Mensagem de P'taah
Agosto 2009
P'taah através de Jani King
 
 

Questionador 1: P'taah, eu gostaria de ouvir os seus pensamentos em relação a alguns dos problemas pelos quais nós aprisionamos as pessoas. Por exemplo, a eutanásia. Os nossos próprios medos em relação a ela, e os nossos tabus estão realmente baseados em algo do qual precisamos ser defendidos?

Por exemplo, e se tivéssemos alguém, uma pessoa idosa ou muito doente, que deseje morrer e eles lhe pedem que os ajudem, porque eles mesmos não podem fazê-lo? Nós estamos muito indecisos como uma sociedade sobre o que fazer. Eu quero dizer que neste momento, certamente na América e na Inglaterra, é contra a lei e você seria preso. Você faria um comentário sobre isto?

P'taah: Nosso comentário realmente é simplesmente que muito em breve os seus governos serão forçados a considerar as suas leis, as quais mais e mais assumem a responsabilidade do indivíduo.

Agora, nós lhes dissemos que não há julgamento realmente sobre o suicídio. De nosso ponto de vista, a maior parte dos suicídios é realmente um tanto estúpido. Entretanto, nós dizemos que onde alguém, não importa quão idoso ou não, esteja sofrendo de uma doença terminal que ele não possa mudar - e nós dizemos "não pode" somente na idéia de que ele não saiba como ou não tenha os meios para ser capazes de transformar o físico - então realmente nós percebemos que é da absoluta escolha deste dizer: "Eu estou preparado para partir agora". Mas cada pessoa deve realmente confrontar com os seus próprios demônios sobre isto.


Questionador 1: E quanto a mim, se eu for a pessoa que é solicitada para ajudar? Eu quero dizer, em nossa sociedade, nós o consideraríamos o modo humano de fazer se o nosso animal estiver muito doente e não puder transformar isto. Realmente, é uma coisa admissível que eu o levaria ao veterinário e o veterinário lhe daria um medicamento para "colocá-lo para dormir".

P'taah: Realmente.

Questionador 1: E você sabe que freqüentemente se diz que você não deveria deixar alguém que você ama passar por esta agonia. Você pode colocar o seu cão para dormir, mas você tem que apoiar e assistir esta pessoa que você ama, mesmo enquanto eles estejam lhe implorando para fazê-lo.

P'taah: Muito estúpido, não é?

Questionador 1: Bem, é uma dicotomia difícil.

P'taah: E nós diríamos que mais pessoas permanecem firmes ao dizer: "Este é o meu desejo", e assim, de certo modo, isto é tão lícito quanto possível, embora transgrida a lei. Isto é, certificar-se de que não pode haver problema algum em relação à idéia de homicídio, e sim auxiliar alguém a fazer o que eles mesmos não podem fazer.

Questionador 1: Sim, eu acho que este é o problema. Quando alguém cria a lei, tem que se levar em conta que ela pode ser usada erroneamente.

P'taah: Mas você sabe, amado, tudo pode ser usado erroneamente e todos vocês criam a sua própria realidade. Você compreende? Criar uma lei onde milhões de pessoas sofrerão porque uma ou duas podem transgredir esta lei, não está nas maiores preocupações de sua sociedade, porque aqueles que transgredirem farão isto de um modo ou de outro, mas observe a cena maior disto.

E nós não estamos dizendo que um ou dois assassinos não preocupem. Naturalmente, eles preocupam. Nós tentamos sempre encarar preferivelmente como uma idéia mais digna para vocês, à medida que cada um deve fazer o que eles percebem como a sua ação mais elevada, que vem do amor e da compaixão.

Quanto maior número de vocês fizer isto e se manter firme, que se posicionem de certo modo e que seja levado em consideração, e isto é uma coisa muito, o que nós diríamos, realmente assustadora para muitos, entretanto cada um faz o que pode.

