COMPREENDENDO E TRANSFORMANDO O MEDO
Mensagem de P'taah através de Jani King
Setembro de 2006
 
 

O EGO É APENAS OUTRO NOME PARA O MEDO

P'taah, você poderia falar sobre o medo?

No debate deste dia, nós diríamos que o ego é apenas outro nome para o medo.
Como se manter tranqüilo de modo que se possa acessar a alma? Como se acalma o ego para permitir que isto aconteça?
Amando o ego.  Amando este pequeno e temeroso ser que vive dentro de vocês e que tem tanto medo de não ser adequado. Tendo compaixão por esta pequena porção de vocês que se constrói na raiva, na ira, na frustração, no ciúme, na inveja - tudo porque ele se sente impotente, tudo porque ele não se sente digno, tudo porque ele teme que o amor se iguale à dor, tudo porque ele teme que o mundo não seja um lugar seguro.

Você poderia nos dar um exercício que possamos usar para curar isto, para curar este pequeno ser?

Realmente, amado. Primeiro, compreendam que esta pequena porção de vocês tem estado com vocês desde o seu nascimento. E como nós dissemos, esta pequena porção aprendeu estes quatro medos básicos muito cedo (e naturalmente ligando-se à consciência coletiva da humanidade para ter tudo isto confirmado): Vocês não são dignos, vocês são impotentes, o amor se equipara à dor e o mundo não é um lugar seguro.

Então vocês cresceram, e quando vocês começaram a sua instrução e começaram a brincar com seus amigos, seu grupo social, vocês aprenderam muito rapidamente a esconder este medo, sem esperança de ser o que vocês pensam que todos os outros são: fortes, dignos, amados e aceitos. Então vocês esconderam tudo que vocês sentiam não ser apropriado.

Vocês cresceram em seu mundo físico e em seu intelecto, mas lá dentro de vocês está ainda esta pessoa muito minúscula que vocês esconderam. De certa forma, esta pequena pessoa que vocês esconderam de sua vida, porque este pequeno você - e vocês podem chamar a isto de "ego", se assim o quiserem, mas vocês podem também apenas chamá-lo de "medo", que é muito melhor - esta pequena parte de vocês, chamada medo, percorre a sua vida a cada vez que vocês fazem uma escolha ou uma decisão baseada no medo.

Quando vocês fazem uma escolha ou decisão para a sua vida baseada no amor, na alegria, na paixão pela vida, na fascinação, na diversão, em todas estas coisas boas do coração - a cada vez que vocês fazem a escolha pelo amor e alegria - vocês estão fazendo uma escolha de seu eu Deus/Deusa, seu Eu Superior. Quando vocês fazem uma escolha no medo, vocês estão fazendo esta escolha desta pequena porção amedrontada de vocês.

QUATRO PASSOS PARA TRANSFORMAR O MEDO

Assim, há quatro passos para transformar o medo. O primeiro é possuí-lo. O primeiro é saber que vocês criam tudo em sua vida. Possuam-no plenamente - possuam o medo, e possuam as circunstâncias que, de certa maneira, produziram o medo. Vocês o criam inteiramente, e vocês o criam de quem e como vocês são. Vocês criam a realidade do pensamento e da emoção, combinada e entrelaçada - esta poderosa energia eletromagnética do pensamento e da emoção. Ela é sua, e isto é o que cria a realidade que vocês experienciam como vida.

Até que vocês possam possuí-lo, até que vocês possam dizer, "Eu crio isto tudo e o medo é meu", então vocês não poderão mudá-lo. Vocês são vítimas. Vocês são vítimas do medo, uma vítima da circunstância, uma vítima de tudo o mais, mas vocês são impotentes para mudar algo neste estado de vítima. No momento em que vocês puderem se erguer e dizer, "Eu o possuo plenamente. Eu possuo o medo. Eu possuo todas as criações em minha vida", então realmente vocês estarão em seu lugar de poder. Vocês estarão lá aceitando a responsabilidade, e então vocês poderão mudá-lo.
O segundo passo é que vocês podem somente transformá-lo no momento do Agora. O que é passado é passado; ele se foi, e o seu futuro vocês criarão a partir do que escolherão agora. Assim o Agora, de certa maneira, é o seu ponto de escolha.

