PERGUNTEM AOS MESTRES
 WALK-INS
Através das Vozes Celestiais
7 de Dezembro de 2014
 
   
Do Canadá, temos perguntas sobre walk-ins, um conceito que, muitas vezes, não é discutido e, francamente, um pouco inquietante para as nossas mentes tridimensionais. Os Mestres explicam o processo com especial referência às preocupações expressas. Não se pode deixar de perguntar, no entanto, o que motivou a indagação do nosso amigo canadense.

Nos sonhos de uma mulher Americana, aparece a sua mãe falecida, que quer a sua casa de volta. Os Mestres acalmam a agitação da mulher com garantias de que a sua mãe está feliz e envolvida com a vida no Lar, sem nenhum pensamento em relação a sua antiga morada. O verdadeiro encrenqueiro é uma entidade negativa que precisa ser afastada.

De luto pelo seu marido, uma Brasileira sente que o seu cuidado por ele, perto do final de sua doença, foi insuficiente. Seu sentimento de culpa contribui com a sua dor e parece estar dificultando a sua recuperação. Os Mestres, com bondade, acalmam os seus medos e enfatizam o seu crescimento pessoal através de suas experiências.

As perguntas e respostas desta semana (baixo) ajudam a ilustrar a enorme variedade de questões espirituais que as pessoas enfrentam. Sempre tentando resolver um problema, um bom lugar para começar é sugerido pelos Mestres na última frase de sua resposta à terceira pergunta: “O Amor é a resposta para toda consciência, aprendizado e crescimento.”

Luz, Amor e Risos

Toni e Peter

contact@mastersofthespiritworld.com
Celestial Voices, Inc | 13354 W. Heiden Circle | Lake Bluff | IL | 60044 | USA

AS PERGUNTAS

CRIANÇAS WALK-INS


PERGUNTA: Mestres, é possível que uma experiência de walk-in aconteça a uma criança? É possível que isto pudesse acontecer e ninguém, nem mesmo os pais, notassem qualquer diferença? A alma do walk-in tem contratos de alma com a família, assim como a “velha” alma? – Stephanie, Canadá.

RESPOSTA: Um walk-in é uma alma que assume o lugar de outra em um corpo, depois que o ocupante original decidiu, ou fez planos, de voltar ao lar. A alma que chega faz a troca, assim ela não tem que passar por uma longa e tediosa infância, quando já tem uma idéia do que pretende fazer imediatamente. Um exemplo seria uma alma que deseja ser um psiquiatra e percebe uma alma prestes a deixar um médico licenciado. Ela pediria a permissão para usar o corpo para evitar ter que passar pela infância e por mais 16 a 18 anos de escolaridade e residência.

A troca mais precoce ocorreu com uma criança prodígio de 8 anos. A alma que chegava desejava experienciar a intensidade do talento musical e a solidão de não ter colegas com quem se socializar. Sabia-se que esta seria uma vida de curto prazo, desde que o corpo estava com a saúde abalada e tinha várias deficiências.

Mesmo neste caso, os pais estavam cientes de uma diferença, desde que a nova alma não estava familiarizada com a dinâmica familiar e teve uma grande mudança na saúde, enquanto o corpo da velha alma estava pronto para deixar de existir. Em geral, a alma que chega, recebe a maior parte das memórias físicas de saída, mas cada uma contribui com as suas próprias vidas passadas em viver a vida compartilhada.

Nem tudo o que acontece na vida humana é o resultado de contratos. Alguns alinhamentos familiares ocorrem porque os pais estão envolvidos em algo que a criança deseja fazer parte. Os pais estão prontos para ter um filho, assim a alma salta para dentro, sem qualquer acordo específico.

MÃE MORTA QUER A CASA DE VOLTA

PERGUNTA: Mestres, minha mãe que morreu há 8 anos, continua a voltar para mim em meus sonhos para me dizer que ela está viva novamente. Meu dilema é que ela quer a sua casa de volta, sendo que esta foi alugada. Sinto-me presa entre as legalidades de um contrato e em lhe devolver a casa. A casa está agora à venda, e na noite passada, em um sonho, ela estava vivendo alegremente na casa. Poderiam me ajudar a compreender o que ela está me dizendo, e como eu posso encontrar a paz nos sonhos que eu tive? – Jodi, Estados Unidos.

