PERGUNTEM AOS MESTRES
COMPREENDENDO E SENTINDO
Através das Vozes Celestiais
29 de Outubro de 2014
 
   
Todos nós detestamos ficar doentes. Por que há vírus?
E todos aqueles insetos que nos fazem mal?
E as plantas venenosas e os insetos irritantes e...e...e..?

A mulher dos Estados Unidos que faz a primeira pergunta desta semana, está claramente frustrada por todos estes impedimentos a uma experiência humana suave, assim os Mestres têm que lembrá-la de que, em essência, não existe tal coisa como uma experiência humana suave! Viemos aqui a fim de lidarmos com a negatividade e aprendermos as lições que escolhemos.


Uma mulher do Reino Unido se pergunta por que ela pode ser completamente feliz em um momento e negativa e desconectada no seguinte, particularmente quando perto de outras pessoas. Os mestres a aconselham sobre como repelir a negatividade ao seu redor, evitar o julgamento do ego e se reconectar com os sentimentos de sua essência.

No Brasil, uma filha está preocupada com o tratamento que a sua mãe recebe do pai. Além disto, ela está confusa com a sua própria espiritualidade. Os Mestres lhe dão dicas para a situação de sua mãe e a incentivam a se abrir para os seus sentimentos sobre a direção de sua própria vida.

Leiam as perguntas e respostas. Busquem paralelos em sua própria vida e vejam se o conselho dos Mestres pode ajudá-los a lidar com as suas próprias dificuldades. E não digam que não têm nenhuma – todos nós temos!

Luz, Amor e Risos
Toni e Peter

contact@mastersofthespiritworld.com
Celestial Voices, Inc | 13354 W. Heiden Circle | Lake Bluff | IL | 60044 | USA

AS PERGUNTAS

OS SOFRIMENTOS DA VIDA HUMANA


PERGUNTA: Mestres, eu entendo a experiência de aprendizagem que o mundo da dualidade proporciona. Mas não compreendo o propósito de algumas manifestações físicas específicas. E entrei em contato novamente com o sumagre, o carvalho e a hera venenosa. Qual é o valor dos mosquitos, parasitas e moscas? O único propósito dos mosquitos parece ser o de tornar os mamíferos infelizes. Qual é o propósito para doenças como o Ebola, HIV, poliomielite, câncer, etc. e as doenças mentais menos ameaçadoras, a encefalite, a pneumonia, a gripe, os resfriados e as alergias? Será que nós, almas, criamos propositadamente estas coisas horríveis por uma razão? Como é que o sofrimento físico nos serve? – Christina, Estados Unidos.

RESPOSTA: Quantas vezes você precisa ignorar o seu ambiente imediato antes que aceite que estar presente no momento irá afastá-la da negatividade? A aparência do sumagre venenoso não mudou desde a última vez que você entrou em contato com ele.

As almas nos corpos humanos aprendem as suas lições de vida através da experiência da negatividade, compreendendo como ela entrou em sua área, e vendo o que elas têm que fazer para afastá-la. Algumas lições precisam destas coisas irritantes que você mencionou, além das pragas e doenças, a fim de que as almas aprendam sobre si mesmas e façam as escolhas necessárias para completar as tarefas que elas planejaram antes de virem à Terra.

O sofrimento físico atrai a atenção dos aflitos. Caso contrário, elas podem ignorar o potencial de dano, recusarem-se a tomar medidas preventivas e se colocarem de bom grado no caminho do perigo, com algum senso de invencibilidade.

Estas doenças proporcionam a possibilidade de experimentar a condição de ser vítima, sentimentos de falta de controle, fé na própria capacidade de cura, depressão, falta de esperança, esperança, permitindo o auxílio de outros pela primeira vez, e quase todas as outras lições possíveis na dualidade.

Esta situação foi um processo de criação conjunta de todas as almas, para proporcionar agentes causadores suficientes para reforçar as lições. A dificuldade faz com que você tome conhecimento, pense sobre ela e trabalhe para uma solução. No processo espiritual, a solução é entender por que você atraiu para si mesma em primeiro lugar, e fazer as escolhas necessárias para cumprir o plano.

