luz de gaia   
 
  O TEMPO É O DE SUBSTITUIR OS RUÍDOS DA MENTE PELA BRANDURA DO CORAÇÃO
Mensagem da Mãe Maria canalizada por Thiago Strapasson e Michelinha Om
29 de Janeiro de 2016
 
luz de gaia
 
 
Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mentes e corações.

O tempo é o de substituir os ruídos da mente pela brandura do coração.

Por muito tempo, a humanidade andou em um duro processo de observação da vida a partir da mente linear. A mente, meus filhos, que é um instrumento sagrado concedido por Deus, para viverem e compreenderem o ambiente tridimensional.

Eu sei que muitos de vocês não compreendem o que digo, porque, por toda a existência de vocês nesse planeta se utilizam da mente para a própria manutenção da vida. Pois ela é o que os permite a sobrevivência do corpo físico, o se alimentar, se cuidar fisicamente, o amar humano, e porque não o de se perpetuarem na experiência pela união dos corpos.

Mas é tempo, meus filhos, da humanidade se descolar desse controle, e se abrir aos sentimentos e sensações que os levam para fora desse padrão.

A mudança planetária no ambiente em que vivem, talvez seja uma das mais duras de toda a história cosmológica. Pois jamais as almas haviam adentrado em um processo mental tão poderoso, a ponto de abandonar completamente a maestria dos dons da vida eterna.

O mundo passa a ser explicado, planejado, compreendido, comprovado e não sentido. Mais que isso, passa a ser pouco vivido.

Pois nesse ambiente mental que estão inseridos, os homens se fecham à verdade maior, aquela verdade à qual a mente foi projetada para não sentir.

A humanidade se fecha ao sentir do coração, e racionaliza a vida, controlando-a e a fechando em uma caixa de poucas surpresas.

Filhos do coração, a vida é maior, é mágica, e dentro dessa caixa mental que se aprisionaram, existe muita ajuda universal que a sua vibração é capaz de movimentar. Vocês movimentam toda a ajuda possível através de seu amor, de suas emoções, da vibração que irradiam de seus corações.

Nesse momento vocês simplesmente se libertam da caixa mental que se aprisionaram e percebem a luz que existe dentro de vocês. Vocês se abrem à benevolência do amor de Deus a todos os filhos.

Observem, amados filhos, o quão mental é o mundo em que vivem, apenas sentindo o quanto ainda se vinculam às dores que os cercam.

O quanto, filhos meus, vocês se prendem à ilusão da matéria, desejando os bens para si, desejando a vida de outros, sonhando com a felicidade material, quando tudo isso jamais os satisfará, porque o que realmente procuram está no amor de seus corações, na eternidade da vida.

É sim um duro processo, o da vida tridimensional na Terra. Porque ele retira a maestria de sua alma, e os coloca a serviço de um processo mental coletivo de medo, restrições e disputas.

Por isso, disse meu filho Jesus, em uma passagem de sua vida terrestre, que seria impossível servir a dois deuses, o material e o eterno. Pois o Deus da matéria, reside na mente, naquilo que vocês acreditam e que ensinaram. Mas o Deus eterno, é aquele que confia na sabedoria universal e no amor, para que dessa conjunção haja a fé e a paz, com a devoção a Deus.

É a mente filhos, é o processo mental, que os conduz às durezas da vida, pois o caminho do coração é leve e suave, pois ele não julga, não critica, não odeia, ele ama e aceita com confiança e fé na vida.

O que venho lhes dizer, filhos, é que abandonem as restrições que a matéria e o ego impõe em vocês. Abandonem o medo, pois o medo e o ego são os aspectos que julgam, e que colocam restrições em suas caminhadas.

O abandono das experiências materiais por completo, para viverem as experiências da alma, não trará o aprendizado necessário à sua evolução. Pois o sentimento que movimenta o colocar de restrições é o ego, é o medo e o aflorar de julgamentos.

O medo, filhos, não precisa fazer parte das suas caminhadas. Vocês encontram por um momento o caminho da luz e da leveza, o caminho da paz e da plenitude. E acabam por afastarem-se das experiências da matéria, porque sustentam o medo de se perderem dentre os impulsos que são trazidos pela experiência material. Mas acabam por estacionarem em seus ciclos de evolução, pois se fecham em uma realidade onde o julgamento os impede de aprender e evoluir.

Todos os seres, todas as experiências que são trazidas através do viver na matéria, são negados, e, portanto, acabam se fechando ao aprendizado.

Estão, filhos, queridos, impedindo que vocês mesmos galguem o seu processo de aprendizado e crescimento. As experiências materiais devem ser vividas, mas com o coração, seguindo sempre o seu propósito divino, com a irradiação do amor.

As situações que ocorrem em vossas vidas e que, por algum momento, os causam repulsa e julgamento, devem ser olhadas com amor e acolhimento. Vocês devem servir à sua verdade, que é aquilo que vibra em seus corações, e que está além da experiência material.

A partir desse ponto, o “servir” ao material, não mais existirá. Pois vocês passam a viver as experiências materiais com leveza e ancorando todos os aprendizados no coração. Permitindo que o amor tome as decisões e guie as suas vidas. Inseridos ainda na vida material, vão percorrendo os vales de aprendizado, as escolas de lições, e as quedas que proporcionarão crescimento e maior elevação. Mas todas essas experiências, quando aceitam que sejam vividas plenamente, agregarão muito ao seu crescimento e à evolução planetária, pois trarão a possibilidade de iluminar esses aspectos ligados a matéria, nos pontos que chegam até vocês, e também irradiar em todo o campo que esse aspecto atinge, em toda a humanidade.

E saibam, meus amados, que o único propósito das suas vidas na Terra, é o de se desvincularem desse processo mental coletivo, abandonando as restrições que adentraram nesse mundo. Ao assim fazerem, estarão cada dia a fortalecer as suas essências, para que, da sua própria luz, se sobressaia tudo o que guardam dentro de vocês. Estarão se abrindo à eternidade da vida, e compreendendo o mundo em que vivem.

Eu os deixo a refletir sobre esse processo em suas vidas, porque sou Maria, sua mãe, e ancoro a missão de dar as mãos a guiar a todos os que estiverem ainda cegos a sentir a realidade da alma.

Não é possível servir a Deus e a Mamon. Mas é possível servir a Deus e acolher Mamon, com amor, para que se eleve a experiência material até o divino.

Estejam em Paz meu filhos, Sou maria sua Mãe
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:

Michelinha OMluz de gaia
Sou um canal em harmonia à luz violeta. Ancoro nesse plano o desejo de elevação planetária pela transmutação de toda densidade que bloqueia o livre fluir da luz e amor nessa dimensão. Em comunhão com os mestres ascensos, seres de luz e a partir da fé humana varreremos e transmutaremos os estados mentais densos em alegria, tranquilidade e amor. Com a ajuda da amada Mestra Portia, coloco-me a serviço da liberação de toda escuridão humana e planetária, buscando ser um instrumento de alivio da dor física, emocional e mental daqueles que se colocarem sob nosso campo de irradiação.


Canais:
Thiago Strapasson ( http://coracaoavatar.blog.br/  ) e
Michelinha OM ( http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/ )
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
 

luz de gaia