LuzdeGaia  
 
  GRADUAÇÃO PLANETÁRIA:
DA HUMANA PARA A LEI DIVINA
Mensdagem de Lauren C. Gorgo
29 de setembro de 2017
 
luz de gaia
  Mesmo que tenhamos dificuldade em definir, tudo mudou.

Na sequência do grande eclipse americano, um silêncio persistente e ensurdecedor ressoa nos éteres, uma quietude que toda a natureza parece honrar como sagrada ... o que parece indicar mais mudanças por vir. A vida está respondendo obedientemente a esta verdadeira transformação e sabemos que nada será o mesmo novamente.

Setembro é sempre um mês de morte e nascimento, de finais e começos ... mas este setembro foi um pouco extraordinário a esse respeito. Durante todo o mês, estamos deixando a ilusão aquecida ... no entanto, por cada pensamento limitado e / ou emoção expirada nós transcendemos, toda ação de sobrevida que liberamos, uma nova realização profunda parece revelar a própria origem da gestão dessa criação (vidas antigas ).

Nossos corações estão curando a ferida original (de separação) e esta desfragmentação está finalmente entregando o insight para tanto sofrimento, as respostas para perguntas ansiadas ... as coisas que podemos ter intuído o tempo todo agora estão revelando a verdade do nosso antigo passado à medida que renascemos em nossa verdadeira natureza.

Isso é soberano, se não surpreendente, vislumbrar a visão de um olho de pássaro sobre a totalidade da nossa jornada para chegar aqui ... para muitos, isso significou várias vidas trabalhando em direção a esse objetivo. E então, para enxergar nossa permanência na separação ter a resolução diante de nossos próprios olhos ... Eu nem tenho uma palavra para isso.

Essa consciência excepcional foi a benção do Sol de Virgem que nos deu tanta integração, tornada possível por essa clareza emergente ... ou talvez seja o contrário. Estamos desvinculando/cortando o proverbial Nó Górdio (que significa resolver um problema complexo de maneira simples e eficaz - e, no processo, tanta cura / unicidade e alinhamento é finalmente alcançável. Tem sido literalmente deslumbrante como essas revelações internas parecem nos eletrocutar, nos impedem de morrer no caminho, enquanto colam as peças do quebra-cabeça que buscamos desde o início.

Movendo-se para o novo mundo, o Ser humano retorna ao seu estado original da Graça.

Por causa da finalidade dos fins combinados com novos começos tão radicais, a vida foi extremamente alta e baixa ... muito previsivelmente imprevisível este mês. Flashes de excitação e admiração para o novo, intercalado com sentimentos de incerteza, vazio e confusão têm sido a norma.

À medida que o véu se levanta para revelar nosso novo horizonte, não temos uma ideia sólida do que procurar, e nossos olhos ainda não estão ajustados à nova paisagem, incapaz de ver o que nossas mentes ainda não conseguem entender. Ainda estamos encontrando o nosso equilíbrio e nossos passos, suavemente incrementados, também são de natureza quântica ... será preciso um bom tempo / espaço para descobrir como navegar nessas novas coordenadas.

Isso, com a ajuda do eclipse solar, que literalmente tirou nossas fichas da matriz antiga / falsa, limpando nossos antigos discos rígidos (modelos) ... dando-nos toda a oportunidade de redefinir nossos eus e viver para ativar os novos circuitos do unificado Coração-Mente que trabalhamos tão duro para reconectar nos meses de verão (inverno no sul).

À medida que fomos pressionados (talvez até nossos limites) para sair da dualidade, também ficou claro que não tínhamos rede de segurança para recuarmos ... que precisávamos fazer a transição sozinhos, conectar nosso holograma Autossustentável sem um mínimo de quantidade de suporte externo. Para aqueles que já surgiram no novo, literalmente não há nada (além ´do Self) para se encostar agora que o modelo kármico foi descartado.

Aqueles voluntariamente no ponto de partida foram empurrados para frente em completa fé do desconhecido, suspensos em nada, aprendendo a autoconfiar completamente. E as águas da maré foram radicalmente recuando em preparação para trazer uma nova onda de apoio - O ALCANCE DESSA ONDA DEPENDERÁ DA NOSSA CAPACIDADE DE AUTENTICAMENTE DOMINAR NOSSOS RECURSOS.

Essa mudança para a Autonomia total pode ter se traduzido como o familiar efeito de globo da neve ... onde o conteúdo de nossas vidas foi completamente abalado e estamos esperando apenas para ver onde as peças aterrissam. Só que desta vez sentiu-se como se tivéssemos sido pessoalmente desmontados no processo, dissolvidos em nada, e sem uma maneira clara de voltar a nos juntar. Isso é porque nós (o pequeno nós) não presumimos.

Depois de nos dissolvermos em nada, nascemos na totalidade/integralidade. O eclipse habilitou aqueles preparados para liberar completamente a nossa (identificação com) forma para que possamos voltar à vida com TODOS os nossos Eus. Neste ínterim, nosso trabalho tem sido permanecer em nosso caminho, enquanto a natureza segue seu curso, é claro (tema-chave), enquanto a nossa plenitude toma forma.

Estamos mesclando a antimatéria com a matéria e sendo espremidos através de um portal multidimensional de refinamento absoluto, espiralando através de uma centrífuga cósmica para mudar a última de nossa falsidade acumulada.

Este processo exigiu que mantivéssemos nosso aspecto humano completamente fora do caminho, então partes de nossas vidas que já não aguentavam manter a água foram explodidas e / ou retiradas na sequência do grande eclipse ... mas para aqueles de nós que se deslocam para a nossa Casa Verdadeira como residentes em tempo integral da Unidade, não importa mais.

Estamos, finalmente, totalmente Rendidos. Chegamos ao ponto do não retorno e nós sabemos disso. Os restos desta última explosão do nosso passado podem estar espalhados em todos os lugares, e podemos ser obrigados a ordenar/escolher através dos partes flutuantes por algum tempo ... mas apenas para determinar o que nos acompanha para o novo e o que é levado para o mar, para nunca mais ser visto novamente.

Confuso? Sim. Desconfortável? Como todo inferno. Mas a beleza deste processo descontroladamente incontrolável é que aprendemos a ser impulsionados para a vida sem um plano ... e a confiar implicitamente no propósito de cada desdobramento.

Em uma palavra: liberdade.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:

Lauren C. Gorgo
© As LOVE, Inc. 2017 Todos os direitos reservados
https://thinkwithyourheart.com/32574/planetary-graduation-from-human-to-divine-law/
Tradução: Vilma Capuano <vilmacapuano@yahoo.com.br
 
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Outras CanalizaçõesII - IIVoltar HomeII