TRABALHADORES DA LUZ ENTRANDO NA NOVA ERA
Uma mensagem de Jeshua canalizada por Pamela Kribbe
dezembro de 2011
 
Queridos amigos, para mim é um grande prazer estar aqui; gosto muito de estar com vocês. Conheço vocês todos. Compartilhamos momentos como este antes na Terra, simplesmente estando juntos e desfrutando a presença uns dos outros. Sintam isto comigo, quer estejam presentes aqui nesta sala, ou ouvindo esta canalização à distância [ou lendo sua transcrição]. Estamos conectados pelo coração. Tempo e espaço não importam muito neste nível. Celebremos a nossa união.

Vejo em todos vocês um grande anseio e inspiração para criar uma nova realidade na Terra. Vocês estão carregando a tocha da Consciência Crística nesta Era e eu lhes dou os parabéns por isto. Vocês sentem que muitas coisas estão mudando neste momento, que realmente há muita confusão e caos por todo o mundo, e carregam uma visão no fundo de seus corações. É a visão, a imagem, da Terra Prometida. Vocês vêm carregando esta visão há muitas encarnações. Se uma alma tivesse genes, vocês a trariam nos genes de suas almas. Muitas e muitas vezes esta visão inspirou-os a voltar à Terra.

Mas o que é a Terra Prometida? Houve rumores sobre a Terra Prometida nas histórias da Bíblia e, naquele tempo, algumas pessoas pensaram que se tratava de um país físico específico… mas não era. Agora vocês a chamam de Nova Terra. Vocês a visualizam como uma realidade diferente existindo no seu futuro, mas Eu lhes digo que a Nova Terra com a qual sonham está viva dentro do coração de cada um de vocês. Vocês nutriram esta visão da Nova Terra por muito tempo e agora está na hora de expressá-la externamente no mundo, e de se unirem a outros que pensam e sentem como vocês.

Através da História, todos vocês foram feridos. Várias vezes tentaram trazer uma nova consciência, mas também encontraram resistência e agressividade na Terra. Isto os feriu tão profundamente, que ainda há muito medo em alguns de vocês. Como lidar com isso? Como curar a si mesmo? Minha mensagem de hoje é: “Ao curar a si mesmo, mesmo, você está trazendo a realidade da Nova Terra – a Terra Prometida”.

No passado, muitos de vocês estavam concentrados em mudanças externas. Isso também aconteceu comigo, na minha encarnação na Terra. Eu via muita injustiça à minha volta e podia sentir raiva por isso. Para me manter equilibrado, eu tinha que me afastar do meu ambiente e encontrar um local silencioso para refletir. Tinha que equilibrar minhas próprias emoções e restaurar a conexão com minha alma… e o mesmo acontece com cada um de vocês. Você quer mudar as coisas no seu exterior, mas sua verdadeira missão é voltar-se para o seu interior, enxergar o que está precisando de luz ali e entrar em contato com sua alma. Você veio à Terra, desta vez, para se curar das velhas feridas e, quando fizer isso, sua consciência mudará. Ao olhar para dentro e enxergar seus próprios medos e dores mais profundos, será que conseguirá estender a mão para si mesmo? Conseguirá ter compaixão pelas partes mais sombrias de si mesmo? Este é o seu verdadeiro desafio hoje: tornar-se verdadeiramente uno consigo mesmo, aceitando o que você é. Às vezes, quando pensa sobre a Nova Terra, você fica muito emocionado e quer chegar lá o mais rápido possível. A visão que você ama é realmente verdadeira, mas ainda existem partes de você que precisam de atenção, que requerem sua atenção total para serem curadas.

Agora quero fazer um pequeno exercício para conectá-lo com essa sua parte que está mais necessitada de cura. Imagine-se em pé diante de um portão. Atrás dele está a Nova Terra, a Terra Prometida. Sinta a energia desse portão e veja como ele está se abrindo lentamente. A luz está brilhando através dele e você dá alguns passos à frente. Mas você não está só. Ao seu lado há uma criança. Ela é sua. Agora avance em direção ao portão. Experimente a luz que vem dessa nova realidade e veja como você reage. Qual é a sua primeira reação?

