PERGUNTEM AOS MESTRES
Através das Vozes Celestiais
Mensagem canalizada por Toni e Peter
6 de Fevereiro de 2016
  luz de gaia  
  UMA APRESENTAÇÃO PRÉVIA DOS ENSINAMENTOS DOS MESTRES

A comunicação com um paciente com Alzheimer pode parecer impossível, mas e quanto a alcançar a alma da pessoa? Os Mestres têm algumas informações interessantes para uma curiosa mulher do Reino Unido sobre a sua mãe.

Então, você está em um relacionamento amoroso, mas se sente atraído por outra pessoa. E agora? Um Australiano que reconhece a probabilidade de uma lição à espreita nesta situação será, certamente, esclarecido pela resposta dos Mestres.

Uma mulher dos Estados Unidos está fascinada pelo Panteão e busca mais informações. A descrição e explicação dos Mestres podem fazer com que todos nós queiramos viajar para Roma e experienciarmos esta maravilha.

Vocês podem ler estas perguntas e respostas na página de Mensagens, no site dos Mestres: http://www.mastersofthespiritworld.com/. (ou abaixo).

O MANUAL DOS MESTRES SOBRE A REENCARNAÇÃO em breve irá aparecer em outro idioma. Deixaremos que saibam, assim fiquem atentos a este espaço.

Enquanto isto, cliquem neste link: http://celestialvoicesinc.com/?page_id=24 , ou em Livraria, no site dos Mestres, para baixarem o manual gratuito dos Mestres, com opção para NOVE idiomas (até agora).

Amor, luz e risos,

Toni e Peter.

Celestial Voices, Inc contact@mastersofthespiritworld.com  | 13354 W. Heiden Circle | Lake Bluff, IL | 60044 | USA

AS PERGUNTAS
VENDO COM A ALMA


PERGUNTA: Mestres, gostaria de receber informações sobre as operações internas e externas da criação do Panteão, por favor. Como o arquiteto foi inspirado? Que tipos de inspirações a Fonte quis que ocorresse a todos que desde então, estiveram nele? É uma construção feita ao redor de uma esfera perfeita. É um trabalho de amor no olho da mente: extraordinário em planejamento e execução. A chuva evapora antes que ela atinja o chão. Há movimento constante enquanto se olha ao redor no espaço. – Margaret, Estados Unidos.

RESPOSTA: Durante as fases da criação do Panteão, os arquitetos foram solicitados a construir um tributo aos deuses e campeões dos tempos, e um espaço onde o proprietário pudesse sentir que estava na presença de um deles. Os construtores estavam cientes da energia espiritual que alguns percebiam como beleza, outros como uma conexão com o universo, e ainda outros como comunicação com os mundos físicos e não físico. A Fonte não teve parte na construção, exceto por proporcionar a iniciação das almas que manifestaram o edifício concluído.

Ele é muito mais poderoso hoje em sua simplicidade, desde a remoção dos adornos e decorações em sua criação. Eles foram uma distração para aqueles que desejavam “sentir” o poder inato que a forma gerava. A influência do edifício surge de sua estrutura. A representação da energia magnífica da Fonte, como exemplificada pela obra esférica, reflete a comunhão do físico e do espiritual: uma união, um conjunto.

A complexidade do projeto cria – para o olho e uma sensação energética daqueles cientes disto – um espaço de transformação, transcendendo a Terra e se elevando ao céu, enquanto a transição do tempo e das estações no exterior ocorre interiormente. É um filme cinematográfico da influência do céu no planeta físico.

Aqueles que chegam para compreender tudo o que o Panteão pode ensinar sobre a vida, serão bem educados na mestria espiritual e física. Outros, irão vê-lo simplesmente como um interessante e antigo edifício com um buraco no centro de seu teto, permitindo padrões extraordinários de sombra durante os dias e as estações.

EU SUPERIOR – A ESSÊNCIA DA ALMA

PERGUNTA: Mestres, a minha mãe tem Alzheimer. Vários meios têm restaurado

a minha mãe, particularmente uma leitura que tive há alguns meses. Ela tinha muito a dizer. Embora eu compreenda que as pessoas que têm demência passem o tempo no mundo espiritual, estou curiosa porque, obviamente, o seu corpo físico está ainda no plano terrestre. Assim, todos têm a capacidade de estar em espírito desta maneira e é a sua mente/corpo que não lhes permite, ou se eles fizerem uma viagem astral, eles não se lembram? E quanto às pessoas com Alzheimer que permitem que a sua mente/alma esteja em espírito – mas as pessoas sem a doença não são capazes de fazer isto? – Lynnie, Reino Unido.