O terceiro passo, a terceira chave, é que vocês somente podem transformar o medo enquanto vocês o estiverem sentindo. Agora, isto é importante porque se vocês não o estão sentindo, então ele é simplesmente um exercício intelectual. Embora a mente seja muito poderosa, a menos que esta energia eletromagnética do pensamento esteja entrelaçada com a emoção, então não haverá poder para ele. Vocês não podem transformá-lo. Vocês devem senti-lo. Assim, naturalmente, então, é muito importante que vocês estejam no Agora e prestando atenção aos sentimentos, ao invés de afastá-los ou pretenderem que eles não existam.

A quarta chave é que vocês somente podem transformá-lo pela absoluta compreensão dele. E isto é também muito difícil, quando vocês estão acostumados a afastá-lo, escondê-lo sob o tapete, hum? Assim novamente, primeiro, vocês somente podem transformar o medo ao assumirem a responsabilidade pelo medo e pelo que vocês criam do medo. Segundo, vocês somente podem transformá-lo no momento do Agora. Terceiro, vocês somente podem transformá-lo enquanto vocês o estiverem sentindo. E quarto, vocês podem somente transformar o medo pela absoluta compreensão dele.

EXERCÍCIO: COMPREENDER O SEU MEDO

Então, como vocês compreendem o medo? É esta a próxima pergunta, amado?
Sim, eu também tenho mais algumas, mas vamos prosseguir com esta.

(Risos). Está certo, vamos prosseguir com esta. Vejamos, nós dissemos tudo isto antes e nós estamos muito satisfeitos por você perguntar isto hoje, porque não importa com que freqüência ele se apresente, ele está lá para lembrá-los sobre o seu poder para a mudança e a transformação. Vocês sabem, nesta vida, a sua realidade física de terceira dimensão, a sua vida do dia-a-dia - toda ela, de certo modo, é uma metáfora para a realidade maior além desta realidade, além desta dimensão. Então seja qual aspecto da vida que houver, há algo que corresponde a ela, fora da realidade física. Observem a idéia da respiração. Isto é muito importante - a respiração. O que é a respiração, amado? O que isto significa nesta realidade, a respiração?

Vida.

Realmente. Não há muita vida se vocês não estiverem respirando. Agora, na realidade maior, o que vocês pensam que é a vida? O que ela significa - a vida?

Experiência infinita. Amor.

Qual é o outro nome?

Fonte. Deus/Deusa.

Isto é vida. Sem isto não há nada. Então a sua respiração, de certo modo, se refere a Deus/Deusa, sem o que não há vida. O que acontece quando vocês sentem o medo?

Constrição.

Realmente, e vocês param de respirar ou vocês respiram muito superficialmente. Vocês seguram a sua respiração neste momento de grande medo. Então o primeiro passo para compreender o medo do qual fogem, do qual ficam aterrorizados, que vocês rejeitam, que vocês pretendem que não esteja lá...o primeiro passo para mudar isto, é inspirá-lo, este sentimento, este nó no estômago. Respirem profundamente, respirem mesmo. Inspirem o medo de forma que vocês realmente digam, "Eu o vejo. Eu o reconheço. Lá está você, este pequeno ser que vive dentro de mim, que está tão receoso. Lá está você." (Inspirem e expirem profundamente.) Então vocês se sentem bem, ao respirar. E vocês sentem que o corpo começa a relaxar um pouco.

