A SAÚDE E A MÁ SAÚDE
P’taah atravÉs de Jani King
Setembro de 2007
 
 
Saudações, amados! Vocês são bem-vindos neste Agora do seu tempo. Hoje iremos falar da vitalidade e da saúde, vibrante e maravilhosa. O que é que vocês acham que seja esta saúde? É simplesmente anunciar o conhecimento de sua perfeição, a harmonia do seu ser com o seu universo e a apresentação da idéia de que realmente vocês são uma expressão eterna, perfeita da Fonte.

Agora vocês podem dizer que as suas idéias sobre a saúde e a má saúde são o que podem ser denominadas paradoxais, porque vocês vêem que tudo é a mesma energia, do mesmo modo que o que são denominados riqueza e pobreza são a mesma energia, ou o amor e o ódio são exatamente a mesma. É a sua percepção ou a sua interpretação – e julgamento – da situação que traz a sua experiência que os levam a usar os rótulos “saúde” e “má saúde”.

A Doença é uma Resposta à Emoção

Deixem-nos observar o que é denominado “enfermidade” do corpo. Lembrem-se de que a sua encarnação – realmente, o seu físico – existe primeiro em um reino não físico, de um modo não físico. Vocês são um ser etérico, e a energia do etérico – o não material - se une ao que vocês denominariam como o seu físico. Do mesmo modo, a sua vibração, a sua energia, existe de um modo não físico, e então vocês a expressam. Vocês expressam a sua emoção, vocês expressam o seu julgamento de seu ser de um modo físico que traz bem-estar ou a falta de bem-estar.

Vocês podem dizer que seja qual for o aspecto de seu físico que não esteja apresentando uma saúde vibrante é uma manifestação de uma enfermidade emocional. Muito freqüentemente é a sua encarnação lhes dizendo: “Pare! Pare agora. Há algo aqui para você se dedicar – algo em sua encarnação emocional que não está alinhada.”

Quando vocês imediatamente dirigem a sua atenção para o que está alinhado erroneamente, vocês retornam a este centro, no qual vocês podem então manifestar a saúde. Onde vocês não tomam conhecimento, a sua enfermidade física se torna mais e mais aguda, até que o pior cenário possível será que vocês morrerão dela.

Escolham Manifestar a Perfeição

Vocês podem dizer que a vida é um experimento terminal, assim falando. Entretanto, pode ser um experimento terminal na plena alegria de cada Agora, até que vocês decidam escolher outra expressão da realidade. Arrastar-se em sua existência do dia a dia, não sentindo a saúde vibrante e maravilhosa, é uma escolha que lhes dizemos não ser o seu maior benefício possível. Percebam que dizemos que é uma escolha – sempre uma escolha.

Vocês devem dizer: “
Eu estou em cada Agora, exemplificando isto que é a perfeição de minha expressão neste plano”, ou “Eu não estou exemplificando esta perfeição porque há uma parte minha que está no medo, que está na dor emocional, e este medo e esta dor estão se apresentando em meu físico. E então vocês têm uma escolha. Vocês podem continuar com os mesmos velhos hábitos, ou podem parar e dirigir a sua atenção ao que está trazendo a má saúde, seja menor ou maior.

As Indisposições de Bebês

Agora, ao falarmos disto, não incluímos os bebês que nasceram com algum tipo de dano congênito. Isto, realmente, é uma escolha feita antes do nascimento, simplesmente para esta experiência. Os bebês que nasceram e muito rapidamente contrataram algum tipo de enfermidade, são exemplos de uma das duas situações: é, novamente, o desejo de ter esta experiência, é uma ligação à consciência de uma situação familiar e uma aquisição do medo conseqüente e da enfermidade emocional.

Vejam, quem vocês são desde o seu nascimento está realmente muito cônscio do que está acontecendo em seu ambiente. Freqüentemente vocês percebem os bebês como fracos e desamparados e sem ter conhecimento algum sobre o seu ambiente. Isto absolutamente não é correto. E vocês muito freqüentemente diriam que um bebê é desamparado – mas nós lhes dizemos que realmente eles são velhas almas, como a expressão prossegue, como vocês. Eles são plenamente cônscios para o primeiro mês de sua vida que eles nasceram nesta encarnação, em sua situação familiar, e eles sabem absolutamente que eles escolheram este papel.

Se um bebê vem com uma doença, o que pode ser feito sobre isto? Por exemplo, eu tive eczema desde que tinha dois ou três anos – como eu me liberto disto? Ou eu o terei por toda a minha vida?

Você não veio com ele, amado.

Não?

Não. Ele surge de um medo sobre ambientes inseguros. Quando você puder se ligar ao medo que você ainda leva com você de que não vive em um universo seguro e que não é total e absolutamente apoiado pelo universo, então realmente não haverá necessidade para esta lembrança permanecer mais com você. Você compreende? Isto lhe faz sentido?

