A ESFINGE FALA SOBRE LEIS E A FONTE
Por Petra Margolis
Em 08 de abril de 2013
 
 
  Muitos pensam que como eles têm ciência, consciência, experiências, todos que estão presentes têm ciência, consciência e experiências.

Muitos tentam encontrar um propósito, uma orientação superior além deles para explicar e encontrar o propósito para suas ações e reações dentro de suas próprias experiências.

Entender que há locais que podem permanecer puros disto tudo é quase uma heresia, mas como dissemos antes, a verdade é muito mais simples do que vocês pensam.

Um ser puro somente pode ser puro se não tiver conhecimento de qualquer experiência, pois qualquer experiência pode influenciar a pureza dentro de cada ser.

Isto não quer dizer que não exista qualquer orientação superior, como vocês a chamam, a orientação superior provém de seu próprio ser dentro do seu próprio ser e de muitas camadas dentro do seu próprio ser.

Mas parte do seu ser não é autociente e nem consciente de tudo isso, pois ela permanece pura de quaisquer experiências e desta forma vocês podem retornar para o lugar de pureza pelo qual vocês procuram.

Assim que vocês retornarem, vocês serão capazes de experienciar o espaço de unidade que vocês buscam, mas esta unidade está dentro do seu próprio ser, porém esta unidade é o que dissolve toda ciência e consciência, pois a unidade somente pode ser sentida dentro da pureza da não ciência.

Ao falarmos sobre a fonte, nós explicamos a pureza da fonte, pois ela não é autociente e desta forma não é influenciada por tudo que é experimentado por todos os seres dentro da fonte.

Como vocês se sentiriam se houvesse uma fonte que é autociente, consciente de todas as experiências dentro de cada ser e desta forma está, de fato, escolhendo lados às vezes?

Vocês gostariam que esta fonte escolhesse o seu lado, vocês gostariam de pensar que a fonte está do seu lado, pois vocês decidiram que são aqueles que estão certos e os outros errados.

Isto nos leva para as leis que vocês pensam que são aplicadas.

A Lei da Unidade, a Lei do Amor, as Leis Universais e mais.

Livre arbítrio significa que não pode haver quaisquer Leis em aplicação, pois cada Lei interferiria com o livre arbítrio.

Muitos gostariam de ver a Lei do Amor ou a Lei da Unidade aplicada na criação.

Mas isto interferiria naqueles que escolheram caminhos diferentes.

A mesma coisa se aplica ao pensamento de que há Um Criador orientando a criação.

Se houvesse um criador, não haveria outras criações possíveis de outros seres.

Suas crenças externas muitas vezes os orientam em como ver e explicar suas experiências interiores.

O entendimento humano da verdade interior é limitado pelas crenças externas do humano.

De uma fonte para outra
Petra Margolis
 
 
-.....---==II==----.....-
 
Direitos Autorais:

http://www.ascendedmasters.org/ 
Fonte: http://lightworkers.org/channeling/ 
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/ 
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Mundo Mestres - Petra   II - IIVoltar HomeII