RESPOSTA: Os seres humanos são almas que têm uma experiência física. Suas almas nunca estão completamente contidas em sua casca física; há sempre uma parte que está ligada ao resto das almas no universo, e aos aspectos de si mesmas que estão continuando outros projetos que elas assumiram.

A um nível físico, a consciência humana é o que as pessoas acreditam que seja a soma total da “pessoa” que elas conhecem como a que habita um corpo em particular. Os seres humanos que funcionam conscientemente restringem o acesso a sua alma para o que pode ser alcançado através dos canais normais de comunicação com o corpo humano.

Há sempre um aspecto da alma – geralmente chamado de Eu Superior – de que a mente consciente geralmente ignora. Esta área contém os registros de tudo em que a alma já se envolveu. A menos que o ser humano a alcance em hipnose ou meditação profunda, é uma sombra não reconhecida.

Quando a consciência humana normal não é funcional (coma), ou está desconectada (doença de Alzheimer), o Eu Superior fica ainda acessível no plano espiritual. A alma tem que dar permissão para que isto ocorra. Aquele que deseja se comunicar pergunta à alma se ela deseja usar este canal como um meio para permitir aqueles que estão por perto saber do estado do corpo humano. Algumas negam o acesso, por causa das lições de vida entre elas e o suposto comunicador.

Todas as almas têm a capacidade de viajar por todo o universo a qualquer momento. Se a sua consciência aceita ou não isto como uma possibilidade, desempenha um grande papel no que é “lembrado” quando as partes conscientes da mente reassumem o controle. Pode-se praticar a conexão com o seu Eu Superior em meditação e hipnose para estabelecer um padrão de comportamento.

CLAREZA E DISCERNIMENTO

PERGUNTA: Mestres, estou em um relacionamento com uma pessoa que é autêntica e muito amorosa. Eu a amo, mas não acredito que ela seja necessariamente do mesmo grupo de alma que o meu e sinto que há mais que eu poderia fazer para apreciá-la pela pessoa que ela é. Recentemente, conheci alguém que eu acredito que seja um membro muito íntimo do meu grupo de alma. Sinto-me muito atraído por esta pessoa e não consigo deixar de pensar nela. Recuso-me, absolutamente, a fazer algo que magoe a minha companheira, ainda que isto signifique que eu não consiga ter as coisas da maneira que as quero. Que acordos e lições todos nós escolhemos aprender a partir desta situação? Apreciaria a sua orientação. Grato por tudo que já me ensinaram através deste serviço. – David, Austrália.

RESPOSTA: Na maior parte do tempo, quando se decide sobre um parceiro e com quem você deseja aprender, você não escolhe um companheiro de alma. Você “conhece” os seus companheiros de alma a um nível energético que se estende além da dualidade do positivo/negativo do plano da Terra, e, portanto, as interações ocorrem sem um aspecto de aprendizado consciente para eles. O livre arbítrio não é necessário porque você simplesmente existe.

Durante esta vida você quis experienciar diferentes facetas dos relacionamentos humanos, explorando a reação dos outros, as suas ações e os estimulantes necessários ligados ao outro. Você escolheu praticar com alguém de quem não tinha um conhecimento íntimo prévio – ou seja, não uma alma gêmea.

Sua companheira de alma, por outro lado, é uma pessoa tranqüila de conviver, uma vez que uma grande parte da interação humana é construída em seus contatos. É como desfrutar de um período de férias onde nenhum trabalho é necessário. Este é o que há de melhor nas relações humanas. Mas não há decisões tomadas e nada é aprendido.

Nada é certo ou errado, em um sentido espiritual. Você pode fazer como escolher. Esta situação lhe apareceu para aprender sobre a clareza e o discernimento espiritual. Ao comparar as duas, você pode observar a diferença na necessidade de se envolver em uma série diferente de interações para manter um estado unificado, amoroso e cooperativo com cada pessoa. O discernimento, então, entra em sua vida para que você decida o que deseja fazer a partir desta situação. Para onde você irá e o que fará?

De: http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=587
Perguntas: http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=2056

GUIA DE REENCARNAÇÃO

Ta, do Brasil, pergunta aos Mestres: Eu e a minha irmã tínhamos uma relação difícil, e também fui assediada pelo meu cunhado. Seu primeiro filho biológico nasceu com um problema no coração. Por causa disto, o nosso relacionamento melhorou. Uma espírita me disse que eu assumi um compromisso espiritual com esta criança e a minha irmã, e que este compromisso seria até que a criança atingisse certa idade. Será que este acordo realmente existe? E até que idade eu tenho este compromisso? A criança gosta de mim, mas eu não sei que relacionamento do passado nós tivemos. Eu também me sinto ligada a ela.

