PERGUNTEM AOS MESTRES
CONTROLANDO O SEU PRÓPRIO DESENVOLVIMENTO
Através das Vozes Celestiais
Por Toni e Peter
24 de Abril de 2015
 
   
CONTROLANDO O SEU PRÓPRIO DESENVOLVIMENTO

Nosso primeiro correspondente, dos Estados Unidos, nos alerta sobre a importância de examinarmos os motivos das organizações de auto-ajuda. Os Mestres mostram como o grupo em questão alcança resultados de tal forma, que criam dependência, em vez de auto-suficiência.

Uma mulher da Finlândia, que tem passado por muitas coisas em sua vida, é ainda atormentada por dificuldades e está fatigada com tudo isto. Os Mestres explicam a decisão de sua alma de assumir mais desafios desta vez, e eles incentivam os seus esforços na meditação e na superação da negatividade.

Outro caso de se sentir um tanto oprimida é a de uma mulher Britânica que fica facilmente estressada. Os Mestres lhe mostram como descobrir a fonte emocional de suas reações, de modo que ela possa trabalhar na dissipação do pânico.

Estas perguntas e respostas na página de Mensagens nos dizem que todos nós temos os nossos próprios meios de lidarmos com as nossas diversas angústias. Pode não ser um processo fácil, talvez, porque ele pode envolver a liberação de algumas crenças ou idéias, mas o resultado pode ser maravilhosamente libertador.

Luz, Amor e Risos,

Toni e Peter
contact@mastersofthespiritworld.com

Celestial Voices, Inc | 13354 W. Heiden Circle | Lake Bluff | IL | 60044 | USA

AS PERGUNTAS

O CONTROLE ATRAVÉS DA MODIFICAÇÃO DO COMPORTAMENTO

PERGUNTA:
Mestres, durante dois anos, estive envolvida com uma organização que me ensinou a eliminar crenças que não estão me servindo e para criar o que eu quero em minha vida. Criei muitas coisas que decidi – eu o fiz com pequenas coisas e agora passei para criações maiores. Sinto que os membros principais desta organização disseram coisas como: “Oh, isto é o que você realmente criou...” Há um sentimento dentro de mim que estas coisas não são verdadeiras – Eu não criei esta situação em minha vida da maneira como eles a descreveram. Os cursos são muito caros e eles continuam querendo pessoas que adquiram os cursos, ano após ano. Qual é o seu verdadeiro motivo? Eu quase sinto como se eles quisessem me controlar. – Angeles, Estados Unidos.

RESPOSTA: Parabéns por ter aproveitado o tempo e esforço em trabalhar em suas lições de vida, pois é disto que se trata a libertação de crenças inadequadas. Esta organização tem um motivo, contudo: DINHEIRO.

Eles querem que você fique tão feliz com o progresso que fez, que sinta que você precisa deles para continuar. É como aprender a nadar e, então, tendo o seu professor lhe dizendo que é necessário que você continue as lições, ainda que tenha aprendido tanto quanto deseja, a fim de que seja capaz de avançar e não se afogar ao entrar na água.

Você caiu em um grupo que usa a modificação de comportamento, não o crescimento espiritual, com você usando os seus poderes essenciais, para proporcionar os resultados que deseja alcançar. Além disto, eles a estão mantendo dependente de seu senso de progresso, “dizendo-lhe” o que você fez. Eles não querem que você use a sua própria avaliação ou sentimentos.

Quando eles lhe dizem o que “realmente aconteceu”, eles permanecem no controle e a fazem questionar as suas próprias conclusões. Siga sempre os seus sentimentos. Estes determinam o que ocorreu ao seu redor. Pergunte: Como me sinto em relação a isto? Isto vem do interior. O que os outros dizem nada tem a ver com você e tudo a ver com eles e com a agenda deles.

Você tem informações suficientes para continuar o seu crescimento e a manifestação, sem a ajuda de ninguém. Use a sua intenção para criar e de lhe trazer as coisas que deseja – você saberá o que trouxe para si mesma. Assuma a responsabilidade por sua vida e deixe que os outros se preocupem com a sua própria interação com o universo.

LIÇÕES OPRESSIVAS

PERGUNTA: Mestres, para mim, não está claro qual o papel que vim fazer na Terra. Parece que eu tive traumas mais do que posso suportar. Abuso, estupro, pai alcoólatra, mãe com doença mental, drogas, e muito mais. Agora eu tenho problemas com meus filhos. O que devo fazer com os meus filhos? Eu estou em terapia, mas isso é suficiente? Eu não posso entrar em meditação até o ponto em que eu possa discutir com o Eu Superior. Às vezes, eu sinto que eu tenho que desistir de tudo isso. Estou tão cansada. Planejei para mim um novo trabalho e o que poderia ser? Acho que o meu trabalho agora está muito pesado para mim. Eu gosto dele, mas outras pessoas (funcionários) são tão negativos e desorganizados! Onde está minha felicidade? E podemos conseguir um departamento maior? Este é pequeno demais para nós. ~ Susa, Finlândia.

