Por quê não posso fazer aquilo que amo e ganhar a vida desta forma neste mundo?
Mensagem de Neale Donald Walsh -
Sexta feira 13 de janeiro de 2006
 
Metade das pessoas do mundo justificam sua insatisfação e sua disfunção diante das situações da vida pensando que: deve haver algum aprendizado aqui. Mas atenção: Não há nada para aprender! Existe apenas ações dentro daquilo que o ser já sabe. E assim é. Agir dentro da sua verdade. O que eu chamo, viver a verdade em vez de viver na mentira.

Terry Cole-Whittaker deu-me uma vez uma placa que dizia: “Querido Neale, vocês é uma das pessoas mais corajosas e daquelas poucas que preferem escolher fazer a sua vida do que deixar a vida ir lhe levando”. Eu tenho muito orgulho desta placa.

Se vocês querem permanecer em seus empregos por que acham que precisam do dinheiro ou qualquer coisa assim, por Deus permaneçam nele, mas não permaneçam achando que têm alguma lição cósmica para aprender vivendo nesta comunidade.

Deixem-me comentar um pouco mais sobre “Por quê não posso fazer aquilo que amo e ganhar a vida desta forma neste mundo?” A postura que geralmente tomamos para reconciliar nossa experiência externa com a postura interna e com a realidade interna é a racionalização usada pelas pessoas para justificar a permanência na disfunção ou na infelicidade: “temos lições para aprender e não devemos fugir destes aprendizados”.

Será muito melhor se considerarmos que não temos nada para aprender. Temos apenas que demonstrar o que já sabemos a respeito disto ou daquilo.

CWG ensina que a vida não é uma escola, mas sim uma arena onde vocês têm a oportunidade de experienciar quem e o que vocês verdadeiramente são.

Permanecer em um emprego ou em um modelo de vida, de pensamento, não significa que vocês devem sentir-se mal, tristes. Vocês sempre podem saber quando algo não é bom, por que internamente sabem que algo está errado, e sempre sabemos quando algo é verdadeiro para nós, sentimos isto internamente. Vocês podem fingir que enganam suas mentes, mas nunca seus estômagos. Não é interessante?

O que é mais interessante ainda é que ainda conseguimos falhar muito em ouvir nosso sistema guia interno. Muitas pessoas passam suas vidas fazendo e vivendo coisas que não podem suportar, por quê?? Por que de alguma forma pensam que devem fazê-lo. Ou que faz parte de um plano, ou porque fizeram alguma promessa. Ou por que estão aprendendo alguma lição da vida.

Talvez esteja em tempo de corrigir este erro, Não há plano algum, a primeira e única promessa que vocês devem manter é com vocês mesmos. E também saibam que vocês já sabem tudo que estão querendo aprender. Desta forma todos os dissabores e tristezas que estão passando de nada servem.

Quando seus negócios parecerem não ir da forma como vocês planejaram é por que vocês estão confundindo o” fazer” com o” ser”. E este é o problema e a sensação de fracasso.

Deixem-me colocar um princípio básico que acredito posso resumir em uma frase:” É através do ser que o fazer floresce, de nenhuma outra forma pode ocorrer.”

Em outras palavras: Vamos dizer que você sente que é um escritor. E que vocês se sentiria muito feliz se pudesse realizar isto. Você poderia escrever poemas, prosas, contos, novelas, o que quer que fosse. Você unicamente deseja escrever. Mas você não pode fazer isto por que está preso no mundo corporativo, ou em qualquer das armadilhas em que você esteja preso. Então, você não consegue viver de escrever. E por isto você não se sente feliz.

O paradigma anterior sugere que o ser deriva do fazer, e depende disto. Mas esta sugestão é falsa. Na realidade definitivamente, é justamente o oposto, O fazer é apenas a representação do que vocês está sendo, agora. (consciente ou inconscientemente).

Então, se você deseja ser aquela coisa chamada:” escritor”, então, seja isto, não importa o que você esteja fazendo. Em outras palavras, vocês poderia estar trabalhando como lavador de pratos no club Stork e continuar sendo “aquela coisa” chamada “escritor”, como metade dos escritores em Nova York fazem. Colocando de outra maneira, os escritores para serem felizes, escrevem, não importa o que façam para sobreviver. Na verdade, os escritores nunca param de escrever. Não imporat onde estejam trabalhando, o que estejam fazendo, não importa se têm ou não tempo. Por que sempre existem algum tempo para que vocês sejam quem realmente são, por que o tempo de ser quem vocês são é todo o tempo.

Então escrevem, escrevam, e escrevam ainda mais! Escrevam dia e noite! Escrevam no ônibus, no banheiro, na hora do lanche, depois que o dia de trabalho acabar, escrevam, escrevam aquilo que vem de dentro dos seus corações, daquilo que vocês sentem que belo e bom, daquilo que vocês se maravilham no mundo. Ou, sobre aquilo que precisa ser mudado, se vocês preferirem, Apenas escrevam suas verdades, verdadeiramente. Escrevam e publiquem, continuem sempre escrevendo e publicando, por dias, meses, anos.

Insistam com o Universo que estão sendo que realmente são, não importa o que possa parecer que estejam fazendo.

Neale Donald Walsh
 
.....---==oo0II0oo==--......

© 2010 Fundação Recreation – http://www.cwg.org – Neale Donald Walsch é um mensageiro espiritual contemporâneo cujas palavras continuam a tocar o mundo. A sua série de livros Conversas com Deus foi traduzida para 27 línguas e tem inspirado importantes mudanças nas vidas de milhões de pessoas.

Tradução: Vania de Moura Carvalho Mendes  <Vania.Mendes@cassi.com.br>

Gostou! Indique para seus amigos.

|Topo da Pagina| - |Voltar Menu Neale Walsch| - |Voltar Home|