MENTE VERSUS SENTIMENTOS

PERGUNTA: Mestres, gostaria de lhes perguntar como em alguns dias eu me sinto tão conectada com a fonte e me movimento com felicidade e entusiasmo, no entanto, em um piscar de olhos, quando estou experimentando grandes emoções, ou se estou chateada, parece que eu perco a minha conexão. Parece que há muitas pessoas ao meu redor no momento que me fazem sentir negativa. Não tenho certeza se estou imaginando isto, ou se isto é real. Isto ocorre porque o meu ego assume o controle? Se assim for, como posso impedir a minha mente de me atacar? Às vezes, acho que a minha mente é o meu pior inimigo. – Michelle, Inglaterra.

RESPOSTA: A mente, o ego e o reino do julgamento da terceira dimensão desempenham um papel importante em desviá-la dos sentimentos gerados de sua essência. Você é sensível à energia, mas não aprendeu o discernimento ainda, o que lhe permitiria se afastar das ondas negativas.

Quando está voando na energia positiva, você baixa a guarda. Sem proteção, você fica vulnerável às pessoas que trazem vibrações negativas, que tomam posse de sua aura, consumindo os bons sentimentos, deixando-a exposta à negatividade. Você, então, começa a pensar, em vez de sentir.

Com outros ao redor, você cai no julgamento do ego, onde se preocupa com o que eles estão pensando e se você está fazendo o que eles querem que você faça. Afastar-se do ego irá remover qualquer preocupação com o que os outros pensam. O discernimento lhe permitirá decidir instantaneamente o que permitir e o que bloquear ou banir.

O processo de entrar em julgamento ocorre no passado ou futuro, nunca no presente, porque você deve ter normas de referência para avaliar, ou expectativas do que você espera. Uma maneira de evitar ser emboscada é retornar ao presente imediato quando começar a comparar ou a julgar.

Sua mente não é o seu pior inimigo, porque ela pode ter as crenças que quer e mantê-las como lembretes do que fazer quando você se sentir oprimida. Avaliar se a situação é ou não algo que você precisa experienciar é tudo o que você tem a fazer para completar o teste.

PENSANDO EXCESSIVAMENTE. PRESA NAS CRENÇAS

PERGUNTA: Mestres, gostaria de obter algumas respostas. Tenho muitas dúvidas sobre que caminho seguir em minha espiritualidade e, muitas vezes, sinto que a minha fé desapareceu, sinto que nada me estimula e tento algo de forma objetiva, sem saber onde procurar. Mestres, vocês sabem quem eu sou e o que busco que possa me guiar de alguma maneira? Gostaria também de perguntar sobre a minha mãe que vive em um dilema no relacionamento com o meu pai. Ele é um péssimo marido e faz uso de drogas e do álcool e pode ser que ela nunca o deixe. Por que, Mestres? Por que é tão difícil para ela? O que aconteceu em outras vidas para ser assim? – Talita, Brasil.

RESPOSTA: Você analisa tudo o que entra em sua vida. Além disto, você desenvolve expectativas específicas pelo que quer em sua vida. Você está se sabotando, exigindo certos resultados de suas ações. Você precisa ter fé em si mesma, não em outra pessoa ou em alguma doutrina, ou em algum sonho do que você acha que precisa ou quer.

Deixe de pensar em tudo e comece a sentir a direção em que você deveria prosseguir. Nada é certo ou errado – tudo é apenas uma experiência. Comece a ter estes sentimentos intuitivos que você tem, questione e analise. Confie que eles aparecem por uma razão. As almas atraem para si o que elas precisam experienciar.

Sua mãe é uma pessoa muito fraca, facilmente manipulada, medrosa, achando que está recebendo a vida que merece. Ela precisa decidir por que ela não pode deixar o seu pai e o seu estilo de vida abusivo. Ela precisa compreender que a escolha de partir, é apenas dela.

