PERGUNTEM AOS MESTRES
FICANDO EM APUROS
Pelas Vozes Celestiais
24 de Janeiro de 2013
 
 
NÃO AGINDO COMO AMIGOS
COMPETINDO COM AS PERTURBAÇÕES
PERMITINDO-SE SER USADA


Muitas vezes nós reclamamos do quanto a vida nos trata mal, e isto ocorre, é claro. Vemos muito claramente o quanto temos sido vítimas. No entanto, é muito mais difícil reconhecermos como muitas vezes temos trazido problemas para nós mesmos. Quando a nossa alma escolheu a série de testes, grandes ou pequenos, que nós, a sombra humana de nossa alma, passaríamos enquanto encarnados aqui, no Planeta Terra, ela sabia muito bem que a experiência com o país, cidade, família, vizinhos e amigos, iriam moldar o nosso eu humano, e que determinados problemas e testes, iriam muito provavelmente ocorrer neste processo.

A ideia de que a nossa alma está comandando o show, de tal maneira que encontramos situações desagradáveis, ou sofremos da inadequada preparação que nos deixa deprimidos quando confrontados com dificuldades ou adversidades, é um comentário justo. Os Mestres dizem frequentemente que estamos exatamente onde devemos estar.

Isto não implica que uma força exterior nos esteja impulsionando. Não há destino, bom ou mau, resultante de uma força divina que o queira. O que há, entretanto, vem da relação entre a alma eterna, não física, e o personagem que está representando no palco do mundo. A alma tem um propósito definido. Ela planejou situações que precisamos passar para complementarmos as experiências que ela teve nas últimas vidas humanas. Exemplos disto vêm das três perguntas feitas aos Mestres nesta semana.

A primeira questionadora passou por momentos difíceis com colegas Wiccas, que estiveram se divertindo com as suas incertezas e fingindo contatos espirituais que não existiam. Os Mestres, prestativamente se certificaram de que ela não está inconsciente da duplicidade destes amigos. A sua alma neste caso a tinha conduzido a esta situação onde ela poderia ver a necessidade de desenvolver o autoconhecimento e o amor próprio.

A segunda questionadora está sofrendo com o barulho atrás do edifício, que parece nunca cessar. Bem, é claro que o trabalho no prédio não ocorreu por causa da própria senhora. Mas a sua angústia por não conseguir meditar ou mesmo dormir, deve-se a sua reação inadequada ao barulho. Aqui esta alma está seguindo um caminho bem diferente, a fim de ver como o amor próprio pode superar a aflição.

A terceira questão tem um toque diferente. Encontramos esta questão tão frequentemente em nosso trabalho que as almas geralmente representam frequentemente a mulher no jogo da aflição. Os personagens e o enredo são constantemente repetidos: os homens encontram as mulheres na Internet. Elas são envolvidas romanticamente, apesar de sua própria esposa e filhos estarem em segundo plano. A mulher fica angustiada, mas ela se convenceu de que deve ser fiel e continuar a amá-lo. O homem usa a mulher como um fantoche, para ser pega e descartada à vontade. A alma espera que a mulher envolvida veja o quanto ela deixou de amar a si mesma.

Os Mestres interagem com cada questão com a sua maneira habitual e franca. Nós que lemos estas histórias e refletimos sobre a nossa própria vida, começamos vagamente a ver o padrão que as outras almas adotaram para testar o poder do amor. Podemos ver em nossas próprias vidas, as mesmas coisas nos acontecendo?
----.....---==II==----.....----

Perguntas e Respostas:

NÃO AGINDO COMO AMIGOS

PERGUNTA: Mestres, eu tive um problema com os meus amigos Wicca. Eles entram sempre no reino espiritual quando estamos em um encontro, mas eu nem posso imaginar como encontrar a minha porta. Eles dizem que a minha alma é jovem demais para participar disto, então o que eu deveria fazer? Gostaria de perguntar a outras pessoas o que elas sabem sobre Wicca, mas eu não conheço outros Wiccas, e parece sempre que eu não me interesso quando eles estão falando sobre isto. Eles querem que eu fique quieta, mas não sei do que eles estão falando e não posso ajudar, mas sim, perguntar. – Verônica, Estados Unidos.

