PERGUNTEM AOS MESTRES
Através das Vozes Celestiais Canalização de Toni e Peter
20 de Novembro de 2015
  luz de gaia  
  UMA PRÉVIA DOS ENSINAMENTOS DOS MESTRES

Ao ler algo surpreendente em um “site respeitado” sobre a transição, uma mulher Irlandesa pede esclarecimentos. Os Mestres fornecem uma explicação e basicamente aconselham cautela sobre acreditarmos em tudo o que lemos.

Apesar de um casamento atual feliz, uma Finlandesa não pode deixar de pensar em se unir novamente ao seu primeiro marido. Os Mestres falam de modo direto com o objetivo de tirá-la de sua terra da fantasia.

Sem dispensar o aconselhamento médico (o que eles nunca fazem), os Mestres são capazes esclarecer uma Americana sobre a sua teoria interessante, mas equivocada, da origem do seu diagnóstico de transtorno bipolar.

Vocês podem ler estas perguntas e respostas na página dos Mestres: http://www.mastersofthespiritworld.com/ ou abaixo.

UM LEMBRETE: O MANUAL DOS MESTRES SOBRE A REENCARNAÇÃO ESTÁ AGORA DISPONÍVEL EM FINLANDÊS!

Clique neste link: http://celestialvoicesinc.com/?page_id=24, ou no item Livraria, no site dos Mestres para baixarem o seu manual gratuito dos Mestres com opção para NOVE idiomas. E ainda não terminamos – fiquem atentos para traduções de idiomas adicionais.

Luz, Amor e Risos,

Toni e Peter
Celestial Voices, Inc contact@mastersofthespiritworld.com

AS PERGUNTAS
É VERDADE QUE É UM SITE RESPEITADO?

PERGUNTA:
Mestres, li recentemente um artigo de Greg Calise, onde ele adverte as pessoas a não entrarem em um túnel de luz depois da morte, pois este é uma armadilha dos alienígenas para nos reciclar para os seus próprios propósitos. Ele diz que eles podem projetar a imagem de um ente querido falecido recentemente para nos atrair. Acho isto confuso, pois a maior parte de nós sempre pensa em tais questões e foi incentivada ao longo dos anos a entrar na luz/túnel. Ele acrescenta que as pessoas que relatam sobre tais fatos são especificamente escolhidas para entregar esta mensagem, para garantir a nossa cooperação após a morte. Sei que não devo acreditar em tudo o que leio, mas o artigo pareceu vir de um site respeitado. Apreciaria alguns esclarecimentos. – Carolina, Irlanda.

RESPOSTA: A experiência de todos sobre a transição do físico para o não físico é única para o indivíduo. No plano terrestre, a alma vive em uma dualidade de energias positivas e negativas. Experiências após a morte variam para diferentes almas; algumas nunca vêem um túnel ou a luz branca. Uma pessoa como o Sr. Calise, está relatando suas opiniões pessoais – de que fonte, ele não menciona.

Quando uma alma, que estava tendo uma vida humana, escolhe deixar a dualidade e retornar ao Lar, ela deixa o seu corpo e retorna a sua forma energética, no amor incondicional do universo. A alma tem o livre arbítrio para escolher cada fase de sua existência e nunca é “reciclada” em outro corpo por uma força exterior.

Qualquer um pode dizer qualquer coisa, em qualquer lugar. “Sites respeitados” são ainda executados pelos seres humanos que estão envolvidos no mundo do ego positivo/negativo da Terra. Alguns empregam qualquer método necessário para reunir um público maior. O que é a realidade de uma pessoa, com base em seus sistemas de crenças escolhidos, pode estar em contradição ao que você acha que deve ser parte de sua realidade. Confie em seus sentimentos internos, não no que alguém lhe diz que deve acreditar.

Ultrapassar a negatividade do planeta a leva a uma vibração menos densa que permite que a luz resplandeça, parecendo à maioria como sendo uma luz branca. A negatividade, que é densa e compacta, não pode se esconder na luz. É por esta razão que a maior parte das pessoas percebe a luz branca, ou mesmo um túnel de luz quando se aproxima das dimensões mais elevadas, fora da influência da negatividade.