Trabalhe com a sua mãe em saber o que significa a autoconfiança. Ajude-a a ver que ela está aceitando o completo controle do seu marido e isto só é possível porque ela o está permitindo. Sair do casamento não é um fracasso, mas um reconhecimento do seu próprio poder. A escolha é dela; ela é tão boa quanto ele e não merece o tratamento que ele está manifestando.

http://rayviolet.blogspot.pt/2014/10/the-many-degrees-of-higher-love.html

GUIA DE REENCARNAÇÃO

Florin, do Brasil, pergunta aos Mestres: Gostaria de saber como redirecionar a minha vida. Tenho o violino em minha vida e tinha traçado um caminho na música, mas depois mudei da minha cidade de origem para fazer o meu mestrado em música e, então, comecei a pesquisar a voz e a poesia com a música, o que inclui o violino, mas parece que perdi o contato com o mundo da música. Sinto que tenho que me expandir e, talvez, ir para outro lugar... Mas gosto de viver em minha cidade por causa da natureza e do tipo melhor de vida.

RESPOSTA: Assim como um concerto pode incluir obras que envolvam diferentes compositores e diferentes conjuntos, assim a sua vida lhe deu uma variedade de experiências musicais. Para tirar o máximo de todas as suas oportunidades, você tem o livre arbítrio para viver em diferentes lugares, para se apaixonar e formar uma família, ou continuar principalmente como uma estudante de música. O principal propósito de sua vida é se conhecer e se aproximar de sua própria alma. Siga os seus instintos e deixe que os seus sentimentos lhe deem pistas sobre quais deles incluir em seu programa.

Diego, do Brasil, pergunta aos Mestres: Vivo por aproximadamente quatro anos em uma indecisão vocacional. A cada dia eu quero fazer algo diferente e não consigo encontrar nada que me traga a verdadeira felicidade. O que eu deveria fazer para saber o que o meu Eu Superior quer expressar em minha vida? Estou também muito preocupado com a doença. Todos os dias eu acho que tenho algo. O que posso fazer para me libertar destes pensamentos? Há algo com que eu deveria me preocupar?

RESPOSTA: Você está sofrendo de uma grave falta de auto-estima. Você vê a felicidade como uma dádiva que deveria vir do trabalho que você faz, da força do seu sistema imunológico e de sua capacidade de deixar de se preocupar. A felicidade geralmente vem do seu interior, não de fontes externas. Para se libertar da tristeza ou da ansiedade, deixe de viver no passado e no futuro e viva no Agora. Veja como você evoluiu em muitos sentidos durante a sua vida, desenvolvendo habilidades pessoais e a compreensão de que a sua vida é uma parceria com a sua mente superior. Pratique o amor próprio e desenvolva um amor pelos outros, que o afastarão dos seus problemas. Então, os sentimentos positivos em seu interior irão se tornar o seu guia.

Beng, da Malásia, pergunta aos Mestres: Desde pequeno, a minha irmã tem dificuldade em interagir com as pessoas. Agora, em seus trinta e tantos anos ela deseja encontrar a sua alma gêmea e fica cada vez mais frustrada quando provocada em seu escritório. Ela sente que não tem a quem recorrer pois a minha mãe morreu. Tentei conversar com ela, mas acho que não podemos ter nenhum progresso. Mestres, há alguma maneira de ajudá-la?

RESPOSTA: A alma de sua irmã preparou com antecedência uma lição de vida deste tipo negativo e ela está neste momento, exatamente onde ela queria estar. Desta forma, ela pode experienciar a frustração que ela sente por não encontrar um companheiro. Porque cada ser humano está no comando de sua própria vida, ela deve encontrar a resposta por si mesma, embora outras pessoas tentem ajudá-la. Seu guia espiritual está sempre disponível para ajudá-la e a sua mente superior irá lhe fornecer tudo o que ela precisa para ser bem sucedida. A comunicação com o mundo espiritual é muito importante para cada membro de sua família – incluindo você.

Ronaldo, do Brasil, pergunta aos Mestres: Desde que eu era adolescente, estive trabalhando com práticas espirituais. Tive alguns traumas ao longo da minha vida. Desde Dezembro do ano passado até agora, estou tendo uma abertura da minha mente inconsciente e isto está mudando a minha vida, incluindo o meu relacionamento familiar. O que eu tenho que esperar?

