O ESPAÇO ALÉM
Mensagem de Julie Redstone
16 de Setembro de 2013
 
 
  Para aqueles que nunca compreenderam ou que nunca se perguntaram, o que era uma realidade multidimensional, é, em essência, a existência simultânea de outras realidades que são invisíveis a nossa, mas que existem, no entanto, dentro do seu próprio direito. Este conceito pode não parecer relevante às preocupações práticas de cada dia e, no entanto, é relevante a toda a nossa compreensão de onde a humanidade está indo e onde está, em termos de sua compreensão do “real”.

Hoje, demos um novo passo ao acessarmos a possibilidade para que muitos experienciassem o significado de “realidade multidimensional”. Hoje, a mídia em muitas nações, anunciou um evento que realmente ocorreu em 12 de Agosto de 2012, quando a nave espacial Voyager deixou o nosso sistema solar e entrou no espaço intergaláctico.

Embora este evento fosse realizado há um ano, não foi validado pelas mentes científicas até Abril deste ano, quando os sons de plasma do espaço intergaláctico puderam ser verificados, e não foi comunicado ao público até agora.

Tal evento, tanto em sua ocorrência em tempo real há um ano e em sua comunicação hoje, afeta a nossa percepção da realidade. Pois, nós o percebemos em nossa consciência mais ampla, não apenas o transporte de uma nave espacial a uma determinada distância da Terra, mas também como um objeto real, criado por mãos e mentes humanas, explorando agora um reino do espaço que não era inteiramente real para nós. Este é o reino do espaço galáctico, a Via Láctea, e a nave espacial Voyager estará orbitando ao redor do seu centro por bilhões de anos.

Qual é a mensagem multidimensional para a humanidade, deste evento?

A mensagem expansiva do Voyager entrando no espaço intergaláctico é que, pela primeira vez na história humana, um limite foi ultrapassado. Nós, a humanidade, não mais existimos dentro da “bolha” de nosso próprio sistema solar como um planeta juntamente com outros planetas, orbitando ao redor do sol.

Agora, atravessamos este limite e estamos nos relacionando com o centro galáctico, o centro de uma galáxia em espiral que está a 100.000 anos luz. E estamos nos relacionando com ele não apenas como um centro físico, mas como um centro espiritual, mesmo sem estarmos conscientes de fazermos isto. Pois, assim como cada encarnação humana tem um centro espiritual ou vida que a infunde, assim também, todos os corpos planetários têm tais centros e assim, também, o centro da galáxia.

No caso do centro galáctico, aqueles que se investiram no relacionamento com este centro espiritual, referem-se a ele como um foco da força Divina que está muito além do poder espiritual, da autoridade, da sabedoria e do amor, que até o nosso próprio sol físico e espiritual pode transmitir.

O Grande Sol Central está nos chamando e esteve nos chamando por eras, e nós, em uma pequena nave espacial, estamos respondendo. Cruzamos os limites de nossa ideia mais limitada de espaço e tempo e estamos agora viajando em bilhões de anos, durante os quais o nosso pequeno representante estará orbitando ao redor deste Centro Galáctico físico e espiritual.

Para que compreendam esta comunicação multidimensional mais claramente, considerem o seguinte, que existe por meio de um princípio espiritual. Cada ação física tem a sua contraparte mais elevada, tanto em significado, quanto em energia. Isto é verdade para cada ação humana que é realizada, e é também verdade para os eventos físicos não humanos.

O evento físico é frequentemente a incorporação de um evento espiritual maior, e o espiritual, mais do que o físico, é o significativo. Pois, dependendo de sua qualidade e conteúdo, é possível para ele, ter um impacto em toda a consciência humana.

Que esta expansão além do espaço familiar de nosso próprio sistema solar anuncie uma nova consciência para a humanidade, uma nova disposição de se relacionar com o universo como um todo e ser parte do universo como um todo. Que as bênçãos cheguem para toda a vida a partir deste importante avanço.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
Fonte: http://lightomega.org/ 

Traduzido por: Regina Drumond Chichorro – reginamadrumond@yahoo.com.br 
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
Facebook    
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Luz Omega - Julie II - IIVoltar HomeII