RESPOSTA: Seus amigos criaram a sua própria definição de Wicca. Eles fingem muito, dizendo que estão fazendo coisas que realmente não estão. A maior parte de sua conversa, de que eles estão no “reino espiritual”, é imaginação, ou invenção. Para se familiarizar com as práticas Wicca em todo o mundo, adquira alguns dos livros sobre Wicca ou veja se tem os volumes históricos na biblioteca local.

Não é nenhum grande segredo – Entrar em um reino que não seja o físico requer apenas prática. Isto pode ser feito através de sua intenção, com repetição. Comece a aprender a meditar ao grau em que você desligue os seus próprios pensamentos e se permita abrir para ouvir e participar com os não físicos. Um primeiro passo é também se sensibilizar com as energias naturais ao seu redor. Abrace uma árvore e sinta o seu fluxo vital. Coloque a sua mão na terra e sinta o ritmo da vida.

Sua alma não é tão jovem que não possa acessar o fluxo universal da energia vital. Algo que pode ajudá-la é aprender sobre a transferência da energia Reiki. Você pode querer fazer um curso ou apenas estar na presença dos praticantes de Reiki. Isto lhe permitirá ver como é o fluxo da energia com o seu corpo humano. Todos o percebem de uma maneira diferente.

Seus amigos estão se divertindo a sua custa. Eles querem encontrar algum modo de se sentirem superiores a você, e assim escolheram esta forma de denegri-la e para que se sinta deslocada. Os verdadeiros amigos não fariam isto. Os verdadeiros amigos trabalhariam com você para ajudá-la a evoluir e a compreender. É possível praticar Wicca sem ser parte de um clã. Se esta for a prática que você busca, tente-o sozinha.


COMPETINDO COM AS PERTURBAÇÕES

PERGUNTA: Mestres, agora neste momento importante em que deveríamos estar nos concentrando em nós mesmos, dormindo bem e tranquilamente, estou me encontrando em uma situação irônica. Há alguns dias, havia um depósito de materiais de construção atrás da minha casa. Agora há um barulho irritante durante todo o dia, apitos e o som das empilhadeiras de modo incessante, desde as 5 30 horas da manhã. Isto tem prejudicado o meu sono e as minhas leituras e meditações, mesmo usando os protetores de ouvido. Estou preocupada em perder esta incrível oportunidade de estar cansada e de não ser capaz de liberar esta raiva em relação a isto, ou de meditar e praticar todos os exercícios que eu aprendi até este ponto, porque isto requer um ambiente calmo. Temo que este ruído nunca termine e ter que viver com a minha mãe eu não queria, porque ela tem problemas com TOC, e a convivência é terrível e ela não procura ajuda – Bárbara Louise, Brasil.

RESPOSTA: Você tem se amarrado em nós. Você é como as cordas de um fino instrumento – Puxe a corda e ela vibra por muito tempo antes que termine, emitindo sons, não podendo fazer mais nada, até que a vibração pare. Anime-se! Deixe de colocar condições para o seu mundo. Aprenda a integrar o mundo ao seu redor, ao seu mundo. Não é necessário estar em um vácuo, a fim de entrar em contato com o seu eu interior ou se comunicar conosco. Você terá que compartilhar o mundo com outros. Eles não lhe permitirão impor os seus padrões e exigências sobre eles, assim você precisa aprender a ignorar os processos deles.