RESPOSTA: A alma que habitava o corpo que você conheceu como a sua mãe, está ainda no Lar conosco na quinta dimensão do amor incondicional. Ela não se importa com a sua antiga casa. Ela nem mesmo passa tanto tempo manifestando um corpo, porque ela pode fazer mais e ir mais em seu estado energético. Além disto, você não pode dar uma estrutura física a um ser não físico.

Ela é completamente não física e está se reunindo com outras famílias humanas das quais ela foi um membro. Ela está muito ocupada para se envolver nas coisas bizarras dos seus sonhos. Ela não pretende voltar a um estado físico por algum tempo, e quando ela o fizer, será em uma situação diferente, em que ela possa aprender lições adicionais daquelas que ela teve nesta vida.

Seus sonhos estão sendo influenciados por uma entidade negativa que está se divertindo, tornando-a infeliz. Ela está representando a sua mãe e está usando as suas inseguranças, a história com a sua mãe e a intensa necessidade de agradar, para fazer com que você acredite. Você foi sempre uma pessoa fraca quando se tratava de sua mãe. Esta foi uma lição em que vocês duas trabalharam, e a sua mãe esperava que você iria ganhar força sozinha. Deixe de permitir que outro, físico ou não físico, diga-lhe o que é melhor para você. Resgate o seu próprio poder e a sua tomada de decisões.

A propriedade é agora sua para fazer o que quiser. Cuide de si mesma e crie o que quer para o seu futuro. Diga a este espírito negativo que pare e desista. Quanto mais cedo a propriedade for transferida para outro, mais rapidamente o espírito irá desaparecer completamente.

CONFUSÃO SOBRE A MORTE

PERGUNTA: Mestres, o meu marido morreu em meus braços, vítima de câncer. Passamos sete anos juntos, com muitas dificuldades, muitas delas eram dificuldades financeiras, mas acho que amadurecemos juntos. Acho que ele foi o meu companheiro nesta vida. Gostaria de saber como ele está agora, e se ele sofreu nos últimos momentos. Gostaria também que ele me perdoasse pela falta de paciência e por tudo o que fiz de errado com ele. Estou muito triste e não sei o que fazer para completar as minhas lições de vida. Será que posso fazer algo para ajudá-lo de alguma maneira e me ajudar? – Adriana, Brasil.

RESPOSTA: Uma vez que a alma deixa o corpo físico, ela entra no amor incondicional, sem a negatividade, portanto, sem dor e sem arrependimentos. Quando o corpo do seu marido passou pelas últimas fases da doença, sua alma e consciência passaram mais tempo fora do corpo do que nele. Em outras palavras, a dor física não estava afetando a sua consciência.

Você esteve com ele nesta vida para testemunhar este sofrimento que ele tinha pedido e aprender mais sobre si mesma. Desde que esta era a sua jornada bem como a dele, você nada fez que pudesse ser considerado como errado, desde que foi tudo uma experiência. A Paciência foi uma lição de vida com que você desejou lidar e você aprendeu ao ser capaz de saber quando sentia que estava muito rápida em suas ações.

Examine o que ocorreu durante o seu tempo juntos e você verá as lições em que esteve trabalhando. Compreender a forma com que se sente agora e pensar em suas ações, irá ajudá-la a aprender e a compreender mais as suas lições.

Viva um dia de cada vez. Honre a vida magnífica que você testemunhou e a que você está vivendo. Continue a enviar amor incondicional ao seu marido e não se esqueça de si mesma. O amor é a resposta a toda a consciência, aprendizado e crescimento.

http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=587

GUIA DE REENCARNAÇÃO

Rafael, do Brasil, pergunta aos Mestres: Eu tenho sonhos quase todos os dias. Em alguns, eu sou o protagonista e em outros, eu sou o observador. Será que eles estão relacionados com o meu dia-a-dia?

RESPOSTA: Você está vendo a história da vida em seu planeta. É uma dualidade do positivo e do negativo e que se aprende pelas escolhas feitas. Os sonhos não têm grande importância, exceto para que você saiba da batalha que ainda está em curso.