SERÁ QUE EU PLANEJEI TODA ESTA DIFICULDADE?

PERGUNTA: Mestres, meu primeiro marido me deixou há 17 anos. Após o divórcio, seguiu-se um período de 10 anos de relacionamentos insatisfatórios (um homem acabou por ser um alcoólatra, outro mentalmente doente, um morreu, etc.). Estes anos foram muito difíceis, eu até perdi a capacidade de trabalhar como professora. Superei todas estas experiências e agora estou casada (há 7 anos) com um homem amoroso e tudo está bem em minha vida amorosa. Mas, estou triste, porque sinto que eu e o meu primeiro marido deveríamos estar juntos por toda a vida. Será que a minha alma planejou realmente todas estas experiências para mim? Ou o que deu errado? – Jane, Finlândia.

RESPOSTA: Nada deu errado em sua vida. Você queria experienciar a lição do discernimento, e as uniões consecutivas lhe deram muitas escolhas. Discernimento é examinar todos os aspectos de uma situação – neste caso, os relacionamentos românticos e a vida com alguém – e o uso do livre arbítrio para beneficiar o seu aprendizado através das escolhas que você faz.

Seu primeiro casamento incluiu muitas fantasias que foram, ou deveriam ser, perfeitas. Você queria tão desesperadamente ser uma esposa e companheira que não tomou conhecimento da negatividade que permeava a união. Você estava tão concentrada em manter o casamento de acordo com a sua situação sonhada, que o seu marido não conseguiu superar o fato de você estar fora do contato com a realidade e partiu para encontrar alguém que se comunicasse com ele.

À medida que as pessoas aprendem sobre si mesmas e passam pelas lições da vida, elas, com frequência, mudam tanto que não podem permanecer com a primeira pessoa com quem se casaram. Você reexaminou a sua vida durante a terapia e acredita que as coisas seriam diferentes se você se unisse novamente ao seu primeiro marido. Você ainda está neste mundo de sonhos perfeitamente imaginado, acreditando ainda que tudo seria como você quer, em vez de como ela é. Isto não iria acontecer.

Deixe de tentar viver no passado. Aceite o homem maravilhoso que você tem agora e olhe para o presente e o futuro que vocês podem criar juntos. Olhe ao seu redor, veja como você é abençoada e libere toda esta vida amorosa perfeita, apesar de imaginária e cheia de fantasias.

A TEORIA DA BIPOLARIDADE

PERGUNTA: Mestres, fui diagnosticada com transtorno bipolar quando muito jovem, entretanto, sou muito diferente de outros que sei que têm o transtorno. Tenho a minha própria teoria e valorizaria a sua opinião. Tinha um irmão gêmeo que absorvi no útero e o meu signo astrológico é Gêmeos. Acredito que sou triste por abrigar a alma do meu irmão gêmeo e que ele está nas estrelas por alguma razão e isto foi mal interpretado como transtorno bipolar. Tenho alguns dons extraordinários. – Ashley, Estados Unidos.

(De acordo com a lei dos Estados Unidos, os Mestres Espirituais não diagnosticam e nem prescrevem em condições médicas. Os leitores podem querer rever os detalhes no Manual dos Mestres sobre a Cura.)

RESPOSTA: O diagnóstico de uma condição segue o “padrão” aceito que a ciência médica viu em inúmeros pacientes que foram anteriormente diagnosticados com a doença. Durante anos, milhares de pessoas foram informadas de que elas foram afetadas por um transtorno mental/emocional como o transtorno bipolar, transtorno de déficit de atenção, esquizofrenia, etc, porque elas tinham um ou mais dos sintomas geralmente reconhecidos.

Embora você tenha mudanças de humor, seu humor elevado não está criando uma euforia incontrolável, e seus pontos baixos não são uma depressão tão profunda que você não esteja ciente de quem você é, ou o que está fazendo. Isto é o que você quer dizer por não ter o mesmo padrão que outros com transtorno bipolar.

Você não tinha planejado para a sua vida que iria abrigar a alma de um feto gêmeo. Nenhuma alma foi atribuída a este grupo de células, porque foi determinado que um nascimento de um ser vivo não iria ocorrer. Você planejou que os fatos fossem assim, mas foi para que você descobrisse e entendesse que você está criando sozinha esta vida. O cenário lhe deu uma lição em relação à culpa de um sobrevivente, o que você não resolveu.

