PERGUNTEM AOS MESTRES
SERÁ QUE REALMENTE COMPREENDEMOS?
Pelas vozes Celestiais
9 de Março de 2013
 
 
  SISTEMAS DE CRENÇAS VERSUS O UNIVERSO
PREJUDICANDO UMA ALMA
ONDE ESTÁ O MEU PARCEIRO DE VIDA?


Nós (Toni e Peter) somos duas pessoas com muita sorte. Estivemos trabalhando com os Mestres do Mundo Espiritual todos os dias, por uma década – não só na produção de livros e boletins informativos e um site no Facebook, mas também dando palestras, e muitas canalizações do Toni. Em conseqüência, houve tempo de sobra para nós compreendermos erroneamente a mensagem dos Mestres e sermos amorosamente corrigidos, ou obtê-la de forma correta e sentirmos a aprovação que nos manteve por tanto tempo.

Não é assim para muitas pessoas que encontramos, e com quem falamos sobre as mensagens do Outro Lado. Há uma dificuldade real para quase todos que chegam a este ensinamento de encaixá-lo a todos os outros ensinamentos espirituais que eles possam ter aceitado no passado. As pessoas dizem quase que casualmente: “Nós somos divinos”. Eles estão principalmente pensando na personalidade humana.

As palavras: “divino” e “divindade” foram raramente usadas pelos Mestres na conversa. Eles querem que saibamos que uma ligação viva com a energia da Fonte existe sempre com a nossa alma eterna, e que embora as almas encarnem na Terra, uma parte substancial delas é deixada no Lar, para que a conexão com a energia eterna seja contínua. A partir da energia fornecida pela Fonte, a alma anima o corpo humano, o que torna a vida incapaz sem esta conexão espiritual. Isto não torna a nossa personalidade divina, mas nos dá vida.

O primeiro questionador nesta semana está preocupado com o aparente conflito entre a lei da liberdade de escolha, da qual os Mestres falam frequentemente, e o conceito do Karma que o Budismo aceita. Os Mestres dizem, de forma persuasiva, que a aparente contradição é realmente uma questão de saber se uma pessoa escolhe a resposta religiosa dada pelo Budismo, ou a resposta dada por aqueles que estão na quinta dimensão não física (os Mestres).

As pessoas nos escrevem frequentemente perguntando sobre o Karma. Os Mestres nos disseram que a palavra “conseqüência” se aproxima bem do significado de Karma, mas a ideia de um “mal” que alguém possa ter feito e que agora possa estar sendo punido em uma vida subseqüente é incorreta. Isto não acontece.

A segunda questionadora levanta novamente a questão da “Chama Gêmea”. Ela é completamente respondida na resposta dos Mestres. Eles também tornam claro que as almas sendo imortais e não físicas, não podem ser feridas ou mortas por ninguém. Nem a negatividade pode existir na dimensão que eles chamam de Lar. Não é possível para a questionadora compartilhar as “feridas da alma” da pessoa que ela considerou como a sua chama gêmea.

O terceiro questionador espera que o parceiro ideal possa ser descoberto. Mais uma vez, os Mestres insistem que não há tal destino. Não há “pessoa certa” para ninguém. Estamos sozinhos nos assuntos do coração! E, eles acrescentam, seria melhor amarmos a nós mesmos, porque o amor próprio é a medida de quanto podemos amar outras pessoas.

Assim, e se compreendemos erroneamente idéias assim? Bem, por um lado, não há Karma para nos punir, e nenhum julgamento será feito em relação aos nossos pensamentos e nossas vidas. Nada irá resultar se não seguirmos o ensinamento dos Mestres. Descobriremos quais são as respostas quando eventualmente voltarmos ao Lar.