Sheetal, de Singapura, pergunta aos Mestres: Não sou feliz com o meu marido. Sinto que não há nenhum amor e respeito em nosso relacionamento. Meus filhos apóiam o meu marido e se comportam da maneira com que ele lhes diz para fazer comigo. Amo o seu primo irmão que é casado e desenvolvi uma relação física com ele. Será que devo continuar com o meu relacionamento com o irmão ou voltar para o meu marido, ou encontrarei alguém que possa se comprometer com um relacionamento comigo e me dar amor e respeito? Anseio por um relacionamento amoroso.

RESPOSTA: Você precisa ser sincera com você mesma. Você está nos dizendo para vê-la como uma coitada, porque o seu marido e os seus filhos não a respeitam, quando você está se esquivando do seu marido e não se preocupando com o fato de que o seu abandono está afetando os filhos. Nada é certo ou errado em um sentido espiritual, mas você é responsável pelas suas ações e suas repercussões em uma relação social. Você tem o livre arbítrio para fazer o que lhe agradar, mas compreenda que tudo o que você faz afeta aqueles perto de você. Comece por analisar como a sua vida se tornou e se coloque no lugar de cada pessoa e veja como as suas ações as estão afetando – e, então, decida o que fazer.

Luciana, do Brasil, pergunta aos Mestres: Sou viúva e conheci um viúvo. Estamos juntos agora e cada um tem um filho. Nosso sonho é ter uma família completa, mas desde a nossa união estamos tendo muitos problemas financeiros. Por quê?

RESPOSTA: É muito difícil associar duas famílias em uma. Você terá que avaliar onde pode se livrar de obrigações duplicadas. Tenha paciência enquanto descobre como se harmonizam. Vocês dois estão se preocupando muito e enviando energia negativa, que retorna com mais negatividade. Crie em sua mente a vida cotidiana da família e veja isto acontecendo.

Anne, da Noruega, pergunta aos Mestres: Esta vida está recebendo o melhor de mim. Tive uma interpretação maia da minha data de nascimento. Escolhi uma vida com atitude feliz e sem grandes problemas. Então, por que todos os dias são difíceis? Por que é tão difícil encontrar uma área em minha vida que seja boa? E depois que tive um filho com grandes problemas, cada dia está mais distante da felicidade. Por que eu escolhi experienciar a leveza dentro de mim e a escuridão fora de mim? Não quero mais este tipo de dificuldades. Quero que eu e o meu filho tenhamos uma vida feliz. Isto é mesmo possível?

RESPOSTA: Tudo é possível. Você cria a realidade em que vive. A maneira com que você vê as ocorrências na rotina diária depende de como você se sente em relação a elas. Se você as perceber como as lições que escolheu, você encontra um caminho através delas. Se as perceber como punições e quiser se esquivar delas, sua vida será um tumulto total. Horóscopos, leituras maias, cartas astrológicas lhe dão uma indicação da energia presente no momento do seu nascimento – mas como a sua vida progride é determinada pelas escolhas que você faz e os planos que fez antes de vir à Terra. Comece por criar o que deseja.

Rachel, do Brasil, pergunta aos Mestres: Estou perdida em meus pensamentos. Eu duvido se estou realmente desperta ou imaginando. Digam-me o que está acontecendo comigo agora. Estou em meu momento de despertar ou não? Qual é a minha missão, eu não posso imaginar! Quero ser feliz. Sei que preciso de algo mais. Onde deveria procurar? Sinto a falta de um companheiro/marido. Será que ele está por perto? Será que serei bem sucedida?

RESPOSTA: Como sempre comentamos, você cria a sua própria realidade e tem a liberdade de fazer as suas próprias escolhas. Você não quer assumir a responsabilidade por onde está e pelo que tem feito. Você está constantemente revivendo o passado e imaginando o futuro, enquanto evita o contato com o presente. É por isto que se sente tão perdida. Sua missão é descobrir quem você é como uma alma e quais habilidades você tem para criar esta felicidade e o amor que tanto deseja. Liberte-se da negatividade em sua vida e atraia pensamentos e ações positivas para ela. O sucesso cabe a você.

Debs, da Índia, pergunta aos Mestres: Lembro-me de partes e fragmentos de minhas muitas vidas passadas, o que está resultando em uma confusão e stress em minha vida atual. Não consigo me lembrar de nenhum nome ou lugar, mas apenas das imagens e de algumas faces. À medida que ultrapasso os 25 anos, isto está aumentando e criando uma confusão, sem uma direção clara.

