O FOGO QUE QUEIMA: A ATUAL CRISE NO EGITO
Mensagem de Julie Redstone
13 de Dezembro de 2012
 
O fogo que queima é o desejo inabalável e a cada dia mais forte de que cada voz seja ouvida, que cada vida seja vivida em sua plenitude, que a cada ser humano seja dada a oportunidade de viver de acordo com a sua própria compreensão do que é a vida.

O fogo que queima é o anseio tanto da liberdade política quanto da liberdade pessoal que está se intensificando agora, na presença do aumento da luz, que não irá se contentar com nada menos do que a dignidade pessoal, expressa no direito de escolha e na igualdade de homens e mulheres diante de Deus.

Tudo o que seja menos do que isto está sendo consumido pelo fogo crescente, neste anseio pelos ideais democráticos que permitem a maior dignidade e expressão mais plena com a vida de cada indivíduo. O que não pode ser determinado é a forma com que tais ideais acabarão por se expressar – com o que as novas estruturas do governo ou da sociedade, procurarão se manifestar. E, no entanto, o que é visível agora é a rejeição do que está no caminho da dignidade, do que compromete a liberdade.

Esta nova onda de energia e de motivação envolve uma aceleração do coração, que não aceitará menos do que o ser humano sente como o seu direito inalienável. É um chamado para a expressão completa do direito à igualdade, à liberdade e à busca da felicidade.

Há alguns que continuam a propor que a liberdade humana pode ser alcançada por algo que, entretanto, aparece como uma falta de liberdade – como limitação ao direito de escolha. Tal argumento que afirma que o fim justifica os meios não é mais aceitável ao coração que persegue o seu próprio direito de viver. Não se pode aceitar tal premissa, nem mesmo como uma medida temporária, mas exige os meios para que homens e mulheres escolham o seu próprio destino.

No Egito hoje, nós vemos entre os muitos que estão buscando as mudanças, a expressão desta chama interior, deste “fogo que queima” que não irá aceitar compromissos ou falsas promessas de que as coisas serão melhores no futuro, mas que busca uma expressão direta do respeito humano e do governo pelo povo. Nem todos os que estão em protesto representam este ideal, mas muitos sim. E em todo o mundo Árabe há irmãos e irmãs que estão sendo animados pela chama da verdade do seu coração.

Este é o fogo que queima e a sua chama está cada vez mais forte em cada coração humano. Pois cada ser humano procura viver uma vida em liberdade, uma vida de auto-respeito, com dignidade e o direito de escolher o seu próprio destino. Que o mundo desperte para estes valores do coração e que a sua chama possa queimar a escória do que resta da repressão, da indiferença que serve a poucos, em detrimento de muitos, e as limitações da crença que criam desigualdades entre os povos. Que os valores do coração vivam agora de acordo com os princípios com os quais Deus criou cada coração e pelos quais a sociedade está destinada a viver.
 
----.....---==II==----.....----
 
Fonte: http://lightomega.org/ 

Traduzido por: Regina Drumond Chichorro – reginamadrumond@yahoo.com.br 
 
Gostou! Indique para seus amigos.
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Luz Omega - Julie II - IIVoltar HomeII