Não importa se preferimos as respostas que nos são dadas por uma religião e digamos: “Acreditam em um Deus que nos julga?” É possível que a nossa escolha possa tornar a nossa vida desnecessariamente assustadora, mas descobriremos qual é realmente a verdade... quando chegarmos ao Lar. Os Mestres estão fornecendo respostas todos os dias às nossas perguntas. Fiquem por perto e aprendam alguma coisa. Mas, lembrem-se, vocês estão livres para sair, se assim o preferirem!

http://www.mastersofthespiritworld.com


PERGUNTAS E RESPOSTAS


SISTEMAS DE CRENÇAS VERSUS O UNIVERSO

PERGUNTA: Mestres, em suas Perguntas e Respostas, vocês mencionaram que há uma lei universal que diz que todas as almas têm o direito supremo de decidir exatamente o que elas farão enquanto encarnadas. Isto significa que o Karma (como é colocado como uma lei universal no Budismo) não existe? Como eu o compreendo, no Budismo, bem como na Teosofia, o Karma, quando as suas sementes estão amadurecidas, determinará que tipo de reencarnação se tem, assim não há uma liberdade de escolha total. Por favor, expliquem-me esta aparente contradição. – Terence, Singapura.

RESPOSTA: A contradição só existe em uma comparação entre maçãs e laranjas. Você está tentando igualar as regras físicas de um sistema de crenças religioso que existe em um mundo dualístico e de julgamento na terceira dimensão, com a “existência” energética, não física do amor incondicional. Na quinta dimensão energética, há somente energia positiva – nenhuma negatividade ou o equilíbrio de atos passados é necessário.

Os sistemas de crenças controlam os pensamentos físicos do corpo em que uma alma possa escolher habitar enquanto estiver na Terra. A escolha de se deve aderir ou não a um determinado conjunto de regras e regulamentos, ou das crenças de um grupo em particular, pertence a cada indivíduo.

Cada alma que tem uma experiência física tem a liberdade de escolher quais dos muitos grupos de pensamento religioso possíveis, ela deseja usar para configurar a sua vida física. Ela pode aceitar todos os ensinamentos de uma seita, ou pode escolher aqueles com os quais ela ressoe.

A maior parte dos seres humanos não compreende que eles podem fazer as suas próprias escolhas. Eles são levados pela família e a sociedade a abraçar a forma “aceita” de pensamento para esta parte do mundo. Todas as pessoas têm a capacidade de tomar tais decisões sozinhas, mas na maior parte das vezes, elas apenas seguem o que lhes foi ensinado.

Antes que uma alma entre em um corpo humano, ela escolhe quais as lições de vida que ela deseja experimentar. Estas lições somente podem ocorrer na Terra, onde os aspectos tanto negativos, quanto positivos, competem. É ao escolher livremente o negativo ou o positivo, que a alma pode ver qual pretende continuar experienciando – esta é a lição.

Assim, como você percebe, a alma pode fazer escolhas antes de encarnar e modificar as suas ações, uma vez na Terra. Esta é a liberdade de escolha sobre a qual escrevemos.

PREJUDICANDO UMA ALMA

PERGUNTA: Mestres, vários médiuns têm se esforçado para me explicar como a minha “chama gêmea” encarnou durante um tempo muito breve comigo (embora não em um relacionamento romântico) para acionar eventos cruciais para que eu pudesse experienciar, mas que por causa do trauma extremo em sua breve e terrível vida, parte de sua alma foi ferida, embora ele esteja curado com a ajuda angélica. É verdade que ele veio para me oferecer uma “ajuda de emergência”, embora fosse o oposto de todas as versões “Hollywoodianas” que eu ouvi? Eu também sofri extrema adversidade e traição, com mundos diferentes aparentemente, mas por baixo, trilhávamos o mesmo caminho traiçoeiro juntos, somente que em ritmos diferentes. Isto significa que eu compartilho as feridas de sua alma, e que as minhas fraquezas irão machucá-lo também? Como eu posso ajudar a protegê-lo e a nos curarmos quando o próprio ódio se tornou o meu fardo? Eu não posso sentir o amor próprio. As orações são úteis? – Camille, Estados Unidos.

RESPOSTA: Uma alma é uma energia imortal que não pode nem ser prejudicada e nem destruída. O único lugar no universo que contém a negatividade, portanto, coisas ruins ou prejudiciais, é o planeta Terra. Algumas almas podem escolher levar alguns pensamentos negativos com elas quando elas deixam os seus corpos físicos, mas elas não podem ultrapassar a atração da dualidade da Terra. Elas não podem entrar no amor incondicional da energia da Fonte, que chamamos de Lar.

