidade e uma vez que estejam simplesmente firmes na idéia de que não são vítimas, vocês estão em seu ponto central, em seu lugar de poder para fazer a mudança. Está certo, assim sem vítimas.

"Eu o criei, e como o criei, eu posso mudá-lo."

A segunda etapa é saber que o passado se foi e o futuro não ocorreu, e todos vocês não têm nada realmente a fazer com o seu futuro. Vocês têm somente o agora. E é somente neste momento do Agora que vocês têm o poder de transformar algo. Ontem absolutamente se foi, não importa quanto vocês poderiam se manter nele. Ele não existe exceto como um corpo de energia que vocês chamam de memória. Vocês somente têm o agora para escolher como serão. Agora.

A terceira etapa é saber que para transformar a freqüência energética, vocês devem estar na experiência dela. Assim, em outras palavras, vocês podem somente transformar o sentimento enquanto o estiverem sentindo, mesmo sendo simplesmente um exercício intelectual. E como vocês sabem, se vocês puderem fazê-lo simplesmente pela mente, então certamente já estaria feito, hum? Porque é a emoção real – seja ela alegria ou o medo, não importa, mas neste caso, estamos falando do medo – é isto que é a fonte de poder de sua criatividade. Em outras palavras, vocês têm uma idéia ou uma crença, e esta é uma forma de onda eletromagnética que está entrelaçada ou envolvida pela freqüência energética da emoção – e esta é a força, este é o poder. Assim, a fim de transformar o medo, vocês assumem a responsabilidade neste momento do Agora, enquanto vocês o estiverem sentindo. Assim, o componente do sentimento é o que é crucial, de certa forma, para esta transformação.

A quarta etapa – de certo modo, a quarta chave – é que vocês podem somente transformá-lo através da compreensão absoluta dele. Agora deixem-nos retroceder um passo; nós deveremos reiterar isto. A maior parte de vocês sabem disto, mas nós lembraríamos a vocês que realmente vocês têm quatro problemas básicos que refletem a base dos seus medos. O primeiro é: "Eu não sou digno" – e este é o mais poderoso de todos aqueles que envolvem o seu medo da carência. O segundo é "Eu sou impotente". O terceiro é: "O amor significa dor". E o quarto é: "O meu mundo não é um lugar seguro".

Estes são os seus quatro medos básicos, e vocês os aprendem quando são muito jovens. Enquanto vocês nascem e crescem, vocês crescem em sua fisicalidade e crescem em seu intelecto. Mas interiormente está esta pequena parte de vocês, esta parte da criança de vocês, que se mantém a estas velhas crenças. Estas velhas crenças criam a emoção do medo. Estes quatro problemas básicos – "Eu não sou digno; eu sou impotente, o amor significa dor, o meu mundo não é seguro" – são também as quatro chaves para transformar o medo. Primeiro, assumam a responsabilidade. Segundo, vocês podem somente transformá-lo agora – que é o seu lugar de poder. Terceiro, vocês podem somente transformá-lo enquanto o estiverem sentindo. E quarto, vocês somente podem transformá-lo pela compreensão. Bem, como vocês compreendem o medo, especialmente desde que vocês estiveram se afastando dele na maior parte de sua vida? Assim, como vocês o compreendem? Bem, o que é a compreensão, realmente? Trata-se de aceitação também, hum? Trata-se do não julgamento da emoção – o não julgamento até do fato de que vocês mantêm estas crenças. Trata-se do não julgamento e da aceitação que cria, se quiserem, o modo como vocês poderiam compreendê-lo. Bem, isto tudo é intelectual, assim nós imaginamos um pequeno exercício para vocês, composto de quatro etapas para admitir esta compreensão.

AS QUATRO ETAPAS PARA A COMPREENSÃO

A primeira etapa para esta compreensão enquanto vocês estão sentindo o medo no sentimento é respirar. Pois a primeira coisa que ocorre quando vocês estão no medo é que vocês param de respirar. Assim, respirem primeiro. Respirem profundamente no plexo solar onde vocês mantêm esta emoção.

A segunda etapa é se visualizarem como o menininho ou a menininha que primeiro tomou conhecimento deste medo. Este menininho ou esta menininha tentou tão desesperadamente ser tudo o que ele ou ela poderia ser para sobreviver, para superar de certo modo. Vejam este pequenino diante de vocês, solitário, aterrorizado e magoado, porque vocês não conheceram a tristeza em sua vida quando mais velhos – vocês conheceram a tristeza quando era uma criança. Assim, enquanto vocês estão respirando profundamente, imaginem apenas este menininho ou menininha diante de vocês. Vejam-no ou vejam-na no olho de sua mente muito claramente. Se tiverem uma fotografia poderiam usá-la para ajudar na sua visualização, assim isto é também muito bom.