RESPOSTA: Você veio à Terra muitas vezes e fez a maior parte das lições simples. Desta vez, você quis ser desafiada de várias maneiras diferentes. Sua capacidade de gerenciar a parte anterior de suas dificuldades não significou que você as concluiu.

Seus primeiros problemas ocorreram em sua infância, e agora você tem o remanescente na fase adulta. Os antagonistas destas vez são os seus filhos. Você está interagindo com isto, como lidou com todos os outros problemas – lenta e metodicamente.

Você é capaz de entrar em meditação, mas se convenceu agora de que é incapaz. Comece a se dar o tempo suficiente para que não seja interrompida. Comece por visualizar um local tranquilo, onde ninguém possa encontrá-la e interferir com você. Gradualmente, passe mais tempo a cada vez que fizer isto, e, em breve, você será capaz de passar o tempo que desejar.

Você está cansada porque não está se libertando da negatividade dos outros ao seu redor. A qualquer momento que sinta tristeza ou negatividade, afaste-a conscientemente e preencha o seu espaço com amor incondicional por todo o trabalho que fez nesta vida. Honre as realizações que você concluiu. A sobrevivência é um enorme sucesso.

Você está muito sensível agora, e isto é porque a negatividade de seus colegas de trabalho a estão afetando até certo ponto. Não preste qualquer atenção a eles. Traga sempre o amor incondicional para o grande trabalho que você está fazendo e ignore o resto.

A felicidade surge do interior. Você tem que se permitir ver a beleza e a felicidade em você. Esteja muito presente no momento, sem se preocupar com o passado ou o futuro, apenas apreciando a magnificência disponível no presente. Ame-se e este amor irá reunir o amor universal para você.

DO STRESS AO PÂNICO

PERGUNTA: Mestres, estive buscando maneiras de melhorar a minha reação ao stress, pois fico estressada muito facilmente e isto me oprime. Tentei EFT e li vários livros, fiz meditações, mas nada funciona. Aceitando o seu conselho sobre como algo é, quando eu estava no modo de tensão máxima no trabalho recentemente, reservei alguns momentos para me sentar e me interiorizar para ver como isto era, e o sentimento poderoso foi de pânico total. Intelectualmente, eu sabia que a situação sobre a qual coloquei ênfase, foi muito inconsequente, mas não importa o quanto eu me diga isto, nada muda. Tendo este novo conhecimento do stress semelhante ao pânico, não sei para onde ir, ou o que tentar a partir daqui. – Lynnie, Reino Unido.

RESPOSTA: Parabéns por todo o trabalho que você tem feito e as conquistas que isto lhe trouxe. Você tem um passo a dar após os que você já conhece. Uma vez que você parou e perguntou o que está causando o stress, e você sentiu o pânico esmagador, então, faça a próxima pergunta: De onde está vindo o pânico? Deixe o seu eu superior ajudá-la, fornecendo esta resposta.

Você vivenciará um evento que pode ser uma afirmação de alguém, uma situação que não funcionou bem para você, ou uma barreira imaginária que não consegue ultrapassar. Quando tiver esta informação, você terá algo com que trabalhar, com todo o restante das ferramentas em seu arsenal. Despedace estes fantasmas, até que eles desapareçam.

A causa do seu stress pode ser inconsequente neste momento, mas o que eles acionam a partir de suas emoções profundamente ocultas pode ser devastador, até que o identifique e o neutralize. Aproveite o seu tempo e não desanime. Você já chegou até aqui. O final está próximo.

De: http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=587

Perguntas: http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=2056

GUIA DE REENCARNAÇÃO

Letícia, do Brasil, pergunta aos Mestres: Estou muito triste e deprimida, porque não sei o que fazer, ou que carreira escolher. Tenho 45 anos, sou casada e tenho dois filhos. Sou feliz com a família, mas estou muito triste com a minha situação pessoal e profissional. Nem mesmo sei o que quero ou do que gosto. Estou totalmente desorientada.

RESPOSTA: Você continuará a ser infeliz até que assuma o controle de sua vida. Foi bem fácil no passado seguir as direções dos outros e não tomar decisões. Isto a levou a sua atual situação desagradável. O que você se vê fazendo? Como é isto? Isto irá ajudar a direcioná-la para a sua felicidade.

