TODO MUNDO MERECE UM AMOR BOM.
PORQUE EXISTEM SENSAÇÕES QUE SÓ O BOM AMOR É CAPAZ DE NOS OFERECER.
Matildes Montenegro
23 de maio de 2017
 
luz de gaia
  A sensação de poder ser você mesma, ali, transparente, inteira; de não ter medo de falar o que sente, o que pensa. A segurança de que ninguém vai usar suas palavras e suas atitudes contra você. A sensação de pensar: – Opa, aqui eu posso ser eu mesma, pois não vou ser julgada erroneamente, não vão me fazer querer acreditar que sou uma pessoa indigna, que vive de armações e tramóias, uma “santa do pau oco”, como se escuta dizer por aí.

Esta sensação de que o outro é a sua casa e que em casa a gente pode estar seguro, é abrigo da alma; só o amor bom pode oferecer.

A sensação de fortaleza, de não ter dúvidas a respeito do amor do outro, que é um porto seguro e não uma caixa cheia de ovos.

A sensação de saber que nada vai mudar o amor sentido, a casa pode cair, você pode adoecer, envolver-se com parentes ou amigos, vocês podem brigar, as fofocas irão surgir, as finanças podem não estar indo bem, você pode estar com problemas no trabalho; nada disso muda o amor sentido.

A sensação de não querer outro lugar no mundo que não seja com você.

A sensação de girar na cama a noite e sentir uma parte de outro corpo em seu corpo. Ir dormir sabendo que alguém sempre acorda primeiro que você e vai te olhar dormindo e agradecer por você está ali, então, vai lhe dár um beijo de bom dia, todos os dias.

A sensação de união, de pertencimento com liberdade, sem prisão, sem dominação, sem medo.

A sensação das declarações ao pé do ouvido, ou a admiração de quando está se arrumando e percebe alguém olhando pra você se achando a pessoa mais sortuda do mundo, por ter você, linda, ao lado.

A sensação de poder dizer: não gostei do que você falou, não gostei do que você fez, não quero isto ou aquilo na minha vida… sem ser fuzilada. Sem achar que você tá procurando confusão com isso.

Todo mundo merece um amor BOM. Porque existem sensações que só o amor bom é capaz de nos oferecer…

A sensação de conforto quando se está doente e alguém segura na tua mão, e mesmo que nada alivie a dor, está ali, paciente, sem reclamar do seu choro e dos seus gemidos de dor. A sensação de poder chorar, gritar, expressar da forma que conseguir para aliviar o sofrimento, sem que alguém despreze o que você está sentindo, sem ter que ouvir: TÁ BOM (como quem diz: chega, não acha que tá exagerando).

A sensação de receber uma mensagem romântica de carinho, de gratidão, de retribuição pelos momentos a dois na noite do dia anterior. Amor bom, traz a sensação de RECIPROCIDADE, uma via de mão dupla.

A sensação de ser pega sorrindo várias vezes ao dia, ao lembrar do amor Bom. Que você recebe, mas também, dá. Pois no amor bom prevalece a lei do equilíbrio, da harmonia e do bem viver. O amor é bobo, é lindo, e eu quero todos os clichês.

A sensação de segurança, de não acharem que você está com “armação” a cada gesto, cada fala.

A sensação de ter todas essas sensações maravilhosas para aliviar as cargas da vida, os momentos de agonia, dificuldades e tristezas, pois, nem tudo é sempre fácil, belo e constante. Vamos encontrar oscilações e obstáculos no caminho, mas que graça teria uma estrada reta de asfalto? Prefiro a sensação da trilha na floresta, acompanhada do amor BOM.

A sensação de ter sabedoria para ser o amor bom de alguém um dia, para manter a balança equilibrada, em perfeita sintonia. Que eu esteja pronta para quando o amor bom chegar. Pois, sem ele na vida, abre-se uma porta para a melancolia entrar.

A sensação de que as palavras e o riso estarão mais presentes que o silêncio e a ausência; do o calor dos corpos juntos mais que o frio deles separados; a sensação do cheiro, da respiração, das promessas cumpridas, dos sonhos compartilhados, das mãos dadas sempre, do não dormir brigados, do não brigar sem pedir desculpa, mesmo que você não tenha culpa; a sensação de dois dividindo uma vida, com altos e baixos, construindo outros tantos momentos, cheios de AMOR BOM.

A sensação de tolerância surgindo para suportar as partes desagradáveis do amor bom, porque amor bom, é sempre bom, até quando a coisa tá ruim o amor é bom. Se não é bom, não é amor.

Entregue-se até transbordar de amor, se derrame* E se der, ame!

Mas só dê e aceite AMOR BOM.

 
-.....---==I.=|=|..|=|=.I==----.....-
  Direitos Autorais:

Matildes Montenegro

Por profissão, arte e paixão sou fisioterapeuta; por amor, sou mãe do Matheus e do Arthur. Estas são as minhas criações, minhas por “empréstimo” pelo Divino Criador; de mim para eles meu amor se manifesta no mundo. Escrever surgiu como inspiração, quando pretendia estimular outras pessoas a serem gratas diariamente. Fios é como eu chamo meus pensamentos escritos. Fios invisíveis que nos conecta por sintonia.

https://osegredo.com.br/2017/05/todo-mundo-merece-um-amor-bom-porque-existem-sensacoes-que-o-bom-amor-e-capaz-de-nos-oferecer/

 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Outras CanalizaçõesII - IIVoltar HomeII