Agora se ajoelhe junto da criança e pergunte-lhe o que ela quer. Ela está com medo? Precisa de algum tipo de ajuda? Pode muito bem acontecer que uma parte de você queira passar para o outro lado do portão o mais rápido possível, enquanto outras resistem e hesitam. Não julgue essas suas partes. Permita que elas se apresentem a você como uma criança necessitada de ternura e paciência. É sua missão nesta vida cuidar das suas partes que ainda não podem receber toda essa luz. Você ainda carrega crenças negativas sobre seu próprio merecimento, sobre seu próprio valor e seus próprios talentos. Então eu lhe peço que, em vez de avançar o mais rápido que puder, se ajoelhe diante dessa criança preciosa no seu interior, pois ela carrega a energia Crística tanto quanto você. Esta criança faz de você um anjo humano. Ela contém a sua humanidade, suas dúvidas, seus medos, e você só vai poder ajudar os outros com verdadeira compaixão e compreensão, quando acolher essa parte de si mesmo. E é isto que realmente traz uma Nova Era à Terra – não o desejo de mudar as coisas externamente, mas a capacidade de ir para dentro de si e alcançar as suas partes mais sombrias e desesperadas. É assim que você traz a Nova Terra mais perto do momento presente, e isto também é o que você pode fazer pelos outros. Sempre que vir a luta e a dor dos outros, não julgue; veja a beleza e a coragem deles. É isto que aliviará seus fardos.

Então, veja que minha mensagem é realmente muito simples – é sobre amar tudo o que existe na sua vida. A visão da Nova Terra é real e valiosa, mas muitas vezes você a recebe mais na sua mente; começa a pensar e se preocupar com o que fará para que ela se manifeste; procura diretrizes para ações específicas que você possa tomar. Sua mente fica muito ocupada, assim como sua força de vontade, mas a vinda da Nova Terra não acontecerá dessa forma. Receber a energia da Nova Terra é algo que você faz com o coração, sem expectativas, sem programação. Na verdade, a criação desta nova realidade se dá muito mais através do seu aspecto feminino do que pelo aspecto masculino com o qual você ficou tão acostumado. Os dois aspectos são igualmente importantes, mas a tendência é enfatizar e valorizar mais o aspecto masculino. O aspecto feminino da criação convida-o a sonhar com outra realidade, a ficar receptivo a visões e fantasias a respeito dela, e a confiar que o fluxo da vida lhe trará essa nova realidade. Então, sentir, estar receptivo e confiar são qualidades essenciais neste caso. Peço-lhe que se mantenha fiel à visão do seu coração e tenha confiança na vida.

Agora, eu gostaria de convidar todos vocês a sentirem a minha energia. Eu sou Jeshua. Sou seu irmão e amigo. Sei como é ser um humano. Não estou diante de vocês como professor nem mestre. Considerem-me um amigo. Eu gosto simplesmente de estar com vocês. Sei que gostariam que eu lhes oferecesse tanta informação quanto possível, mas na verdade, a informação não é o ponto principal. Vocês têm toda a informação que precisam dentro de si mesmos. Suas almas estão falando com vocês o tempo todo. Minha presença aqui é para encorajá-los a confiar em suas almas. Obrigado por estarem aqui comigo hoje, e eu adoraria responder as perguntas que tiverem.

PERGUNTA: À noite eu tive uma visão de uma borboleta azul claro e hoje de manhã vi uma borboleta em uma porta. Não havia paredes apenas uma porta, e eu podia sentir que por trás daquela porta havia uma realidade diferente. Gostaria de saber o que a porta representa e também quando eu estou na porta e estou olhando para trás, sinto muita alegria e felicidade, e começo a sorrir pensando na forma que éramos ou a forma como fazíamos as coisas.

JESHUA: Esta é uma linda imagem que você viu e, como acabei de dizer, sua alma está falando com você o tempo todo. O fato de você ter se comovido com ela e com a realidade por trás da porta mostra que ela é totalmente significativa. Seu coração está chamando-o a confiar nessa visão, nessa energia, e você se sente tocado porque uma parte sua deseja muito entrar por essa porta. Talvez você possa perceber também que algumas partes suas não estão tão entusiasmadas. Este é o paradoxo do qual estou falando hoje. Algumas partes suas ainda têm medo e têm dificuldade para aceitar a luz por trás da porta, e isto lhe pede que se mantenha fiel a essas partes suas que ainda necessitam de cuidado e ternura.

PERGUNTA: Jeshua, poderia nos dizer alguma coisa sobre a ascensão das pessoas no próximo ano?