O segundo passo é fechar os seus olhos, e enquanto vocês estão ainda respirando agradavelmente, enquanto respiram - respirações profundas - vocês visualizam este pequeno ser interior que está tão temeroso. Agora, vocês podem se visualizar como uma pequena pessoa, com talvez três ou quatro anos de idade, talvez mais velha ou talvez até mais jovem. Vocês vêem este pequeno ser colocado a sua frente, e este pequeno ser está muito solitário e aterrorizado e também magoado. Enquanto ele está lá diante de vocês, o que vocês fariam?
Vocês o segurariam.

Realmente.

Então, o terceiro passo é que vocês alcançariam este pequeno ser, este "você bebê", chamado medo, e vocês manteriam este pequeno ser em seu peito. O quarto passo é que enquanto vocês o estão segurando, enquanto vocês estão respirando, vocês diriam, "Amado do meu coração, não se atemorize. Eu estou com você e o amo absolutamente." Vocês poderiam dizer, "Eu sinto muito por tê-lo abandonado por todos estes anos passados, mas saiba, eu não conhecia outro meio. Agora eu conheço e lhe agradeço. Eu lhe agradeço por certificar-se que eu sobrevivi apesar de todas as excentricidades neste medo e terror. Eu nunca o abandonarei novamente. Nós estaremos juntos eternamente, você e eu, neste lugar seguro e maravilhoso, e enquanto estivermos juntos desta forma, nós seremos um, nós seremos plenos, nós estaremos no lar. Eu o amo e lhe agradeço. Obrigado. Obrigado."

Respirem e mantenham até que sintam o corpo totalmente relaxado, até que sintam a transformação de energia mudando do medo para o amor. Algumas vezes vocês poderão senti-lo, movendo-se do estômago para o coração, até através do coronário. Algumas vezes, será apenas o sentimento de conforto. Mas o que vocês fizeram é que vocês, do seu eu Deus/Deusa, transformaram a freqüência do medo para a freqüência do amor, e vocês retornaram ao ponto central. Deste lugar de poder, vocês estão prontos para fazer a sua próxima escolha em sua vida.

COMPAIXÃO E PERDÃO

P'taah, como todos nós podemos em nosso estado atual de evolução, encarar o outro com mais compaixão e mais amor?

Tendo mais compaixão e mais amor por vocês. Vejam, é assim que isto funciona. Quando vocês aprendem a amar quem vocês são, quando vocês aprendem a amar o inestimável em vocês, então como vocês podem olhar para qualquer coisa fora de vocês, a não ser com amor e compaixão?

Você pode nos falar do perdão, o significado verdadeiro do perdão?

Nós diríamos que esta é uma palavra muito redundante. Pelo menos é se vocês estiverem olhando para fora de vocês mesmos, porque vocês co-criam a realidade absolutamente. Quando vocês assumem a realidade de co-criar tudo em sua vida, então o que se deve perdoar? Exceto vocês mesmos, talvez, por co-criá-lo em primeiro lugar.
Não há vítimas, amado. Então, nós diríamos que o perdão, referindo-se a algo fora de vocês, é redundante realmente. Isto faz sentido para vocês?

Sim, faz. Você diz: "fora de vocês". Do que se trata perdoar-se? Há uma necessidade em se fazer isto?

Realmente, isto é o que estamos dizendo. Mas, saibam, o que é para perdoar quando vocês compreendem, quando vocês olham com compaixão para esta pequena porção de vocês que cria coisas fora do medo de não ser adequado? Então vocês têm compaixão e vocês têm amor, e vocês estão em seu momento do agora, prontos para fazerem uma escolha diferente. É disto que estamos falando. Vocês se trancam tanto em seu passado, vejam, que ele os impede de serem tudo o que vocês podem ser no momento do agora para fazerem as escolhas de criar um tipo diferente de futuro. Isto faz sentido?

Sim, faz.

FICANDO NO FLUXO DA VIDA

P'taah, você poderia nos falar de manifestar as idéias e trazê-las para a existência?