Sim. Mas e quanto aos bebês que têm câncer ou leucemia? Eles adquiriram depois que nasceram. Há um modo de evitar isto? Há um modo de ajudar a curá-los, a não ser a medicina Ocidental?

A Medicina é uma Afirmação do Bem-Estar

Nós desejamos lhes falar sobre a medicina – não importa que digam medicina “Ocidental” ou medicina “Oriental”. É tudo um conceito, um gatilho para lembrar ao corpo do que vocês desejam para ele. De certo modo, a metodologia da medicina não importa. Vocês compreendem? É a sua crença nela o que importa.

Mas grande parte da medicina Ocidental – drogas, drogas artificiais – não são boas para o corpo, opostas aos remédios holísticos.

Se isto é o que acreditam, então esta é a verdade dela, absolutamente.

Mas é um fato científico conhecido que a medicina Ocidental – as drogas – têm efeitos colaterais.

Oh, realmente? Isto também é uma grande crença. Você não compreende o seu poder, amado? Se você acredita que a medicina lhe fará bem, então ela o fará. Se não, ela não o fará. Tudo o que a medicina faz é afirmar o desejo para o bem-estar. Não que a medicina lhe faça bem. Na realidade, muitas de suas medicinas de ervas naturais podem “estimular os chacras”, assim falando, mas elas também simplesmente lembram ao corpo o que vocês desejam dele. Nós lhes dizemos que indo à fonte de sua enfermidade e curando a causa dela, seria muito mais eficaz do que qualquer tipo de medicina. Não é a medicina ou o curador que cura – é a intenção de curar e de trazer o amor do coração para tocar a luz de Deus e a luz do amor de alguém mais que reforce a idéia do bem-estar.

Digamos que alguém mais vá a um curador e tenha uma experiência que o (a) faça se sentir melhor. Se esta pessoa ainda tenha problemas profundos que não tenham sido confrontados, o bem-estar que veio da cura se desvanecerá?

Sim, certamente. Até que você venha a um espaço onde absolutamente dirija a sua atenção aos problemas que trouxeram a sua moléstia em primeiro lugar, nenhuma cura será permanente. Você pode curar uma parte de sua encarnação, mas se o problema raiz não for resolvido, então a moléstia simplesmente se manifestará de outro modo.

Outra coisa. Quando você fala sobre a encarnação e fala sobre as emoções que se referem à condição da encarnação, você está falando do cérebro e do sistema nervoso – por exemplo, as enfermidades nervosas das pessoas?

Certamente.

Está certo. Assim aquelas enfermidades são todas baseadas no medo, então? Se uma pessoa tinha uma condição quando era criança que não o aborrecia, mas esta condição se torna um problema quando ela fica mais velha, a causa é ainda esta, enquanto criança, a pessoa estava vendo o medo no mundo? Em outras palavras, a criança tornou pior a condição através do medo?

Tudo isto está realmente baseado no medo e na dor, de certo modo. Vocês produzem o seu condicionamento, entenda. Vocês freqüentemente não partem com uma enfermidade desenvolvida – vocês têm um sintoma que ignoram, e então ela se torna mais e mais pronunciada.

Não importa se estiver relacionada com o sistema nervoso ou físico?

Isto não importa. Você pode dizer que muitas enfermidades são causadas por desequilíbrios químicos, mas o que você acha que causou o desequilíbrio?

Medo?

Realmente. São os problemas emocionais que criam o desequilíbrio. É como dizer: “O que vem primeiro, a galinha ou o ovo?”

O Medo e a Deusa

Eu tive conhecimento do que você nos ensinou sobre a transmutação através do alinhamento e a permissão. Foi realmente maravilhoso, mas eu acho que atingi um espaço onde fica muito mais difícil – há muito medo e dor. É verdade que dizem que as coisas algumas vezes têm que piorar antes que melhorem? Nós passamos por estágios de mais dor para alcançar isto? Estamos nos defrontando com os problemas essenciais?

Oh, amado, não se trata de piorar antes que melhore, mas realmente você está se permitindo a se aprofundar mais e mais.

Assim, nós estamos ficando face a face com estes problemas que escondemos antes, e é daí que vem o medo?

Absolutamente. E, amado, quando você entra no medo, saiba que você deve simplesmente se lembrar de que está seguro. Não há nunca um momento ou um lugar onde você não esteja seguro. Entenda, quanto mais profundo você for, mais próximo você chega à Deusa.

Nós temos medo de alcançar a Deusa?

Oh, certamente. Muito freqüentemente vocês têm, simplesmente porque é outro espaço que está muito distante de onde você se imagina estar.

Eu quase sinto uma grande resistência de chegar lá, embora eu saiba que é onde eu quero ir.

