ALINHANDO O JULGAMENTO
Mensagem de P'taah através de Jani King
18 de Junho de 2015
 
 
  Questionador: P’taah, quando eu alcanço um espaço onde eu alinho o meu julgamento, sinto-me, de repente, livre. Quero dizer, isto me liberta para seguir em frente. É um sentimento maravilhoso.

P’taah: É claro! Isto o coloca em seu centro de poder. Isto o coloca no espaço de fazer uma escolha extraordinariamente criativa.

Questionador: Certo, exatamente. É uma sensação maravilhosa.

P’taah: Realmente e este é o seu verdadeiro estado de ser, percebe? Você fica centrado em sua base de poder, de modo que o seu intelecto esteja principalmente interessado em cumprir somente os desejos do seu coração.

Não há esta “execução de um jogo” para impedi-lo de enfrentar aquilo que são os medos e crenças. Porque todos vocês passaram toda a sua vida correndo de tudo isto, hein?

Questionador: Isto serve como uma grande barreira.

P’taah: Certamente! E isto o mantém também separado dos outros.

Questionador: Sim! Mas é muito cansativo.

P’taah: Realmente. E você vê que o que está ocorrendo é que todos vocês estão chegando a este espaço de ficarem muito aborrecidos ao executarem o mesmo velho jogo inúmeras vezes e querem mais e desejam ardentemente esta transformação.

Questionador: Isto está exatamente certo! Você acertou em cheio.

P’taah: Sim, eu gosto de fazer isto! (Risos)

Questionador: Quando eu tenho alguns medos ou irritações profundos ou enraizados e tudo parece estar bem no momento, como são algumas maneiras que estes medos poderiam surgir para serem compreendidos?

P’taah: Está bem. Você simplesmente criará situações que tragam este sentimento. Agora saiba, meu amado, isto não tem que ser grandioso e dramático. Não tem que ser uma circunstância terrível. E você pode afirmar que deseja realmente entrar em expansão. Entrar no reconhecimento e na compreensão destas questões que o estão ainda mantendo preso. E você pode afirmar que deseja que isto seja de uma forma suave. Entende?

Questionador: Devo dizê-lo em voz alta?

P’taah: Certamente! A partir do seu Deus/Deusa. Diga: “Do Deus/Deusa do meu ser eu desejo que aquilo que não esteja alinhado, venha de uma forma suave, para que eu possa entrar nesta expansão sem circunstâncias terríveis, dor e angústia.”

Questionador: Certo. Obrigado!

Questionador: Alguns gostam de pratos sendo quebrados quando fazemos isto!

P’taah: É claro que você não iria recriar isto para você, vida após vida, neste plano. É um teatro maravilhoso para você, hum?

Questionador: Uma das coisas que você disse tinha a ver em falar sem a verbalização real. É mais eficaz verbalizar ou pode-se pensar estar coisas também?

P’taah: Bem, é claro que você pode pensar nisto. Mas você sabe, algumas vezes, é muito bom para você, ouvir a sua voz anunciando ao universo, em voz alta, as suas intenções e desejos.

E nós lhe afirmamos que um lugar muito bom para fazer isto é quando você está tomando banho, porque você está se sentindo quente e confortável e a água é um grande ampliador. Este é um lugar maravilhoso para você afirmar todos os dias os seus desejos, intenções e expectativas para o seu dia.

Mas, saiba, amado, esteja simplesmente no reconhecimento, no momento. Isto não quer dizer que você deva saltar sobre grandes montanhas com um único pulo.

Questionador: Certo.

P’taah: E quando você está vivendo em seu futuro, isto se torna opressivo, às vezes, para você. E, também, quando você está vivendo em seu passado, pois você fica arrastando toda a velha bagagem e isto, certamente, não lhe serve.

Quando você pode estar focado em como é neste momento do Agora, então, você está permitindo o fluxo. E você está no Agora, e, particularmente, quando está fazendo aquilo que faz o seu coração cantar de entusiasmo, e, então, é como você sabe muito bem, que as idéias e a criatividade vêm e você está permitindo maior conhecimento. Você está criando um espaço neste foco do Agora para permitir que o grande conhecimento flua, entende? Ao invés de ter que lutar e trabalhar.

Eu lhe direi isto sobre aquilo que é o trabalho. Há um grande julgamento em relação a esta palavra “trabalho”. É tudo uma questão de percepção. Quando você está fazendo em seu dia-a-dia o que faz o seu coração cantar, não é trabalho. Há civilizações em seu plano, até hoje, que não têm nenhuma palavra para “trabalho” em seu vocabulário. É demasiada a sua ética do trabalho.

E muito do seu próprio julgamento está ligado a este negócio chamado trabalho. “Se eu não trabalho, parece que não sou digno. Se não trabalhar muito, não irei ganhar dinheiro. Se não trabalhar demasiadamente, não poderei aproveitar o fruto do meu trabalho. Se eu não me esforçar pela iluminação, certamente não chegarei lá, ainda que a mereça”. Percebe?

Portanto, há muito sobre a sua crença em relação ao trabalho e nós lhe diríamos que seria mais benéfico se você tirasse a palavra “trabalho” do seu vocabulário. E seja o que for que esteja fazendo a cada dia, se você mudar a sua percepção em relação a isto, então, irá alcançar muito mais alegria com isto.

E, saiba, amado, já lhe dissemos isto sobre o seu local de trabalho. Mudar a sua percepção, muda a realidade. E, realmente, embora você esteja desejoso de mudar o seu estilo de vida – e nós estamos muitos entusiasmados com isto – nós lhe dizemos, e isto é muito importante para todos vocês, seja o que for que estejam fazendo neste momento, observem como vocês o percebem e o que acreditam em relação a isto. Porque muito do seu nível de stress envolvido com o trabalho é somente por causa de suas crenças e percepções. Quando você o muda aqui (aponta para o coração), automaticamente você o muda lá fora. Exatamente da mesma maneira com as pessoas com que você trabalha.

Há muitos de vocês que vivem o seu dia com um coração pesado, podendo ter uma briga e sentimentos de perturbação com as pessoas com quem você está interagindo durante este dia de trabalho. Quando você compreende que criou tudo isto e que quando você muda as suas crenças e percepções e julgamentos sobre a situação, então, realmente, irá perceber que toda a situação irá mudar automaticamente.

Questionador: É verdade. Isto é uma coisa fundamental. Porque quando eu assumo a responsabilidade, vejo a minha parte nisto. Como posso ser uma vítima?

P’taah: Isto é certo.

Questionador: E, realmente, isto é uma coisa básica. Assumir a responsabilidade por tudo o que estou criando em minha vida – seja qual for a condição em que eu esteja.

P’taah: Realmente.

Questionador: É emocionante. Grato, P’taah.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 - 888-803-1777
Fax 760-366-0385
www.ptaah.com  - ptaah@ptaah.com
Traduzido por: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br 
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
 
 
|Topo da Pagina| - |Menu P'taah - Jani King| - |Voltar Home|