Ligado a isto, estão expectativas de como permitir que o universo trabalhe para você, manifestando idéias criativas que você tem, coisas que você gostaria de trazer para o mundo.

Você poderia falar da manifestação e como as expectativas aparecem e impedem isto?

Elas aparecem, vocês sabem. Bem, o truque sobre isto é permitir que as idéias se apresentem e então prossigam com elas sem ficarem muito presos a um resultado, mas sim, estando no agora.
O truque é estar no agora, entendem, de modo que vocês tenham idéias e então o que for sentido como maravilhoso sobre esta idéia, é que vocês gostariam de fazer agora isto ou aquilo com ela. Mas é estar na alegria de fazer o "isto" e o "aquilo" com ela no momento do Agora e certamente dizendo, "Bem, um resultado como este seria maravilhoso, vocês sabem. Esta idéia é tão boa e tão divertida, e eu estou tão excitado com ela. O resultado poderia ser um milhão de dólares, e isto seria muito maravilhoso realmente."

Entretanto, nós dizemos onde está o foco, é simplesmente na idéia e o que fazer com ela. Se vocês estão mudando o foco, que realmente o que vocês querem é um milhão de dólares, não a idéia de trabalhar ou de ser funcional ou produtivo, então vocês estão, de certa maneira, separando um pouco a idéia do resultado. Vejam, as pessoas que fazem milhões de dólares - seu foco não é separar. Tudo o que eles querem são os milhões de dólares, e eles não estão interessados em nada mais realmente. Vocês notaram isto?

Sim.

Mas a sua idéia é estar satisfeito e ter acontecimentos criativos em sua vida, prosseguir com as idéias e então dizer, "Bem, você sabe, seria muito divertido se nós pudéssemos emitir um milhão ou dez milhões desta idéia, mas realmente o foco não é o dinheiro. O foco é, como nós podemos ficar com esta idéia? Como podemos criar isto na vida?" Vocês compreendem?

Sim.

Trata-se de estar no Agora e seguir a excitação. Vocês entendem? E deve-se ser claro sobre o que vocês querem.
Eis a parte complicada.
É, porque para muitos de vocês, não estão muito preocupados sobre o seu futuro. Ao contrário, vocês permitem um pouco que a vida se revele para vocês sem dizer se ela deve ser desta ou daquela maneira. Alguns de vocês dizem que ela deve ser deste modo ou ela deveria ser daquele outro, e então vocês se tornam terrivelmente infelizes quando ela não se revela desta maneira.

Conseqüências.

Conseqüências. Não há "deveria" ligados a nada - sem "deveria". Há somente o agora e "Como isto é sentido"? "Como podemos fluir com este acontecimento?"

Sim, muito bom. Este é um grande tópico e muito importante: estar no fluxo da vida.

Estar no fluxo da vida e escolher como vocês estarão neste fluxo - como vocês estarão. A graça é ficar lá e fazer coisas em sua vida, mas a coisa importante realmente, não é o que vocês estão fazendo, mas como vocês estão ficando enquanto o estiverem fazendo.
Então, se vocês estiverem na alegria, se vocês estiverem na excitação, se vocês estiverem na fascinação, então vocês estão sendo tudo o que vocês puderem ser neste momento, entendem? Vocês estão trabalhando com o fluxo universal e vocês não estão bloqueando o fluxo universal ao dizerem: isto "deveria" ser assim e "deveria" ter este resultado. Vocês estão somente dizendo, "Neste Agora, é realmente maravilhoso como estamos fluindo com isto."