Para se desligar das distrações, você precisa se interiorizar. Quando presta atenção ao barulho, você está lhe dando força e poder para interferir com a sua vida. Comece concentrando-se em sua respiração. Ouça/sinta o ar entrando em seu corpo, afastando os detritos do seu corpo e então afastando precipitadamente todas as toxinas. Se sentir o processo, o ruído de fundo e todas as distrações, começarão a desaparecer – a menos que você não lhes permita, tentando constantemente ouvir como eles são ruidosos. Cada parcela de concentração, voltada para o barulho, intensifica-o.

Quando quiser dormir, cantarole uma música favorita, permitindo-lhe ficar mais e mais alta em sua cabeça, até que ela seja tudo o que você possa ouvir. Pegue uma carona com a melodia e flutue no descanso e no relaxamento. Desligue-se do ruído da construção, enquanto se liga ao seu ritmo interno.

Em uma tentativa de controlar o seu ambiente, você imaginou o pior cenário possível: ter que viver com a sua mãe. Isto lhe leva de volta à juventude, onde ela era para quem você tinha que correr quando a vida não estava funcionando como você queria. Agora, ela é um símbolo de fracasso para você. Deixe de ser uma vítima. Crie em sua mente a experiência que você deseja. Você esteve se concentrando no ruído irritante. Agora suplante isto com os seus próprios sons.


PERMITINDO-SE SER USADA

PERGUNTA: Mestres, a minha pergunta é sobre um homem que esteve em minha vida durante dois anos. Quando o nosso romance começou, isto me surpreendeu totalmente, desde que eu nunca tinha imaginado que poderíamos terminar juntos. Nosso relacionamento é muito complicado, não somente porque não vivemos no mesmo país e temos quase 20 anos de diferença de idade, mas porque este homem, que algumas vezes chamo de amor da minha vida, tem uma companheira e uma família. Ele não está disposto a deixá-los. Eu terminei o nosso relacionamento (novamente) há quatro meses, mas agora, aparentemente, estou sofrendo de perda de memória e prestes a recebê-lo de volta a minha vida. Eu o amo, mas ao mesmo tempo, sinto-me incrivelmente vulnerável e insegura, sem saber se posso confiar que ele não terminará por me fazer sofrer, ainda que eu saiba que ele não quer. O que deveria fazer? – A.M.H.A, Espanha.

RESPOSTA: Você precisa ser amada. Você não se importa, ou não se ama o suficiente para ser feliz, assim busca satisfação em outro lugar. É fácil amar à distância. Quando você não é constantemente confrontada por um parceiro, somente os aspectos positivos, os momentos em que podem estar juntos, são lembrados. Você é um brinquedo para este homem. Você está lá esperando quando ele escolhe lhe procurar.

Deixe de se sujeitar a este abuso. Você é um fantoche em uma corda, um fantoche que vem sempre que é chamado, porque você quer o tratamento que ele está lhe dando: um período de atenção física e amor. Isto é passageiro e então ele se “afasta” para a sua vida “normal” e você é enviada para casa, para a sua casa de cachorro, para esperar pela próxima vez em que for convocada.

Você gosta de segurança, e ele pode ser o amor de sua vida, porque ele é mais importante do que a vida, em sua imaginação e em seus sonhos, sem fazer exigências ultrajantes a você ou do seu tempo. Ele nunca irá deixar a sua família. Ele a usa, mas se sente bem com isto, porque você não se queixa e sempre volta. Deixe de se iludir; ele nunca será nada mais do que é agora. Você merece muito mais do que isto. Por que se deixar ligar a ele e se afastar do mercado para um relacionamento normal?

Resgate o seu poder, o poder de criar um relacionamento que inclua um namorado em tempo integral que a ame incondicionalmente e não apenas quando for conveniente a ele. Você está apaixonada pela ideia do amor, mas não o experimentou realmente. O amor não é em tempo parcial e nem condicional. Ame a si mesmo: saiba que há muito mais lá fora para você, e siga em frente.

 
----.....---==II==----.....----
 
http://violetflame.biz.l y
http://www.mastersofthespiritworld.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
Gostou! Indique para seus amigos.
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Perguntas aos MestresII - IIVoltar HomeII