MENSAGEM DE P’TAAH
P’taah através de Jani King
Março de 2010
 
 
 

P’taah: Saudações, amados. Vocês têm perguntas hoje?

Questionador 1: P’taah, eu tenho uma pergunta sobre o medo. Eu passo momentos difíceis quando vou aos filmes que não aborreçam outras pessoas porque eu não gosto muito de ver estas coisas na tela. Eu posso sentir o meu coração começando a disparar e não sei como superar este sentimento. Naturalmente eu poderia não olhar, mas até lá eu já estou com o coração acelerado e física e emocionalmente envolvido. Assim não assistir não ajuda com o medo.

P´taah: Lembre-se da verdade, amado. Nenhum de vocês realmente gosta, bem, nós diríamos que a maior parte de vocês, não gosta de viver nisto que é o horror em sua mente. Até aquilo que é semelhante lhes assusta com os seus suspenses, e de certo modo a emoção é muito deliciosa para vocês, mas a razão que vocês podem ver isto com tanta serenidade é o fato de que parte de vocês sabe que é somente uma história.

Entretanto, muitas de suas histórias assustadoras são baseadas em determinadas verdades ou coisas que ocorreram em sua sociedade, por exemplo. Assim é então que vocês se lembrarão da natureza da realidade e da co-criação. E, sempre, naturalmente, vocês podem agradecer pelo fato que é somente uma história e que não lhes está ocorrendo na sua realidade diária.

Questionador 1: É verdade. Eu acho que o meu envolvimento emocional é exatamente o que você disse. Eu sei que a história veio de algum lugar, que há pessoas que vivenciaram o que quer que seja. E eu gosto de sua sugestão de me dizer que é somente uma história, que isto não está acontecendo comigo.

P’taah: Realmente.

Questionador 2: Eu acho que eu preciso me lembrar de confiar e conhecer a perfeição em todas as coisas que estão acontecendo dentro de mim e ao meu redor.

P’taah: Mas, entenda, quando você sabe que está eternamente nos braços da Deusa, amado, a confiança nem mesmo entra nisto. A confiança, de certo modo, é um conceito intelectual. Ela acredita que as coisas podem ser o oposto do que você deseja. A “Confiança” é da mente, o “Conhecimento” é do coração. Isto faz sentido?

Questionador 2: Sim, é um sentimento.

P’taah: Quando há o conhecimento, então a confiança não entra nisto. Perceba, você não confia que o sol surgirá amanhã.

Questionador 2: Você sabe que irá.

P’taah: Você sabe que ele surgirá, ainda que não possa vê-lo, você sabe que ele está lá.

Questionador 2: Certo! Certo! Está é a certeza, não é?

P’taah: Certamente.

Questionador 2: Então, você não precisa confiar porque não haverá nada para não confiar.

P’taah: Correto. Do mesmo modo, quando você fala em confiar em outras pessoas. Se confiar em si mesmo e se você sabe que é uma Expressão Eterna e Perfeita da Fonte e se sabe que tudo é uma co-criação perfeita, então não há nenhuma circunstância de confiar em alguém. Você confia em quem você é. Você sabe quem você é.

Questionador 1: Interessante. Alguns trabalhadores que fizeram um projeto de reforma em minha casa estavam muito negligentes com as minhas coisas e eu comecei a ficar perturbado, mas então eu me lembrei de que há um presente em algum lugar. Eu acho que isto é o que você quer dizer por “conhecimento”.

P’taah: Realmente. E isto é a co-criação.

Questionador 1: É uma co-criação. Bem, esta parte eu já não gosto de observar.

Questionador 2: Por quê?

Questionador 1 (rindo). Bem, você sabe, porque...


P’taah: Porque é mais divertido ser uma vítima.

Questionador 1: É, sim! Obrigado! Eu não pude pensar na palavra, mas isto é verdade. É mais divertido ser uma vítima, especialmente quando você é uma vítima poderosa que sabe que tudo funcionará bem.

P’taah: Realmente.

Questionador 2: Então é o destemor da mestria, P’taah?

P’taah: Bem, o destemor é real e simplesmente “o conhecimento”, não é? E eu suponho que você poderia chamar a isto de Mestria. Todo o medo está baseado em uma percepção errônea.

Questionador 2: A percepção errônea de que estamos separados de Deus.

P’taah: A percepção errônea de que você não é íntegro, de que não é perfeito, de que não é eterno e de que a morte é o final de qualquer coisa.

Questionador 1: Eu tenho uma pequena questão aqui. Eu não acho que possamos estar “separados de Deus”, como se Deus fosse algo exterior. Eu acho que todos nós somos uma parte deste Deus.

P’taah: Bem, você sabe, no momento em que você diz a palavra “Deus”, de certo modo, você está criando a separação, porque em todas as suas religiões, em todos os seus ensinamentos na consciência coletiva, Deus é algo fora de vocês. É por isto que geralmente não usamos a palavra “Deus”. Nós podemos usar a palavra Deusa, porque é o princípio feminino, porque é receptor, porque é estimulador, porque tem um sentido de não separação.

Nós poderíamos dizer Deus-Deusa, Fonte, Campo Unificado da Consciência, Criação, seja o que for. Mas seja o que for e como o rotulem, seja como for que nomeiem o inominável, não está separado de vocês. É quem vocês são, de outro modo, não poderiam existir.

E, sim, vocês se sentem separados, e sim, não sabem que são uma extensão, se quiserem, da Criação. Vocês são Deus/Deusa participando deste jogo humano e isto tudo é perfeito.

Assim o medo os mantém na separação, mas lhes foi ensinado isto também. Não lhes foi ensinado que vocês são uma extensão da Mente da Criação. Não lhes foi ensinado que vocês são perfeitos e o deleite de serem Deus/Deusa.

Está bem, meus amados. É o suficiente para este dia. Nós os amamos intensamente e nos despedimos de vocês dois e de todos,

Namastê.

P’taah

-------.........----==II==-----............--------

Traduzido por: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br 

Direitos Autorais


Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
 www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com

 

Gostou! Indique o site para seus amigos

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu P'taah|    -    |Voltar Home|