Assim se vocês vissem este bebê diante de vocês, este belo bebê – vocês – o que vocês fariam? Imediatamente vocês gostariam de alcançar e segurar esta criança em seus braços – assim esta é a terceira etapa. Alcancem com os seus braços e segurem este pequeno, este você bebê, em seu peito, e digam para este bebê: "Obrigado por trazer-me até aqui. Obrigado por assegurar-me de que eu tenha sobrevivido apesar de todas as dificuldades. Eu sinto muito por tê-lo abandonado por todos estes anos, mas veja, eu não sabia qualquer outra maneira de ser. Agora eu sei. Eu lhe agradeço por tudo. Eu lhe agradeço por me trazer até aqui. Eu lhe agradeço por assegurar-me de que eu tenha sobrevivido, e eu nunca lhe abandonarei novamente. Nós estamos juntos para sempre, você e eu, neste espaço muito seguro e maravilhoso. E quando estamos juntos, nós somos o lar. Quando estamos juntos, nós somos um". Assim, respirem e visualizem este você bebê, este queridinho que tem tanto medo. A terceira etapa é alcançar e segurar este pequeno em seu peito.

A quarta e última etapa é dizer (segredando ternamente): "Obrigado, eu amo você". Entendam, no momento em que vocês puderem estar simplesmente neste espaço de compreensão, na aceitação, no não julgamento, então realmente o que ocorrerá automaticamente é que a freqüência do medo no plexo solar é liberta do não julgamento, e é permitido se mover acima para o espaço do coração, mudando a freqüência e trazendo-os de volta ao ponto central de onde vocês façam a sua próxima escolha em sua vida. Assim a quarta, a quarta e a quarta – e este é o modo mais poderoso de ser – é apenas prestar atenção. Aprendam a prestar atenção ao que está acontecendo. Fiquem atentos a estes pensamentos de que o que não lhes servem, passa. Estejam atentos de que emoções vocês estão sentindo, e se elas não são de amor e de alegria – se vocês não estão em um lugar de expansão e de crescimento – então saibam que vocês podem certamente transformá-las.

AS CRIANÇAS SÃO MUITO MAIS SENSÍVEIS

P'taah, nós poderíamos conversar sobre a saúde? Você teria alguns comentários sobre as crianças autistas e crianças que são diagnosticadas com desordem de hiperatividade e déficit de atenção? De algum modo elas são as mesmas.

Certamente, assim é que neste tempo, aquilo que é chamado do número de crianças que nasceram e exibem estes que vocês chamam de sintomas e que a cada ano se tornam mais e mais. Assim vocês poderiam dizer que este realmente é um resultado das crianças que não estão desejando estar aqui. De certa forma, é um resultado do trauma emocional, embora não necessariamente no que vocês particularmente chamariam de famílias disfuncionais.

Nós diríamos, realmente, que todas as famílias são disfuncionais. Entretanto, o que está ocorrendo em seu tempo do Agora é que as crianças que estão nascendo estão muito mais conscientes, estão muito mais, se preferirem, ligadas à consciência de massa, muito mais sensíveis às freqüências energéticas. E podemos dizer, de certa forma, que em sua sociedade, que o que é a sua informação de entretenimento eletrônico é sobrecarregado. Assim, para muitas das crianças – aquelas a quem vocês denominam autistas – é tão opressivo que elas simplesmente se desligam, que é onde elas não falam sob qualquer condição, mas se retraíram ao espaço dentro de sua própria psique que parece mais seguro do que fora. Para outros, simplesmente parece que elas não podem se focalizar, não podem ser mantidas de certo modo em termos do que é a sua aprendizagem através de suas escolas.

Bem, naturalmente, uma das coisas sobre isto é que as suas escolas em sua sociedade estão certamente se tornando mais e mais espaços onde as crianças não estão seguras e não desejam realmente estar. Nem elas são sob qualquer condição, benéficas. Assim, enquanto isto se torna mais predominante, então na realidade, talvez mude o sistema – mude para a saúde e o bem estar das pessoas. Este é um tratamento químico que também não é benéfico. É mais necessário criar um ambiente para as crianças em que não estejam no que vocês chamariam de sobrecarregado, assim falando, mas um espaço que seja tranqüilo onde as crianças possam desenvolver o seu próprio ritmo, onde elas não sejam mantidas a tais expectativas opressivas. Isto faz sentido?

