A ESFINGE FALA: USE DISCERNIMENTO
Por Petra Margolis
Em 19 de agosto de 2014
 
 
  Algo em que você precisa pensar como muitos lhe darão o conselho é em como e de que modo usar o discernimento e também o que deveria ser discernido e o que é o discernimento.

Muito do discernimento se trata de entender o seu “eu”, seu ser, quem você é como um humano, mas também quem você é como um ser espiritual.

Não se trata apenas de sentir como bom ou ruim, sentir pelo coração ou pela mente.

Entender o discernimento é bem mais profundo que isso.

Trata-se de entender suas próprias energias e como elas operam.

Você pode pensar que quando algo não parece bom, é errado; esta não é necessariamente a verdade, pois muitas vezes esses sentir como ruim podem ser antigas energias surgindo dentro de você.

Essas energias podem estar relacionadas a esta vida, mas também podem estar relacionadas a vidas anteriores, elas podem até estar relacionadas a vidas não passadas na terra.

É igual com o sentir como bom; isto pode estar relacionado a tudo mencionado acima.

Isto significa que seu discernimento é baseado não apenas nesta vida, mas em tudo o que você experimentou e armazenou em seu interior desde o momento que você passou a existir.

E também depende de quanto você está conectado com o seu chamado ser superior.

Deste modo, um sentir como ruim significa que há algo para limpar, mas também um sentir como bom pode significar que há algo para limpar, pois esta não é a única vida em que você foi mal orientado pelos outros.

A solução é ficar o mais limpo possível interiormente e levar em consideração que não se trata apenas de limpar esta vida.

Mas encontrar o que necessita ser limpo é muito difícil, como você pode saber que normalmente não é fácil encontrar algo dentro de você de que você não gosta.

Limpar é algo que não se trata apenas de liberar energias, como quando alguém diz: eu perdoei essa pessoa por suas ações e não carrego mais essas energias dentro de mim.

Você liberou parte dela, de um modo você reprogramou parte de você para não mais sentir raiva ou ódio ou sentir como ruim.

Isto não significa que este sentimento está completamente limpo, pois as energias têm uma memória, elas recebem codificação através do que você experimenta, do que você cria, etc..

Isto pode significar que no momento que você encontrar uma situação semelhante, os mesmos sentimentos que você perdoou na outra pessoa, podem voltar e às vezes até mais fortes.

Isto também acontece quando uma situação lembra sua energia de uma situação de vida passada.

De certo modo, o discernimento muitas vezes é baseado em onde você está naquele momento e o que você se permite ver e sentir naquele momento, e se você pode encontrar a coragem de explorar se o sentir como bom ou ruim é realmente uma boa base para seu discernimento naquele momento.

Isto também depende de seu entendimento do seu “eu”, seu ser e onde você está dentro do seu entendimento do está acontecendo interiormente.

 
 
-.....---==II==----.....-
 
Direitos Autorais:

Fonte: http://lightworkers.org/channeling/

Tradução:
Blog Sintese http://blogsintese.blogspot.com  
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
Facebook    
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Mundo MestresII - IIVoltar HomeII