RESPOSTA: Você tinha considerado ser útil a esta criança, mas nenhum contrato formal foi concluído. Você tem o livre arbítrio para assumir este papel ou não. Se você tem o tempo para se dedicar a esta criança, tem ainda a capacidade de parar, sempre que o desejar. Você conheceu esta alma em outras vidas.

Cris, do Brasil, pergunta aos Mestres: Relaciono-me com o meu marido desde que ele tinha 13 anos. Estou agora com 50. Nós nos casamos em 1983, temos três filhos já adultos (um dos quais tem paralisia cerebral). A minha pergunta é: Meu relacionamento é cármico, e será por toda esta vida? Ou este é o momento para retomar a minha vida e o meu poder? Posso mudar o meu futuro?

RESPOSTA: Você pode absolutamente mudar o seu futuro porque tem total livre arbítrio, se aceitar que tem e optar por usá-lo. O carma implica em punição. Este não é um relacionamento cármico, mas uma relação em que você entrou para aprender sobre si mesma. Respeite-se para o resto de sua vida. Você não deve nada a ninguém, a não ser a si mesma. Saia e crie o tipo de futuro com que sempre sonhou.

Nisha, da Índia, pergunta aos Mestres: Por que o meu guia espiritual não me ajuda e me acompanha em minha jornada? Sinto-me perdida.

RESPOSTA: Os guias não devem tomar decisões para você e nem lhe mostrarem o caminho. O trabalho deles é ajudar nas escolhas que você faz, ajudando-a a cumpri-las. Você é responsável por criar a sua direção.

Heidi, da Finlândia, pergunta aos Mestres: Por que eu permaneço com o meu marido? Por que tenho medo? O que não consigo ver? Gostaria de avançar e liberá-lo. Abandonar o velho. Há algo que eu não possa liberar? Será que este relacionamento é adequado para os meus filhos? Por que não gosto de sexo?

RESPOSTA: Uma de suas lições se refere ao discernimento, de ser capaz de compreender por que as coisas estão acontecendo a você e se você deseja ou não permanecer. Você tem medo de deixar o seu marido porque teme o desconhecido. Pelo menos com ele, você sabe o que esperar. Seus filhos estão cientes da maneira com que é tratada e se perguntam por que você tolera isto. Dentro de você está uma mulher muito forte que você nunca manifestou. Libere-a e permita que ela decida para onde ir. Você não quer sexo com este homem porque não o suporta.

Kn, da Finlândia, pergunta aos Mestres: Por que eu escolhi viver sozinha? Estou cansada de viver na solidão, e me sinto como uma prisioneira aqui na Terra. A vida parece vazia. Não posso explicar isto, preciso de ajuda. Sinto muita falta do Lar.

RESPOSTA: Cada alma traz a sua realidade o que optou por experienciar. Pergunte-se por que escolheu isto. Traga a você aqueles que a ajudarão a completar a sua vida. Você não pode viver na solidão se você se apresenta aos outros no mundo. A solidão existe somente se você se afasta das pessoas.

Kimmy, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Em uma leitura de flores, foi-me dito para me concentrar em meu segundo chacra e ser fervorosa em minha fé. Devo ir à igreja. Em que Igreja? Por alguma razão, as Religiões me aborrecem porque elas podem ser muito restritivas. Eu nem mesmo gosto de ouvir a palavra “Deus”.

RESPOSTA: Fé, neste contexto, não tem conotações religiosas de qualquer forma. Em um sentido espiritual – novamente, não religioso, mas se referindo à ligação interna entre o seu corpo e a sua alma que o anima – a fé significa um reconhecimento do poder que cada pessoa tem. A Fé é uma aceitação de quem você realmente é e que habilidades você possui. Siga sempre o que ressoa com você e saiba que você cria a sua realidade; isto é fé em si mesma.

Lisa, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Ao ler um livro sobre a Guerra Civil, reconheci um homem em uma imagem. Ainda que eu não pudesse colocar um nome ou situação para ele, reconheci a sua face, o que me deu uma sacudida. Ele não se parece com ninguém que eu conheço atualmente. Será que eu tive uma vida durante este período de tempo? Se assim for, há algo que aconteceu durante aquela vida que me afetou durante a minha vida atual? Qualquer informação seria muito apreciada!

RESPOSTA: O homem retratado no livro era um conhecido com quem lutou ao lado, na Guerra Civil. Você e ele tiveram inúmeras vidas juntos e gostavam de pregar peças um no outro. Fazer com que você descobrisse este livro e a imagem foi uma de suas peças. Não há nada acontecendo com este amigo que está ligado a sua vida atual.