Realmente. Você poderia dizer que a resistência é uma parte da sua consciência do ego que tem um interesse investido em mantê-lo exatamente onde você está. Esta parte teme a mudança, teme que não seja seguro mudar. Melhor o demônio que você conhece do que o demônio que não conhece.

Assim o desconforto que eu estou sentindo é realmente o meu alinhamento operando?

Realmente – o seu alinhamento, e também a sua resistência. Onde houver um desconforto, há uma resistência. Isto ocorre não somente com a sua dor emocional, mas também com a sua dor física. Quando você puder estar na permissão e ir à base desta dor física, e amá-la e abençoá-la por esta oportunidade, para entrar em expansão, o corpo então relaxará e permitirá que ocorra a cura.

Os Indícios de sua Fisiologia

Você já pode estar com ela, sem esperar uma resposta ou perguntar por quê?

Realmente. Este é o lugar mais maravilhoso para estar.

Fisiologicamente, quantos anos os nossos corpos humanos estão destinados para durar, se tirarmos as nossas mentes do caminho?

Várias centenas de anos neste Agora.

Assim parece que você nos deu uma parte de um método – se sentirmos dor física, deveríamos ir à dor e permitir que a dor seja. Mas como vamos à fonte? Há um método para ir à fonte da doença de uma pessoa? Como uma pessoa saberia de onde ela estava vindo, de modo que ela faça alguma coisa sobre isto? E o que faz uma pessoa uma vez que ela alcance a fonte?

Está bem, isto é muito bom. Primeiro, você pode dizer que o seu tipo de enfermidade é um indício a você quanto aos problemas que sejam fundamentais. Você não dificulta isto muito em você, entende? Você tem sempre um indício quanto ao seu problema emocional. Pergunte-se o que a enfermidade o leva a fazer, o que a enfermidade o impede de fazer e como ela parece – a permissão ou não permissão de suas atividades, ou seja o que for. Você compreende?

E dessa maneira haverá indícios para você. Nós sempre lhes dissemos que o melhor barômetro é “como parece e o que parece?” Quando você tem uma enfermidade envolvida com a área reprodutiva ou genital, a fonte da enfermidade está provavelmente envolvida com os seus problemas emocionais em torno da sua sexualidade. Isto também pode ser a fonte de uma enfermidade que envolva o tórax. Os problemas de subsistência e de educação estão muito freqüentemente localizados na área de suas costas. O seu eczema, amado, afeta a sua pele – e a sua pele, entenda, é o maior órgão do seu corpo. Não é somente a sua conexão com o mundo exterior, mas a barreira entre você e o mundo exterior. Se você considerar o seu mundo exterior como um lugar inseguro, a sua pele muito freqüentemente suportará a violência desta idéia. Você compreende?

E quanto aos problemas respiratórios?

Isto se trata certamente de receber a respiração, e muito freqüentemente estes problemas se referem à auto-estima e ao merecimento – para existir, atrair a respiração e estar em um lugar seguro

Naturalmente, amado nós lhe dissemos que o problema básico para todos vocês é simplesmente a auto-estima. Para grande parte disto, você pode trazer tudo para a mesma linha básica. Entretanto, todos vocês são seres muito divergentes – vocês são extraordinariamente e excessivamente criativos ao criarem as suas enfermidades que geram novas enfermidades quando acham que a vida está ficando muito aborrecida. (Risos)

Curem-se

Assim o que fazemos quando adquirirmos estas enfermidades? Há um método para...

Realmente, o método é ir a este espaço de dor e medo, e mudá-lo. E vocês têm as ferramentas para isto. Primeiramente, dizemos que a ferramenta que lhes demos para mudar a dor é boa para a sua dor emocional, tanto quanto para a sua dor física.

Assumam a responsabilidade por terem criado a situação em primeiro lugar. Lembrem-se de que vocês não são vítimas, que todos vocês são voluntários para esta experiência co-criativa. Alinhem o julgamento que vocês têm sobre vocês mesmos e sobre as suas experiências e assim por diante, dando graças e bênçãos.

Saibam que tudo isto é uma oportunidade para vocês se tornarem mais de quem vocês verdadeiramente são, e simplesmente fiquem tranqüilos com este sentimento. Permitam, permitam, permitam, permitam! Emitam amor, emitam a bênção, a cada célula em seu corpo. Vão até esta fonte da dor, e respirem. Respirem-na. Respirem-na! Permitam-na. E com as suas graças e as suas bênçãos, vocês terão mudado todo o cenário.

Assim, amados, vocês têm muito em que pensar e continuaremos isto em nosso próximo Agora juntos. Até então, com o maior amor, nos despedimos de todos e de cada um de vocês.

Namastê ?

P’taah

Através de Jani King
 
-------.........----==II==-----............--------

Traduzido por: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br 

Direitos Autorais
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
 www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com

 

Gostou! Indique o site para seus amigos

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu P'taah|    -    |Voltar Home|