PERGUNTEM AOS MESTRES
Através das Vozes Celestiais
27 de Setembro de 2014.
 
   
 
Uma viúva dos Estados Unidos ficou desolada depois de perder o marido. Após doze anos, ela novamente deseja companhia, mas está frustrada com a sua falta de sucesso. Os Mestres explicam as lições de vida que ela recebeu, o processo pelo qual passou e como ela deveria abordar esta próxima fase de sua vida.

Um questionador Canadense está confuso com os eventos da vida, a direção a tomar e uma aparente incapacidade de se comunicar com os guias. Os Mestres ajudam a aliviar a confusão com o esclarecimento de uma importante lição de vida, uma advertência para deixar que os sentimentos superem os pensamentos e uma dica de como os guias estão realmente enviando as mensagens.

Na Finlândia, um mulher insatisfeita com o seu casamento, associa uma experiência espiritual de conexão da alma com um homem com quem ela se sente atraída. Os Mestres asseguram que ela pode ter a sua experiência edificante a qualquer momento que desejar, e que o seu sentimento com este homem surge de sua falta de ligação com o seu marido, e não de qualquer relação real. Ela terá que decidir o que fazer em relação ao seu casamento e como irá criar o resto de sua vida.

Como estas perguntas e respostas (abaixo) indicam, somos responsáveis pela criação do tipo de vida que queremos. Ao aprendermos as nossas lições, ao permitimos que os nossos sentimentos determinem a validade da informação e ao ficarmos atentos à orientação de formas inesperadas, irá nos ajudar a nos realizarmos e aos nossos desejos.

Luz, Amor e Risos


Toni e Peter.
Celestial Voices, Inc < contact@mastersofthespiritworld.com >
Celestial Voices, Inc | 13354 W. Heiden Circle | Lake Bluff | IL | 60044 | USA


AS PERGUNTAS

OS ALTOS E BAIXOS DA VIDA


PERGUNTA: Mestres, levei 12 anos para seguir em frente com a minha vida, após o falecimento do meu marido. Fiquei com raiva dele por ter me deixado. Ele foi o amor da minha vida. Mas durante este período, eu me descobri novamente e percebi que sou uma pessoa incrível. Quero ter um amor novamente em minha vida. Ultimamente tenho feito algumas escolhas erradas. Gostaria de saber se irei encontrar o amor novamente? - Susann, Estados Unidos

RESPOSTA: Muitas destas lições de vida se referiram à partida do seu marido. Esta foi planejada por ele para deixá-la, porque vocês estavam muito ligados e dependentes. A jornada da alma é um caso singular, com intervalos de parcerias. A sua chegou a um fim, para que você pudesse completar as suas lições.

Quando ele a deixou, você sentiu raiva, abandono, tristeza, solidão, e a culpa do sobrevivente e uma falta de direção, a um grau nunca antes encontrado. Você não o teve por perto para ajudá-la a trabalhar estes sentimentos, e isto, também, era novo. Em seu mundo devastado, você tinha que se encontrar em primeiro lugar, e, então, decidir como desejava continuar.

As escolhas foram basicamente duas: você poderia permanecer na energia negativa de todas estas emoções, ou poderia aceitar que tinha uma opção de se libertar dos sentimentos ruins e substituir todos por sentimentos positivos de amor e de felicidade.

Era o momento de assumir a responsabilidade exclusiva pelo seu futuro. Você foi capaz de fazer isto quando, finalmente, reconheceu que tinha o poder de compreender as lições – e elas eram apenas isto: somente lições – e seguir em frente, criando o resto de sua existência neste corpo.

Você encontrará o amor quando der uma pausa, livrar-se de sua pressa e permitir que o universo venha até você. O seu problema com a abordagem que você fez é o desespero que você sente. Não há necessidade para isto – seja apenas você mesma. Você é a única coisa importante em seu mundo. Imagine que tipo de companhia você deseja. Coloque a intenção para o mundo de que você está pronta para receber. Então, é só esperar.


MENSAGENS CONFUSAS

PERGUNTA: Mestres, posso sentir a cura/limpeza que o meu canalizador me fez, mas as suas interpretações/explicações dos eventos de minha vida não ressoam comigo, sob qualquer condição, e, assim, deixou-me confuso. Estou no modo de negação? Ou há mais do que uma alma em mim? Não compreendo por que eu escolhi todos estes eventos de vida. Eu consegui me comunicar com os meus guias espirituais e guias, mas não de forma clara, assim, estou ainda desnortedo. Qualquer conselho para mim seria muito apreciado! – Wanchain, Canadá.