RESPOSTA: A recordação de vidas passadas é importante somente para deixá-la lembrar o que aprendeu em outras vidas e para ver se é útil nesta vida. Saber os nomes, locais e detalhes íntimos não irá ajudá-la nas lições que você escolheu para esta vida. Pergunte durante a meditação ao seu eu superior se há algo a aprender com o seu passado. Se você ouvir “não”, então, não é mais importante do que sonhar com um filme que você viu, ou um livro que leu.

Lara, do Brasil, pergunta aos Mestres: Passei por uma fase difícil de depressão mesmo sendo nova e sofro de pensamentos negativos, de muitos medos e não estou indo à faculdade. Em que podem me ajudar e gostaria que me explicassem por que estou passando por isto?

RESPOSTA: Medos e dúvidas são maneiras de se lembrar que você tem lições que deseja aprender. Ao entrar nestas situações negativas você aprende as lições e tudo em relação a si mesma. Você se depara com a falta de confiança, com questões de auto-imagem e com um desejo de não ter que tomar quaisquer decisões. Mergulhe em seu medo e substitua cada um pelo oposto positivo da negatividade lá encontrada. Você pode permanecer exatamente onde está, paralisada pelas suas lições, ou conseguir completá-las e seguir em frente.

Robert, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Estou tentando processar alguma informação. Nesta vida estamos aqui para trabalhar através de determinadas lições de vida, e uma das minhas lições é destruir o ego. Sou feliz por ter o que eu chamaria de um mestre vivo que eu posso chamar a qualquer momento, em busca de orientação. Recentemente, enquanto discutia as minhas recentes lições de vida, ele sugeriu que eu me entregasse ao cosmos e à lei cósmica. Eu entendo como a energia pode ajudar a atrair a energia semelhante, mas quem está conduzindo este navio?

RESPOSTA: Você é quem conduz. A Fonte apenas observa o que está acontecendo, assistindo-o. Há uma lei cósmica que você tem o livre arbítrio e que atrai para você aquilo que é necessário para completar as suas lições aqui. Acompanhar o fluxo do universo lhe permite aproveitar de tudo que chega até você. Mas você tem uma grande parte em atrair ou manifestar o que deseja – isto não é o ego; apenas a aplicação das leis cósmicas.

Raquel, de Portugal, pergunta aos Mestres: Eu tive um bebê há 3 meses e o meu namorado começou a falar novamente com a sua ex-namorada quando eu estava grávida (de 7 meses). Ele disse que ele não está feliz e que a melhor coisa a fazermos no momento é nos separarmos (ele vive no exterior). Será que eu devo lutar pela minha família ou deixá-lo ir e continuar com a minha vida?

RESPOSTA: Você está sendo usada para a satisfação deste homem. Ele esteve sempre à espera de voltar com a sua ex e você foi uma substituta para ela. Não desperdice mais o seu tempo neste equívoco. Você e o seu bebê ficarão melhores sem a interferência dele. Ele lhe deu este belo bebê como um presente, uma das poucas coisas que já lhe deu.

Martha, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Eu posso entender como o mundo é uma ilusão, e que os espíritos/almas o criam conforme as nossas escolhas. No entanto, eu me preocupo com o estado do Planeta Terra e se as pessoas o estão matando com o aquecimento global e a superpopulação. Sinto-me triste com a população animal. Se o mundo é uma ilusão, ele pode morrer?

RESPOSTA: Qualquer ilusão pode deixar de existir quando os projetores se desligam. Ilusões são criadas para estabelecer parâmetros para se estudar e aprender. Quando você os conclui, para retornar ao Lar, para o amor incondicional, você deixa o próximo grupo de participantes preparar o seu próprio terreno e uma nova ilusão se inicia.
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
https://www.facebook.com/pages/Reincarnation-Guide/137191392985848
Traduções para o Português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Vozes+Celestiais
Arquivos:
http://rayviolet.blogspot.com/search?q=ask  the masters
Fonte: http://violetflame.biz.ly
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIMenu Perguntas aos MestresII - IIVoltar HomeII