RESPOSTA: Há uma variedade tão imensa de grandes oportunidades disponíveis para você que é difícil apontarmos qualquer uma delas, mas expressamos a felicidade pelo caminho que você esteve trilhando. Há o perigo à espreita em algumas práticas espirituais, e você deveria tomar precauções, protegendo-se em todos os momentos contra a negatividade. Comunique-se com os guias que estão na quinta dimensão e cuidado com aqueles que fingem ser guias, mas que são desencarnados disfarçados.

R.M., do Brasil, pergunta aos Mestres: Após o casamento e os filhos, nós nos separamos e, então, unimo-nos novamente. Agora, de repente, reapareceu uma pessoa com quem eu tive um sentimento especial de amor em minha adolescência, antes de conhecer o meu atual companheiro, embora nós dois tenhamos amor pelos nossos atuais companheiros. Por que voltamos? Será que devemos romper os nossos atuais relacionamentos? Este amor vem de outras vidas? Somos do mesmo grupo de almas ou almas gêmeas?

RESPOSTA: Quando duas pessoas se apaixonam – seja entre estranhos, amigos da adolescência, ou membros do mesmo grupo de almas, é a mesma coisa. A razão pode ser atração sexual, um antídoto para a solidão, ou uma das muitas justificativas emocionais que os seres humanos gostam. Os humanos são capazes de amar mais do que uma pessoa ao mesmo tempo e a questão: “Deveria deixar um amor por outro”, não tem nada a ver com o propósito cósmico, ou com questões de certo ou errado. Faça o que você quiser, mas lembre-se de que a negatividade irá acompanhar o amor. O rompimento de famílias é amargo, difícil, dispendioso e nada faz para garantir o sucesso.

Maria, do Brasil, pergunta aos Mestres: Gostaria de saber sobre o meu relacionamento com o meu amor nestes nove anos.Todos me questionaram: Você não irá se casar com ele. Deixe-o ir, ele não a ama e muitas outras coisas desagradáveis. Desejo me casar com ele. Ele é um ótimo menino. Sinto que me casarei com ele algum dia. O que vocês acham e vêem sobre isto?

RESPOSTA: As perguntas que outras pessoas lhe estiveram fazendo são perturbadoras. Você não estaria nos pedindo para ajudá-la, a menos que houvesse incerteza em sua mente quanto ao fato de se casar com o seu namorado seria a coisa certa a fazer. Você o vê como um fantoche em uma corda, alguém a quem você pode controlar à vontade. Você acredita seriamente que ele a ama de verdade? Você precisa aprender a lição sobre as dificuldades do casamento antes de dar este passo. Você deveria considerar, se as dificuldades vierem, se o “ótimo menino” será a pessoa adequada para ter ao seu lado.

Andrea, do Brasil, pergunta aos Mestres: Acredito que comecei o meu despertar há alguns meses, depois que a minha filha partiu. Vi luzes e algumas imagens (anjos, sereias, cobras).O que isto significa?

RESPOSTA: Significa que você começou a procurar as respostas no mundo espiritual e que está recebendo as primeiras indicações de que o outro lado está ciente de sua comunicação. Está lhe sendo dada uma oportunidade para ver um pouco da variedade que há no mundo espiritual. Você tem uma chance de lhes responder, ou solicitar que possa estar consciente do seu guia espiritual. Ao falar com o outro lado, tenha o cuidado de se proteger com a luz branca e pedir que somente os espíritos de luz se manifestem e ninguém mais.

AJ, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Estive aprendendo sobre energia. Fiz Reiki e comecei o Qi Gong. Eu sempre senti a energia mais em minha mão direita do que na esquerda. Após fazer uma limpeza, minha mão esquerda parecia quente e cheia de energia, como se a minha mão estivesse em água fervente. Será que o meu lado esquerdo se torna mais desbloqueado, energeticamente? Como posso me conectar com esta energia, de forma mais consistente? E como posso aprender sobre a energia de cura?

RESPOSTA: A energia que você sente e o calor que a acompanha quando você esteve envolvida em uma limpeza, vêm naturalmente para qualquer uma das mãos, com o fluxo de Qi, e pode ser acolhida como uma indicação positiva de suas habilidades. Você também pode aprender o controle de uma sessão de cura, monitorando os seus efeitos. Assumir a responsabilidade no tratamento que você oferece, atrai o seu amor próprio,o que incentiva uma dependência graciosa, tanto com a energia universal, quanto com a parceria que desenvolve com outros. A criatividade na avaliação do trabalho requer que você tenha uma medida de autoconfiança e que entre em seu coração, onde a energia lhe dirá o que você precisa para criar um sessão bem sucedida.