RESPOSTA: Você está residindo apenas neste corpo. Nenhuma outra alma ou negatividade o acompanha. Uma de suas lições de vida é deixar de querer que outros lhe digam o que fazer e pensar. É o momento de liberar o julgamento, que é o campo de ação do ego, e avaliar o que está lhe acontecendo, que vem do seu inconsciente.

Você está mudando gradativamente tudo ao seu redor. Você está pensando nos eventos, em vez de sentir como eles se relacionam com você. Reconhecer que algo não ressoa com você é um bom passo para a criação dos sistemas de crenças que são seus. Isto se manifesta em uma realidade de sua própria criação.

Todas as vezes que alguém lhe disser algo, incluindo nós, você deveria ver como é isto. Se não ressoar, descarte-o. Reveja-o no futuro para ver como é, mas definitivamente, não se sinta ligado pelos seus pronunciamentos.

Seus guias estão se comunicando com você, mas a sua expectativa da forma desta comunicação o está impedindo de se beneficiar. Você espera uma conversa oral e eles estão lhe dando mensagens visuais. Luzes, sinos e tons, bem como acontecimentos na televisão e artigos em revistas, estão sendo colocados em seu caminho, para que você possa ouvir os seus conselhos. Relaxe e esteja consciente de tudo em sua vizinhança atual.

O canalizador só pode transmitir as mensagens que ele recebe, que podem ser limitadas pelos seus pensamentos ou a falta de experiência no significado da situação apresentada. Isto é porque executar todas as coisas através dos seus sentimentos, em vez dos seus pensamentos, tornará as suas conclusões, suas realmente.


EXPERIENCIANDO O AMOR INCONDICIONAL

PERGUNTA: Mestres, recentemente eu tive uma experiência de conexão com a minha alma e o meu eu interior, de uma maneira que eu nunca tinha experienciado antes. Minhas energias foram elevadas, senti-me tão bem que tudo parecia sem importância. Mas isto disse respeito a outra pessoa por quem me senti atraído, desde que o conheci há anos. Agora, estou presa pensando nele e neste sentimento que compartilhamos, e negligenciando o meu casamento, mesmo que eu sinta que poderia transmutar esta energia para o meu próprio desenvolvimento. Sinto que preciso mudar a direção da minha vida, meu casamento não está realmente funcionando, mas não sei se eu ainda tenho coisas para passar com o meu marido. O que esta experiência está tentando me dizer? Quem é esta pessoa? Sinto que ele é uma metade de mim, mas o meu medo me diz que estou apenas imaginando tudo isto – Kesia, Finlândia.

RESPOSTA: Você quer desesperadamente se conectar com o mesmo amor incondicional de que a sua alma é composta. Você sente que nunca o terá com o seu marido, porque isto não aconteceu entre vocês. Quando você está totalmente aberta para o universo, conecta-se com esta energia. Você foi capaz de fazer a conexão com este homem, porque buscou tão freneticamente o amor, que você se abriu sem quaisquer restrições, inconsciente da potencial vulnerabilidade.

Você ficou “obcecada” pelo que pensava ser a energia dele, achando que é a única maneira de sentir amor.

Não é apenas com este homem – você sempre teve a capacidade, mas o medo a impediu de se abrir. Você está tão frustrada com a vida, que ficou fanática por este homem, como a sua salvação e o salvador do tédio e da falta de amor. Você pode usar esta energia de qualquer maneira que queira, uma vez que perceba que a conexão está sempre disponível para você.

Este é um ponto decisivo em sua vida. Você está pronta para aceitar a capacidade de manifestar aquilo que deseja. Deixe ir a sua necessidade de ser dirigida por outro e crie uma nova realidade. As razões pelas quais você e o seu marido se casaram, já não existem. Cabe a você decidir se há algo restante que a levaria a querer ficar.

Lembre-se de ser você mesma em todos os momentos no futuro. Não dependa da energia ou dos pensamentos dos outros para sentir o que precisa. Ser fiel a si mesma e ao universo irá ajudá-la a trazer para si mesma aquilo que quer experienciar. Crie a cada novo dia, sem tentar trazer coisas do passado. Deixe de apenas imaginar e comece a viver.

http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=587


GUIA DE REENCARNAÇÃO

Lisa, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Fui casada por 28 anos, mas não fui feliz, embora sinta que aprendi muito sobre mim mesma e tudo. Sinto que o meu marido e eu não combinamos e gostaria que seguíssemos por caminhos separados, embora, provavelmente, ele vá discordar. Se eu o deixar, seremos capazes de seguir em frente e sermos felizes?