Mirian, do Brasil, pergunta aos Mestres: Vivi no Canadá e conheci um rapaz aproximadamente um mês antes de retornar ao Brasil. Tivemos uma conexão que durou de 3 a 4 anos depois que voltei. Não foi um relacionamento, mas éramos muito apaixonados um pelo outro. Da última vez que ele me enviou um e-mail, ele me disse que estava prestes a ser pai. Eu nunca me esqueci dele realmente, mas ultimamente estive pensando muito nele. Será que é apenas o meu ego? Um amigo meu me disse que fomos companheiros de alma em uma vida passada. Quero liberar isto, mas tem sido realmente difícil.

RESPOSTA: Você se permitiu existir em um mundo de sonhos, onde vocês dois estiveram criando um romance em que formavam um relacionamento imaginário. Sua vida parou aí e não continuou fora da fantasia. Neste meio tempo, ele seguiu em frente e criou uma vida com uma mulher de carne e osso, que está agora esperando o seu filho. Você estava apaixonada e um relacionamento à distância era seguro e sem complicações. Caia na real e veja isto pelo sonho que foi. Entre na luz e encontre alguém que possa realmente ver. Libere isto, compreendendo que o final da história já foi escrito.

Emily, da Inglaterra, pergunta aos Mestres: A pessoa que amo morreu repentinamente. Tenho apenas 24 anos e tenho pavor de passar uma vida sozinha, sem compartilhar um amor inovador com o outro, como eu tive com o meu amor. Sentia como se ele fosse o homem para mim, o amor da minha vida. Será que o universo está me dizendo que eu estou destinada a ficar sozinha? Sinto como se tivesse feito algo de errado e quero secretamente experienciar o amor novamente. Será que terei outra chance?

RESPOSTA: Você tem a capacidade de criar o resto de sua vida. Você experienciou o que é o grande amor. Agora, usando este como um exemplo, encontre a próxima parte de sua vida. Viva o momento, em vez de viver no passado, assim estará disponível para reconhecer o próximo parceiro quando encontrá-lo.

Eric, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Desejo efetuar um movimento contagioso através da boa notícia de que possuímos pessoalmente o poder direcionado de Deus para conhecermos o propósito de nossa alma e agirmos de acordo com ele, para criarmos o que Deus nos designou individualmente para a sua Glória. Qual é a melhor forma com que eu devo comunicar isto aos outros, de modo que eles também fiquem esclarecidos com a Verdade?

RESPOSTA: Cada alma é um fragmento da energia da Fonte. Cada alma toma as suas próprias decisões para as suas experiências físicas. Deixe que outros saibam que todo o conhecimento e a informação da essência da alma estão contidos dentro de cada pessoa. Entre na energia incondicional do universo e se conecte com todas as outras almas.

CB, do Brasil, pergunta aos Mestres: Sinto-me impotente. Sei que não evoluí o suficiente ainda, no entanto, tenho passado por tantas provações com um dos meus filhos, que, às vezes, não sei o que fazer. Tentei plantar sementes na minha ética familiar, respeito e amor ao próximo, mas parece que de vez em quando ele se desvia do caminho. O que faço, queridos mestres?

RESPOSTA: Compreenda que todas as almas fazem as suas próprias escolhas na vida. Você pode dizer aos outros o que você quer que eles acreditem e como se comportar, mas cabe a eles aceitarem os ensinamentos como sendo certos para a vida que eles escolheram.

Bárbara, do Brasil, pergunta aos Mestres: O que eu tenho que compreender, perceber em minha vida, para mudá-la para melhor? Tenho 57 anos, estou casada há 22 anos e sem sexo por 14 anos. Desde que comecei a trabalhar e a pagar as contas, o meu marido está sem emprego. Gosto do meu trabalho, amo a minha filha, ela é brilhante, embora eu me preocupe muito com os seus problemas de pele, que eu acho que vem do terrível relacionamento com o pai. Ele não tem para onde ir. Agradeço realmente alguns conselhos.

RESPOSTA: É o momento de recuar e avaliar a sua atual situação. Por que você está se permitindo ser usada pelo seu marido não contribuinte? Está tudo bem se você gosta da situação, mas você pode mudá-la. Você não tem obrigação com esta pessoa preguiçosa que está também criando energia negativa em torno da casa. É o momento de se respeitar e decidir o que é melhor para você.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
Toni e Peter
http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=1453
Traduções para o Português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=vozes+celestiais 
Agradecimentos: Celestial Voices, Inc contact@mastersofthespiritworld.com
Por favor, respeitem todos os créditos.
Arquivos deste autor: http://rayviolet.blogspot.com/search?q=Toni and Peter
Fonte: http://violetflame.biz.ly
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Perguntas aos MestresII - IIVoltar HomeII