A energia astrológica apenas dá um ambiente propício para que você experiencie as características que outros têm, nascidos nesta energia. Você decide o que quer imitar e o que irá descartar.

Você tem uma intuição muito desenvolvida, mas tem que prestar atenção para que a sua imaginação não ultrapasse as suas habilidades. Você será facilmente capaz de se comunicar com aqueles do Outro Lado, assim como nós, mas aprenda a limpar a sua mente de seus próprios pensamentos, em primeiro lugar.

Faça as suas próprias escolhas. Crie o ambiente em que quer viver, e não permita que ninguém lhe diga o que fazer.

De: http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=587

Perguntas: http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=2056

GUIA DE REENCARNAÇÃO

I.F.C, do Brasil, pergunta aos Mestres: Há um amigo que eu conheci há cerca de nove anos pela Internet e nós nos tornamos muito próximos um do outro. Ele tem uma namorada, mas ele diz que me ama mais, e eu o amo também. Mas, eu tenho sentimentos desagradáveis sobre o nosso relacionamento. Hoje em dia, ele quer me ver e namorar comigo, mas tenho medo, e não quero ter um futuro tão materialista como ele. Será que compartilhamos vidas passadas? Como posso impedir os seus desejos por mim, sem que o afaste?

RESPOSTA: Você se concedeu um relacionamento imaginário. Você já tem o sentimento de que ele não é o que realmente lhe diz que é. Deixe de passar tanto tempo com esta pessoa que quer “compartilhá-la” com outra namorada. Ele é egoísta e manipulador. Você está perdendo o seu tempo sonhando e conversando através da Internet. Saia e encontre alguma pessoa física e sólida que queira somente você.

Alen, da África, pergunta aos Mestres: Será que cada pessoa tem uma alma gêmea? Uma contraparte masculino/feminina? Há um cara que sempre que o vejo, sinto que estamos destinados a ficar juntos e que já nos conhecemos desde séculos e que nascemos para nos reunirmos. O meu sentimento é verdadeiro, ou é apenas uma obsessão? Mestres, por favor, orientem-me! O que devo fazer? Ele é bem nascido e eu não. Será que ele irá me amar?

RESPOSTA: Cada alma tem uma série de companheiros de alma com quem ela veio à existência ao mesmo tempo. Cada alma tem uma alma gêmea que é a última de quem ela se separa, antes de se tornar uma alma individual. Os gêmeos raramente estão no planeta ao mesmo tempo. Relacionamentos românticos não precisam ser com um companheiro de alma, somente com alguém com quem você se sinta confortável. Esta pessoa cuja energia a atrai é um companheiro de alma, e você compartilhou várias vidas com ele. Vocês não planejaram ficar juntos nesta vida, mas não é uma impossibilidade que isto ocorra. Cada um de vocês tem o livre arbítrio para estar com quem queira. Você não conhecerá as suas escolhas, a menos que se aproxime dele.

M., do Brasil, pergunta aos Mestres: Amarei para sempre a minha melhor amiga. Ela também me ama, mas parece-me que ela não quer assumir isto, verdadeiramente. Iremos ficar juntos agora? Estou errado ao desejar isto? Ambos tivermos outros relacionamentos, mas nenhum durou tanto quanto a nossa amizade.

RESPOSTA: Amizades não são iguais aos relacionamentos românticos. Ela sente uma afeição verdadeira por você, por causa de sua personalidade e senso de humor peculiar, mas os seus sentimentos são mais como os de irmã para irmão do que para um parceiro sexual. Conte-lhe os seus desejos, e se ela não quiser ter um relacionamento, decida se pode ou não ainda ser amigos.

Steve, da Austrália, pergunta aos Mestres: Estive separado da minha mulher e de minha filha por 3 anos e isto ainda me magoa. Eu as amo muito. Será que algum dia iremos reacender o nosso amor e unir novamente a nossa família? Não consigo imaginar a vida sem esta esperança. Não vejo um futuro sem elas.