A SAÚDE É APENAS UMA FREQÜÊNCIA

Você poderia fazer alguns comentários sobre os problemas da próstata, câncer da próstata e câncer da mama que estão aumentando em nossa sociedade?

De certa forma, vocês poderiam dizer que todas estas coisas estão relacionadas em termos de sua saúde e bem estar, em que as suas doenças são criadas na realidade não física. Isto é, tudo existe no não físico antes que possa se manifestar no físico. Vocês enquanto seres existem mais no não físico do que no físico, embora possam se identificar muito intimamente com os seus corpos físicos. Tudo é freqüência energética – os seus corpos, as suas idéias, as suas crenças e as suas emoções, todos são freqüências energéticas.

Onde haja problemas emocionais insolúveis criados da percepção errônea sobre quem vocês são, então certamente estes se apresentarão em sua fisicalidade. Agora, a má saúde e a boa saúde são apenas freqüências. Vocês pertencem a uma consciência coletiva. A consciência coletiva, da qual falamos muitas vezes, funciona em um tipo de formação de guarda chuva. Vocês nasceram em uma família, e esta família tem a sua própria herança genética – tem a sua própria mitologia, de certo modo. Isto é, muito freqüentemente vocês farão coisas do mesmo modo que a sua mãe fazia ou que a sua avó ou o seu avô fazia, etc, etc. Isto se torna uma espécie de consciência coletiva, chamada de família. Então a família pertence a uma cidade, aldeia ou comunidade, e esta tem a sua própria consciência, que pode também pertencer a algum tipo de comunidade religiosa, que tem o seu próprio guarda-chuva de consciência – etc, etc, até que vocês tenham, talvez, todo o seu país, e este país se liga a aqueles outros países que tenham a mesma concepção. Assim, vocês têm aqui toda a sua civilização ocidental como um guarda-chuva de consciência.

Agora, novamente, nada pode estar separado. Não há tal coisa como energia separada; é apenas energia. A informação flui livremente, e assim, quanto mais houver câncer de próstata ou câncer da mama, mais haverá. Enquanto a doença emocional não está resolvida, o corpo – em si mesmo o corpo mais extraordinário da consciência – encontra um modo de se ligar a uma situação que atraia a sua atenção para o fato de que há algo que precisa ser alinhado. Quanto mais pessoas tiverem câncer da mama, mais forte será este corpo de energia energética. Assim, de certo modo, vocês se ligam a isto devido a isto. E este é um modo que lhes apresenta: "Pare"! Há algo aqui que precisa ser resolvido, transformado.

Naturalmente, também em sua sociedade estão as crenças que a medicina ajudará, e certamente isto ocorre porque vocês assim acreditam. Entretanto, se a doença não física não for tratada, o corpo poderá ser curado de uma doença, mas encontrará outro meio de mostrar ao não físico. Isto faz sentido? Quando vocês observarem a sua história, poderão ver como determinados "desaparelhamentos" tiveram um tipo de preferência e então não se tornaram mais predominantes. Alguns desapareceram juntos e então vocês criaram algo totalmente novo. Na realidade, vocês são muito criativos!

Há um relacionamento entre a felicidade e a saúde?

Mas, naturalmente.

E você teria algumas sugestões de formas para manter a vitalidade enquanto o corpo envelhece?

Bem, o corpo envelhece porque vocês acreditam que ele envelhece. O corpo não se desgasta. Quanto mais vocês puderem estar em sua felicidade, em seus interesses, em sua alegria, em sua excitação e em sua paixão pela vida, então certamente o corpo se manterá em um modo muito mais pleno e vital. Entretanto, devido a sua consciência de massa, vocês têm a idéia de que realmente o corpo envelhece e que em um tempo determinado, vocês provavelmente morrerão – e assim vocês o fazem. Embora, naturalmente, vocês o fazem de um modo ou de outro, seja consciente ou inconscientemente – vocês escolhem quando e como morrerão. Esta é uma razão muito boa para prestarem mais e mais atenção aos seus pensamentos e as suas emoções e como vocês estão na sua realidade do dia a dia – viverem com intenção, nós diríamos.

Assim, amados, é o suficiente no momento para este dia.

Com o maior amor, nós nos despedimos.

Namastê.

P’taah

Através de Jani King
 
-------.........----==II==-----............--------

Traduzido por: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br 

Direitos Autorais
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
 www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com

 

Gostou! Indique o site para seus amigos

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu P'taah|    -    |Voltar Home|