luz de gaia  
 
  CHEGA DE TEIMOSIA DA MENTE!
Michele Martini 
03 de janeiro de 2019
 
luz de gaia
 
 
Temos negligenciado alguns sentimentos que carregamos. Consideramos que não estamos preparados para os enfrentar.

Esses sentimentos são, na verdade, reflexos do sofrimento de termos que aguentar uma vida que, em alguns aspectos, faz as coisas parecerem cinzentas.

Porquê ficamos encontrando motivos e justificativas para nos manter no padrão que já é conhecido? Por que não temos forças para admitir que é preciso renunciar a isso em nome da nossa verdade e da nossa felicidade?

Se algo não nos traz felicidade plena, tentamos encontrar o lado positivo naquela situação para conseguirmos suportar algo que não temos admitido a nós mesmos que não nos faz felizes, e pronto.

Porque somos condicionados a aceitar o que é imposto a nós?

Alguém nos disse que é errado discordar, ou que é errado não ver o lado bom de todas as coisas, pois isso é pecado.

Temos negligenciado o lado negro. Temos carregado por muito tempo situações, comportamentos, pessoas, coisas, que não nos fazem felizes, e tornam nossa vida incompleta. São um verdadeiro veneno para a alma que fica impedida de ser livre para alcançar voos mais altos.

Permanecemos na mesmice, na zona de conforto, porque temos medo da mudança.

A mudança que eu digo aqui não é da parte material, do que está externo a nós, mas sim daquilo que estamos agarrados com toda a força, o personagem.

Não é errado achar algo ruim, ou não conseguir ser grato por tudo o que temos em nossa vida. Mas é errado fecharmos os olhos para esse sentimento, fingindo que está tudo bem e nos forçando a aceitar a todo custo porque pensamos que não aceitar e não agradecer é pecado, é falta de gratidão.

Ainda não aprendemos o real significado da gratidão. A gratidão só existe se for verdadeira, ela não é mentirosa.

Fingir que está tudo certo para manter o estado de gratidão é uma grande mentira. Até quando vamos continuar levando as nossas vidas na mentira?

Vamos analisar mais a fundo, e perguntar a nós mesmos quais são os nossos desejos de alma.

São esses que deveriam direcionar a nossa vida, e não aquelas ilusões que criamos para nos distrairmos no processo.

Sejamos verdadeiros do motivo pelo qual estamos sustentando situações em nossas vidas. Se estamos ali é porque algo necessita ser compreendido. Compreendida a lição, aí sim seguimos o nosso caminho sem olhar para trás.

Mas ocorre que acabamos nos envolvendo e nos identificando com antigos padrões, e vemos nas vivências temporárias, oportunidades de manifestarmos os personagens que já deveriam ter deixado de existir. Os trazemos novamente à vida, deixamos que ditem as nossas vidas, e nos distraímos da caminhada rumo a níveis mais altos de evolução.

Porque estacionamos em lições repetidas e esquecemos da nossa verdadeira missão de alma?

A missão de alma desponta para nós quando paramos para nos questionar quais são os nossos desejos de alma. Não somos capazes de mentir ou de fingir diante de um questionamento que vem da nossa essência mais pura e verdadeira. O que respondermos a essa pergunta será sempre verdade. Então façamos o exercício e assim nos libertaremos do controle de nossa mente e dos antigos padrões que vimos repetindo há tanto tempo.

É linda a estrada que viemos trilhar, mas de nada adianta perdermos tempo em lições antigas, que já devíamos ter superado. É lindo observar o processo gradativo de evolução da alma, mas apenas quando esse ocorre sempre em direção a níveis mais elevados, sem se repetir em comportamentos que já se tornaram vícios, manias, medos, traumas, teimosias.

Já basta de insistirmos em processos mentais que nos prendem. Nós criamos a nossa prisão. Ninguém está nos prendendo.

Somos infelizes porque queremos, porque escolhemos ser assim. Mergulhamos em comportamentos e pensamentos destrutivos como: meu peso não me agrada, a minha casa poderia ser em um outro bairro, quero mudar a cor do meu cabelo, não tenho tempo para nada, meu companheiro (a) não me agrada…. etc…

Tudo isso não passa de mera ilusão. E esse tipo de mania, de teimosia da alma escrava dos processos metais, cria esse tipo de pensamento para se manter prisioneira do sofrimento que nunca terminará.

Desperte para essa verdade! Não há motivos para continuar carregando tais tipos de pensamentos destrutivos que impedem o seu processo de ser mais leve e curativo. Já basta para as ilusões da mente e as manias que os personagens criaram e insistem em manter.

Vamos nos afinar com os desejos de nossa alma, e dar adeus definitivo às ilusões criadas pelos personagens que ficarão no passado.

Sejamos livres!

 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:

Michele Martini
Sou um canal em harmonia à luz violeta. Ancoro nesse plano o desejo de elevação planetária pela transmutação de toda densidade que bloqueia o livre fluir da luz e amor nessa dimensão. Em comunhão com os mestres ascensos, seres de luz e a partir da fé humana varreremos e transmutaremos os estados mentais densos em alegria, tranquilidade e amor. Com a ajuda da amada Mestra Portia, coloco-me a serviço da liberação de toda escuridão humana e planetária, buscando ser um instrumento de alivio da dor física, emocional e mental daqueles que se colocarem sob nosso campo de irradiação.


Fonte: http://www.pazetransformacao.com.br/
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
 

luz de gaia