Enquanto dizemos isto na maior seriedade, nós também lhes pedimos que vocês observem de um lado mais leve, que lhes lembre que tudo isto é um jogo; que esta é somente uma existência. Você compreende? Que vocês são realmente seres eternos participando deste jogo, fazendo o melhor que podem. Que não há julgamento como vocês participam deste jogo, como vocês estão neste jogo, somente que há sempre uma oportunidade de ser mais. Isto faz sentido?


Questionador 1: Sim, é que quando nos defrontamos com o julgamento de outra pessoa, então de certo modo, foi feito o julgamento. Eu quero dizer, parece que todos o encaram muito seriamente, assim é difícil.

P'taah: Eu sei, amado.

Questionador 1: Sim.

P'taah: E em situações chamadas "vida e morte", e o drama disto, é muito difícil, de certo modo, permanecer centrado no conhecimento da verdade maior. E também, fazer uma escolha ou tomar uma decisão que vá contra a lei ou contra as idéias da sociedade. Você sabe que isto requer uma imensa coragem.

Não há julgamento quanto a não assumir uma posição também. Dizer: "Bem, esta é a lei do país e assim nós a obedeceremos."


Questionador 1: Eu estou interessado em ouvi-lo dizer que você acha que estamos chegando a um momento de mudança no modo como criamos as nossas leis, porque pareceria que nesta geração conseguimos mais liberdade do que já tivemos, e entretanto, ao mesmo tempo, o "Chefão", como o denominamos, parece ficar mais poderoso e controlar mais e mais as nossas vidas.

P'taah: Realmente. Há mais e mais leis sendo feitas para impingir a sua soberania individual. E se tornará mais assim.

Questionador 2: Sim. Foi-me enviada uma citação que realmente vem de Júlio César. Basicamente ele disse que se você puder tornar as pessoas suficientemente temerosas, você não tem que tirar o poder delas. Elas o oferecerão prontamente, porque elas estão muito assustadas.

P'taah: Realmente.

Questionador 2: Isto parece ser muito onde estamos, pelo menos nos Estados Unidos, e eu estou certo de que em muitos países. Certamente os cidadãos dos Estados Unidos estão bem neste espaço.

P'taah: Assim é. Entretanto, nós sugeriríamos também que vocês observassem outras grandes sociedades, e dizemos grande em números, numericamente, pois tivemos muitas sociedades repressivas, muito terror, e milhões de pessoas morreram. Como as pessoas realmente se tornaram tão amedrontadas que elas imploravam a alguém que fizesse as escolhas e tomasse as decisões.

Questionador 2: Sim, nós tivemos tranqüilidade, comparado ao resto do mundo.

P'taah: De certo modo vocês têm, entretanto, é ainda este seu governo, e não somente na América, está restringindo as mentes, e certamente, as vidas de pessoas com as suas leis um tanto estúpidas e insignificantes. Mas você sabe, amado, trata-se ainda de assumir a responsabilidade, não é?

Questionador 2: Sim, é.

P'taah: E onde você estiver preparado para assumir a responsabilidade por suas próprias ações e para o que você cria em sua vida, então não é necessário criar estas insignificantes e tolas leis.

Questionador 2: Sim, isto é verdade. Isto é absolutamente verdadeiro. Entretanto, quando você convenceu toda uma nação de pessoas lá fora que não estão lá ainda, há uma grande oportunidade de fazer todos os tipos de coisas tolas.

P'taah: Realmente é assim.

Assim, meus queridos, é o suficiente no momento para este Agora. Obrigado por esta oportunidade de compartilhar novamente isto, realmente, que vocês já sabem.

Nós os amamos intensamente e nos despedimos,

Namastê."

P'taah

 
-------.........----==II==-----............--------

Traduzido por: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br 

Direitos Autorais
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
 www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com

 

Gostou! Indique o site para seus amigos

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu P'taah|    -    |Voltar Home|