Mensagem de P'TAAH - Outubro de 2006
P’taah Através de Jani King
 
 
Questionadora: Você poderia falar sobre como lidar com o peso extra que tantos de nós temos?

P'taah: Não há uma resposta, e vocês sabem disto porque vocês têm explorado isso extensivamente. Há muitos aspectos disto que é o apego ao que vocês chamariam de excesso da estrutura celular. Muito disto tem a ver com a consciência social – o que vocês julgam ser belo e o que vocês julgam não ser belo – para todos vocês.

Há também isto que é de certa forma, a proteção. Porque na consciência social, o gordo é feio. Se eu sou gordo, ninguém se permitirá em aproximar. Ninguém quererá chegar perto.
Esta é uma situação muito forte para muitas pessoas que estão mantendo esta obesidade. Grande parte do tempo é um jogo – o que vocês acreditam ser belo e o que vocês acreditam não ser belo.

É um jogo muito interessante, este assunto da consciência social do que é a beleza. E isto muda. Houve uma época, há não muito tempo atrás em seu passado, onde o excesso na própria pessoa era considerado muito belo, realmente. Em algumas partes do mundo, ainda é.

Assim, que crenças vocês estão se atendo sobre a beleza ou a falta dela? E amados, mesmo se vocês fossem muito magros, o que seria belo? A beleza é algo “lá fora” que vocês não podem tocar.

Questionadora: Fale mais sobre isto. Eu não estou certa de que compreendo isto, mas acho que é satisfatório.

P'taah: E realmente você tem estado muito magra, hum?

Questionadora: Sim.

P´taah: Mas não por muito tempo.

Questionadora: Certo. (Ela ri as gargalhadas)

P´taah: Assim o que é que coloca esta idéia “lá fora”?

Questionadora: Proteção?

P’taah: (falando mais suavemente) Isto é parte disto – somente parte disto.

Questionadora: Eu não tenho um indício!

P´taah: Está certo! Nós lhe pedimos que contemple isto: Esta beleza é uma coisa à parte de você. E mesmo quando você se focaliza e trabalha com muita dificuldade, com muito esforço, para alcançar um espaço que é muito belo, então isto vem de você novamente. Você compreende? Está sempre fora do alcance de alguma maneira. Você pode contemplar isto?

Questionadora: Sim, mas você poderia falar mais sobre esta idéia de perfeição? Você disse no passado que somos todos perfeitos, mas parece que queremos ser mais perfeitos de certo modo.

P´taah: Realmente. A verdade é que certamente você é perfeita agora. Você realmente é perfeição. Ouça, cada um de vocês, é a perfeição revelada até a eternidade.

Entendam, todos vocês cresceram com a idéia de um ser perfeito, um exemplo a ser seguido, de certa forma. É a consciência coletiva que se origina da religião. Vocês todos têm que se esforçar para serem perfeitos, para serem dignos do amor de Deus.

É uma mentira, foi e ainda é promovida para mantê-los impotentes porque se vocês soubessem que vocês eram perfeitos, certamente não teriam razão para estarem envolvidos na religião. Vocês são perfeitos simplesmente porque vocês existem como a extensão ou expressão da Criação. A natureza da Criação é a expansão infinita e assim são vocês. Não há um fim para vocês, mas vocês nunca serão mais perfeitos do que o são neste Agora.

Assim, a idéia do corpo perfeito, da mente perfeita, perfeito blá, blá, blá, é realmente uma forma de escravidão. Vocês são perfeitos AGORA. Não quando tiverem perdido muitos quilos, nem quando tiverem mudado o seu corpo, nem quando ultrapassarem o mais gordo no mundo, nem quando tiverem um corpo que estaria na televisão ou em um filme.

(Risos)

(Falando suavemente) Vocês são perfeitos AGORA. Assim esta caçada à perfeição origina-se do “Eu não sou digno”.

Questionadora: Discutindo o peso, você se vincula à parte médica ou alguma coisa?

P´taah: Não.

Questionadora: Assim você basicamente não entra na parte médica como se uma mulher que tem uma Histerotomia, tende a ser muito gorda.

