luz de gaia   
 
   PERGUNTE AOS MESTRES - "122"
CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO
PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO
PAZ, LUZ E AMOR.
Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini
05 de agosto de 2017
 
luz de gaia
  * Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/.
O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.


 

TENHO MUITOS PROBLEMAS E DÚVIDAS NA MINHA VIDA

Pergunta:


Mestres, bom dia! Eu novamente quero agradecer por todos os ensinamentos que tenho encontrado nesse canal. Cada pergunta e cada resposta encontrada aqui me fazem pensar e refletir bastante. Principalmente porque tomo consciência do quanto nossa caminhada é semelhante nas lições que temos para aprender e que em muitos momentos a dor que tenho aqui comigo é a mesma do meu irmão. Somos tão semelhantes e ao mesmo tempo únicos. Eu agradeço pelo apoio e acolhimento que encontro aqui todos os dias. Hoje eu escrevo porque estou ansiosa e agitada. Tenho uma escolha, uma decisão para tomar e agora que chegou o momento estou assim agitada. No meu coração eu sinto que estou em paz com a escolha que fiz. Se me perguntarem é realmente isso que quer? Sim. É realmente o que quero e já faz tempo que venho adiando. Eu realmente quero fazer algo porque estou cansada do estado de reclamação que tenho vivido. E para começar as mudanças na minha vida sinto necessidade de ir embora, de deixar meu atual trabalho para poder recomeçar e tentar mais uma vez, nem que seja do zero. Eu já me preparei para isso durante esse ano. Já tenho condições físicas para sair de lá e me manter por um tempo. Acho que o que está pesando em mim é a responsabilidade da decisão e de como comunicar isso as pessoas que convivem comigo. Principalmente ao meu pai, que é a pessoa que eu considero mais crítica e rígida na minha vida, depois de mim é claro. É incrível como eu sou bem limitada nesse aspecto. Sempre achei que eu tivesse uma maturidade maior que das outras pessoas com as quais convivo, mas quando preciso tomar as rédeas parece que toda essa força que eu acho que tenho desaparece. E eu fico assim desestabilizada. E outra coisa que ficou mais evidente para mim é esse apego em alguns momentos e pessoas que fizeram parte da minha vida no passado e que volta e meia ficam martelando na minha cabeça sendo que nem existem mais no meu presente. Eles seguiram em frente e me parecem felizes no caminho que escolheram enquanto eu estou aqui, e parece que ando em círculos, envolvida nesse medo que não tem razão de ser. Essas emoções e sentimentos que tenho aqui dentro são resultado do meu medo do abandono, da rejeição e não aceitação? É por não assumir quem eu realmente sou e as escolhas que quero fazer na minha vida?

Resposta:

Filha. Todos os seus problemas são criados em torno da falta de silêncio interior. Você permanece com a mente agitada, olha os seus problemas e envolve-se neles, criando mais problemas e obstáculos. E em seguida cria restrições e justificativas para a criação dos seus problemas. Que tal começar a criar soluções e felicidade na sua vida? Olhe apenas para frente e agradeça o que tem hoje: viva no agora.

Osho


QUAL A VISÃO DOS MESTRES A MEU RESPEITO?

Pergunta:


Amados Mestres saudações! Muita gratidão por toda ajuda e amor direcionados a mim, e gratidão também aos canais. Mestres, desejo saber qual é a visão que vós tendes sobre a minha pessoa, sobre a minha caminhada, minhas atitudes, meu desempenho na minha missão hoje em dia. E também nos códigos de Agesta que estou usando, já estão sendo trabalhados ao meu favor?

Resposta:

Filha. O seu processo flui naturalmente. E o seu comprometimento com a sua própria cura e transformação é o que a fará seguir o caminho sempre reto em direção à sua evolução. Confie nos códigos e na sua própria capacidade de cura e de autotratamento. Você é capaz filha.

Sou irmã Clara


OMO MELHORAR MEU PADRÃO DE VIDA, E COMO AJUDAR O MEU FILHO?