JESHUA: Muitas pessoas estão passando por um processo intenso de unificação com suas almas neste momento. Podemos dizer que cada encarnação representa um raio de um grande sol. Sua essência, ou sua alma, é esse sol. O que acontece no que vocês chamam de ascensão é que você se move para cima nesse raio, chegando mais perto da fonte de luz. E é possível que, nesse processo, você se conecte com outros raios, se lembre de outras encarnações que teve. Sua consciência se amplia e você percebe que é muito mais do que este corpo humano feito de carne e osso. O que acontece quando se conecta com sua alma é que você começa a criar de dentro para fora, não apenas reagindo ao que a sociedade lhe pede ou espera de você, mas realmente confiando na voz da sua alma. Isto está acontecendo na Terra neste momento, mas existem diversos grupos de pessoas. Alguns estão apenas no começo desse processo e outros estão bem adiantados, e é assim que é – não tenho nenhum julgamento a respeito disso – e é muito difícil prever o que vai acontecer na Terra devido a essa transformação no nível interno. Todo ser humano se depara diariamente com a escolha entre o velho e o novo, entre medo e amor, e quando muitas pessoas escolhem o amor ou a inspiração de suas almas, as coisas podem acontecer bem rapidamente, mas isto não está predeterminado. Cada um de vocês tem o poder de escolher. Sua tendência é subestimar esse seu poder e dar importância demais às previsões, como a respeito do ano de 2012, por exemplo, como se a realidade externa determinasse o que vai acontecer em sua vida. É você que é o criador da sua vida e é importante permanecer focalizado em si e na sua vida, pois assim atrairá outros que estão vibrando no mesmo nível e são semelhantes a você.

PERGUNTA: Sou cantor e sensibilizo as pessoas com meu canto. Estou tentando fazer isso de forma profissional e, ao mesmo tempo, tenho muito medo e muita dúvida sobre como fazer isso.

JESHUA: Você é muito corajoso por ouvir a voz do seu coração. Respeite a si mesmo pelas escolhas que tem feito. É lógico que o medo está aí. Você deve compreender que o medo tornou-se uma espécie de campo de energia que envolve a Terra. É como uma neblina coletiva à sua volta que, no momento em que você decide sair dela, tenta assombrá-lo e atraí-lo de volta, e fica dizendo coisas falsas, do tipo: “o que você quer é impossível”. Então, a chave é reconhecer a natureza dessa voz de medo. Se você se sintonizar com a energia, com a frequência desse medo, saberá instantaneamente que não é a voz da verdade. Sugiro que deixe o medo mostrar-se a você na forma de uma criança. Ele não é um inimigo com quem é preciso lutar. É uma parte sua que é mais vulnerável a julgamentos externos. Proteja-a; deixe-a saber que você está por perto para o que ela necessitar. Diga-lhe o quanto ela é bonita e corajosa e, conforme você avançar, verá que ficará cada vez mais fácil sair da neblina. Existem pessoas esperando por você e desejando receber verdadeiramente a dádiva que você lhes traz com sua voz.

PERGUNTA: O que devo fazer com todos os meus sentimentos de vidas passadas? Às vezes sinto como se eles roubassem energia de mim. Como posso impedir que isso aconteça?

JESHUA: Primeiro reconheça que suas vidas passadas fazem parte de você, mas não são você; são aspectos dessas vidas que ainda precisam de cura e, mais uma vez, você pode vê-los como crianças vindo em busca da sua orientação. Elas não irão embora enquanto não forem reconhecidas. O que você tem sentido, de vez em quando, é que está sendo governado pelas suas vidas passadas, pelas energias traumatizantes que existem nelas, mas isto significa que você não reconhece seu próprio poder no presente. Não mande embora essas encarnações antigas. Convide-as a virem a você, mas veja-as como crianças necessitadas de orientação. Com frequência, as vidas que foram muito difíceis também contêm um presente para você. A personalidade da vida passada sofreu muita dor, mas também tinha talentos e dons específicos que você pode usar neste momento. Você não é a vítima das suas vidas passadas. Você é o curador.

PERGUNTA: No passado estive muito, muito doente, mas me recuperei e consegui um ótimo trabalho. Quando me desenvolvi espiritualmente, do modo que estamos conversando hoje, fiquei doente de novo e agora não posso trabalhar mais. Embora saiba que não devia, estou me perguntando o que fiz de errado. Poderia me falar alguma coisa sobre isto, por favor?

