Mensagem de P'taah
Janeiro 2008
através de Jani King
 
 
Questionador: P’taah, como eu encontro o que é excitante quando as coisas não parecem excitantes? Em outras palavras, como eu fico excitado e permaneço excitado e atraio excitação para mim?

P´taah: Bem, você sabe, algumas vezes não é excitante, hum, e isto está certo.

Questionador: Bem, eu conheço uma pessoa que está tentando seguir o seu coração e a sua paixão, mas ela está tendo um período difícil em descobrir o que é isso. Ela não sabe como encontrar o que faz o seu coração cantar.

P´taah: E quanto ao “o que é fascinante”? Isto é o que vocês freqüentemente se esquecem. O que vocês acham fascinante?

Questionador: Excelente. (ri) Eu gosto disto! Sabe, o que eu achei fascinante é isto sobre o qual estamos falando – o desenvolvimento de nossa consciência. Eu quero dizer, eu passo os meus dias, minutos e segundos estando sempre fascinado por este desenvolvimento que eu vejo ao meu redor e interiormente.

P’taah: E amado, isto é porque você se encontra na felicidade.

Questionador: Nem sempre, mas muitas vezes.

P’taah: Realmente, e quando você não está, é porque você, neste momento, está na percepção de algo mais e no sentimento de algo mais. Mas quando você está fascinado, então certamente isto pode bem inflamar a paixão, pode inflamar novas idéias, novas percepções, novos modos de fazer as coisas.

E veja, muito freqüentemente, a fascinação não está aí porque você não está no momento do Agora do que você está fazendo. Você está como que passando sobre tudo sem retribuir, sem dar algo, sua total atenção.

Questionador: Este é um bom ponto, P’taah. Isto é muito verdadeiro. Porque quando você está realmente no momento do Agora, tudo é fascinante.

P´taah: Realmente, é, até mesmo as suas fatigantes tarefas mundanas. Quando você está realmente na fascinação e na atenção, e realmente no Agora, então nada é o mesmo.

Questionador: Assim esta poderia ser a resposta de como podemos ser mais pacientes. Se eu estiver verdadeiramente no agora, não há aonde ir.

P’taah: Amado, se você estiver verdadeiramente no Agora, não há tal coisa como impaciência.

Questionador: (Rindo). Verdade!

Questionador: Nós estávamos falando sobre o Agora e isto me leva a outra pergunta. Eu tenho um amigo que diz que o seu período de atenção tem sido muito curto e ele está imaginando se isto é saudável ou ajuda mais a permitir que ele esteja no agora. Ele está preocupado com isto porque ele acha que a televisão e os computadores estão começando a levá-lo a ter este período curto de atenção, de modo que quando ele está com outra pessoa, esta acha que ele não está realmente com ela ou nem aí. Ele está imaginando por que ele não pode manter a sua atenção em determinadas coisas, mas ele vagueia para algo mais que esteja acontecendo agora.

P’taah: Bem, realmente, amado, entenda, quando você está aborrecido, é muito difícil manter a sua atenção em algo.

(Risos)

P´taah: O que é um pouco de dicotomia realmente, hum? Há o pensamento subjacente que você realmente preferiria ser alguém mais ou fazer algo mais, e assim a atenção pode não estar realmente focada. Certamente se você está fascinado, você está muito focado. Quando você está assistindo a um filme cativante, nós poderíamos dizer que a atenção está muito focada.

Questionador: Sim, na história.

P’taah: Realmente! Assim nós diríamos que não é realmente uma questão de um breve período de atenção, mas mais uma falta de foco e aborrecimento.

Questionador: Você tem alguns truques para lidar com isto?

P´taah: Prossiga e faça algo mais.

Questionador: Assim se você estiver aborrecido, faça algo mais. Mas supondo que a sua tarefa é limpar a casa ou fazer um documento e você se percebe vagueando. Há modos de se manter concentrado?

P´taah: Bem, amado, há naturalmente, mas a linha básica é que o coração não está realmente nisto. Mas se você disser: “Esta é uma tarefa que eu realmente desejo realizar, eu particularmente não quero fazê-la, mas eu desejo tê-la realizado”, então certamente é uma questão de foco que você a fará e será do melhor modo que você possa. Esta é uma escolha que traz à soberania.

Questionador: Exatamente.

P’taah: Você tem uma escolha, focando ou não e fazer o trabalho e executá-lo do melhor modo que você possa ou pode passar por cima dela e pensar: “Isto é muito aborrecido e eu não quero fazê-lo realmente”, e continuar com algo mais. Bem, isto também é viável. Entenda que não há certo ou errado quanto a isto, nem certo ou errado sobre isto. Somente como você se sente ao final disto.

Veja que a única coisa importante aqui é o sentimento que resulta da ação ou o sentimento envolvido na ação. Não há julgamento quanto ao modo certo ou errado de fazê-lo, então sito é perfeitamente válido. Se você disser: “Eu não quero realmente fazer esta tarefa, mas sou obrigado e assim eu a farei e colocarei toda a minha energia ao fazer do melhor modo que possa”, então isto também é válido e também parece bom. Não há certo ou errado quanto a isto.

Assim, meus amados, é o tempo suficiente para este dia. Nós amamos a todos vocês intensamente e nos despedimos de todos e de cada um de vocês

“Namaste”

P'taah
 
-------.........----==II==-----............--------

Traduzido por: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br 

Direitos Autorais
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
 www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com

 

Gostou! Indique o site para seus amigos

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu P'taah|    -    |Voltar Home|