Pergunta:


Mestres, meu agradecimento pela oportunidade. Gostaria de perguntar por que minha vida mudou tanto nos últimos dois anos. Fiquei desempregada, o meu padrão de vida e dos meus filhos mudou muito. O que tenho que fazer para reequilibrar minhas finanças? Mas o que tenho reparado é que neste período me dediquei a prestar mais atenção à minha evolução. Gostaria de saber também sobre o meu filho amado, que tem muita ansiedade, o que posso fazer para orientá-lo para que ele se acalme e consiga seguir a vida de adulto, terminar a faculdade. Novamente fico imensamente grata pela oportunidade.

Resposta 1:

Filha. Está trazendo aos poucos a luz da sabedoria para a sua convivência diária. Já é capaz de perceber os motivos pelos quais passa pelos aprendizados da vida. Agora o próximo passo é o reconhecimento da sua sabedoria adquirida, e entrar no estado de paz e equilíbrio interior. A aceitação dos aprendizados a fará entrar em um estado de paz interior que silenciará as suas perguntas em relação a sua vida, e à vida de seu filho. Compreenderá que ele também, assim como você, tem a estrada de aprendizado a trilhar, portanto os erros e as dúvidas do caminho são benéficos, para que ele também possa adquirir a própria sabedoria. Você deve apenas silenciar, se assim quiser, e então obterá as respostas de que não há pergunta a ser respondida, e sim apenas permanecer dentro da sua paz e aceitação do presente.

Sou Pórtia

Resposta 2:

Filha. Esteja na luz, na sua própria luz interior em confiança no melhor. A ansiedade está nos registros que seu filho recebeu de ti. Não és culpada por isso, não dizemos isso, mas é algo que precisam transcender juntos. É algo que carregam juntos. Você pode o apoiar em confiança e aprender com ele. Converse com ele sobre essas situações, de mente aberta, e explique que a ansiedade é um processo comum. Ao conversarem deem às mãos e transcendam esse aspecto juntos, a partir da respiração e paciência. Podem ser o reflexo um do outro, sem julgamento quanto a esses sentimentos. Não se punam por se sentirem ansiosos. Não neguem esse sentimento. Deixe-o vir e trabalhem de mãos dadas com ele. E assim é.

Serapis Bey


O QUE FAZER COM A MINHA VIDA E COM MEU MARIDO? EU O TRAÍ E ME SINTO CULPADA

Pergunta:


Caros Mestres. Em primeiro lugar, quero agradecer as respostas para as minhas perguntas anteriores. De certa forma, elas me fizeram refletir sobre minha vida. Quero que meu coração fale e expresse o que ele realmente sente. Desde que comecei a ouvir sobre o mundo espiritual, sobre o potencial que todos nós temos, e o que podemos fazer, comecei a ter dúvidas sobre eu mesma. Comecei a participar de programas sobre desenvolvimento pessoal, onde vi minha personalidade ser moldada por outros, por medo. Não sei se foi bom ou ruim, mas não consegui continuar, porque é um programa online e minha situação financeira não ajuda. Eu estou desempregado há quase quatro anos. Por causa das minhas escolhas, meus filhos têm que sofrer e, como vocês sabem, eu sou casada com um homem insensível que me culpa de tudo. Eu realmente gostaria de continuar minha jornada espiritual, mas eu não tenho uma base forte, e talvez eu ainda tenha medo de não ter apoio também. Às vezes eu acho que é tudo uma mentira, e que eu deveria continuar vivendo do jeito que eu vivia antes de trair meu marido e perder meu emprego. Pedi a Deus em minhas orações para mudar minha vida porque estou cansada de sofrer. Eu choro quase todos os dias e meus olhos não mostram mais felicidade. Apesar de saber que Deus nunca me abandonaria, ainda tenho dúvidas se eu realmente mereço alguma ajuda ou apoio. Depois de tudo que aconteceu na minha vida, acho que não mereço ser amada ou ajudada. Minha família mudou, eles me tratam como se eu fosse uma estranha, e a pior de todas as pessoas na Terra. Dói-me saber que eu causei tanta dor e decepção para meu marido e meus filhos. Hoje eu só quero mostrar-lhes que cometi um erro e não estou orgulhosa disso e eu sou a mesmo de sempre. Feriu-me saber que minha madrinha não se importa mais comigo e com todos os outros. Eu era alguém que todos respeitavam, mas hoje eu sou encarada como pecadora e adúltera, e não mereço respeito nem compaixão de ninguém. No fundo, eu sei que não devo me sentir assim, porque todos nós cometemos erros e não posso ser condenada pelo resto da minha vida. Meu marido agora não me respeita, ele não respeita nossos filhos, ele não se importa com quem e como pensamos. Temos que viver de acordo com o que ele acredita e ele não vê a dor que ele causa em nós. Temos medo de dizer algo porque ele pode nos vencer. Nossos filhos vivem oprimidos e têm que fazer o que ele acha certo. Eu não concordo e vejo a dor em nossos filhos, e às vezes eu sinto vontade de gritar e desaparecer, mas Deus os me deu para cuidar e amar, e me sinto responsável por eles agora. Eu já tentei me separar dele, mas ele os tratou mal e os usou para me afetar e voltei para ele por causa deles. Neste momento, todos nós dependemos dele porque ele é o único a trabalhar e temos que fazer tudo o que ele diz. Eu não posso ter amigos também por causa do passado. Pedi a Deus muitas vezes para mudar seu coração, mas até agora esse homem é pior, que às vezes sentimos pena dele. Preciso de uma mudança, preciso de apoio e preciso de ajuda, caso contrário continuarei vivendo em opressão, medo e incerteza. Por favor, peço um milagre em nossas vidas para que possamos viver e ser felizes. Muito obrigada.

Resposta:

O que acontece com o seu coração, filha? Esqueceu-se do amor por si mesma, e da sua fé? Esquece-se que não é diferente de todos os outros seres humanos, pais e mães de família, e até filhos. Todos têm os obstáculos a superar, e você não é diferente, minha filha. Mas o que precisa entender é que só poderá mudar a sua vida, quando parar de se culpar pelos seus erros. A única pessoa capaz de saber o que ocorre em seu coração, e o que a leva a tomar a atitude que for, em sua vida, é você mesma, e Deus. Ninguém, minha querida, é capaz de olhar a ti e dizer o que se passa em sua vida de mulher, que necessita receber amor e doar amor. E quando o fluxo de receber e doar, é impedido de fluir, ocorrem os desequilíbrios, e isso é perfeitamente natural. Você está apenas tendo experiências que a farão retomar o fluxo de energia de doar e receber amor. Por isso, minha querida, justamente pelo fato de que sabemos que no momento você não é capaz de sentir o nosso amor por ti, comece a exercitar o ato de oferecer amor, e com o tempo estará aberta a sentir o que já é enviado a ti, desbloqueará o que hoje a impede de deixar fluir esse fluxo natural de energia, que faz parte da manifestação do feminino em sua vida. Você ama minha filha? Então continue a amar, dê o seu amor, ofereça o seu amor sempre. Permita que essa energia flua por você, você foi provocada a experimentar essa energia para que retome o fluxo natural da sua vida, e que atraia a felicidade para si. Apenas permita que o amor flua, doe amor, e então começará a sentir-se amada, e verá como tudo, com o tempo irá se ajustar. Pois o seu olhar, hoje sem esperança com a vida, se preencherá do brilho do amor, então nada a abalará. A nossa única fortaleza, querida, é o amor. Ele nos une a Deus, ele nos permite sermos realmente felizes.

Sou Durga
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini
Colaboração: Ilza Barreto.
Fonte: www.pazetransformacao.com.br
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
 

luz de gaia