NÓS DESAPARECEMOS?
Pergunta de Jess Respondida por Ísis Através de Petra Margolis
em 24 de novembro de 2011
 
Petra:
Jesse perguntou isto tantas vezes que eu acho que ele merece uma resposta, então, desde que ele perguntou a Ísis, eu pedi a ela para nos dar uma explicação ou pelo menos mais informação sobre o que acontece quando nós nos tornamos nosso próprio Ser Fonte.


Ísis sobre "nós desaparecemos?"

É necessária mais informação em relação a como vocês vieram a existir.

Eu sei que nossa canalizadora passou por algumas experiências ontem que podem explicar um pouco mais sobre isso e ela irá compartilhar no final da mensagem.

Todo ser nasce na Fonte; nascer na Fonte significa que você já é um com tudo, pois você contém tudo que está dentro da Fonte.

Vocês podem ver a Fonte como um grande computador em que todas as experiências estão armazenadas.

Nada é feito com isto, exceto que pode ser a fonte de informação para tudo.

Esta é apenas uma breve explicação, pois é claro que há mais, mas muito não pode ser explicado em palavras neste momento.

Todo ser é uma energia separada, e como a Fonte está sempre se expandindo, mais e mais seres estão passando a existir.

Por energia separada nós queremos dizer: vocês têm o livre arbítrio de experienciar tudo.

Todos vocês são constituídos da mesma energia, a Fonte.

Vocês podem ver a Fonte como a energia básica da sua existência e a partir daí vocês experienciam, exploram e expandem.

Agora, tudo isso acontece dentro da energia da Fonte, pois tudo é constituído da energia da Fonte.

Você é um ser com consciência, como vocês a chamam. Essa consciência é a parte que explora, experiência e se expande o tempo todo.

O que vocês entendem por consciência é realmente todas as suas partes, é a sua totalidade.

Para entrar numa realidade humana, vocês dividiram essa energia de consciência em várias partes, e deram diferentes nomes. Tais como: chakras, corpos de energia, eu superior, alma, presença eu sou.
Todas essas partes têm uma consciência, elas podem pensar, explorar, experienciar e expandir.

Todas as partículas de energia no seu interior têm consciência.

Você já é um ser fonte de todas as formas.

Quando nós falamos sobre tornar-se um ser fonte, nós queremos dizer: lembrar-se de que você já é um ser fonte.

Tornar-se ou lembrar-se não significa que vocês desaparecem, apenas significa lembrar-se de tudo o que vocês são ao invés de estar consciente de apenas uma parte do que vocês são.

Ao invés de desaparecer, vocês se tornam mais do que vocês são agora, porque vocês se lembram de tudo que vocês são.

Retornar à Fonte é estar consciente de tudo o que vocês são.

Tornar-se um com a Fonte é justamente isso.

Vocês já são Um com a Fonte em todos os momentos da EXISTÊNCIA.

Para deixar isto completamente claro: não, vocês não desaparecem, vocês, na verdade, aparecem.

Ísis


Petra:

Como nós chegamos aqui?

Há tantas questões passando pela minha mente às vezes e em outras vezes a mente está justamente quieta.

Quando a mente está quieta é hora de prestar atenção.

Eu pedi para ser levada para onde tudo começou, eu pedi antes, mas eu senti que desta vez eu seria capaz de ver mais.

Eu me senti atravessando muitas camadas de energia, bem parecido a passar por um túnel.
Eu percebi que em alguns pontos, em que fiquei um pouco mais de tempo, havia um pulsar dentro da energia.
No início eu sentia mais em minha cabeça, praticamente como se meu cérebro estivesse pulsando, mas não o pulsar normal, mais parecido com contrair e expandir lentamente.

Em outros locais mais para o fundo desse túnel parecia haver um foco maior nos meus olhos, como se eu estivesse vendo tudo através dos meus olhos, mas meus olhos estavam fechados e eu podia sentir a energia ao redor dos olhos fazendo contração e expansão.

No começo este pulsar era bastante rápido, mas quanto mais eu me movia, mais lento ele se tornava, até que atravessei um espaço onde tudo o que eu via eram imagens flutuando, imagens de coisas que nós veríamos na Terra, mas também imagens que eu jamais vi e não eram da Terra.

