Mensagem de P'taah - Setembro 2009
P'taah através de Jani King
Publicado em 09 de outubro de 2009
 
 
Questionador 1: P'taah, eu estou interessado nesta idéia do dinheiro. Eu sei que você tem falado muito sobre a abundância e sobre o conceito da carência que nós temos. Contudo, é parte da minha sociedade, do meu mundo, do meu julgamento, que eu realmente preciso do dinheiro.

P'taah: É e você sabe, amado, a coisa toda sobre isto é que o dinheiro é muito maravilhoso na verdade, e muito da vida da humanidade é gasto em acumular dinheiro.

Tudo isto é muito bom, exceto pela idéia de que você somente pode ter liberdade e soberania ao acumular imensas quantidades de dinheiro. E tudo isto é o terror baseado no medo de ser impotente. Realmente, nós diríamos, o terror de ser impotente. Isto é, o seu poder cessa. As pessoas são mestres, não pelo dinheiro, mas pelo poder que as mantêm sobre outras pessoas, outros países, sobre o mundo.

Assim isto é muito destrutivo, não pelo fato de que você deseje ter dinheiro para viver confortavelmente e ter a liberdade de escolher fazer coisas que custem dinheiro. Não isto, sob qualquer condição.


Questionador: Entenda, isto é onde eu tenho um problema ao imaginá-lo. É como se fosse ao nível pessoal do sentimento. Sim, você precisa dele, porque se não puder pagar as suas contas, então você está em dificuldade.

P'taah: Realmente. Entretanto, novamente, trata-se de atitude. Você entende?

Onde é que você realmente compreende que em seu poder pessoal, você pode criar uma vida onde o dinheiro flui para você como uma troca por aquilo que é uma atividade jubilosa, interessante ou fascinante. Uma troca de energia. O que você coloca é o que você tira, estando na alegria do que é que você cria como uma troca pelo dinheiro.

Por exemplo, você acende a luz e fica muito feliz na escuridão da noite por você ter a sua residência iluminada, clara. Você vai ao mercado e compra os seus alimentos e fica muito feliz ao trocar o seu dinheiro por este belo alimento ou por uma maravilhosa peça de roupa. Assim, você percebe, é interessante observar as diferentes emoções ligadas à idéia de trazer o dinheiro e a alegria ao gastá-lo.


Questionador 2: Eu adoro gastá-lo! Eu compreendi na última semana quanto eu adoro circular o dinheiro.

P'taah: Realmente. Assim você percebe, quando você pode realmente compreender a idéia que é circular. O que é esta afirmação que você tem? "Ele é feito para circular". Assim é quando você pode realmente ver como é um fluxo energético. Ele vem e ele vai, e ele vem e ele vai. É por isto que dizemos na Canção da Manhã: "Obrigado pelo rio de dinheiro que flui para mim e através de mim." Ele vem e ele vai e cria muita alegria.

Você tem a sua eletricidade pela qual paga. Você tem o seu óleo culinário pelo qual paga, seja como for. Você tem o seu alimento que você paga pelo que ama. Você tem as suas oportunidades para viajar, para o lazer. Você compreende? Todas estas belas coisas pelas quais você troca por dinheiro. E então você despende a sua energia para trazer o dinheiro. Quando você puder compreender que é simplesmente isto, um fluxo energético e que você o criará quando permitir que ele seja criado, do modo mais extraordinário, realmente, então você não precisa duvidar que ele seja suficiente.


Questionador 1: Ele fica interrompido pelo medo, não é?

P'taah: Exatamente.

Questionador 1: Assim você não será capaz de ganhá-lo ou não será capaz de ganhar o suficiente.

Questionador 2: E você não tem que ganhá-lo, é o que é verdade.

P'taah: Absolutamente. Você não tem que ganhar.

Questionador 2: Tudo o que você precisa saber é que...

P'taah: Ele está disponível.

Questionador 2: Eu digo isto como o compreendo. Eu o compreendo, então o esqueço. Eu o entendo, então o esqueço novamente, mas eu percebo a lição.

P'taah: Isto pode vir a você dos modos mais surpreendentes, mas sempre ele vem, de certo modo, como resultado de um pensamento e um sentimento.

Questionador 2: Humm.

P'taah: E onde os pensamentos e o sentimento estiverem engajados na idéia de que você trabalha pelo seu dinheiro, e que é a consciência de massa da sua sociedade, então é assim que funciona. E é como funciona muito bem para milhões de pessoas. Há mais e mais pessoas descobrindo que há modos de criar o fluxo, a não ser esta idéia do que é chamado "ir trabalhar".

Questionador 1: Ir trabalhar não me agrada muito.

P'taah: Certamente, porque você está compreendendo que pode criá-lo de outros modos.

Questionador 2: É interessante. Eu estive fazendo algumas pinturas e tenho duas obras em uma galeria de cooperativa. Eu gosto delas. Eu quero dizer que realmente gosto do meu trabalho, mas até agora ninguém chegou que goste delas o suficiente para comprá-las. Eu sei em meu coração que é uma coisa energética. Que a pessoa certa está lá e virá assim que eu estiver preparado para deixá-las ir.

P'taah: Realmente, porque há ainda muito apego a elas, certamente porque você as ama.

Questionador 2: Oh! Eu não pensei nisto.

P'taah: É o fruto dos seus humores criativos, amado.

Questionador 2: Sim, e é como se fosse o último fruto do meu humor criativo, porque eu deixei de pintar por algum tempo. Uma vez que eu esteja de volta e criando novamente neste fluxo circular, eu terei novo trabalho chegando, assim pode ser o momento para que saia o trabalho mais antigo.

P'taah: Certamente. Onde você não tem que se apegar a nada, você está criando um espaço para que chegue mais.

Questionador 2: Uau! Eu não tinha pensado nisto desta forma.

Questionador 1: Eu acho que eu ainda existo no medo de que ele não chegue aqui. (Risos). Eu sei de onde ele está vindo, e eu compreendo o raciocínio, mas sei que ainda eu confundo isto.

P'taah: Bem, tudo isto está certo, amado. O que é importante somente é que vocês continuem a agradecer realmente pela magnificência da riqueza.

Questionador 1: Realmente.

Questionador 2: Ah, isto é bem simples. É apenas se lembrar de agradecer pelo que você obteve.

P'taah: É bem simples.

Questionador 2: Você sabe, P'taah, nós não queremos que seja simples assim. É como que a cada vez que falamos, eu continuo esperando que desta vez você nos dê um pequeno truque que seja realmente fácil e que não tenhamos mais que nos confundirmos com estes problemas.

P'taah: Você sabe, amado, que é realmente isto. É tão simples e todos vocês estão habituados aos seus dramas. Alguns de vocês, você sabe, que nós percebemos com grande entusiasmo, se tornarão quase culpados que a vida seja uma brisa, assim falando.

(Risos)

P'taah: Sem alguns dramas emocionais, sem alguns dramas financeiros, sem alguns dramas nos negócios fiscais, nós diríamos que vocês se sentem como que culpados, porque todos os demais estão tão envolvidos e aqui estão vocês em sua vida aborrecida. Que vocês tenham tudo realmente, hum!!!

Assim, meus amados, é o suficiente para o momento para este dia. Vamos pensar nisto, hum? Então até o nosso próximo Agora juntos, com o maior amor, nós nos despedimos,

Namastê."

P'taah
 
-------.........----==II==-----............--------

Traduzido por: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br 

Direitos Autorais
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
 www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com

 

Gostou! Indique o site para seus amigos

|Topo da Página|    -    |Voltar Menu P'taah|    -    |Voltar Home|