O CORAÇÃO DA HUMANIDADE
Julie Redstone
Novembro de 2011
 
Assim como existe em cada indivíduo um coração que é tanto uma bússola moral quanto uma fonte de sabedoria e de amor, assim também há um coração na consciência coletiva da humanidade que bate com o ritmo de seu próprio senso de propósito e de vida.

Este coração universal é composto de todos os corações individuais que formam a sua estrutura celular e energética. Entretanto, é mais do que isto. Pois incorporado em seu próprio núcleo estão os princípios que foram semeados na consciência humana desde o início da evolução da Terra, quando as almas começaram a povoar a esfera planetária. Naquele tempo, a consciência individual não era o que ela é hoje. Naquele tempo, o senso de propósito humano, do valor da vida e do respeito e reverência pelo Criador, ainda operavam poderosamente quanto ao que restou dos reinos mais elevados e que se transferiu para a experiência humana.

Lenta, mas seguramente ao longo dos milênios, enquanto a realidade de viver em um mundo da forma se manteve e a consciência do eu como separado de todos os outros se tornou um “fato” inevitável, em vez de uma ilusão perceptiva, o coração coletivo da humanidade também sofreu uma transformação que correspondia a esta mudança. Em vez de bater com o amor universal por toda a vida em um planeta que lhe tinha sido dado como uma dádiva, o coração coletivo da humanidade começou a bater também com uma sensação de medo, trazido à existência através de um sentimento de vulnerabilidade e de solidão, e a sensação de que a própria vida poderia estar em risco. Tal medo nunca existira antes. Ele surgiu como resultado da percepção da dualidade.

O coração coletivo da humanidade permanece enaltecido, hoje, com a sua moral original e a sua integridade espiritual, mas está envolvido pelo medo que surgiu e que se tornou “natural” à consciência humana. Também é influenciado por outros atributos que derivam deste medo, tal como o desejo pelo poder, a superioridade e a necessidade de subjugar outros. Estas coisas não foram originalmente parte da consciência humana. Elas se tornaram assim por causa do crescimento de um sentimento de separação e de isolamento.

Assim como a energia se move livremente dentro do corpo planetário e entre todos os seres que habitam na esfera da Terra, assim também as emoções se movem livremente no coração coletivo da humanidade, e o que é sentido por um ou vários, tem um impacto em todo o grupo. Enquanto cada consciência humana, portanto, começa a se transformar no sentido de buscar uma vida baseada no amor e na unidade, apesar de que esta busca possa ser frágil em um primeiro momento, ela, no entanto, tem um impacto sobre o coletivo. Como resultado da transformação de cada indivíduo, o coração da humanidade começa a recuperar o que ele tinha perdido, ou seja, a verdade de sua unidade com toda a vida.

Tal transformação na direção da verdade é provocada tanto pela evolução espiritual da consciência humana através do tempo, como também através da infusão de novas correntes de energia no corpo espiritual e emocional do planeta. O último, que ocorre de acordo com um calendário Divino, permite que as energias do amor e da luz sejam sentidas mais diretamente e tenham um maior impacto no comportamento e na experiência humana. Tal infusão ocorreu de uma maneira poderosa no período do nascimento do Cristianismo, há dois mil anos, e está ocorrendo agora, enquanto a nova luz do sagrado se infunde no plano físico mais uma vez.

Porque cada elemento no coração coletivo influencia todos os outros, cada pessoa exerce um efeito poderoso no todo e é também intensamente influenciada pelo todo. É por esta razão que o próprio coração precisa ser protegido, de modo que os seus impulsos e sentimentos sejam reflexos da luz e do amor, que são a sua natureza essencial, e não do medo que ele adquiriu. Quando um número suficiente de corações for atraído para a luz desta maneira, restaurando a sua pureza original, o coração da humanidade também retornará ao seu estado original de pureza e de amor, e o medo que tanto tem afetado a experiência humana não mais será um fator de influência. Embora este desenvolvimento não tenha acontecido ainda, ele está a caminho.

Que todos os que vivem na Terra neste momento venham a reconhecer a sua participação no coração coletivo da humanidade que bate com o sopro da vida que lhe foi dado pelo seu Criador. E que este coração compreenda a transformação prometida para maior luz e amor que tem sido anunciada desde o início do tempo, que é a sua realização e o seu destino prometido
 
----.....---==||.....---ooo000ooo--......||==----.....----
 
Fonte: http://www.lightomega.org/Heart-of-Humanity.html

YouTube – Longa Jornada (Enya) - http://www.youtube.com/watch?v=OKriLX4r_DY

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
Gostou! Indique para seus amigos.
|Topo da Pagina| - |Voltar Menu Luz Omega| - |Voltar Home|