O NASCER DO SOL
Julie Redstone
06 de Outubro de 2011
 
Um novo sol está nascendo na Terra. Ele está se elevando da névoa que cobriu as esperanças da humanidade, e dissipando as nuvens que escureceram a consciência da humanidade ao longo do tempo.

É o despertar dos corações daqueles que sentem o seu calor para a possibilidade do amor, criando uma infusão de luz no corpo e na consciência de todos.

Este novo sol está surgindo acima do horizonte, lançando os seus raios nas partículas da matéria que formam a substância física em todos os níveis de expressão. Ele está animando a estrutura física do que existe, de modo que possa conter mais de si mesmo e mais do que é destinado a ser.

Onde quer que a vida exista, o sol nascente está trazendo à manifestação mais vida ainda, de modo que tudo na Terra – as plantas, as árvores, os rios, os riachos, os pássaros, as criaturas do mar, e até aquelas pedras silenciosas que pagam um tributo à passagem do tempo – todos estão sendo avivados pelos seus raios.

Esta nova energia não é algo que possa ser tirada. Ela não pode reverter ao seu estado anterior. Não importa quais sejam os obstáculos, as inibições, as limitações ou os pensamentos de limitação que possam ter estado presentes no passado, ela está rompendo as barreiras para mais expansão, de modo que cada ser encarnado possa se estender além dos limites do que se considerava possível.

Hoje, no coração de cada criatura, os raios do sol podem ser cada vez mais sentidos, trazendo com eles uma consciência da presença do amor de Deus, aumentando o conhecimento de que existe apenas uma Vida sagrada a ser vivida por todos, e que ninguém está separado dela, assim como ninguém está isento dela.

Esta Vida sagrada é uma grande dádiva, bem como uma grande responsabilidade. De fato, o duplo conhecimento da alegria e da dedicação surge dentro do peito humano, criando uma compreensão de que é necessário cuidar de todos os outros, não apenas de si mesmo. É necessário viver com a Terra em mente, não apenas com a preocupação de alguns na mente.

Este compromisso em expansão é um dom precioso. Pois ele traz ao coração uma consciência de que o amor está em toda parte – que ele flui para fora dos recessos do ser para todos os seres.

Na presença do amor, a resposta de gratidão surge para abraçar o novo. Ela lava tudo o que reside interiormente que tem estado implacável ou agressivo. Dá a cada percepção um sentido de beleza e de santidade que se infiltra até mesmo nos eventos mais comuns e corriqueiros.

A gratidão escoa como um córrego silencioso nos espaços até mais doentios do coração. Ela começa a fazer sentir a sua presença e altera todas as percepções com uma tonalidade nova, de modo que aquilo que permanece do sofrimento do passado comece a desaparecer.

Como o sol nascente dá o seu brilho à Terra, assim, também, traz à humanidade um novo sentido de sua própria identidade, mantida pela própria luz do sol. Esta identidade é transmitida através da pele, do ar e da própria respiração. Não é um conhecimento adquirido pela mente, mas pelo corpo e o coração. Tal conhecimento faz com que a alma seja estimulada e o coração entoe uma música de renascimento – de esperança, de alegria, de louvor e celebração – que o tempo do inverno acabou, e que uma nova Primavera já começou.
 
----.....---==||.....---ooo000ooo--......||==----.....----
 
Fonte: http://www.lightomega.org/Rising-Sun.html


Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
Gostou! Indique para seus amigos.
|Topo da Pagina| - |Voltar Menu Luz Omega| - |Voltar Home|