Uma alma pura não pode ser prejudicada, diminuída ou afetada de qualquer maneira.
Ela é uma energia da Fonte, magnífica e onipotente.

Sua alma não tem feridas. As lições de vida difíceis que outra alma possa escolher viver durante a encarnação, durante uma vida na Terra, não são compartilhadas por ninguém mais. É universal: sua alma não prejudica a nenhuma outra e não pode ser prejudicada por nenhuma alma.

Uma alma gêmea é a outra metade de sua primeira divisão da Fonte. Quando você é energético, não tem sexo e a sua alma gêmea não tem sexo. Você foi homem e mulher em vidas passadas, assim como a sua alma gêmea. Raramente vocês escolhem estar na Terra ao mesmo tempo, porque se estivessem, todos vocês iriam querer estar juntos, independentemente de serem de sexos, idades, raças ou nacionalidades iguais ou diferentes.

Não foi com a sua alma gêmea que você teve um encontro, mas sim com um companheiro de alma comum com quem tinha feito um contrato.

Quando você escolheu uma lição difícil e quer garantir que ela ocorra em uma vida, você faz um contrato com outro para que seja o iniciador dos eventos que farão com que os seus desafios apareçam. Ele teve a oportunidade de experienciar uma lição desejada através do seu contrato. Uma vez que a conexão terminou, você não mais teve nenhuma obrigação com ele.

Sua jornada inclui agora trabalhar para aprender as suas lições, sozinha. Você quis experienciar traições, falta de amor, falta de autoestima e ódio, como tarefas a entender. Esqueça-se de sua conexão com esta outra alma e passe um tempo sozinha. Interiorize-se e encontre o amor que está aí. Deixe de pensar e comece a sentir o seu caminho através da vida.

O sentimento é o caminho para a sua essência do amor incondicional. Ore para si mesma para perdoar os seus equívocos e para permitir que você ame tudo que colocou em seu corpo, a fim de retornar a sua magnificência.

ONDE ESTÁ O MEU PARCEIRO DE VIDA

PERGUNTA: Mestres, eu sou Markku, da Finlândia, um homem gay. Estive procurando por muito tempo a minha alma gêmea. Estive fazendo o meu trabalho de luz por muito tempo. Não sei por que fico frustrado quando me abro para um homem que eu amo e fico desapontado. Eu sou um homem muito, muito aberto e honesto. Tenho tempo agora, desde que parei de trabalhar e é como se eu estivesse livre para tudo. Meu coração me diz para descansar e me divertir, mas a minha mente quer um homem em minha vida. Estou cansado disto. Por favor, gosto de ouvir algumas respostas honestas. Qual é o meu papel aqui: será que alcançarei o meu objetivo de um parceiro de vida? – Markku, Suomi.

RESPOSTA: Nós não gostaríamos de desapontá-lo, mas não há nenhuma alma gêmea, ou qualquer pessoa designada para você. Você está sendo traído pelas suas próprias expectativas. O desapontamento aparecerá a qualquer momento em que você tiver determinado que queira um determinado resultado e ele não se materializar.

Quando você planeja como um evento deve ser concluído, está tentando controlar as ações de outras pessoas envolvidas. Você nunca pode levar os outros a empreender uma ação para a qual eles não consintam.

Você duvida tanto de si mesmo que a mensagem que está enviando inconscientemente aos outros é de confusão e de indecisão. A batalha que você está tendo entre o seu coração e a sua mente é um bom exemplo de lutar com você mesmo. Sua mente está cheia de pensamentos e idéias que foram aí colocadas, através do que lhe foi dito e do que leu.

Isto nada tem a ver com a sua experiência ou a sua intuição.
Isto vem de fora: da sociedade.

Acompanhe o seu coração, com os sentimentos de seu eu interior.
Encontre o amor próprio interiormente.
Traga este amor e mostre ao mundo que você sabe o que é o amor.

Quando outros sentirem o amor que você manifesta, eles gostarão de estar com você.
É assim que você encontrará um homem para compartilhar a sua vida.

Lembre-se: Você pode somente amar o outro ao grau em que ama a si mesmo.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Perguntas aos MestresII - IIVoltar HomeII