O estranho é que em todos os lugares onde eu fui não havia luz, mas mesmo assim eu podia ver tudo.
Eu atravessei este espaço das imagens e atravessei alguns outros espaços até que eu me vi num tipo de casulo, difícil de explicar, eu podia me ver separada da energia num espaço com nada, somente eu nele, e havia um contorno muito próximo do meu corpo.
O contorno tinha o formato de um ovo.
Eu me lembro de que exatamente antes de entrar nele, eu vi muitos locais, universos eu acho, era o que parecia, mas havia muitos deles.

Eu ainda estava nesse ovo, como se tivesse sido puxada por alguma coisa e me senti entrando nesses universos.
Então eu voltei para aquele espaço antes de ser puxada e eu olhei ao meu redor e vi muitos outros no mesmo tipo de ovo, dos meus dois lados.

Senti-me movimentando de novo, mas desta vez eu via a partir do meu exterior e era como uma flor, no meio havia pistilos e eles estavam saindo desses ovos.
Afastando-me mais, eu vi mais flores, primeiro era apenas uma, e então duas e aí um campo inteiro, saindo dessas pequenas sementes, ou ovos.

Eu pedi para ser levada mais além, até a Fonte, pois eu entendi que não era o começo e eu queria ver o começo de tudo isso.

Senti-me movimentando de novo, desta vez na flor, em outro túnel; apesar de parecer um túnel, eu não conseguia ver nenhuma parede, apenas um espaço aberto.
Eu acabei num local onde não havia nada, somente uma pequena luz, parecia uma luz, mas ela não estava brilhando, não estava irradiando luz.
Senti-me movendo para esse pequeno ponto, atravessei-o muito rapidamente e me encontrei olhando para um lago, pelo menos é o que pensei que fosse, pois eu não podia ver o fim, tudo parecia água e havia ondulações, mas eu não via nenhum movimento; até que eu vi algumas bolhas.
Elas iam e vinham e tudo estava silente e estático.
Novamente não havia luz, eu tinha a sensação das cores, mas não havia luz, e ainda eu podia ver tudo tão claro como se houvesse luz.
Eu entrei na água, como eu a via, indo cada vez mais fundo até que senti que não podia me aprofundar mais e havia batido numa parede, mas a parede não era reta.

Quando eu penso nela agora, ela era praticamente o que vocês consideram um útero, e eu me senti encostando nela.
Eu me olhei fazendo isso, e tinha tanta paz, eu me senti lentamente sair flutuando, sem pensamentos, tal como quando vocês sentem que estão caindo no sono, tudo é tão calmo e com tanta paz que vocês apenas sentem-se entrando cada vez mais nele.

No momento em que fiz isso, eu pude me ver desaparecer.
Levou só um segundo e tinha sumido.
Nesse momento eu percebi que eu não estava mais respirando, e foi difícil fazer meu corpo físico respirar.
Normalmente seu corpo faz isto automaticamente, ele se mantém respirando, e no momento que você percebe que parou de respirar, você dá grandes inspirações.
Mas foi diferente, eu apenas lentamente comecei a respirar de novo, mas tive de forçar meu corpo a respirar.
Meu corpo na verdade estava trabalhando contra isso, tipo que dizendo que não precisava respirar.

Demorou vários minutos para voltar ao ponto em que meu corpo estava respirando sem eu ter de forçá-lo.

A partir aí eu estava vendo de novo as imagens de todas aquelas sementes sendo catapultadas para esses universos e eu senti que estava me aproximando.
Cada semente seguia seu próprio caminho, eu me senti entrando num local onde algumas dessas sementes já estavam presentes e eu fui cumprimentada com um resmungo do tipo: nós não queremos você aqui. Outros locais eram mais amistosos e as sementes apenas estavam explorando tanto em grupos ou por si mesmas.

Eu me senti sair desse lugar de onde eu podia ver todos esses universos e voltar para a Terra.
Eu já não podia mais ver todos eles, mas ainda podia ver alguns.

E foi aí que terminei minha experiência.
 
----.....---==II==----.....----
 
http://www.ascendedmasters.org/


Fonte: http://lightworkers.org/channeling/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
 
Gostou! Indique para seus amigos.
|Topo da Pagina| - |Voltar Menu Mundo dos Mestres Ascensos| - |Voltar Home|