Marjo, da Finlândia, pergunta aos Mestres: Tive um sonho no mês passado, onde esta criatura divina veio a mim. Ele tinha uma cabeça de carneiro, com longos chifres e vestia um quimono marrom-dourado. Ele me deixou este forte sentimento de que há uma mensagem forte e importante dele, mas eu não percebi qual é. Poderiam, por favor, ajudar-me? Isto tem me perturbado muito.

RESPOSTA: Você teve uma visita de uma entidade negativa que quer que você lhe dê a sua vontade. Ele quer que você se volte para a energia negativa e que você esteja sob o seu comando. Sim, é importante para ele que você o siga, mas você não tem obrigação de fazer isto. Preencha a sua vida com a energia e os pensamentos amorosos e positivos, e este ser não mais irá aborrecê-la – ele não consegue existir no amor.

Maria, de Portugal, pergunta aos Mestres: Sou uma professora há 20 anos e muito sensível. Crio uma boa relação com os alunos, mas tenho dificuldade em ter uma autoridade maior do que é necessária, o que me deixa muito incomodada. Quanto mais evoluo espiritualmente, pior isto se torna. Será que esta profissão já não me serve, ou o que eu preciso mudar?

RESPOSTA: Você está muito investida no resultado de sua interação com as pessoas. Você tem que aceitar que todas as pessoas estão em seus próprios caminhos, com suas próprias lições, e nada que você fizer terá um impacto sobre eles, a menos que eles o permitam. Tudo o que você pode fazer é lhes dar o benefício de sua vasta experiência e esperar que eles a usem com sabedoria. É hora de desistir de julgar e de analisar o seu progresso e apenas avaliar se você fez tudo o que podia para transmitir o seu conhecimento. Se você muda ou não, é uma questão do livre arbítrio que você tem que investigar.

Hanna, da Finlândia, pergunta aos Mestres: Minha amiga está enfrentando lições de vida difíceis. Ela está deprimida, perdeu a alegria pela vida. Sei que são as lições e a vida dela, mas não há nada em que eu possa ajudar? Eu gostaria que ela pudesse ver como a vida é maravilhosa.

RESPOSTA: Ela está em sua própria jornada. Esteja lá como uma testemunha de suas tribulações, enquanto lhe envia o seu amor incondicional. Salpique a sua conversa com expressões da beleza que você pode ver no mundo. Ela pode alcançar um ponto onde consiga ver o que você vê.

Jean, dos Emirados Árabes, pergunta aos Mestres: Tenho quase 55 anos. Fui diagnosticada com Esclerose Múltipla no ano passado. Finalmente, estou cuidando de mim, física, mental, emocional e espiritualmente, após uma jornada realmente assustadora. Minhas perguntas são: Por que eu tenho esta doença misteriosa? Há algo mais que eu deveria estar fazendo?

RESPOSTA: Isto é parte da jornada que você escolheu. Você está aprendendo tudo sobre si mesma, através das provações e tribulações e aumentou o seu poder e as percepções do mundo ao seu redor. Ao responder a todas as questões que surgirem, irá lhe deixar ver o que há mais com a sua essência. Você pode realizar tudo o que decidir fazer.

Markku, da Finlândia, pergunta aos Mestres: Tenho 44 anos de idade. Sou gay e estou há mais de dez anos tentando manifestar um homem em minha vida. Qual é a minha lição que devo aprender? É uma questão de amor próprio? O quanto eu me amo? Pedi ao universo que me trouxesse o homem da minha vida. Sou um homem forte, mas tenho que viver sozinho durante toda a minha vida?

RESPOSTA: Você está ainda lidando com questões de merecimento para encontrar a felicidade e um companheiro. O amor próprio é o ponto de partida. Aceite que você é um fragmento da Fonte que escolheu vir à Terra para experienciar a aversão própria, o medo da realidade, o preconceito e a decepção. Você está quase confortável com a identidade que escolheu, mas tem problemas em expressar os seus sentimentos. Afaste-se do julgamento do ego e entre na aceitação e no amor à jornada. Isto abrirá a energia ao seu redor da barricada que a maioria agora percebe, para um convidativo campo aberto à exploração.

Lícia, do Brasil, pergunta aos Mestres: Será que irei encontrar um amor nesta vida?

RESPOSTA: Isto é com você. Comece por enviar mensagens ao universo sobre o tipo de parceiro que deseja. Liberte-se de sua atitude tímida. Adote uma reivindicação diferente de estar em harmonia com o universo e procure uma bela pessoa que esteja buscando o mesmo.