RESPOSTA: Cada alma tem o livre arbítrio. Haverá uma reunião se cada um de vocês puder começar a confiar no outro. A comunicação é a única maneira de você recuperar um sentido de quem é cada pessoa. Deixe de tentar controlar as coisas, e se aproxime com a intenção de compartilhar de si mesmo e de seus ideais.

Jaya, do Brasil, pergunta aos Mestres: Qual é a melhor maneira de deixar de ser muito ciumenta e de arruinar o meu relacionamento por causa disto?

RESPOSTA: Pessoas que são muito ciumentas são inseguras de quem elas são. Falta-lhes autoconfiança e autoestima. Você tem que decidir que você merece um relacionamento e que está sendo verdadeira com o seu companheiro. Se estiver, a outra pessoa não precisará procurar mais ninguém. Quando você pensa constantemente que eles querem outra pessoa, você está lhes dando a idéia de que você não se considera digna para eles, assim eles devem procurar em outro lugar.

Suvi, da Finlândia, pergunta aos Mestres: Sinto-me muito insegura sobre mim, em meus relacionamentos e negócios. Meu ego quer muito e eu sinto que ele arruína a minha felicidade o tempo todo. Tive este homem em minha vida com quem não pude estar, mas ainda não consigo deixá-lo ir, não importa o quanto eu tente. Por quê? Gostaria de sentir o amor e a paz, e não esta frustração.

RESPOSTA: Você é o mestre do seu ego. Você lhe dá vida e força. Não o use como uma desculpa por não exercitar o seu livre arbítrio. O ego segue o exemplo da sociedade. Se você permitir que outros determinem o que você irá aceitar, você está lhes dando o controle sobre você. Tome as suas próprias decisões a partir do que lhe parecer adequado. Amor, paz e felicidade são escolhas para você projetar.

Adriana, do Brasil, pergunta aos Mestres: Estou em um momento muito ruim de minha vida. Não consigo nada adequado: relacionamentos, trabalho, saúde, mente e corpo. Tentei sair deste padrão negativo, mas saio, fico bem por dois dias, e, então, caio nele novamente. O que posso fazer?

RESPOSTA: Pare de sentir pena de si mesma. Você pode enfrentar e lidar com todos estes problemas porque está fazendo isto, quando coloca algum esforço. Quando fica cansada ou começa a sentir pena de si mesma, você permite que a negatividade retorne porque não mais luta e se apega a ela. A escolha é sua – trabalhe nisto consistentemente ou continue a se sentir infeliz.

Elizabeth, de Portugal, pergunta aos Mestres: Gostaria de perguntar se você poderia nos dar algum esclarecimento sobre o tema das emoções. Estou muito curiosa, pois, muitas vezes, desde o nascimento do meu filho,encontro-me envolvida em emoções de grande intensidade das quais, é claro, estou tentando afastar, mas, às vezes, parece impossível! Por que temos emoções e é melhor ignorá-las se elas são “negativas”? Ignorá-las, definitivamente, não funcionou para mim.

RESPOSTA: As emoções são respostas corporais às perturbações físicas, mentais e espirituais no físico. Quando algo ocorre que realinha os sistemas corporais, tal como um nascimento, isto permite que a energia acumulada se manifeste. Quando você for confrontada pelas emoções, se elas não tiverem nada consciente conectado a elas, libere-as e as deixe ir. Se você sentir algo na emoção, confronte-o e descubra por que ele está lá. Você pode, então, decidir se precisa disto em sua vida, ou se deve apenas deixá-lo ir.

Patrícia, do Brasil, pergunta aos Mestres: Sei que cometi muitos erros à procura do amor e de amizades em lugares insalubres. Conheci homens que são agressivos para mim, homens que me trouxeram dor e sofrimento. Eles mentiram muito para mim e agora eu tenho que seguir em frente, mas está muito difícil. Estou desempregada, sem dinheiro e com muitas dúvidas sobre mim e a minha vida. Qual foi o propósito destas experiências?

RESPOSTA: Todas as suas experiências foram escolhidas por você para ver como as suas escolhas determinam a sua realidade. Você passou uma série de relacionamentos tentando compreender que não tinha que permitir que as pessoas a ferissem – eles poderiam fazer isto se você o permitisse por não se afastar. Você tem que recuperar a sua confiança em si mesma. Você tem a força para trazer para si mesma o que deseja.