RESPOSTA: Talvez sim, talvez não. Cada alma determina o seu próprio futuro. Se você o deixar e se preocupar continuamente com ele, não será capaz de ser feliz. Se você não depender mais dele, ele ficará infeliz até que encontre alguém para substituí-la. A escolha é sua. Você pode continuar infeliz ou partir e criar uma nova vida, sem considerá-lo. Ele é um menino grande e pode cuidar de si mesmo, caso seja necessário. Você será feliz, se assim o decidir.

Lynda, do Canadá, pergunta aos Mestres: Minha irmã morreu há muitos anos. Alguém me disse que ela reencarnou. Gostaria de lhes perguntar isto, porque eu ouvi que as almas nunca se afastam de seus entes queridos. Será que ela poderia ter reencarnado como um dos meus netos?

RESPOSTA: Nem todas as almas escolhem permanecer com as almas que elas passaram uma vida. Algumas nunca permanecem juntas, mas seguem em frente para experiências variadas. Sua irmã ainda está aqui conosco, observando o que está acontecendo e pensando no que fará a seguir. Ela lhe envia amor.

Bharati, da Índia, pergunta aos Mestres: Será que os rituais religiosos após a morte ajudam a alma de alguma forma?

RESPOSTA: Uma vez que a alma deixa o corpo, elas vão para a Fonte e entram no amor incondicional. Elas não têm necessidade de nada do mundo físico. Elas são energia não física. Rituais religiosos são eficazes somente para aqueles que aceitam as crenças por trás deles. Quando a alma está no Lar, ela não julga as coisas como certas ou erradas. Ela apenas observa, porque não adere a nenhum sistema de crenças terrestre.

Nicodemus, da África do Sul, pergunta aos Mestres: Estou em um relacionamento com uma mulher que amo e temos uma garotinha. Temos alguns problemas e demos uma pausa como ela queria. Será que iremos ficar bem de novo?

RESPOSTA: Isto cabe a vocês dois e a ninguém mais. Há também muitas variáveis agora para declarar de forma inequívoca o seu futuro.

Marcos, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Sou um imigrante ilegal do México. Moro em Los Angeles e tive um passado árduo e um presente difícil. Eu sempre tive uma sensação de que poderia estar mais conectado com o meu verdadeiro eu e viver em paz e prosperidade. Não sou uma pessoa normal. Tenho problemas de raiva e violência, mas sinto que há mais na minha vida. O que vocês poderiam sugerir ou que conselho poderiam me dar?

RESPOSTA: Sua vida pode ser totalmente mudada pela forma com que você lida com a negatividade. Emoções negativas são: a raiva, a vingança, o ódio, a inveja e todos os outros pensamentos semelhantes. Sempre que sentir alguns destes, faça uma escolha de se afastar dele e substituir por sentimentos positivos. Isto é se conectar com a essência de quem você é.

Vera, do Brasil, pergunta aos Mestres: Sou uma pessoa muito solitária. Sinto uma paz incrível, mas sinto que tenho uma curva de aprendizagem para formar uma família, criar filhos. Isto é possível?

RESPOSTA: Você fala como se tivesse uma obrigação de ter uma família e criar filhos, bem, você não tem. Muitas almas decidem ter existências humanas onde elas lidam somente com elas mesmas. Para meditar realmente, você tem que estar sozinha. Para se conectar com o seu eu superior (alma), você tem que estar sozinha. Interiorize-se e veja o que sente em relação às coisas que quer nesta vida. Ignore o que a família e a sociedade têm a dizer.

Beverly, da Nova Zelândia, pergunta aos Mestres: Por favor, informem-me a respeito de como posso tirar o meu filho de seu ambiente negativo e começar a viver. Ele me culpa por tudo, especialmente por ele ter nascido e é sempre uma pessoa negativa. Estou cansada. Nada que eu digo parece ajudar. Não sei mais o que fazer.

RESPOSTA: Neste momento o seu filho não quer ajuda. Ele a está culpando porque ele percebe o efeito que isto tem sobre você. Ele quer que você seja tão infeliz quanto ele. Até que ele se afaste de toda a energia negativa, você não conseguirá chegar até ele. Tudo o que você pode fazer é lhe enviar energia amorosa para que ele possa encontrar o seu caminho e optar pela vida positiva. Tente não reagir as suas palavras e ações. Se você permanecer positiva, ele, eventualmente, perceberá e irá querer se unir a você – mas a decisão tem que ser dele.