Paula, de Portugal, pergunta aos Mestres: Estive me sentindo muito triste e não sei o motivo. Minha vida parece parar com muita frequência. Mais de uma pessoa me disse que eu escolhi ajudar os outros, que é parte do meu ser e que eu deveria equilibrar trabalho, ajuda e família, e enquanto eu não estiver fazendo isso, eu não posso sentir a felicidade. Eu não tenho ninguém para compartilhar minha vida e não vejo ninguém no horizonte. Eu acredito nisso e eu tenho ajudado no lar de idosos; eu não estou fazendo isso há muito tempo, mas eu ainda não senti qualquer tipo de felicidade, mas eu gosto de estar lá e ajudar. Venho fazendo MH para me ajudar, mas sinto que a minha voz não alcança o "céu".

RESPOSTA: Será que o que lhe foi dito ressoa dentro de você? Ou você está apenas tentando cumprir as previsões de alguém, assim você não tem que tomar todas as decisões por si mesma? A felicidade não vem de fora, mas sim, do seu interior. Você tem que decidir se você quer ser feliz. As pessoas podem ser felizes em uma pilha de dejetos de suínos, se elas se perceberem felizes. Você é a única a decidir que não é feliz, porque você não sente que você deveria ser. Por que não? Pessoas e parceiros não querem ter nada a ver com você, enquanto você for uma pessoa triste. Sorria; veja a beleza da região - as flores da primavera, o pôr do sol fantástico - e isso será visto por outras pessoas que, então, irão querer compartilhar sua felicidade.

R, do Brasil, pergunta aos Mestres: Eu tenho um amigo estrangeiro. Quando nos conhecemos, eu me senti como se nós nos conhecêssemos há anos. Quando voltei ao meu país, continuamos a falar através de cartas. Ele é muito sensível e atencioso comigo. Eu estava apaixonada, mas agora, o tempo passou e ele me disse que ele não irá sair de sua terra. Eu sei, é muito difícil para ele e eu, viajarmos para o exterior. Mas eu só quero saber, por favor, se temos alguma conexão além da nossa amizade.

RESPOSTA: Este encontro foi dado a vocês dois para que trabalhassem nas lições de vida. Vocês dois têm o livre arbítrio, e as decisões por estas escolhas são as suas lições. O que é mais importante para você: Você ou o relacionamento? Você o ama de forma incondicional de modo que sacrifique qualquer coisa para fazer a união funcionar? Quem você considera como mais importante? Que idéias estão controlando? Observe a cena toda e sinta se vale a pena prosseguir.

Ma, do Brasil, pergunta aos Mestres: Estive por algum tempo à procura de um trabalho, fiz entrevistas, mas ninguém me chama. Por que não consigo um emprego? Há algo que eu precise fazer? O que está acontecendo?

RESPOSTA: Você está sabotando os seus esforços com a sua atitude negativa. Depois de sair de uma entrevista, você pensa em todas as coisas que você deveria ter dito e por que eles não gostam de você. Você vê o fracasso em todos os lugares. Mude sua atitude e veja o sucesso em torno de você. Veja-se na posição e a felicidade que isto irá lhe trazer.

Denise, da Austrália, pergunta aos Mestres: Os espíritos vêm a mim em uma visão do que costumavam ser, eles me acordam, olham para mim apenas. Por que eles não se comunicam comigo? No início, isto me assustou. Não sinto nenhuma ameaça por parte deles.

RESPOSTA: Eles são bem novos para tentar se conectar com os seres humanos. Dê-lhes tempo. Faça-lhes perguntas que possam ser respondidas com respostas “sim” e “não”. Pergunte se há alguns meios pelos quais eles possam se comunicar, tais como sons, luzes ou cheiros. Pergunte-lhes por que eles estão aí e o que querem.

Carina, de Portugal, pergunta aos Mestres: Por favor, digam-me qual é a entidade que quer prejudicar a minha família? Qual é o contrato que temos com ela e o que fazer para anular isto? Será que o meu relacionamento de 10 anos terá futuro?

RESPOSTA: Você está lidando com um par de desencarnados negativos: almas que morreram, mas que não retornaram ao amor incondicional. Eles querem causar problemas para as pessoas e se vingarem por não terem uma vida muito boa. Você tem que lhes dizer em termos inequívocos que partam e que não a aborreçam mais. Preencha-se e a casa com a energia positiva e amorosa, acenda velas, e use incenso. Eles não podem suportar nenhuma destas vibrações. Sua vida pessoal cabe a você e ao seu companheiro.

 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
https://www.facebook.com/pages/Reincarnation-Guide/137191392985848
Traduções para o Português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Vozes+Celestiais
Arquivos:
http://rayviolet.blogspot.com/search?q=ask  the masters
Fonte: http://violetflame.biz.ly
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIMenu Perguntas aos MestresII - IIVoltar HomeII