JESHUA: Não julgue a doença nem a dor que você está vivenciando. Algo de novo quer chegar a você. Agora isso ainda está atrás do portão, por assim dizer, e sua fé está sendo testada. Você não fez nada de errado. A tendência a se julgar pelas coisas que acontecem na sua vida vem do medo. Confie que existe um fluxo maior na sua vida que está guiando-o, mesmo que assim não pareça, e pode tentar sentir agora se essa doença está lhe trazendo alguma coisa que realmente tenha valor para você. Gostaria de enfatizar que você não está andando para trás, mas movendo-se para frente.

PERGUNTA: Queria fazer uma pergunta sobre trabalhar junto, cooperar com outros Trabalhadores da Luz. Tenho reparado que, conforme estou mudando no nível interno, estou ficando menos agradável e mais direto nos meus contatos com outras pessoas, e sinto que isto é bom para a minha energia e para o trabalho que tenho que fazer. Entretanto, a mudança é tão grande, que não tenho certeza se estou no caminho certo… talvez esteja apenas assustado de estar mudando tão intensamente.

JESHUA: O que você está vivenciando é que sua personalidade está se fundindo com sua alma, e que algumas vezes no passado, sua personalidade queria ser agradável, não ofensiva ou confrontadora; mas agora você sente que a voz da sua alma é mais forte e que às vezes você precisa criar limites firmes à sua volta. Isto faz parte do processo e é importante quando você trabalha com outros e sabe que todos estão partindo do coração, inclusive para levar em conta e respeitar as partes feridas dos outros, porque ninguém ainda se fundiu totalmente com sua alma. Todos ainda são muito humanos. No passado, os grupos espiritualistas tendiam a se concentrar muito em metas externas, em coisas que deviam ser mudadas no mundo, mas se quiserem verdadeiramente trabalhar juntos nesta era, comecem por simplesmente estar juntos, sentados uns com os outros. Procurem conhecer uns aos outros no nível humano. Não vejam isto como um projeto que deve ser realizado a partir da mente, mas apenas compartilhem o amor e a amizade e isto criará milagres que vocês nunca realizariam só com suas mentes.

PERGUNTA: É realmente suficiente apenas abençoar nossa comida e água antes de consumi-las e imaginar que elas estão cheias de tudo de bom que nosso corpo precisa, e pronto?

JESHUA: Por favor, saiba que a Terra é um ser vivo. Tudo que vive na Terra tem sua própria consciência e realmente existe uma cooperação entre todos os reinos de vida neste planeta, tanto humano quanto não humano. A Terra quer servi-lo como ser humano. Ela quer apoiar o desabrochar da consciência humana. Portanto você não tem que se sentir culpado a respeito da comida que você ingere ou a água que você usa. Se abençoa-las, não faça isso com sensação de culpa, mas com uma sensação de alegria e abundância. É verdade que tudo o que você leva para dentro do seu corpo é receptivo ao modo com que você o trata, ao que você pensa sobre ele, então se tratá-lo com respeito e gratidão isso será notado; mas não faça isso com sentimento de culpa. Mantenha a leveza.

PERGUNTA: Trabalhei com grupos durante muitos anos. Doei bastante. Acabei ficando doente e agora não estou trabalhando mais. Então minha pergunta é: o que posso fazer para ter certeza de não perder tanta energia quando estou trabalhando com grupos?

JESHUA: Você deve se perguntar por que está perdendo energia para outras pessoas. Como é que elas podem tirá-la de você? Você tende a se conectar com os outros com muita facilidade e de maneira doadora, e talvez possa perceber que existe um pouco de medo por trás disso. Existe uma doação genuína nessa capacidade, mas também há um tipo de medo: “O que acontecerá se eu me desapegar de todas as necessidades e expectativas dos outros? Posso fazer isto? Eles me rejeitarão para sempre?” Consegue perceber este medo? Procure saber mais sobre esse medo no seu interior. Ele é como uma criança que teme soltar-se de tudo que a rodeia. Diga a essa criança que está tudo bem se ela se levantar sozinha e se divertir por conta própria. É importante que você mantenha o foco em si mesmo enquanto está com outras pessoas. Uma vez que saiba fazer isto, poderá trabalhar com pessoas novamente com mais facilidade. Libere a culpa.

