Luz de Gaia - Ajudando Você a encontrar a SUA verdade.

Siga o seu coração que não haverá erro - O Criador/Fonte está em Você.

Assuma o SEU poder.

ENTENDA PORQUE VOCÊ NÃO CONSEGUE COCRIAR

A REALIDADE QUE DESEJA

Ana Paula Ramos

26 de setembro de 2017

luz de gaia 

Você já parou pra pensar na grande diferença que existe entre desejar uma realidade diferente da que se vive e efetivamente criá-la?

Talvez esteja nesse ponto de interseção – entre o querer e o fazer – o grande calcanhar de Aquiles de muita gente. O x da questão.

A ferida que mais dói: você deseja realmente sair da posição em que está e cocriar algo novo para sua vida, mais alinhado ao que clamam a sua alma e o seu coração, mas alguma coisa te sabota nesse processo todo. Você quer, mas não consegue. Você deseja, mas não age.

E, então, por mais que já saiba de si, dos seus valores, dos seus talentos e paixões, dos seus objetivos e sonhos, você continua parado, estagnado no mesmo lugar. E aquele conhecimento todo, que poderia ser usado para te fazer crescer, evoluir e cococriar uma vida com muito mais sentido e propósito, acaba se perdendo entre tantas e tantas camadas de tralhas e histórias que foram te contando ao longo da jornada, como se fosse um ciclo vicioso mesmo: quanto mais você sabe sobre si mesmo e quanto menos você age a partir do que você sabe, menos você quer saber. Porque às vezes dói encarar os nossos próprios fantasmas, não é mesmo? E dá medo arriscar.

Mas, olha, é importante saber. É importante olhar para dentro, por mais que corramos o risco de descobrir coisas sobre nós mesmos que não gostaríamos de ter que lidar. É um exercício que exige coragem, eu sei, mas que vai nos ajudar a transformar autoconhecimento em mudança concreta, porque quando você sente um incômodo desse tamanho, um desconforto que começa a se transformar em dor e até sofrimento, não é mais possível permanecer onde está.

Você muda. Muda na marra. Mas muda.

É engraçado como, nesse processo todo, a mudança pela mudança pode não significar absolutamente nada se ela for apenas um processo externo, sem nenhum impacto no nosso interior. Isso porque você pode mudar de tudo na sua vida: parceiro, religião, cidade, país, qualquer coisa, mas, se você não mudar internamente também, continuará atraindo pra sua vida os mesmos tipos de situações, pessoas e problemas.

É que o mundo exterior é apenas um reflexo do nosso mundo interior, entende? Se o seu exterior está uma bagunça, sinal de que, por dentro, as coisas andam bem bagunçadas também. Não adianta fugir do que precisa ser encarado. Enquanto você não enfrentar, vai te acompanhar. Simples assim.

A grande sacada, porém, é que mudanças externas são mais fáceis de serem feitas e podem ser efetivas como primeiro movimento para uma mudança interior.

Comece a destralhar coisas da sua casa e verá como o fluxo para outras mudanças vai se abrir com mais força e velocidade na sua vida. Arraste os móveis, mude-os de lugar, descarte aquilo que já não te serve mais, faça doações de coisas que estão em bom estado e que terão serventia para outras pessoas, libere espaços, tire a poeira das coisas, sacuda os tapetes e as cortinas, abra a janela e deixe a luz entrar. Não é poderoso isso?

Abrir espaço para que o novo chegue quando for a hora? Colocar as louças novas na mesa, usar aqueles copos de cristal, sem ter que esperar pela “ocasião especial”, usar uma roupa bonita, perfumar a casa, ligar o som e desfrutar do prazer da sua própria companhia?

Não faz sentido isso? Não tem a ver com mudança?

Sim. Mudança. E já é um primeiro passo. Uma primeira mensagem que você emite para o Universo de que as portas estão abertas, de que pode vir o que tiver que vir, porque você está pronto para entregar, aceitar, confiar e agradecer o que quer que seja.

Viver é arriscar. Não existem garantias e certezas absolutas de nada na vida. Mas, quando você cria um muro ao se redor, por medo de sofrer, de se machucar, de ter que enfrentar coisas que julga não estar preparado para enfrentar, sabe o que você está fazendo também? Se isolando de inúmeras oportunidades de crescimento, evolução, aprendizado e felicidade na vida. Sim, felicidade. Você está se impedindo de ser feliz. De gerar conexões agregadoras e viver experiências infinitamente positivas também. Não há muro que afaste só o mal. O muro que você constrói também te afasta do bem.

Cocriar é conectar-se com o outro. Vulnerabilizar-se. Derrubar muros e abrir portas. Encarar nossos monstros internos. Ousar e arriscar-se na vida, mesmo sem ter garantias ou certezas absolutas de nada.

É ter coragem para ser imperfeito e, sobretudo, para dar o primeiro passo, mesmo com medo. Porque o corajoso também sente medo, não se engane, mas ele age apesar de. Cocriar é também nutrir o coração de esperança, não numa espera que leva à estagnação, mas, sim, naquela que se abastece da fé em si mesmo, no outro, na vida. E que não para de remar. Cocriar é querer, sim, mas querer muito. Querer tanto, mas tanto, a ponto de pensar, sentir e agir (AGIR), com toda a verdade do nosso ser. É entregar, aceitar, confiar e agradecer, mesmo antes da bênção, mesmo antes de conseguir o que você quer. Porque o Universo tem o seu próprio caminho. Linhas às vezes tortas e curvas, que, exatamente por serem assim, geram encontros e conexões incríveis, que não aconteceriam se elas fossem retas e paralelas. Não há receitas e fórmulas mágicas. O que existe é trabalho. Um trabalho que começa bem aí, dentro de você.

Olha pra dentro. E vai. Vai com medo mesmo. Mas vai. Derrube o muro. Saia da casca. Quem está enrijecido não se transforma (e também não cocria).

Uma vida te espera pra ser vida em sua plenitude, sabia? E você merece esse presente. Você merece viver de verdade.

E não apenas existir.

 

         -.....---==II==----.....-