P´taah: Não, porque o corpo é um espelho para o corpo mental e emocional.

Questionadora: Mas uma mulher que tenha suas trompas amarradas, isto a inclina a ser gorda.

P´taah: Não, não necessariamente, sob qualquer condição. Seja qual for o corpo, ele é um espelho para o ser mental e emocional. Qualquer enfermidade física é um espelho da doença emocional e mental, não importa como vocês possam rotulá-la.

Questionadora: Você continua a mencionar o Agora. Como nos encorajaria ou como você diria para compreender este Agora, sem o medo do passado que está nos retendo?

P´taah: Está certo, esta é uma boa pergunta. O Agora, fundamentalmente, como vocês sabem, é praticar trazendo o foco para o Agora. Prestem atenção ao que está acontecendo Agora. Prestem atenção ao “como isto se parece?”

Grande parte desta ligação ao passado é hábito. Vocês podem se retrair para prestar atenção e focalizar-se no que está realmente acontecendo Agora. Fazer isto para a maioria de vocês significa que uma ferramenta é solicitada para lidar com o medo que muito freqüentemente se aproximará quando vocês estiverem focalizados no Agora. É um pouco mais fácil se esquivar do que realmente lidar com quaisquer sentimentos que estejam acontecendo.

Alguns de vocês, naturalmente, esquivam-se do futuro também. Geralmente quando fazem isto, não é um futuro tão belo que vocês estão contemplando, mas sim o medo de um resultado negativo.

Questionadora: Eu realmente gosto de perceber as metáforas com animais e a natureza na vida – as borboletas e as árvores – e eu estou apenas imaginando se você poderia comentar isto um pouco mais – como elas se relacionam conosco, humanos, se estivermos abertos para reconhecer isto?

P’taah: Tudo em uma realidade física é uma metáfora para a não física. O maior exemplo disto é a sua respiração. O que é realmente a respiração? O que a respiração significa em sua vida física?
Vida. Sem a respiração vocês não estão vivos, hum? Mortos, realmente.

O que é a vida no não físico? Deus/Deusa, Fonte, Amor. Assim, quando vocês respiram, vocês estão conectados com Deus/Deusa. Esta não é uma bela metáfora? E tudo o que vocês vêem em seu mundo externo, na natureza, é uma demonstração da Deusa – seus pássaros, suas borboletas, suas árvores e flores, suas montanhas, seus oceanos, todo o seu mais maravilhoso planeta. Ele é um reflexo para vocês do milagre que vocês são.
Seria um exercício muito bom para todos vocês, contemplarem regularmente o milagre da vida que vocês são, o milagre do seu corpo.

Assim aqui está a Deusa “lá fora” dizendo, “Observem, isto é quem vocês são. Isto é quem vocês realmente são!” E quando vocês reconhecerem isto e der graças por isto, vocês estarão absolutamente conectados. Vocês fazem parte da unidade.

Questionadora: Eu estou imaginando se enquanto você está conversando conosco aqui, há também algo energeticamente?

P’taah: Mas naturalmente, amada.

Questionadora: Você pode descrever isto?

P’taah: Não, você pode senti-lo.

Questionadora: Sim.

P’taah: Como isto lhe parece?

Questionadora: Como se você estivesse rasgando o meu coração.

(Risos)

P´taah: Muito bem. Assim é.

Questionadora: Como isto acontece, exatamente?

P´taah: Isto é chamado Amor.

Questionadora: É apenas você ou é mais.

P´taah: Amor é amor, amada. É tudo o que há. É o Todo de Tudo, não é? Não há nada mais, realmente, e assim quando vocês estão na intensidade do amor, automaticamente os corações respondem. Isto é simplesmente a maneira dele.

Muito bem, meus amados, é o suficiente para o momento para este dia? Nós amamos todos vocês intensamente e nos despedimos com o maior amor,
Namastê.
P'taah
 
-------.........----==II==-----............--------

Traduzido por: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br 

Direitos Autorais
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
 www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com

 

Gostou! Indique o site para seus amigos

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu P'taah|    -    |Voltar Home|