LuzdeGaia  
 
  O SEGUNDO CAMPO MAGNÉTICO DA TERRA
Mensagem de Harry Pettit
11 de abril de 2018
 
luz de gaia
Video clic aqui:
 

O misterioso "casulo" que protege nosso planeta das tempestades solares é mapeado do espaço em um novo e impressionante detalhe.

Nova filmagem mostra milhares de pequenas flutuações nos sinais magnéticos da Terra (por isso a deformação visual do globo).

Houve medições dos sinais magnéticos que se originam no núcleo, no manto, na crosta e nos oceanos da Terra.

A Agência Espacial Europeia usou três satélites para construir o mapa digital. É a mais detalhada representação dos sinais criados pela litosfera - e representação de flutuações magnéticas na crosta terrestre.

Embora invisível, o campo magnético e as correntes elétricas dentro e ao redor da Terra geram forças complexas que têm um impacto enorme na vida cotidiana.

O campo, em permanente estado de fluxo, pode ser pensado como uma enorme bolha, protegendo-nos da radiação cósmica e partículas carregadas que bombardeiam a Terra em ventos solares.

Linhas vermelhas e rosa representam fortes flutuações magnéticas, enquanto linhas azuis e amarelas revelam mudanças mais fracas.

O norte magnético peregrina e, a cada cem mil anos, a polaridade gira. Além disso, a força do campo magnético está mudando constantemente - e atualmente está mostrando sinais de enfraquecimento significativo.

Os cientistas acreditam que o núcleo da Terra é responsável por criar o seu campo magnético.

Mas outros componentes também contribuem para o sinal geral, como o que vem dos oceanos e de rochas magnetizadas na alta litosfera, que inclui a crosta rígida e o manto superior da Terra.

À medida que a nova crosta oceânica é criada através da erupção de vulcões submarinos, minerais ricos em ferro são expelidos no magma que surge. Estes minerais são orientados para o norte magnético no momento da erupção e solidificados quando o magma esfria.

Em razão dos pólos magnéticos se movimentarem para frente e para trás ao longo do tempo, este magma solidificado forma alternadamente 'listras' no fundo do mar, fornecendo um registro da história magnética da Terra.

Essas impressões magnéticas no fundo do oceano podem ser usadas como uma espécie de máquina do tempo, permitindo que as mudanças de campo magnético no passado sejam reconstruídas e mostrem o movimento das placas tectônicas desde centenas de milhões de anos passados até os dias atuais.
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:

Harry Pettit
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-5602959/Earths-protective-magnetic-field-mapped-space-stunning-new-detail.html

Tradução resumida do artigo: Vilma Capuano <vilmacapuano740@gmail.com
 
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Outras CanalizaçõesII - IIVoltar HomeII