PERGUNTA: Como podemos trabalhar juntos em um nível espiritual se ainda existem feridas emocionais dentro de nós que afetam nossos relacionamentos?

JESHUA: Não veja as pessoas com quem você está trabalhando como um meio para atingir uma meta. A qualidade da conexão entre vocês é que vai determinar o que acontecerá, como as coisas se desenvolverão. Então, ao interagir com outras pessoas, se perceber dor nelas ou em si mesmo, não julgue e não tente superá-la muito rapidamente. Todos vocês passaram por tantas coisas através de muitas vidas. Agora vocês têm o dom da compaixão e da verdadeira compreensão uns dos outros, então deixem que essas energias fluam para os outros e para si mesmos, sem querer mudar nada. Aproveitem seu tempo e – repito – o que vocês desejam realizar juntos, vocês não podem saber com suas mentes.

PERGUNTA: Tenho uma pergunta para Jeshua. Há muitos anos venho trabalhando na assistência às pessoas e me vejo como um Trabalhador da Luz. Nunca me preocupei muito em pedir proteção; sempre me senti protegido. O trabalho que faço é muito difícil. Trabalho com viciados, mas ultimamente tenho notado que talvez eu precise de alguma proteção contra energias que estão aderindo a mim. Então minha pergunta é: eu realmente preciso de proteção?

JESHUA: Sim, você precisa de proteção porque possui uma energia sensível a partir da qual você capta facilmente as emoções dos outros, mas deve compreender que só você pode se proteger. Se precisar de coisas externas, é porque, de alguma forma, está dizendo a si mesmo que não pode fazer isso sozinho. Você precisa perceber sua própria e verdadeira força. Inclusive, como na pergunta anterior, pergunte-se por que essas energias estão aderindo a você, por que o estão incomodando e por que você permite que elas entrem. Pois elas não estão ai só pelo próprio poder delas, mas porque você está permitindo que elas entrem. Você tem uma sensação de obrigação ou culpa se não fizer isso. Para você – assim como para todas as pessoas sensíveis – recomendo que fique em contato com suas emoções de raiva se as sentir. Não descarte estas emoções como ruins ou indignas, porque elas geralmente querem lhe dizer algo importante. A raiva pode querer lhe mostrar que seus limites foram violados e sua alma está querendo lhe dizer isto através dessa emoção. Nem sempre ela se comunica com você através dos sentimentos mais elevados.

PERGUNTA: Bebês ou crianças pequenas escolhem ser abusados por seus pais, seus cuidadores ou sacerdotes – e estas pessoas também escolhem isso?

JESHUA: Antes de a alma assumir uma nova encarnação na Terra, ela escolhe determinados acontecimentos como parte da sua próxima vida. Entretanto, nada é completamente fixado e pré-determinado. Existe certa probabilidade de eventos em torno dela. Se eles realmente vão acontecer, sempre depende da participação da alma nesses eventos. Mas é verdade que a alma de uma criança que é abusada tinha algum pré-conhecimento da possibilidade disso ocorrer. Isto não elimina o fato de que abusador teve oportunidade de escolher. Qualquer um que esteja decidindo abusar de outra pessoa sabe, no fundo do seu ser, que existe um momento de escolha, portanto a pessoa que faz isso é totalmente responsável pelo que acontece. Sei que é difícil imaginar que uma criança inocente tenha, de alguma forma, escolhido certas experiências de abuso, e esta linha de pensamento nunca pode ser usada como justificativa para estas coisas acontecerem. Mas é verdade que por trás de qualquer acontecimento existe todo um universo de vidas passadas e relacionamentos muito complicados entre almas.

Gostaria de terminar esta sessão agradecendo a presença de todos vocês, e lembrando a alegria da visão da Terra Prometida. Mantenham-na viva em seus corações e, ao mesmo tempo, mantenham seus pés firmes na terra. Tenham paixão e paciência! Obrigado.
 
++==))0((==++

© Pamela Kribbe 2012

Tradução de Vera Corrêa 
veracorrea46@ig.com.br -

Direitos Autorais Pamela Kribbe - A permissão é concedida para cópia e distribuição deste artigo na condição de que o endereço www.jeshua.net,  esteja incluído como recurso e que ele seja distribuído livremente.    E-mail: aurelia@jeshua.net 

 

Gostou! Indique para seus Amigos

|Topo da Página|   |Voltar Menu Pamela|   |Voltar Home|