Lisa, dos Estados Unidos, pergunta aos Mestres: Estou estudando obstetrícia. A obstetrícia é a única coisa em minha vida que parece natural. É como se eu a conhecesse de vidas anteriores. Como eu posso ajudar as pessoas a perceberem que o parto domiciliar, natural, é seguro e maravilhoso para as novas almas que estão entrando neste planeta?

RESPOSTA: Você esteve envolvida na medicina natural em vidas passadas. Você está fazendo um ótimo trabalho, mas não pode persuadir as pessoas a aceitar um conceito, a menos que elas estejam preparadas. Haverá muitos que ouvirão e seguirão a sua orientação. Não desanime com aqueles que não o fizerem.

Costa, do Brasil, pergunta aos Mestres: Estou apaixonada por alguém impossível de me relacionar. Ele vive em outro país e nem mesmo sabe que eu existo. Por que eu me envolvo em tais ilusões?

RESPOSTA: Ilusões são seguras. Você não pode ser rejeitada se não são ainda conhecidos. O objeto será perfeito como o imagina e não o ser humano com a linguagem desagradável e maneiras egoístas. Sua vida é fantástica – mas não muito gratificante. Comece a viver no presente. Note aqueles ao seu redor e comece a se comunicar e vá conhecê-los. Você irá encontrar uma companhia apropriada.

Deepthi, da Índia, pergunta aos Mestres: Fui casada por sete anos. Tenho uma profunda sensação de pânico e de perda quando o meu marido viaja, ainda que seja por alguns dias e isto continua até a volta dele. Estou consciente de que este meu personagem está lhe causando problemas. Mas não sou capaz de controlá-lo. Às vezes, por causa do trauma que experienciei em minha vida passada, sou incapaz de me lembrar de alguma coisa.

RESPOSTA: Seu problema é ser emocionalmente dependente do seu marido. Você precisa que ele esteja por perto para lhe dizer o que ele quer fazer, para dar propósito a sua vida. Você precisa trabalhar a sua autoestima e a sua confiança. Você entregou aos outros todo o seu poder e precisa recuperá-lo. Isto não vem de vidas passadas, mas são lições que você escolheu para esta vida. Se continuar a precisar ficar pendurada em seu pescoço, ele ficará cansado e irá procurar uma companheira.

Raissa, do Brasil, pergunta aos Mestres: Eu e a minha irmã gêmea sempre fomos muito ligadas. Desde que nascemos, passamos por algumas situações específicas que acho que nós mesmas não poderíamos lidar sozinhas. Estamos conscientes de que escolhemos vir juntas, como um presente para a outra. Agora, estamos prestes a completar 28 anos. Poderiam nos dizer algumas palavras sobre a nossa missão aqui, especialmente juntas? E mais: Nós sempre acreditamos no amor, por qualquer motivo, de uma maneira muito forte. Nascemos com parceiros específicos para vivermos a nossa jornada na Terra, ou só iremos atrair alguém que tenha uma vibração compatível?

RESPOSTA: Vocês não atrairão ninguém, contanto que se percebam como parte de um par. Suas lições nesta vida incluem o tempo que participam juntas e agora a necessidade de se separarem e tomarem decisões individuais. Vocês não tinham planejado permanecer tão conectadas por tanto tempo. É o momento de trazer um companheiro e começar a vida como um casal.

Christian, do Brasil, pergunta aos Mestres: Sinto-me muito conectado com questões da Nova Era e Alquimia, assim como muitos temas do espiritismo e ocultismo. Mas, em vez de usá-los para o meu próprio desenvolvimento, tenho uma forte necessidade de compartilhá-los com outros, especialmente com amigos mais íntimos e a família. Isto traz muitas discussões, porque toca em seus comportamentos e crenças muito íntimos. O que eu deveria fazer? Deveria deixar de falar sobre estes temas? E o que eu tenho que fazer para despertar a sabedoria das vidas passadas?

RESPOSTA: Você pode somente compartilhar com outros o que você mesmo compreende. Pergunte-se se você realmente compreende os princípios, ou apenas os está repetindo, porque você deseja ser como os outros. Uma maneira é discuti-los e explicá-los com outros – mas as pessoas com quem você fala, têm que ter um conhecimento sobre os fatos. É fácil dizer aos outros, que não sabem do que você está falando, qual é a sua interpretação das questões, mas nenhum de vocês nada aprende desta maneira. Encontre um mentor para ajudá-lo.