Kallie, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Sinto-me conectada ao Universo, mas, então, novamente me sinto perdida e desorientada sobre a vida. Por que eu estou aqui e qual é o propósito de minha existência?

RESPOSTA: A conexão com o universo é quem você é – a energia do amor incondicional. Esta é a sua parte que é uma alma eterna. A desorientação decorre de estar em um corpo físico, que você escolheu com um propósito de vir à Terra para aprender como trazer este sentimento do amor ao físico.

Diane, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Eu lhes escrevi anteriormente sobre a minha enteada. Segui o seu conselho de me afastar da família do meu marido e apenas ser feliz em meu casamento e em minha vida. Trabalhei nisto e agora eu não mais “sinto” a dor que eles continuam a lançar em mim. Agora as coisas têm aumentado. Minha enteada não quer que eu vá ao seu casamento. Quando me disseram isto, eu me surpreendi quando nada senti. Agora, a minha sogra está me tratando de forma inadequada. No passado, isto me traria às lágrimas. Até mesmo os e-mails venenosos de sua irmã me deixavam infeliz. Mas hoje eu me sinto livre. Agora a minha preocupação é com o meu marido. Sei que o seu coração está oprimido com toda esta mágoa e ódio. Há algo que não estamos entendendo?

RESPOSTA: Você criou uma realidade nova para si mesma, onde a família do seu marido não a afeta. Ele tem que decidir como quer que seja a sua realidade. Ele está ainda deixando-os tomar as suas decisões por ele.

Mandy, da Austrália, pergunta aos Mestres: Vocês poderiam me dar dicas sobre uma vida passada que me afeta hoje de forma profunda? Sinto um profundo carinho pela história da Inglaterra e pelos Ingleses, pelo período da Renascença e Elisabetano. Sinto que pode haver alguma importância em uma vida vivida antes nestes períodos que podem estar me afetando agora.

RESPOSTA: Você teve várias existências nos períodos para os quais se sente atraída. Uma vez você foi um homem que lutou para ter uma educação e ser aceito pela sociedade. Em outra vida, você foi uma mulher que foi para a rua quando a sua mãe morreu e o seu pai foi para a prisão. Você se tornou muito manipuladora, organizou os moradores de rua e ajudou os oprimidos.

Marta, do Brasil, pergunta aos Mestres: Meu marido e eu tivemos muitas dificuldades financeiras ao longo do casamento. Todos os negócios que começaram errado, alguns com excelentes perspectivas, terminaram em dívidas e mais dívidas. Por que isto acontece? Ele está muito desiludido e com baixa autoestima.

RESPOSTA: A negatividade de seu marido, resultante de seus constantes fracassos, está impedindo-o de ter sucesso. Ele não consegue ver um bom resultado nos negócios. Ele tem uma tendência a ficar com preguiça e não coloca o esforço necessário para o sucesso, o que o torna ainda mais decepcionado e desiludido. Ele não está preparado mental e emocionalmente para dirigir o seu próprio negócio.

João, de Portugal, pergunta aos Mestres: Minha avó é um vampiro de energia e através da meditação, foi-me dito que ela fez um pacto com o demônio em uma vida passada. Ela esteve afetando a todos na família, e precisamos urgentemente de ajuda, ou, pelo menos, ajudá-la a se libertar das energias, mas como?

RESPOSTA: Todos os acordos que ela fez em uma vida passada, ela não trouxe para esta. Ela é um vampiro de energia porque você lhe permite tirar a energia de você. Ela está muito fraca sem a energia que ela rouba. Se você lhe enviar conscientemente o amor incondicional, ela não terá que roubar nada.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=1453
Traduções para o Português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=vozes+celestiais 
Agradecimentos: Celestial Voices, Inc contact@mastersofthespiritworld.com
Por favor, respeitem todos os créditos.
Arquivos deste autor: http://rayviolet.blogspot.com/search?q=Toni and Peter
Fonte: http://violetflame.biz.ly
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Perguntas aos MestresII - IIVoltar HomeII