Angélica, do Brasil, pergunta aos Mestres: Tive um relacionamento com um homem durante três anos. Agora estamos separados e ele está namorando outra mulher. Sempre senti uma forte conexão entre nós. Será ele uma alma gêmea? Esta separação é um aprendizado?

RESPOSTA: Nós não chamamos a sua separação de aprendizado. É o fim do seu caso de amor com ele. Ele estava cansado de estar com uma mulher e decidiu mudar. Este pode ser um tédio que ele sentirá novamente – você irá se magoar em algum momento. Na verdade, a sua sensação de que ele é um membro de seu grupo de almas está correta. Suas almas trabalharam juntas antes e desta vez, vocês concordaram que quando encarnassem, ele seria aquele que lhe causaria sofrimento. Não há certo ou errado nesta situação que vocês planejaram com antecedência. Compreenda o que sente sobre este sentimento negativo. Fazer isto é parte da descrição do trabalho de sua alma.

Suvi, da Finlândia, pergunta aos Mestres: Deem-me um pouco de confiança. Será que nesta vida conseguirei as minhas coisas, em minhas finanças, ou na minha vida amorosa? Acho que sei o tipo de vida que quero ter, mas isto é mesmo possível? E por que é que eu tenho que ficar sozinha por tanto tempo? Acho que estou preparada para um relacionamento agora.

RESPOSTA: Uma alma é um fragmento da energia da Fonte, alimentada pelo amor incondicional e capaz de manifestar tudo o que ela quer.Sua alma é igual a todas as almas, e tem a mesma capacidade. A confiança nesta afirmação ajuda a terminar com a solidão, produz o equilíbrio na vida amorosa e financeira. Sua alma esteve lhe oferecendo ajuda quando você a pediu. Você tem prestado pouca atenção a sua intuição, mas reconhecerá que os insights têm lhe fornecido idéias úteis que ocasionalmente você transformou em ação positiva. Estes sentimentos positivos e práticos – muitos sendo insignificantes – vêm do mundo espiritual, não como palavras, mas como sentimentos. Quanto mais você confiar e agir de acordo com eles, melhor se tornará a sua vida. Preste atenção e deixe que eles a conduzam a uma parceria com a sua alma.

Ana, da Austrália, pergunta aos Mestres: Estou com 45 anos, sou brasileira, casada e tenho 3 filhos. Vivi na Holanda e agora vivo na Austrália. Vivo em um dilema de descontentamento comigo mesma. Nunca estou feliz com o lugar onde estou e tenho a sensação de que ainda não cheguei no local onde eu me sinta tranquila e feliz. Estou sempre me lembrando da cidade onde me criei e esta não é a minha cidade natal. Sei que é muito confuso. Vivo com esta confusão dentro de mim.

RESPOSTA: A felicidade e um sentimento de satisfação com a vida, vêm do interior. Suas viagens representam o impacto de uma lição de vida sobre o respeito próprio. Você está dizendo, na verdade, que você é como um barril vazio que você preenche com água, apenas para descobrir que ele vaza novamente. Os seus filhos são errantes, ou eles têm a estabilidade interior para lhe proporcionar exemplos a serem seguidos? Você pode optar por mudar novamente, mas se o fizer, espere até que o seu barril vazio da auto-estima seja capaz de reter a energia líquida do amor incondicional. Perdoe (ou esqueça-se) daqueles que no passado lhe roubaram o seu sentimento da auto-estima. Comece a viver realmente no presente. Deixe para trás o passado.
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
https://www.facebook.com/pages/Reincarnation-Guide/137191392985848
Arquivos: http://rayviolet.blogspot.com/search?q=Celestial+Voices
Traduções para o Português: http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Vozes+Celestiais
Fonte: http://violetflame.biz.ly/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIMenu Perguntas aos MestresII - IIVoltar HomeII