FICANDO CONFORTÁVEL COM O FEMININO
Mensagem de Ptaah através de Jani King
17 de Novembro de 2017
 
luz de gaia
 
  Questionador: P’taah, estou ciente, certamente no mundo ocidental, do aumento mais uma vez do conhecimento do poder da Deusa. Todas as mulheres que conheço estão ficando muito mais à vontade com o feminino. E os homens, também, estão se tornando mais à vontade com ele. Assim, embora isto não esteja acontecendo no mundo Islâmico ainda, já está começando esta mudança.

Ptaah: É o balanço do pêndulo. Neste momento a possibilidade de todos vocês é que ele não balance ao contrário, mas que chegue a um equilíbrio que inclua igualmente o masculino e o feminino.

Questionador: É por isto que neste momento é possível começarmos a entender realmente o que é o amor e como lidar com os nossos medos.

Ptaah: Diríamos que esta é a oportunidade mais extraordinária para vocês entrem em sua própria base de poder do amor. Saiba, também, que não se trata de levar nada disto muito a sério.

Questionador: Esta é a dificuldade.

Ptaah: Eu sei. Veja, você fica preso às histórias, a todo tipo de apego a sua síndrome de Cinderela.

Questionador: O que você quer dizer?

Ptaah: Bem, é este negócio que uma vez que você tenha um relacionamento, deve ser feliz para sempre. E além disto, isto pode ser somente um relacionamento. Este é outro que faz parte de sua cultura, que deve ser um relacionamento apenas para satisfazer todas as necessidades possíveis, desde o início de sua vida, até o final dela.

Assim, em outras palavras, parte do que é difícil com o relacionamento é o quanto ele é opressivo, em vez de algo que é suavemente mantido, unidos pelo amor, permitido a se expandir e a crescer em uma liberdade de expressão.

Agora, não estamos falando necessariamente aqui sobre a sexualidade ou sobre vários parceiros, ou o que quer que seja isto, é que você se torna um pouco atraído, embora isto, de fato, possa ser parte disto. Estamos falando realmente é para que todos entendam que não existe uma única maneira. Há maneiras infinitas de expressar o amor.

Questionador: Bem, eu certamente entenderia que eu preciso de várias pessoas na minha vida porque não sou apenas uma pessoa. Eu tenho muitas facetas e pessoas diferentes se relacionam com diferentes facetas em mim e então eu consideraria que eu teria muitos amigos e muitos relacionamentos, mas eu ainda gostaria que todos fossem felizes. Quero dizer, não consigo ver o ponto ...

Ptaah: Então, por que é que, amado, você tem relacionamentos adoráveis com amigos e quer que todos eles sejam felizes e que se realizem, e, no entanto, com a pessoa que você ama mais do que qualquer coisa, vem o medo de expressar o amor?

Questionador: Esta é uma ideia interessante.

Questionador: Por que é assim?

Ptaah: É aquilo baseado no medo - o medo da perda, o medo de não ser digno.

Questionador: Então, a qualquer momento que você realmente tenha um problema, seja um relacionamento íntimo ou amizade, se você se aprofunda, lá em algum lugar, há o medo.

Ptaah: Isto é assim. É aí que você está tendo a reação. Onde você está em seu próprio poder, em seu próprio espaço de viver e de permitir o amor e que alguém tenha um problema com isto, então, se não há reação, esta não é a sua história. É a de outra pessoa.

Questionador: Sim.

Questionador: Suponho que eu sempre volto ao mesmo ponto, que não importa quantos níveis eu tente aceitar, o sentimento de indignidade, ou o que quer que seja este medo, há ainda outro nível em que ele continua. Parece que eu nunca consigo que esta cebola seja totalmente descascada

Ptaah: Oh, amado, e se eu disse que está perfeitamente certo se isto nunca ocorrer?

Questionador: Bem, não está.

Ptaah: Veja, então, este é o problema e você nunca irá descascar a cebola.

Questionador: Então, isto significa que….

Ptaah: Este é o enigma, amado. Este é o enigma. Isto se compara à saúde. Quando você estiver muito doente, nós lhe dizemos: aceite a doença. É perfeitamente válido estar doente. Então, enquanto você lutar, enquanto ver a imperfeição da doença, a doença simplesmente estará lá. E é o mesmo com os seus medos de indignidade. Enquanto você tentar se livrar deles, eles estarão aí. E perceba, está muito bem dizer: “Ah, adeus, adeus”, e tentar acolher, mas não realmente; a verdade é que você está tentando se livrar.

Questionador: Sim, eu concordo e eu não sei como deixar de tentar me livrar de algo que me causa dor.

Ptaah: Dor é resistência, amado. A dor é criada porque você a considera imprópria.

Questionador: Eu sei.

(Continua no próximo mês)
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com
Traduzido por: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br 
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
 
 
|Topo da Pagina| - |Menu P'taah - Jani King| - |Voltar Home|