QUANDO VOCÊS ESTÃO BLOQUEADOS, ISTO TEM RELAÇÃO COM O MEDO

E ligado a isto, como faz alguém, quando alguém está fazendo uma mudança e há obstáculos que às vezes são irreconhecíveis, que não podemos ver, mas que parecem impedir a nossa criatividade ou de agirmos...vem como as vozes que dizem, "Não, isto não. O resultado será a dor." Em outras palavras, quando uma pessoa está fazendo uma mudança em sua vida e quer a mudança em sua vida, esta pessoa foi submetida através de padrões e através de sistemas de crença e através da sociedade, a ficar presa em um modo de ser. As pessoas querem mudar, mas tão logo elas fazem uma mudança, há desconforto porque elas estão mudando, e assim elas voltam a este lugar confortável de dor, ou a este lugar confortável de ser. Como se pode transformar isto para prosseguir, e mudar para existir em outro espaço de ser? Você compreende o que eu estou tentando dizer?

Sim.

Realmente, e nós dizemos que quando se sentem como se estivessem bloqueados, saibam que tudo isto se refere ao medo. Vejam, sim, há um nó no estômago. Sim, há uma expectativa de outras pessoas de que tudo deveria permanecer o mesmo. E sim, há o medo da mudança, o medo do desconforto, medo ou dor - "futuro nebuloso", vocês compreendem, porque isto não aconteceu ainda. Então, qual é a primeira coisa que vocês fazem? Vocês têm um nó no estômago - o que isto lhes diz? Vocês estão no medo. Parem e respirem e sejam claros. Perguntem-se, o que é que vocês realmente desejam? O que é que vocês desejam ser? Lembrem-se o que vocês desejam ser, e inspirem isto, até que o nó diminua, até que vocês tenham a sua clareza e o seu poder de volta. Isto faz sentido?

Sim, faz.

AGRADEÇAM

P'taah, o que você gostaria de compartilhar conosco que abordamos aqui hoje e que seria útil? Naturalmente, tudo o que você nos diz é útil e um auxílio.

Você sabe, amado, a coisa mais importante, a coisa mais surpreendente, são vocês, é a humanidade, é o potencial ilimitado para o amor. E vocês entendem, o amor é a coisa mais extraordinária. O amor é apenas outro nome para Deus/Deusa, e o amor é a estrutura de seu ser. É a verdade fundamental de vocês - não importa o que - amor e gratidão pela possibilidade de experienciar a vida humana como Deus/Deusa. Amor.

Vocês sabem, cada vez que vocês estão na maravilha, na alegria, no riso, no amor, não importa como isto se manifeste, vocês estão sendo tudo o que vocês podem ser, e isto é chamado Deus/Deusa. E vocês se sentem separados disto? O amor é a manifestação de Deus/Deusa. Ele é Deus/Deusa. É a estrutura do universo. É tudo o que vocês podem possivelmente ser. É a verdade de vocês.

P'taah, para aqueles que estão na Terra e que estão voltando a entrar em contato com o amor, a entrar em contato com a paz, com a tranqüilidade, a serenidade, e que estão se esforçando para encontrar o amor, criar o amor mais uma vez ou redescobrir o amor dentro deles mesmos, e às vezes parece que não podem encontrá-lo, parece que não podem criá-lo, parece que não podem senti-lo...?

Agradeçam. Isto é como vocês voltam a entrar em contato - agradeçam. Olhem o pôr-do-sol e agradeçam. Olhem o oceano, olhem para a luz no oceano, e agradeçam. Olhem para as flores perfeitas e agradeçam. Acompanhem o seu dia e digam, "Obrigado pelos milagres que eu vejo ao meu redor porque eles me mostram quem eu sou realmente."

"Obrigado, obrigado, obrigado! Não importa o que aconteça no momento seguinte, não importa o que acontecerá amanhã, não importa o que acontecerá no próximo ano, obrigado por mostrar-me isto agora. Obrigado por reconhecer isto agora, este milagre chamado vida, este milagre do meu mundo, este milagre da Terra Divina, este milagre por estar aqui em meu corpo para vivenciá-la. Obrigado."

LIBERTE-SE DA PALAVRA "DEVERIA"

Eu posso fazer uma pergunta?

Realmente.

Você poderia nos descrever aqui como é a sua existência e o que vocês experienciam?

Amado, você está solicitando uma impossibilidade.