Wen, da Noruega, pergunta aos Mestres: É muito difícil para mim, saber o que eu quero. Como sinto e sei disto? Meus pensamentos/mente são muito fortes, assim quando tento me “interiorizar” para descobrir o que a minha alma sente sobre as questões de minha vida, não sou capaz de ouvir nada além do ruído da minha cabeça. E, então, eu apenas sinto confusão. Além disto, estou atraindo o homem errado para a minha vida. Como posso atrair o amor? Será que eu não me amo o suficiente? Obviamente.

RESPOSTA: Você está nos dizendo que tudo é negativo em sua vida e esta é uma escolha que você está fazendo. Comece a gostar do fato de que você está vivendo para aprender lições. Então, aceite que você tem o poder para atrair para você o que desejar. Então, faça o trabalho de começar o processo de mudar a sua vida para um ambiente positivo, onde as coisas são como você deseja. Você cria a sua própria realidade.

Guida, de Portugal, pergunta aos Mestres: Eu e o meu marido somos muito felizes. Vivemos 15 anos em Portugal e agora estamos planejando nos mudar para o Brasil, que é o berço dele. O coração dele pede isto a cada dia. Embora eu também goste do Brasil, meu coração, às vezes, fica apertado, quando penso na mudança. Alguns medos ainda me invadem. Por que ocorre tudo isto? Tenho medo de não ser feliz lá, mas eu o amo muito e ele me ama e sentimos que somos almas gêmeas. O que poderiam nos dizer, mestres?

RESPOSTA: Você tem medo da mudança. Você teme qualquer coisa onde não saiba o que irá acontecer. É o momento de ver que não poderá evoluir se ficar presa a uma rotina, com as suas mãos cobrindo a sua cabeça. Perceba isto como uma aventura para oportunidades novas e emocionantes. Você tem sorte de estar entrando em um novo panorama com o seu amoroso marido ao seu lado. Basta fazê-lo e libere esta necessidade de controle.

Norma, do Brasil, pergunta aos Mestres: Às vezes, sinto-me desorientada e me pergunto o que estou fazendo aqui neste mundo e não encontro uma resposta. Acho que não fiz nada por mim. Estive apenas cuidando de minha família, que nunca me deu qualquer valor. Será que ainda tenho tempo de mudar isto em minha vida e ir em busca do que realmente foi planejado?

RESPOSTA: Uma alma tem total liberdade de escolha quanto a sua vida. Você simplesmente tem que escolher fazer algo diferente do que está fazendo agora e começar uma nova era. A fim de dar este passo, você tem que resgatar o seu poder de todos aqueles a quem você o deu, ao fazer o que eles queriam, em vez do que você precisava. Respeite a si mesmo, assumindo a responsabilidade pela sua vida e escolhas.

Rachel, do Brasil, pergunta aos Mestres: Gostaria de saber se estou despertando e seguindo o meu propósito de vida. Não consigo esquecer a traição do meu marido. Sei que tenho que perdoar e seguir o meu caminho, mas não sei como fazê-lo. Quero ser bem sucedida com o meu negócio e levar uma vida tranqüila com os meus filhos. Por onde devo começar?

RESPOSTA: Comece a viver apenas no presente. O presente não inclui o que o seu marido lhe fez. O presente não inclui sonhos fantásticos para o futuro. O presente é apenas isto – o aqui e agora. Quando você puder ver tudo que está atualmente influenciando a sua vida, será fácil lidar com isto e decidir que mudanças você deseja trazer para a sua vida.

Fátima, de Portugal, pergunta aos Mestres: Sinto que não tenho objetivos em minha vida. É normal não ter objetivos? Às vezes, sinto-me à deriva, sem qualquer direção e sem saber para onde ir.

RESPOSTA: Objetivos podem ser muito limitantes, porque as expectativas neles contidas lhe dão a capacidade de completar a sua tarefa de um e apenas um modo. Se alguma oportunidade melhor ou mais emocionante surgir, você não pode aproveitá-la, porque está comprometida com o seu objetivo. Detenha-se, siga o fluxo do universo e se una ao que lhe interessa.
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
https://www.facebook.com/pages/Reincarnation-Guide/137191392985848
Traduções para o Português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Vozes+Celestiais
Por favor, respeitem todos os créditos.
Arquivos:
http://rayviolet.blogspot.com/search?q=Celestial+Voices
Fonte: http://violetflame.biz.ly
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIMenu Perguntas aos MestresII - IIVoltar HomeII