Por quê?

Porque nós existimos como um grupo de energia que existe em todo lugar e em todo momento. De certa forma, assim o fazem vocês, mas o seu foco é muito gracioso e tão bem sintonizado que vocês somente reconhecem um espectro muito estreito chamado "esta vida", "este mundo", "este universo". Vocês não compreendem certas idéias e certas coisas que drenam através de suas outras existências que lhes dão alguma idéia da magnificência de quem vocês são e as possibilidades, as infinitas possibilidades, de quem vocês são.

Nós existimos como um grupo de energia, e onde nós focalizarmos, nós estaremos lá e nós o seremos. Assim, em outras palavras, quando nós estamos nesta realidade e quando nós estamos focalizados nesta realidade, nós somos esta realidade. E assim tudo o que nós podemos dizer é que quando nós colocamos o nosso foco no tempo-espaço e além do tempo-espaço, então nós seremos seja o que for que observemos.

Como podemos expandir a nossa atenção e a nossa consciência?

Prestando apenas atenção no Agora, amado, permitindo todas as possibilidades. E libertar-se da palavra "deveria".
(Risos)
Vocês compreendem? Porque no momento em que vocês colocam um "deveria" lá, vocês estão colocando uma limitação. Onde a matriz de sua consciência estiver limitada pelos "deverias", então será difícil perceber o que estiver além desta dimensão da realidade.

Quando você diz "deveria", você quer dizer, "Eu deveria estar fazendo isto", "Eu deveria estar fazendo aquilo."

Correto, ou "A vida deveria ser assim ou deveria ser daquela forma."

Eu entendo - o que significa que você provavelmente nem mesmo vê qualquer outra possibilidade porque você está tão focalizado naquilo que você pensa que vai acontecer, certo?

Isto está correto, ou porque a matriz diz, "Isto é como é. Este é o ser disto. O Sol nasce na manhã. A gravidade me mantém na Terra. O Verão sucede a Primavera." E há existência além desta. Vocês podem imaginar isto quando vocês formam uma idéia de que há milhões de terras ocupando o mesmo espaço como esta sobre a qual estão focalizando ou esta realidade que vocês chamam vida. Vocês também têm centenas e centenas de existências alternadas sendo vivenciadas nesta realidade, neste planeta, neste momento.
Isto confunde a mente!

Confunde.

VOCÊS TÊM UMA ESCOLHA

P'taah, quando você estava falando antes sobre como nós lidamos com o medo e nos deu a sua pequena receita, parece que para a maior parte de nós, quando sentimos medo, entramos em um de nossos vícios, o que poderia ser algo. Poderia ser sair para fazer compras ou fazer algo mais para nos distrairmos do que está realmente acontecendo.

Isto está certo, você sabe. Está certo. Não é para julgar isto, amado, somente para dizer que quando vocês estão vivendo no agora e quando o sentimento aflora, vocês têm uma escolha. Há um ponto de escolha consciente. Então quando vocês dão o primeiro passo para ir fazer compras, vocês dizem, "Não, isto é o que sempre faço e agora eu vou fazer algo diferente."
Nem é mesmo para julgar aquelas velhas atitudes e padrões, e nem certamente julgar o vício. Os vícios são resultam apenas do terror, realmente.

P'taah, eu gostaria de retornar a uma das últimas coisas que você disse (que a forma de experienciar o milagre do momento é agradecer) e agradecer-lhe novamente por uma sessão extraordinária.

Amados, nós lhes agradecemos por esta oportunidade de compartilhar isto que é de nosso conhecimento e lhes agradecer por esta oportunidade de conhecer mais sobre o amor. Eu os amo profunda e intensamente, e para todos vocês, nós nos despedimos,

Namastê!

 
-------.........----==II==-----............--------

Traduzido por: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br 

Direitos Autorais
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
 www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com

 

Gostou! Indique o site para seus amigos

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu P'taah|    -    |Voltar Home|